História The Criminal - Camren - Capítulo 54


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camilacabello, Camren, Laurenjauregui
Visualizações 185
Palavras 3.399
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Coloquei essa foto só porque perdi minha pasta de fotos camren, mas vou recuperar.

Capítulo 54 - 54


Fanfic / Fanfiction The Criminal - Camren - Capítulo 54 - 54

"E que o verão do seu sorriso nunca acabe."

O dia havia clareado dando espaço para o sol iluminar e aquecer a manhã que estava linda, os pássaros cantavam harmoniosos no lado de fora do hotel e a luz invadia o quarto fazendo os olhos de Camila ficarem sensíveis, começou a se espreguiçar e olhou pro lado vendo sua esposa ainda despida agarrada ao lençol, não podia deixar de sorrir, estava tão feliz!

Nunca imaginou que poderia ser feliz dessa maneira, a vida às vezes nos tira algo mas nos recompensa depois, ela perdeu sua família, seus pais.. mas ganhou três amigas incríveis, Dinah, Normani, Ally e encontrou alguém para chamar verdadeiramente de amor, Lauren Jauregui, a garota dos olhos esverdeados que tanto lhe tirava o fôlego.

O sentido de sua felicidade habitava no olhar da garota que dormia tranquilamente ao seu lado, sentiu vontade de toca-la e assim o fez, passou sua delicada mão pela maçã do rosto dela e afagou os seus cabelos negros, a melhor coisa que havia feito na vida foi ter dito SIM pra Lauren e aceitado o amor imensurável pelo qual ela lhe oferecia. Um dia alguém vai aparecer na sua vida e tirar tudo do lugar, fará uma enorme bagunça, porém de uma forma boa, fará você vibrar com um simples sorriso e sempre vai estar ali para te abraçar caso a vida te faça enfraquecer, alguém para chamar de porto seguro, aquela que você tanto esperou.

Começou a dar beijos no rosto dela e no pescoço, deslizando seu nariz na pele macia de sua esposa que sorriu antes mesmo de abrir os olhos pois sabia de quem era esse toque, conhecia bem o cheiro doce dos cabelos de Camila.

– uuh que preguiça! Bom dia meu amorzinho

– bom dia lolo, dormiu bem?

– perfeitamente bem, depois de uma noite maravilhosa e de acordar com beijos não tinha como ser melhor

– acho que tinha sim, a gente poderia tomar um banho quentinho juntas agora, que tal?

– acho uma ótima ideia, depois a gente desce pra tomar o café da manhã

– não quer chamar o serviço de quarto?

– não, quero conhecer o hotel, tem uma área mais arejada na parte de baixo, tem até piscina caso queira entrar

Lauren levantou da cama, não haviam se vestido depois do que aconteceu na madrugada passada, a latina acompanhou a esposa com o olhar, estava com aquele secada básica nela.

– você é tão gostosa amor!

– você é ainda mais – piscou pra ela e entrou no banheiro, não demorou muito para que Camila fosse ao seu encontro.

Misturaram os sais de banho junto a espuma na banheira e entraram juntas, a latina ficou entre as pernas de Lauren recebendo caricias dela e sentindo seu corpo relaxar.

– bem que a gente poderia viver aqui pra sempre

– queria poder pagar para ficarmos mais tempo.. mas agora que sai da central de Polícia e ainda não estou com a minha galeria não tenho tanto dinheiro assim e..

– ei, eu falei brincando baby girl, qualquer lugar com você se torna perfeito pra mim, ah e a gente possui dinheiro o suficiente pra isso

– como assim? De onde?

– esqueceu que eu era uma ladra profissional? Esvaziei vários bancos

– mas você devolveu tudo, ou não?

– aos bancos sim.. fiz tudo que me pediram mas.. esqueceram de uma coisinha

– o que?

– lembra dos 5 milhões que pedi em troca do filho do presidente?

– você ainda tem?!

– quase todo, eu dei uma parte a Dinah para que ela montasse o seu negócio, e ai está, se dando bem com o bar, dei uma pequena parte a Ally também mas sobrou bastante, acho que dinheiro é a única coisa que não precisamos nos preocupar agora

– meu Deus! Camz..

Ela sorriu e beijou os lábios de Lauren. Ficaram na banheira por alguns longos minutos e depois se vestiram, foram andar um pouco pelo hotel, tudo era sofisticado ali. Sentaram-se a beira da enorme piscina que tinha ali.

– não quer entrar?

– a gente acabou de tomar banho, não quero ter que secar meu cabelo tudo de novo e... a água está fria –Lauren botou apenas o pé para sentir a temperatura

– agh! Está bem fria mesmo

– eu me contento em ficar aqui grudadinha com você

Sorriam e beijaram-se, os lábios como sempre em uma sincronia impecável.

– faz um tempo que eu descobri que não sou nada sem você, sabia?

– tenho tanta importância assim?

– mais do que imagina, eu não teria vida se fosse pra ficar longe de você . e eu nunca posso parar de te amar pois você é a única coisa que me mantém em pé

– aww, isso foi tão fofo!

Entrelaçaram as mãos e sorriram juntas. O dia foi resumido a isso, estar juntas, trocar palavras de amor e carinho, aproveitar a companhia uma da outra. Por volta das 18:00 horas as duas estavam terminando de se arrumar, iriam sair, Lauren planejava leva-la pra andar de canoa em um enorme rio que tinha perto do grande Big Ben.

A latina usava um vestido preto colado ao corpo e um coturno meia bota na cor preta, passou uma leve camada de maquiagem apenas para realçar ainda mais a sua beleza.

– não acha que esse vestido está curto demais? Não quero rapazes babando pela minha mulher em minha frente

– e isso não é bom?

– qual o lado bom nisso?

– eles podem babar o quanto quiserem mas só você tem o direito de me ter em todos os sentidos possíveis

– hum, bom.. pensando bem tem razão, mas mesmo assim estou achando esse vestido pequeno demais

– ciumenta!

– quando se tem uma mulher tão bela como você tem que ter mesmo ciúmes, não posso arriscar perde-la pra ninguém

– impossível isso acontecer, sou louquinha por você

Deu um selinho demorado nela e saíram do quarto, havia um carro em frente ao hotel, Lauren havia pedido para providenciarem um carro alugado, um dos recepcionistas entregou as chaves e lhes desejou um bom passeio.

– pra onde vamos?

– você logo vai ver

 

Deu a partida no carro e dirigiu por alguns minutos, não era distante do hotel onde estavam hospedadas, ao chegarem próximo ao Big Bem a latina tirou uma foto com seu celular, Lauren saiu com a mão no rosto, estava corada.

– ahh amor, para! Tira essa mão do rosto, quero te fotografar

– tudo bem, mas preciso fazer pelo menos uma pose

Fez um bico adorável e Camila fotografou. Depois que desceram do carro a latina perguntou mais uma vez, estava curiosa.

– o que vamos fazer? –estavam em frente a um enorme rio, já estava escurecendo

– nós vamos passear de canoa

 

– o-oque? Aqui?

– sim, já fez isso alguma vez?

– não, eu tenho medo amor, e se virarmos?

– isso não vai acontecer mas caso aconteça eu sei nadar bem e te pego rapidinho

Ela olhou para uma das canoas e ficou pensativa.

– vamos! Não seja medrosa

– tudo bem

Segurou na mão de Lauren e caminhou até estarem devidamente dentro da canoa, os remos foram postos pra fora e a garota começou a remar locomovendo-se.

– devagar amor

– relaxa Camz, estamos seguras, só temos que ter cuidado com os jacarés

– COMO É QUE É?

– eu estou brincando bobinha –gargalhou e Camila deu um tapa em seu ombro

Depois que chegaram ao meio do enorme rio Lauren parou de remar, já era noite, a lua refletia na agua, estava claro por conta de sua luz e as estrelas também ajudavam a deixar a noite ainda mais bela.

– deita um pouquinho, eu vou fazer o mesmo

Deitou-se na canoa e Camila fez o mesmo, porém se deitando no sentido contrário a ela.

– o céu está magnifico! Eu amo apreciá-lo

– é um dos meus vícios favoritos, está muito lindo mesmo!

Segurou na mão de sua esposa e ficou brincando com seus dedos, estava um silencio tranquilizador, apenas um barulho dos grilos cantando. Enquanto estavam olhando pro céu viram uma estrela cadente quase que no mesmo instante.

– UMA ESTRELA CADENTE, FAÇA UM PEDIDO! –disseram ao mesmo tempo

– eu não sei o que pedir, já tenho tudo que preciso, tenho você

– desejo nunca te perder e sempre ser o suficiente pra você

– tratarei de tornar o seu desejo real, nunca quero me perder de seus braços

Envolveu-se em um abraço aconchegante. Depois que saíram do rio Camila avistou de longe o London Eye, precisar ir e levar Lauren.

– lolo! Eu quero ir a um lugar antes de voltarmos pro hotel

– onde?

– London Eye

– eu estava evitando ele

– porque?

– tenho medo de altura Camz.. só de olhar já fico apavorada

– vamos até lá, por favor!

Como dizer não pra ela? impossível! Entraram no carro e foram até a enorme roda gigante de observação , é um dos pontos turísticos mais disputados de Londres.

– aqui estamos nós

– baby girl

Ela já imaginava o que viria a seguir.

– amor.. não..

– por favor lolo, por mim! Não precisa ter medo, eu vou estar lá contigo

– eu vou ficar apavorada

– eu te acalmo, vamos! Por favorzinho babe!

Lauren olhou para a roda gigante e sentiu sua pele arrepiar só de pensar em quantos metros de altura ela tinha.

– vou ter que ir sozinha mesmo? –fez bico envolvendo seus braços no pescoço dela

– não, eu.. vou contigo

Camila saiu puxando ela até lá, suas pernas estavam um pouco trêmulas. 

– vamos? É só dar um passinho e estaremos dentro

– eu.. estou tremendo amor

Segurou a mão dela firmemente.

– lembre-se que estamos juntas

Caminhou para dentro e levou Lauren consigo, depois que foi fechado e ela ouviu um baixo barulho de que ia se mover tampou os olhos e se encolheu toda.

– ei.. calma amor, vem cá, me abraça

Ela estava mesmo tremendo, lidar com medos não é tão fácil, mas fez por sua garota.

– está indo bem devagar.. abre os olhos

– não quero olhar pra baixo

– não precisa olhar, olhe pra mim, só pra mim

Ela assentiu com a cabeça e abriu os olhos fitando as íris castanhas de Camila. Pararam no topo, era muito alto, ela sorria encarando as esferas verdes a sua frente.

– porque está sorrindo?

– porque estou com você

– está mais romântica depois que nos casamos

– isso é ruim?

– é perfeito!

Segurou na nuca dela bem de leve e aproximou sua boca da dela iniciando um beijo calmo e apaixonado, nem se deu conta de quando a roda gigante voltara a se mexer, estavam descendo. Sua língua começou a serpentear na boca da latina que mordiscava seu lábio inferior e fazia uma leve caricia em sua nuca, prosseguiram com esse beijo até ouvir o barulho da porta abrindo.

– já estamos de volta ao chão?

– sim, acho que ficamos um pouco distraídas – disse e beijou a pontinha do nariz dela

– vamos! Estou orgulhosa de você por ter enfrentado seu medo

Iam correr de volta pro carro quando uma chuva torrencial começou de repente, não tinha jeito, antes de chegar no carro já estavam encharcadas, Lauren abriu a porta do carro rápido e entrou.

– acho melhor voltarmos pro hotel

Falou sozinha, pensou que a latina havia lhe acompanhado.

– Camz?

A garota estava no lado de fora girando e olhando pro céu enquanto sentia a água bater contra seu corpo.

– amor, você vai pegar um resfriado

– não vou não, vem aqui lolo! Quando foi a ultima vez que tomou banho de chuva?

Ela colocou a mão no queixo tentando lembrar mas não se recordava.

– ah eu.. não me lembro, faz um tempão

– eu também, a última vez eu tinha 12 anos, isso é tão bom! Vem aproveitar comigo amor!

Não acreditava que ia mesmo fazer isso, estava se sentindo uma criança novamente, mas foi.. saiu do carro indo em direção a Camila.

– você é maluquinha sabia?

– sério? nunca notei isso

Sorriu com a língua entre os dentes e puxou Lauren para um beijo, assim na chuva mesmo, fazia frio e elas não se importavam mais como ambiente ou com o que acontecia a sua volta, enquanto beijavam-se existia apenas elas duas, dois corações apaixonados que se tornavam um só. Depois que Camila decidiu que já haviam levado chuva o suficiente foram pro carro, molharam os bancos, mas a essa altura não se importavam com isso. chegaram no hotel ensopadas, os recepcionistas correram para pegar toalhas, ambas entraram gargalhando, Lauren havia prendido seu pé na lama e agora estava sujando toda entrada do hotel, a latina ria descontroladamente.

– você precisava ver a sua cara quando afundou o pé na lama –sua risada era tão gostosa de se ouvir

– amor, para de rir de mim! Rum –fingiu estar chateada

– que biquinho mais lindo! Faz de novo

– senhoras, desculpem interromper, aqui estão as toalhas, melhor se enxugarem para que não peguem um resfriado

– obrigada, vamos para o quarto, nos leve um chá quentinho daqui a 10 minutos, ou chocolate quente 

– sim senhora

– ah, vou deixar essas botas aqui mesmo, não quero sair melando mais ainda o chão

– pode deixar, pela manhã estarão limpinhas e entregues ao quarto

– obrigada!

Pegaram o elevador e foram rumo ao quarto, ao entrarem tiraram as roupas molhadas, Camila estava sentada na cama enxugando os cabelos, Lauren já havia vestido algo quentinho.

– quer que eu te ajude?

– adoraria

Pegou a toalha e começou a enxugar os cabelos de sua latina que fixou seus olhos nos dela, caiu uma mecha de cabeço próximo ao seu olho mas ela logo tratou de tirar.

– tira, não quero que pegue um resfriado

Tirou a roupa molhada e levou até o banheiro, ficou despida, enquanto passava a toalha sequinha pelo seu corpo. o serviço de quarto bateu na porta, Camila entrou no banheiro por um instante, suficiente apenas para entregarem o chá, então logo retornou.

– está quentinho

– estava mesmo precisando

Serviram-se com o chá e então Camila foi até a pequena mala em busca de roupas secas mas sentiu o calor do corpo de Lauren atrás de si, agarrou seu corpo e começou a beijar seu pescoço fazendo-a arrepiar-se, ela fechou os olhos pra sentir os lábios de Lauren tocar-lhe. Largou as roupas que estava escolhendo, Lauren deslizou suas mãos no corpo de sua esposa sentindo o desejo começar a fluir repentinamente, seus dedos deslizando devagar e mapeando cada parte, a latina mordeu o lábio inferior e deixou a boca entreaberta pois sua respiração começou a se modificar.

Virou-se de frente pra ela e seu corpo sentiu a ardência do contato de seus corpos, Lauren tinha uma pegada tão gostosa que poderia fazê-la se sentir em chamas em questão de segundos, atacou então os lábios de Karla em um beijo quase que desesperado, queria senti-a, tinha pressa.. as mãos tateando por todo canto, a sincronia do beijo impressionante e o calor dos corpos aumentando de temperatura conforme o beijo se aprofundava. O pescoço da latina provavelmente ficaria com marcas dos lábios carnudos de Lauren que mordiscava e chupava devagar, ela adorava isso.

– tenho uma forma melhor de nos aquecer

Seu olhar sedutor encontrou o de Camila que fechou os olhos sentindo-a se aproximar e beijá-la apaixonadamente, começara a se perder em seus carinhos, se aquecia nos braços dela e sentia as mãos quentes da garota deslizando por seu corpo.

– quero acariciar a tua pele todas as noites

Sussurrou ao pé do ouvido dela arrastando seus lábios pela clavícula e segurando firme em sua cintura aproximando seus corpos ainda mais, a chuva torrencial ainda se fazia presente lá fora, apenas o barulho da chuva e os gemidos das duas se fazia presente. Seu toque era tão suave, Camila sentia-se a mais frágil das mulheres quando estava nos braços de Lauren, ela tinha todo um cuidado, os olhos dela brilhavam quando sentia sua garota tocando-a com tanto amor e carinho. Os cabelos de Lauren ainda um pouco bagunçados por conta da chuva que levara, deitaram-se na cama sem quebrar o contato e sem parar o beijo, a língua serpenteando na boca da latina e as mãos possessivas pousadas no quadril dela.

– é tão gostoso sentir você lolo

Sussurrou enquanto ela dava leves mordidas em sua orelha e descia os beijos para seus seios onde traços linhas com sua língua e brincou com seu mamilo chupando-o com prazer e devoção, o barulhinho de sucção deixando a latina ainda mais excitada, suas pernas entre as de Lauren.. seu corpo implorando pelas mãos dela por toda parte, lhe tocando e lhe proporcionando prazer, e acima de tudo fazendo-a se sentir amada. As respirações em sincronia como se o débito cardíaco liberasse a mesma quantidade de sangue pulsando forte no corpo, total euforia, extasiado de prazer.

Sentiu os dedos de Lauren invadindo-a sem aviso e arqueou as costas no mesmo instante, seu clitóris pulsava, ela estava tão quente e molhada, as palavras se perderam no momento, conversavam entre olhares e toques, uma corrente parecia passar pelos corpos das duas fazendo-as se arrepiarem. Camila se encaixou a ela começando um contato entre seu sexo e o de sua esposa, sentindo também a umidade nela, tão presente como em si. Movimentou seu quadril em um contato prazeroso.

– uuhh.. Karla..

– gostosa.. ugh!

Os pensamentos viajando por caminhos de prazer e êxtase. O gosto dos lábios da garota eram viciantes, a latina não conseguia ficar tanto tempo sem beijá-la, os corpos ainda mantendo o contato intimo intenso, continuaram até chegar ao ápice juntas, segundos depois de Lauren sair da posição em que se encontrava ainda com seu corpo contagiado pelo orgasmo penetrou sua garota sem aviso algum, a latina gemeu, dessa vez mais alto, sentiu a pressão dos dedos dela dentro de si e a leve pressão em seu clitóris.

– eu quero sentir a sua alma.. seu corpo... sua boca, tudo de si!

Disse com sua voz rouca um tanto quanto sensual fazendo Camila estremecer ainda mais. Agarrou a nuca dela em um beijo mais intenso enquanto a outra mão continuava nas investidas estocando rapidamente na intimidade apertada de Karla..

– oohh!! A-amor!! Isso Laur.. fode mais rápido

– hum, quer mais rápido baby girl? Eu vou fazer do jeitinho que me pedir!

Movimentou-se freneticamente e começou a sugar, chupar a carne pulsante dela, seu hálito quente em contato com a pele da latina, não dava mais pra aguentar, estava no seu limite.

– aahh!! Lauren.. eu.. vou.. uuuh!

Mordeu o próprio lábio sentindo seu corpo vibrar e dar leves espasmos, gozou demoradamente nos dedos de Lauren que fez questão de leva-los até seus próprios lábios saboreando o gosto de sua garota. Os corpos ainda atiçados pela tensão sexual, as respirações foram se acalmando devagar, Camila agarrou-se a sua esposa apoiando a cabeça em seu peito.

– um – disse sem explicação alguma

– como assim amor? Do que está falando

– eu quero ter um filho com você

– wow, assim do nada? quer dizer eu... 

– ei, não precisa se assustar, não é agora

– eu sei, ia falar que isso é incrível, tudo que mais quero é ter um filho nosso, acho Sebastian um lindo nome 

– sério que pensa isso?

– claro amor, eu assumo que antes não tinha planos de construir família, sabe disso.. e muito menos ter um bebê, mas você mudou tudo pra melhor

– eu fico feliz em ouvir isso, ah e quanto ao nome prefiro Louis

– também é bonito, mas.. e se for uma princesinha?

– humm.. acho que Carmen, o que acha?

– é bonito, mas tem também Camile, lembra o seu nome e é bonitinho

– ou sei lá, Christine

– humm.. acho melhor outro

– estamos parecendo duas bobas falando como se eu já estivesse grávida

Lauren colocou a mão na barriga dela e sorriu.

– eu mal posso esperar para vê-la carregar nosso pequeno sonho dentro de si, te ver com um barrigão

– esse será um dos melhores dias da minha vida

– eu te amo tanto sabia?

– prova que me ama

– faço qualquer coisa

– acho que vou pedir algo bem simples, só um beijo bem demorado, eu vou sentir se estiver mesmo falando a verdade

– combinado Sra Cabello Jauregui

Uniu seus lábios aos dela e sorriu entre o beijo, mordeu o lábio inferior puxando bem devagar até parar o beijo e fitar os olhos castanhos da latina.

– e ai, passei no teste?

– totalmente!

A latina se espreguiçou e bocejou, já estava tarde.

– acho melhor a gente dormir, amanhã temos que voltar a Miami

– queria te sequestrar e ficar aqui mais tempo

– eu adoraria mas, infelizmente, temos que voltar 

– tudo bem Boo, boa noite!

Pegou uma das roupas de Lauren e vestiu, a garota continuou despida em baixo do edredom. Aconchegaram-se uma na outra.

– boa noite Camz..

– boa noite lolo

– eu te amo! –falaram ao mesmo tempo e sorriram em sincronia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...