História Imagine Min Yoongi (Suga) - The Criminal - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Criminoso, Hentai, Min Yoongi, Policial, Sequestro, Suga, Suspense, Xjeongguk, Yoongi
Visualizações 408
Palavras 2.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá já faz 84 anos... KKKKKK
Desculpem pela demora, prometo que vou tentar atualizar mais rápido ♥
Vamos ao capítulo.
Boa leitura ♥

Capítulo 7 - Aquilo foi puro ciúmes


Fanfic / Fanfiction Imagine Min Yoongi (Suga) - The Criminal - Capítulo 7 - Aquilo foi puro ciúmes

(...)

— Que porra é essa?! – a voz do pálido ecoava pela sala, eu e o Jimin levantamos rapidamente, Yoongi estava com o ar de raiva e descontrolado, ele vai em direção ao Jimin e dá um soco no mesmo, fazendo-o cair no chão.

— Você está louco cara?! – Jimin fala passando sua mão em sua boca, onde no canto havia um machucado presente.

Abaixo em direção ao loiro onde pego seu rosto com minhas mãos afim de ver o ferimento causado por Yoongi. Olho pro platinado e o mesmo estava com o ar frio ajeitando suas mangas dando a visão de seus braços com as veias aparentes, por mais que parecia tranquilo dava pra perceber por sua mandíbula trincada que na sua cabeça passava um sentimento de fúria.

O clima naquela sala estava quieto e pesado, Yoongi ajeitou sua gola e respirou fundo, já os outros estavam mais atrás ainda surpresos pela ação de seu chefe, mas mantiam a compostura.

— Você deveria saber – o platinado começa a falar seriamente — Que a gente não deve se relacionar com a vítima,  idiota. – olho pro mesmo com um sentimento de ódio, seu olhar se encontra ao meu, era frio e indecifrável — Hoseok leve a S/n para o quarto e prenda-a lá. – ele faz sinal com os dedos fazendo ele se aproximar de mim — Vocês só me trazem mais problemas. – ele bufa seguindo para uma porta que provavelmente dava em seu escritório.

Sou pegada pelo braço fortemente pelo tal Hoseok o que me faz arfar baixo já que era logo o meu braço machucado, olho pro Jimin mais uma vez e ele pairava calma, seu olhar se encontrou com o meu e me deixou mais tranquila, como se ele estivesse dizendo pra mim que estava tudo bem.

Hoseok me leva para a suíte e prende um de meus braços na cabeceira da cama.

— Você tem sorte de Yoongi não ter feito nada com você garota, fique feliz por apenas ter ficado trancada. – ele fala logo se direcionando a porta , que ouso trancar, bufo cansada, eu só queria voltar a ter minha vida normal, minha família, apenas isso.

Nisso lágrimas começam a sair involuntariamente de meus olhos, queria abraçar minha mãe e meu pai, meu coração ainda tem esperanças que eu vou vê-los mas minha mente diz que Yoongi vai me matar de qualquer jeito, e infelizmente estava optando pela minha mente, deixando assim as minhas lágrimas caírem ainda mais me deixando desesperada.

— Será que eu nunca mais vou vê-los? – falo pra mim mesma, ali sem perceber já estava soluçando, a saudade da minha vida antes de tudo isso acontecer estava batendo contra meu corpo fortemente.

{P.O.V Jimin}

Quando S/n foi levada para o quarto, o resto dos meninos se aproximam de mim me ajudando a levantar.

— Você está bem? – Taehyung fala colocando sua mão em meu ombro.

— Tô, só tá ardendo um pouco, Aish. – resmungo quanto toco na ferida.

— Essa foi a primeira vez que ele bateu em um de nós por causa de besteiras – Jungkook fala com sua mandíbula trincada — Parabéns Park, você inaugurou uma nova forma para qual apanharmos. – ele ri.

— É melhor você limpar isso cara. – Namjoon fala se direcionando a nós — Vou falar com o Yoongi, vocês se controlem.

— Agora vai limpar isso logo Jimin. – Jin fala batendo levemente em minhas costas — Você já passou por coisas piores, um corte desses não é nem 1/3 do que você já sofreu esses anos.

— Tá bom, obrigado por se preocuparem comigo.

— A gente querendo um não é uma família, e uma família briga as vezes. – Taehyung insinua.

— Mesmo se a família mate pessoas e bata nelas próprias por causa de um beijo bobo – Jungkook falava sarcástico — mas cada família com sua peculiaridade não é mesmo? – completa se jogando no sofá e ligando a televisão.

— Coloca ai o noticiário Jungkook. – o pálido aparece juntamente com Namjoon, apenas subo as escadas em direção ao banheiro.

Nisso que todos estavam lá em baixo aproveito e vou em direção a suíte do Yoongi pra ver S/n mas quanto vejo a porta estava trancada, o bom de conhecer a casa e que você sabe onde o dono esconde a chave reserva. Vou até o armário que havia no corredor e depois de alguns segundos procurando debaixo de lençóis acabo encontrando um monte com várias Chaves de todos os quartos, depois de algumas tentativas acabo acertando a chave, assim abrindo a porta do quarto me deparando com minha amiga chorando encolhida na cama, quanto nota minha presença passa sua mão que estava livre em seus olhos, enxugando as lágrimas.

— O que você está fazendo aqui? Se o Yoongi descobrir... – me aproximo da mesma, cortando sua fala.

— Se o Yoongi descobri não vai acontecer nada com você, e sim comigo, só fique tranquila, hum?

— Como é que você sabe que ele não vai fazer nada comigo? Ele vai me matar de qualquer jeito, e se não for ele, um de seus amigos vai. – suspiro com o seu comentário.

— Só seja forte tudo bem? Pense positivo, é o que eu posso te dizer por agora. – passo meu polegar em sua bochecha limpando os resíduos de lágrimas que haviam em seu rosto. — Agora eu vou ter que ir, seja forte ok S/a?

— Ok. – ela sorri ladino e então beijo sua testa, nisso deixo a mesma sozinha e tranco a porta novamente, vou ate o banheiro e limpo a ferida, quando termino vou para a sala novamente, vendo os meninos lá no sofá jogando vídeo games e mexendo no celular, notei que Yoongi não estava mais lá, provavelmente em seu escritório.

— Finalmente voltou, e adivinha... – Namjoon fala.

— O que? – falo sentando no sofá e pegando um pouco de salgadinhos que estavam em cima da mesinha de centro.

Se alguém que não nos conhecesse passasse por ali provavelmente diria que nós éramos um bando de adolescentes, e realmente era isso que parecíamos, não um bando de criminosos.

— Já começaram a procurar a S/n, está em todos os noticiários, várias pessoas já estão sentindo falta da garota, provavelmente a partir de agora as coisas vão ficar mais difíceis. – Hoseok falava concentrado no vídeo game, na qual estava perdendo de lavada pra Jungkook. — Ah, vai pra merda Jungkook. – ele reclama pois Jungkook tinha ganhado a partida.

— A qual é? Só mais uma, quero bater meu recorde de “vezes que fiz gols contra o Hoseok em uma partida de futebol"  – ele fala risonho.

— Ah mas vá se... – Hoseok ia completando até que todos notam Yoongi chegando.

— Vai passa o controle – Taehyung fala pra Hoseok.

Não liguei para Yoongi ali, apenas comecei a mexer no meu celular , percebo que ele fala algo pra Namjoon, que era como seu braço direito, nisso os dois vão em direção ao escritório novamente.

(...)

Estávamos nos divertindo, eu estava jogando com Taehyung no vídeo game até que Namjoon aparece na sala.

— Galera, reunião. – suas poucas palavras deixaram todos olhando entre si, normalmente não tínhamos reuniões desse tipo, sempre marcávamos um dia específico. Todos foram em direção ao bendito escritório, que cheirava a cigarro fazendo-me tossir um pouco. Todos avistamos Yoongi sentado na cadeira, ele apaga o cigarro e começa a falar, seu timbre era sério.

— Bom... – o platinado se levanta da cadeira e vai pra frente da mesa de vidro, apoiando suas costas e com os braços cruzados — Tenho uma notícia para dar a vocês... – ele pausa — e não é nada boa.

— É o que seria? – Jungkook fala cruzando os braços.

— Seria que nosso chefinho zumbi não está sozinho. – Namjoon fala de trás de nós se direcionando ao lado do Yoongi.

— Pois é pessoal, nosso querido chefe está reunindo um time, mas não é pra fazer um racha no futebol como eu queria que fosse. – Yoongi fala, apesar de tudo seu Sarcasmo ainda se mantida presente. — E sim pra vim atrás de nós e acabar com a gente.

— Tá... E o que quer que a gente faça? – falo cruzando os braços, mas mesmo assim estava preocupado.

— Que vocês fiquem atentos, qualquer movimentação esquisita, tudo de diferente do normal, nos avisar. – Namjoon fala sério.

— Vamos ficar assim até receber a grana do papaizinho da S/n, nisso vemos o que podemos fazer. – Yoongi fala respirando fundo — Temos que tomar cuidado pessoal, qualquer passo em falso pode deixar a gente em risco. – Todos se olham apreensivos, afinal estávamos todos correndo perigo, tanto do lado judicial quando pro lado obscuro.

(...)

{P.O.V S/n}

Estava deitada na cama olhando pro teto e tendo aquela coisa de “refletir sobre a vida e seus derivados”, o tédio realmente me consumia, ouvia os meninos gritando sobre vídeo game o que me fazia bufar, enquanto eles se divertiam eu tinha que ficar isolada em um quarto escuro que só era iluminado pela grande janela que havia. Depois de muito tempo plantada naquele quarto um sinal de vida aparece, mas preferia ficar sozinha já que esse sinal de vida era Yoongi. Reviro os olhos assim que nossos olhares se cruzaram e voltei a encarar o teto, estava me segurando pra não falar tudo em mente pra ele, o mesmo parecia calmo, como se nada tivesse acontecido me fazendo ficar com mais raiva dele ainda.

Me ajeito na cama enquanto o platinado estava de costas pra mim mexendo em seu guarda roupa, apoio minhas costas na cabeceira dá cama, emburrada.

— Vem cá, eu queria saber por que você bateu no Jimin? – falo estressada, Yoongi encosta o queixo em seu ombro e olha pra mim ao perceber que era pra ele a pergunta, se vira novamente ao armário e pega uma muda de roupa.

— Por que? – ele fala calmo — Eu falei isso antes não falei? – ele se vira pra mim e depois vai até a porta do banheiro, deixando-a encostada.

— Falou, mas o que você foi hipócrita da sua parte, ou você esqueceu? – falo.

— Esquecer de que? Eu não me lembro de nada. – ele falava do outro lado da porta.

—Ah, Me poupe... – reviro os olhos, ele me deixava mais raivosa que eu já estava.

— O que? – fala abrindo a porta do banheiro saindo com uma calça moletom preta e uma blusa cinza, sua mão bagunçava o seu cabelo.

— Não se venha pagar de desentendido – reviro os olhos, o maior vai até um espelho que havia no quarto e ajeita o cabelo novamente.

— Eu não tô pagando nada não. – ele fala, vejo que um sorriso maroto brota em seu rosto ao perceber que estava me estressando.

— Ah, esquece... – bufo e me deito na cama.

— Você é muito esquentada – ele fala risonho indo em direção ao outro lado da cama, onde o platinado encosta as costas na cabeceira e começa a mexer no seu celular.

— Você que me provoca. – falo revirando os olhos e ficando de costas ao mesmo.

— Você que pensa.

— Tá bom. – viro pro mesmo — Então me diz o real motivo por você ter batido no Jimin.

— Eu já falei. – fala sério, concentrado em seu celular.

— Tá bom, então eu vou entender que aquilo foi puro ciúmes. – um sorriso maroto brota em meu rosto ao ver ele franzir o cenho.

— Não foi ciúmes. – ele fala sério.

— Ah, foi. – falo virando de costas pro mesmo segurando o riso.

— Não foi. – ele fala estressado.

— Foi, agora boa noite. – finjo adormecer.

— Garota idiota.

— Oi? – me viro novamente — Olha, já não basta vocês terem me sequestrado, vão tirar dinheiro da minha família e agora isso? Se eu sou idiota então você é um completo filho da... – antes de completar a frase o platinado toma meus lábios rapidamente pra si, meus olhos esbugalham um pouco ao ver a ação repentina, instantaneamente o impuro e dou um tapa em seu rosto, fazendo com que virasse pro lado. Ele olha pra mim passando a mão no local agredido mordendo seu lábio.

— ... Foi Justo. – ele fala sarcástico — Você fala demais garota. – ele se vira em direção ao criado mudo onde coloca seu celular — Boa Noite. – apaga o abajur. Me viro de costas pro mesmo emburrada, ele só pode está brincando comigo.


Notas Finais


Até a próxima Kookies ♥
Espero que tenham gostado do capítulo e comentem se querem continuação, vou adorar ler ^^.

Me desculpem mais uma vez pela demora.

Perfil: @JeonKimMinAnaLu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...