História The crown - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Abo, Ficção, Monarquia, Yoongi
Visualizações 14
Palavras 914
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Sobrenatural, Suspense

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OII MEUS AMORES 😄

Esse fanfic e em conjunto com minha co-autora (kim18)a gente já tava tendo essa ideia a dois dias atrás e aqui está no começo é confuso mais no próximo capítulo vocês vão entender melhor.



Bjs e até as notas finais :)

Capítulo 1 - PRÓLOGO


Fanfic / Fanfiction The crown - Capítulo 1 - PRÓLOGO

10 anos atrás .....

- não gosto de te ver tristinha assim- fala minha irmã com um olhar de consolo, eu não Queria me casar, não agora ainda mais com uma pessoa desconhecida.

- mamãe não me entende, eu odeio minha vida, odeio tudo isso,nunca quis ser uma princesa – um pouco dramática.

- se ele fizer qualquer coisa ,que você não goste me conta ok não vou deixar ninguém te machucar - falou minha irmã me abraçando e me dando um beijo no topo da minha cabeça as vezes eu acho que ela é a mais velha sempre é ela que me consola vou sentir saudades dela - eu prometo .

- eu te amo sabia - falo me afastando do abraço e olhando nós seus olhos.

- sabia - ri mostrando um daqueles seus sorrisos gengivas que eu amo – chegamos.

a carruagem parou na frente do palácio Min as portas grandes de madeira abriram

mostrando um jardim lindo com flores como jasmine,Margaridas, cerejeiras a carruagem rodeou o jardim até para em frente a uma fonte com águas cristalinas jorrando o castelo

tinha duas torres com a bandeira da família Min com as cores prata e vermelho diferente da família Kim que a bandeira e azul e dourado.

-posso anunciar - minha irmã perguntou depois de saímos da carruagem e parando na frente daquelas portas de madeira.

- hum -

(....)

- então meu nome é Hei-ran prazer- falava enquanto, eu e meu futuro marido andávamos pelo corredor extenso sua mãe vez questão de ele me levar para o meu quarto com receio que eu me perdesse depois que eu entrei por aquelas portas eu vi os clãs próximos da família Min é minha mãe e meu pai perto da família Min depois teve um jantar chato e agora estou aqui andando por esse corredores com um completo estranho do meu lado e como sou tagarela tinha que puxar assunto pelo menos eu tentei - porque você é tão calado tá me ouvindo - eu sei irrita quando quero.

- eu não sou surdo chegamos ao seu quarto tenha uma boa noite princesa hei-ran - falou ríspido me deixando na porta com cara de tacho.

- eu hein cara estranho - dei de ombros entrando no meu quarto.

(....)

Não era uma noite comum, apenas parecia, mas era uma noite especial, pelo menos era o que Min Hei-Ran sentia, e ela não estava errada, pois, na madrugada,exatamente à meia noite do dia seguinte, nascia atrás das montanhas, no mais alto das colinas coreanas ao lado Sul, no Reino Min, o herdeiro do trono, o sucessor de Min Chung-Hee, o futuro rei da população coreana.

O choro do bebê soou como música aos ouvidos da Rainha, um chorinho calmo...e agradável, do fruto do seu ventre...

E quando ela sentiu seu pequeno em seus braços pela primeira vez e olhou em seus olhos ela sabia, que não existiria nenhuma sensação semelhante no mundo,nada que a fizesse realmente a mulher mais feliz do mundo, ali em seu braços, estava o primogênito, o seu sucessor, o futuro do seu povo.

—Ele não é lindo?—disse sorrindo enquanto olhava para o marido que se encontrava ao seu lado.—Nosso filho...

—Vossa alteza, ele parece muito com a senhora...— disse a parteira.

—Eu também acho meu amor, ele tem os seus olhos.

—sorriu beijando a esposa enquanto o menininho mantinha seus olhinhos nos pais.

É claro que ele parecia consigo, como poderia se

parecer com o rei? Pensava a rainha.

—Como devemos chamá-lo meu rei?—disse a esposa olhando seu marido de forma carinhosa.

O homem pensou por alguns segundos e depois sorriu de forma perdida e confusa.

—Não sei, você tem algum nome em mente?

—Min Yoongi.—Sorriu.

—Por quê?

—Quero realmente ter a esperança que ele viva sem problemas no futuro.—diz sorrindo enquanto beijava a ponta do nariz do filho.—Ele será um menino forte, eu sei...

Um pouco distante dali...

Não era apenas a família real que contemplava de tamanha felicidade, pois em uma casinha humilde, no final da floresta do Reino Min, Aurora, uma mulher pobre, que infelizmente trabalha em um cabaré para sustentar a si e sua “ mãe”, era como chaga curandeira que cuidou de si desde que era um bebê, já que os pais foram terrivelmente assassinados quando nasceu, segurava sua pequenina no colo, sua filhinha que dormia em seus braços, um sono leve, parecia um anjo, e era, para Aurora, o seu anjo da guarda.

Anne Hwa-Young, Anne em homenagem à sua mãe, e Hwa-young que significa Beleza Eterna, porque a sua filha era linda, realmente muito bonita e delicada como uma flor.

Hwa não parecia consigo, a não ser pela cabeleira já aparente, ruiva, que era característica herdada sua, mas o rosto, os olhos, o nariz, eram dele...

Aurora já amava tanto a sua filha, que não cabia em si, era um amor que já lhe tirava o ar. Quando sua menina nasceu há algumas horas, e ela ouviu seu primeiro choro, foi como se seu coração estivesse em chamas, aquecido, Feliz, por ter conseguido trazer seu tesouro ao mundo com saúde e sem nenhum problema...

Ela criaria Hwa, para ser forte, a ensinaria a se virar sozinha, a se cuidar, porque sabia que não estaria com a pequena pra sempre, e o que menos queria, era que sua filha precisasse dependendo da família real, ela não queria que sua filha fosse humilhada por ser a"filha bastarda", preferia que ela nunca soubesse que era uma princesa...aliás ela era mesmo uma princesa, a sua princesinha, mas ela não precisava de coroa alguma...

Aurora achava melhor assim, para o bem de todos.


Continua .....


Notas Finais


Espero que gostem dessa história deixe seu comentário se você gostou ou não tchau..

'~' :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...