História The Crime Of Love (Jay Park) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias CL (Chaelin Lee), DEAN, G-Dragon, Jay Park
Personagens DEAN, G-Dragon, Jay Park, Lee Chaelin "CL", Personagens Originais
Tags Ação, Drama, Jay Park
Visualizações 36
Palavras 1.298
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi xuxus ^-^
tenham uma boa leitura

Capítulo 13 - Capítulo 11 - Você não presta... Mais eu topo


Fanfic / Fanfiction The Crime Of Love (Jay Park) - Capítulo 13 - Capítulo 11 - Você não presta... Mais eu topo

 

POV Kimmie Johnson:

Acordo em um quarto aleatório, me sento na cama e bocejo levemente juntamente me espreguiçando. Olho em volta do quarto e não vejo ninguém, só escuto o barulho do chuveiro. Me deito novamente e começo a falar sozinha.

-Aish, eu não me lembro de nada... Tá, pra não dizer que eu não me lembro... eu lembro do Jay brigando com um homem... mas não lembro o porquê. Deus, me ajuda a lembrar...
Logo escuto o barulho do chuveiro sendo desligado e a porta sendo aberta, e de lá, sai o Jay só de bermuda e ainda de cabelo úmido. Ele logo olhou pra cama e sorriu por me ver acordada.

Jay:  -Bom dia – Me sentei na cama e o olhei 

-Bom dia. - O garoto me olhou com o olhar malicioso e veio até mim, se sentando em minha frente e selando nossos lábios.

Jay: -Assim que se dá bom dia, querida – Ele sussurra em meu ouvido e morde o lóbulo de minha orelha levemente. 

-Sim senhor. - Sorrio maliciosa pra ele, que sem pressa se levanta e me olha

Jay: -Tô indo tomar café, tome um banho e depois desça também - O olhei e o garoto saiu do quarto.

Me levantei e fui fazer minhas higienes, logo tomei um banho relaxante. Saí do banheiro enrolada em uma toalha e fui me vestir. Coloquei o único conjunto de lingeries que eu tinha levado, meu short e uma blusa do Jay, que ficou muito grande em mim. Prendi meu cabelo em um coque e logo saí do quarto, descendo as escadas e indo até a cozinha. Vejo lá, Jay, CL, Dragon e Dean, sorrio fofa e dou bom dia a todos, me sentando do lado do Jay. (A: QUERIA MESMO ERA SENTAR NO COLO DELE, NÉ SAFADA? Kim: Fica quieta, menina!! A: Desculpa aê, pô)

Pego um pouco de suco de laranja e um pedaço de bolo de baunilha. Começo a comer, em silêncio, até que sinto uma mão em minha coxa, me fazendo arrepiar e o olhar. Continuo comendo como se nada tivesse acontecendo. O garoto logo começa a subir sua mão, chegando em minha intimidade e a massageando por cima do short. Mordo meus lábios, contendo meus gemidos e continuo a comer. Quando termino, o olho como quem quisesse dizer para que ele parasse, o garoto logo parou com uma leve cara de bravo. Me levanto de minha cadeira e peço licença, indo até o quarto pegar minhas coisas para ir embora. Pego tudo e volto pra cozinha, pra poder me despedir de todos.

-Eu já vou indo gente. - Sorrio. - Até qualquer dia por aí. 

Dean: -Tchau Kim. - O garoto sorriu e me mandou um tchauzinho

CL: -Aah, já vai? - Movimento a cabeça afirmando – Ah, então tchau. - A garota diz desanimada

Dragon: -Tchau Kim. - Ele diz meigo

Jay: -Eu te acompanho. - Ele se levanta e pede licença, logo indo até mim. - Vamos?

-Sim. - O olho e começo a caminhar junto dele, até fora da casa, logo indo ao meu carro. -Tchau Jay. - Sorrio fofa e o garoto vem até mim, me encostando no capo carro e iniciando um beijo sedento.

Jay: -Até, Babygirl. - Me arrepiei ao ouvir sua voz rouca dizendo “babygirl”.

Lhe dei um selinho e logo entrei no carro e logo o liguei, espero o garoto se afastar e saio com o carro, dirigindo até a minha casa. No meio do caminho, resolvo ligar o rádio, que estava tocando Chris Brown – To my bed.
Logo cheguei em casa, estacionei meu carro e desci do mesmo, logo entrando em casa cantarolando a música que estava ouvindo no carro.

Natalie: -Bonito hein. - Isso é hora de se chegar em casa, dona Kim? - A garota me olha de braços cruzados

-Não me enche, Natalie – A olho e saio andando até a sala, encontrando Karoline sentada no sofá vendo um filme. Vou até ela e a abraço por trás. - Bom dia Karol

Karoline: -Bom dia Kim. - A garota sorri pra mim e eu retribuo o sorriso.

Natalie: -A GENTE PRECISA RESOLVER ALGUMAS COISAS, QUERO AS DUAS NO ESCRITÓRIO DAQUI A 10 MINUTOS

Kim: -TÁ BOM, MÃE - grito enquanto subo as escadas, indo pro meu quarto.

Entro no quarto e guardo minhas coisas.  Troco o short que estava usando por um de moletom preto e tiro a blusa do Jay, colocando um cropped vinho, coloco também um tênis preto. Saio do quarto e desço as escadas, logo entro no elevador que tinha escondido na casa, o mesmo pede minha digital para que possa desbloqueá-lo, coloco minha mão no lugar indicado e o elevador logo começa a descer, chego no escritório e logo vejo Karol sentada no sofá que tinha lá e Natalie sentada de frente para ela. Ando pela sala e me sento em minha cadeira, de frente para a mesa.

-E então... planos pro assalto?

Natalie: -Bom... - ela pegou a planta do banco e a abriu sobre a mesa, fazendo com que Karol se aproximasse de nós. - Como já planejado, nós vamos entrar por aqui e esperar a Karol entrar no sistema do banco, pra que os detectores da porta não funcionem, a gente entra e uma parte do plano já está concluído, certo? - A garota me olha e eu assinto com a cabeça - Então nós esperamos a Karol desativar os alarmes e começar a contagem, rendemos todos, entramos nos cofres e pegamos o máximo de dinheiro que conseguirmos. Depois, a Karol pega o carro e vem o mais rápido que puder ao nosso encontro. Entramos na vã e caso algo dê errado, entramos em fuga. Nós conhecemos as ruas com as palmas de nossas mãos e sabemos todos os atalhos. Não tem como nosso plano dar errado. - Ela sorri.

-Ok, mas não é muita coisa pra Karol fazer sozinha? Digo... Não acha que precisamos de mais alguém pra pelo menos dirigir? - Olho para as duas.

Natalie: -E onde vamos achar mais uma pessoa? - Ela olha pra mim. - Se tá pensando no Jay... a resposta é não.

-Não é o Jay, e sim a CL, ela é boa nisso... 

Karoline: -Pra mim tanto faz. - Ela me olha e cruza os braços. - Na verdade, acho até que vai ser mais fácil pra mim se tiver alguém no controle do carro.

Natalie: -Se eu negar, vocês vão chamar ela do mesmo jeito. - Ela revira os olhos. - Então chame. Mas se ela negar, será do jeito que planejamos, normal.

-Ok. - Sorrio - Reunião encerrada. - Me levanto da cadeira e saio do escritório, pego o elevador e quando subo, vou pra sala. Ligo a tv e começo a assistir um programa aleatório que estava passando. Logo escuto a campainha tocar, me levanto e vou até a porta. A abro e me deparo com Jay.

Jay: -Oi marrenta – O olho e reviro os olhos

-Oi idiota – Deixo espaço para o mais velho entrar. O garoto entra e eu fecho a porta, indo até ele. - O que quer?

Jay: -Você! - Ele sorri malicioso e cola nossos corpos.

-Se quer isso, precisa ser no meu quarto... - Sorrio maliciosa

Jay: -Não quero na minha casa, muito menos na minha. - Ele me solta e me olha, indo até o sofá e se sentando lá, me sento no outro sofá, ficando na sua frente. -Olha... O que acha de a gente ir numa boate hoje? A gente se diverte um pouco, dança um pouco, bebe... e depois a gente vai pra um lugar mais reservado. - Ele me olha malicioso

-Você não presta. - O olho. - Mas eu topo. - Sorrio maliciosa e o mais velho me retribui o sorriso
 


Notas Finais


espero que tenham gostado, gente.
a CL deve aceitar a proposta da Kim?
comentem aí, xuxus!!
amo vucêis <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...