História The Crimes Of Busan: The Red Bullet- Jikook - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Abo, Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Policial
Visualizações 61
Palavras 1.126
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Lemon, Policial, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 26 - -Twenty-Six-


Fanfic / Fanfiction The Crimes Of Busan: The Red Bullet- Jikook - Capítulo 26 - -Twenty-Six-

Eu sentia uma dor um tanto possível de aturar, mas quando aquela bala foi retirada com força de dentro de mim, eu acordei em um grito.

- Calma! - JungKook gritou junto por ter levado um susto.

Eu estava com as costas nua encostada no peitoral do mesmo. Ele fazia carinho em minha cabeça e beijava o meu pescoço as vezes. Jin fazia um curativo rápido enquanto olhava a bala um pouco curioso. Não entendi o por que no início até ele pegar a bala nas mãos.

- Essa vadia conseguiu colocar veneno aqui dentro... - Disse me olhando em seguida.

- O que? - Eu estava confuso ainda. Meu corpo doía e eu estava tentando me distrair daquela sensação estranha.

- Jin, o que disse? - JungKook disse um tanto preocupado.

- Tem veneno na bala. Jimin, você precisa tomar alguma coisa. - Disse ja se levantando e indo buscar uma caixa de remédios em seu quarto. Ao voltar, eu tomei o remédio, que por sinal era horrível. - Pronto. Talvez isso melhore o efeito negativo do veneno.

- Ok Jin.. obrigado.

Ele se levantou e pediu para que JungKook se retirasse. Ele não queria sair mas Jin insistiu, apenas para que eu dormisse melhor. Ele se retirou de cabeça baixa e então se retirou junto ao mais velho. E eu? Acabei dormindo mais rápido por conta do cheiro do maior. Mas que droga!

Tudo estava uma maravilha, até eu ter uma recaída pesada e ir correndo para o banheiro mais próximo e ai, vomitei exatamente tudo o que possívelmente avia em meu estômago. Me sentei sobre o vaso sanitário tentando entender o que era aquilo. Sera que era sintoma de alguma coisa? Bom, deixei os pensamentos negativos de lado e caminhei até a pia procurando uma escova de dente nova e uma pasta. Ainda bem que eu achei e escovei meus dentes para tirar aquele gosto amargo de minha boca.

Sem conseguir dormir eu fui até a cozinha me perdendo várias vezes naquela casa enorme. Quando me vi na cozinha eu peguei um copo de água e me sentei sobre o balcão bebendo. Até sentir uma presença e olhar para trás por cima dos ombros.

- Jimin... o que faz acordado? - Era JungKook.

O maior caminhou até minha frente e ali ficou me encarando enquanto esperava uma respsta exata.

- Eu não estou me sentindo bem. Apenas vim pegar um copo de água para ver se eu consigo dormir. - Disse sem olhar diretamente para ele.

O local ficou silencioso e um clima de tensão de ambos os lados tomou conta do ambiente. Algo que iria se quebrar quando um dos dois falasse algo.

- Como você está? - Disse os dois de uma vez provocando em seguida risos.

- Eu estou bem.. e você? - Respondi agora olhando para ele.

- Eu estou perfeitamente bem. Quer dizer, continuo tendo meus defeitos.

- Isso é bom ou ruim? Quero dizer, não quer mudar?

- Ninguém muda Jimin, nós melhoramos ou pioramos. Eu melhorei em relação a mim mesmo.

- Que bom, fico feliz por você. De verdade.

Ele apenas sorriu e então se aproximou. Nessa hora, eu não sabia sentir felicidade de um jeito moderado. Eu sentia borboletas no estômago, coração querendo sair do meu corpo e abraça-lo. Até perceber que ele avia me beijado de fato.

Um beijo calmo mas com sentimento em dia? Se ele ainda me amava eu queria acreditar nisso. Mas e se eu não quisesse mais tudo isso? E se eu quisesse outro alguém?

É nessa hora que eu percebi que eu queria algo a mais do que ele me beijando simplesmente. Eu queria ele inteiro para mim. Oficialmente. Sou covarde de mais para admitir isso então foda-se. Aproveitei o beijo.

Ele explorava cada sentimetro de minha boca enquanto colocava mas mãos em minha cintura me puxando para mais perto. Eu queria ficar ali para sempre. Beijos na boca foram substituídos por beijos e marcas avermelhadas em todo o meu pescoço. 

Fui pego em seu colo sendo levado ao quarto do mesmo. A cama era enorme e ele pareceu não exitar em me deitar nela enquanto me beijava intensamente.

- Eu esperei tanto tempo para lhe sentir assim, intregue completamente a mim. Sabe por quê Jimin? Por que eu te amo tanto.

- Me ama é? Então me rendo a você hoje JungKook, faça tudo o que sempre sonhou.

- Bebê, não faça assim comigo. Preciso ouvir que será meu para todo o sempre.


Ele dizia um tanto manhoso. Eu apenas sorri vendo nossas mãos se entrelaçando.

- Eu sou seu JungKook.

Ah, quanto tempo eu esperei para dizer isso.

- Que bom, e eu prometo que enquanto for assim você será muito feliz.

Ele atacou meus lábios em um beijo sedento por amor, pelo meu corpo. Retirou minha calça e em seguida passou a beijar o resto de meu corpo. Quando chegou em meu membro ele retirou a cueca e então me levou literalmente a loucura com sua boca.

Depois de uns cinco minutos fazendo aquilo ele me distraí com uma massagem, e assim ele me algema na cama. Como eu não percebi? Bem, eu estava aproveitando outros prazeres.

- O que está fazendo? Eu não fui um menino levado.

- Claro que foi. Ficou longe de mim durante quatro anos e quando apareceu aqui ontem não foi diretamente até mim.

- Eu não pude. Eu estava com raiva de você

- Isso não é desculpa.

Ele me beijou novamente e assim retirou suas roupas.

- Eu queria ao menos beijar você.. - Disse olhando todo o seu corpo.

- Eu sei.. vai ficar com essa vontade por muito tempo.

Avia uma gaveta em uma cômoda ali perto, onde preservativos e lubrificante permaneciam. Ele tampou minha boca para evitar acordar a casa toda e se pôs dentro de mim. Eu fechei os olhos e soltei um gemido arrastado sobre a mão dele.

- Que se dane! Quero que a casa toda saiba que você é meu.

Os movimentos eram constantes e e fundos. Nossos corpos se estalando quando juntos, suor molhando o cabelo do maior e eu gemendo complemente submisso dele.

Lá estava eu, dormindo agarrado ao amor da minha vida enquanto todos da casa estavam acordados. Eu estava bem, até sentir aquele refluxo da madrugada novamente. Eu me sentia fraco para levantar do chão do banheiro, e eu não sabia o que avia acontecido.

- J-JungKook.. - Eu falava baixinho e voltava a vomitar.

- Amor! - Ele correu até mim me ajudando a ficar em pé. - Céus Jimin, você está pálido como um morto!

Minhas dores ao longo do corpo começaram a aparecer, e eu mal sabia que aquilo poderia ser o meu fim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...