1. Spirit Fanfics >
  2. The Criminal and The Doctor Fairy Tales >
  3. Trust Me

História The Criminal and The Doctor Fairy Tales - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Trust Me


Fanfic / Fanfiction The Criminal and The Doctor Fairy Tales - Capítulo 1 - Trust Me

1

A primeira vez que Jim encontrou Jean Watson, ele não ficou impressionado. Jean usava um suéter amarelo feio e parecia tão perigosa quanto um filhote recém-nascido. Por que Sherlock se interessou por ela era algo que Jim não conseguia entender. Jean parecia tão normal e chata. Jim ignorou Jean quando ela estava lá no Bart's com Sherlock. Sherlock era seu inimigo e a única razão pela qual ele falaria com alguém como Molly. A melhor coisa sobre Sherlock era como eles eram parecidos. Esse fato deixou-o tonto. Sherlock ignorou-o, no entanto, e Jean (Jean, chata, comum, ordinária, Jean) respondeu por Sherlock. Isso fez Jim ferver de raiva, quem ela achava que era? Jim era tudo que Sherlock iria precisar, mas essa sua cachorra idiota ficou entre eles. Naquele momento, Jim jurou colocar a cachorra estúpida no chão. Sherlock era dele e só dele, para brincar.

2

Na segunda vez que Jim encontrou Jean, ele ficou quase um pouco impressionado. Jean lutou contra ser sequestrada com bastante poder. Ela lutou bravamente (estupidamente) contra a sedação, mas no final ela havia desmaiado. Jim observou Jean acordar lentamente com o colete cheio de explosivos e Jim a viu se transformar. Jim observou quando o filhote se tornou um perigoso cão de guarda. Jim sentiu-se tonto novamente. Ele não esperava isso, que surpresa adorável a cachorrinha acabou sendo. Jean perguntou sobre Sherlock e Jim soltou uma risada. A cadela era tão fiel, tão leal. Esse foi o momento em que Jim decidiu destruir Sherlock de outra maneira. Ele roubaria a lealdade de Jean. Bem, isso dependia de como os dois meninos jogariam o jogo. Se eles sobrevivessem a noite, Jean seria sua maior jogada.

3

A terceira vez que Jim encontrou Jean estava em um pub e Jim não ficou impressionado. Jean estava em sua terceira (quarta?) cerveja e estava tentando afogar suas mágoas, como eles dizem. Jim sabia que era por causa de Irene Adler que Jean estava nesse pub. Ele gostava da Sra. Adler, principalmente porque ela fez Jean ter uma briga com Sherlock, que acabou com ela correndo aqui. Jim estava feliz por poder se encontrar com Jean em uma espécie de terreno neutro. Jim se juntou a Jean no bar e tudo o que Jean disse foi;

"Adler não é o suficiente, você tem que destruir o resto da minha noite?"

Jim riu dela e comprou-lhe outra bebida. Jean olhou para Jim até que Jim disse que não, ele não tinha envenenado a bebida. Jean aceitou, mas disse a Jim que ela nunca confiaria nele e que era para ele ir se ferrar. Jean definitivamente estava bêbada se dissesse coisas assim para o homem que a colocou em um colete explosivo. Jim fez o que Jean sugeriu, principalmente para mostrar a Jean que ele não estava lá para prejudicá-la. Jim sabia que beber juntos é algo que as pessoas normais faziam.

Jim passou o resto da noite ouvindo as divagações bêbadas de Jean, bem como sua longa lista sobre por que Sherlock deveria receber o " pior colega de apartamento de todos os tempos ". Jean também disse a ele que ela realmente não queria voltar para o apartamento, já que 'A Mulher' poderia estar lá. Jim, o cavalheiro que ele era, levou Jean a um quarto no Hilton durante a noite.

Quando Jim acordou na manhã seguinte, ele recebeu um texto. "Obrigada. JW”

4

A quarta vez que Jim encontrou Jean estava na 221B Baker Street. Jim ocupava o sofá quando Jean entrou no apartamento. Jean olhou para ele por alguns segundos antes de encolher os ombros e dizer-lhe que Sherlock estava fora e voltaria, sabe Deus quando. Jim assentiu e apontou que ele estava lá por Jean. Jim observou Jean ficar tensa antes de respirar fundo e entrar na cozinha. Jim ouviu o som do chá e disse que queria quatro cubos de açúcar em sua xícara. Jean não respondeu, mas alguns minutos depois ela entrou na sala carregando duas xícaras. Ela entregou Jim uma xícara e acenou com a cabeça quando Jim perguntou se havia açúcar nele. Ele sorriu para Jean que parecia mais relaxada e soltou uma risada curta quando Jean lhe disse que, não, ela ainda se recusava a confiar em Jim. Mas Jean aceitou a presença de Jim o resto da noite, que foi preenchido com mais chá, algumas conversas e um monte de programas de TV estúpidos.

5

Na quinta vez que Jim encontrou Jean, eles estavam em um café agradável desfrutando de um chá ridiculamente caro (deleite de Jim, é claro). Jim escolheu o lugar e arrastou Jean até lá. Jean diria que ela foi forçada, Jim chamaria isso de persuasão. Jim sabia que ele estava perto de ganhar a lealdade e confiança de Jean. Isso deixou Jim tonto. Para ganhar a confiança dos cães de guarda. Estava bem. Enquanto ouvia Jean se queixar de alguns pacientes e Sherlock, ele não se conteve; ele sorriu para Jean. Um sorriso real, não um sorriso ou algo falsificado. Foi real. De repente, isso bateu nele; isso nem era mais sobre Sherlock. Foi tudo sobre Jean. Ele queria Jean de todas as maneiras que ele poderia tê-la, e ele a teria. Jean olhou para ele, ligeiramente preocupada, mas tudo o que Jim podia fazer era rir um pouco. Isso foi fantástico, Jean seria dele. Dele. Jim pegou a mão de Jean e apenas sorriu. Jean não tentou se afastar, mas parecia um pouco cética. Jim beijou sua mão e murmurou um "obrigado". Jean corou e disse que não era nada, já que ela não sabia o que tinha feito. Jim apenas deu de ombros e bebeu um pouco de chá, recusando-se a soltar a mão de Jean.

1

A primeira vez que Jim compartilhou sua cama com Jean foi especial. Eles desfrutaram de um bom jantar, um filme e Jim decidiu levar Jean para o sua casa. Eles conversaram e Jim beijou-a. Foi bom e doce, com um gosto de açúcar e chá. De alguma forma, eles conseguiram encontrar o caminho para o quarto, perdendo roupas ao longo do caminho. Não foi até que praticamente caíram na cama que Jim teve que fazer a Jean a pergunta mais importante.

"Você confia em mim?"

"Sim."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...