História The Cupid (Taekook) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga
Tags Bts, Comedia, Drama, Gguktae, Jenlisa, Jensa, Jhope, Jikook, Kookv, Lennie, Namjin, Romance, Taegguk, Taegi, Taekook, Uttmarkson, Vkook, Yoonmin
Visualizações 788
Palavras 1.972
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ohayo baes!
Sei que eu demorei e peço desculpas por isso, mas as coisas estão bastante difíceis por aqui e essa época de fim de ano só acaba com a gente, vocês me entendem, não? Último ano é complicado, os professores te enchem de trabalho dizendo que estão fazendo isso para sempre lembrarem de vocês, coisa que eu acho bem ??? pq ne
Enfim, não estou postando em um bom horário, mas esse fato a gente ignora
Me desculpem mais uma vez por não ter atualizado final de semana passado ;-;
CHEGAMOS A 220+ FAVORITOS E AQUI ESTOU EU CHORANDO DE NOVO
ENFIM
Esse capítulo eu dedico a todas as Yoonminas do site hehehe, amo vcs <3
Boa leitura :D

Tradução do capítulo: O primeiro beijo.

Capítulo 19 - The First Kiss


Fanfic / Fanfiction The Cupid (Taekook) - Capítulo 19 - The First Kiss

Capítulo 19. The First Kiss

Sugar hyung <3: Taehyung (12h48)

Taehyung (12h48)

Taehyung (12h48)

Taehyung (12h48)

Taehyung (12h48)

Taehyung (12h48)

You: QUE É PORRA? (12h48)

Sugar hyung <3: Noza, pra que agredir? (12h48)

You: Aish, desculpa hyung (12h49)

Aconteceu alguma coisa? (12h49)

Sugar hyung <3: SIM (12h49)

ACONTECEU UMA COISA MARAVILHOSA (12h49)

You: E o que foi essa coisa maravilhosa? (12h49)

Sugar hyung <3: Senta aí e prepara o coração (12h49)

PARK JIMIN ME CHAMOU PRA SAIR (12h49)

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA (12h49)

You: Uau hehe, isso é muito bom hyung (12h50)

Estou muito feliz por você (12h50)

Sugar hyung <3: -_- (12h50)

O que tá acotecendo? (12h50)

Acontecendo* (12h50)

You: Que? Não tá acontecendo nada, vixe (12h50)

Sugar hyung <3: Então por que diabos você parece estar estranho? Na verdade você nem parece animado pelo fato do crush ter me notado (12h51)

You: Que isso hyung, tô muito feliz sim (12h51)

Amém yoonmin (12h51)

Sugar hyung <3: Tá legal o que aconteceu? Você não parece bem (12h51)

Não sei pq, mas algo me diz que o motivo desse desanimo também é o motivo de você não ter vindo pro inferno hoje (12h51)

Colégio* (12h51)

You: Eu tô bem hyung (12h51)

Só não fui hoje pq tava com umas ânsias estranhas e uma dorzinha no corpo, acho que vou resfriar (12h51)

Sugar hyung <3: Ata (12h51)

Você não sabe mentir Taehyung (12h51)

Me fala logo (12h51)

You: Não se preocupa com isso Yoon, já passou (12h51)

Sugar hyung <3: Pq não quer me contar? Não confia em mim? (12h51)

You: NÃO (12h52)

Não é isso, aish, é mais complicado do que parece (12h52)

Sugar hyung <3: Me fala Tae (12h52)

You: Eu não quero que fique bravo (12h52)

Sugar hyung <3: Não vou ficar bravo (12h52)

You: Promete? (12h52)

Sugar hyung <3: Prometo (12h52)

You: Mesmo? (12h52)

Sugar hyung <3: Caralho Taehytung eu prometo agora faça logo (12h52)

Taehyung* (12h52)

Fala* (12h52)

You: Eu briguei feio com o Jimin por isso não apareci no restante das aulas ontem, meu corpo tá todo dolorido por isso não fui na aula hoje, me desculpe eu não queria te contar, por favor não surta (12h53)

Sugar hyung <3: Pq brigaram? (12h53)

You: Hyung (12h53)

Sugar hyung <3: POR QUE BRIGARAM TAEHYUNG? (12h53)

You: Ele transou com o Jungkook, por isso ficamos esse mês afastados (12h53)

Suga hyung? (12h54)

Hyung? (12h54)

Já volto (12h54)

HYUNG APARECE (13h00)

“Sugar hyung <3” está offline

— Puta que pariu, fodeu, fodeu feio. – Disse desesperado ao que bloqueava o celular.

— Por quê? – Jungkook pergunta largando o seu celular na cama.

— Contei para o Yoongi que você e o Jimin transaram e… bom, ele não reagiu muito bem.

— Porra Taehyung é lógico que ele não reagiu bem! Você sabia que ele e o Jimin iam sair hoje? – Pergunta desesperado.

— Sabia, mas ele me obrigou a contar e, qual é, eu não podia esconder isso dele, uma hora ou outra ele descobriria e poderia ser pior.

— Omo… isso vai dar muito ruim, muito ruim mesmo! – Jeon disse preocupado.

Enterrei meu rosto no travesseiro grunhindo enraivecido, por que tão tolo Kim Taehyung?

-Min Yoongi Point of View On-

Raiva. Era exatamente isso que eu sentia. Não estou com raiva por Jungkook ter feito aquilo, muito menos por Taehyung ter escondido isso durante um mês – talvez um pouco chateado, mas não com raiva –. Estou com raiva de Jimin, raiva por ele ter feito aquilo com meus amigos, raiva por eu ser um tolo e mesmo depois dele me tratar feito lixo ainda aceitar sair com ele.

Tolo, tolo, tolo, como você pode ser tão tolo Min Yoongi?

Tão tolo e tão apaixonado.

Mas isso não vai ficar assim, Park Jimin vai me explicar o porque de agir assim, afinal ele e o Taehyung eram grandes amigos e desde o jogo na casa do Jin eles não se falam mais.

Coloquei meu celular no bolso ao que caminhava pelos corredores, desci as escadas e saí da minha casa ignorando completamente as perguntas de minha mãe sobre onde eu iria. A casa do Jimin não era longe o que facilitou muito para mim. Retirei o celular do bolso e entrei no kakao talk.

You: Estou indo na sua casa (13h16)

Jiminnie <3: Opa, a porta tá destrancada é só entrar (13h16)

Apenas visualizei, bloqueei o telefone e o guardei novamente.

Vamos ver até quando você mantém essa face de bom moço, Park Jimin.

E antes que me perguntem, sim, eu tenho um plano.

 

Abri a porta da residência encontrando a televisão da sala ligada e um corpo jogado no sofá, fechei o objeto com força causando um estrondo o que, claramente, chamou a atenção do dono da casa.

— Uh, tá tudo bem? Você parece bravo. – Diz ao que se sentava no sofá.

— Eu estou ótimo, Jimin. – Respondo sério.

— Não parece, mas se você tá dizendo quem sou eu para duvidar né?

Revirei os olhos e me sentei ao seu lado fitando a TV por algum tempo.

— Gosta de Naruto? – Ele pergunta.

— Prefiro One Piece. – Respondi simples vendo-o assentir.

Silêncio.

— Hmmmm, eu tô com uma fome, você não? – Pergunta.

— Não.

— Okay… eu vou… eu vou pegar alguma coisa para comer, você fica aqui? – Apenas assinto. – Vou no mercado aqui perto mesmo, não vou levar o celular porque tá carregando então qualquer coisa corre. – Assenti novamente. – Tchau. – Sela minha bochecha e corre para a entrada da casa, calçou seu tênis e pegou sua carteira partindo logo em seguida, depois de uns cinco minutos resolvo colocar o plano em ação.

É agora.

Me levanto e vou até seu celular, desbloqueio o ecrã e passo a pensar em diversas possibilidades de senhas, testei algumas, mas infelizmente apenas errava. Olhei em volta a fim de encontrar algo que me ajudasse e, felizmente, achei.

0109

Felizmente tenho uma memória boa e me lembrava da data de nascimento do meu melhor amigo. E sério, colocar o aniversário do crush como senha é muito clichê.

Entrei no kakao talk e passei a vasculhar em todos os contatos recentes tentando encontrar alguma pista do que ele havia feito.

— Ahá!

Tirei print das conversas e mandei para o meu número, após receber e baixar as fotos apaguei as mensagens e as mídias do celular para não deixar rastros. Deixei o celular onde havia encontrado e me sentei novamente no sofá, foram necessários apenas cinco minutos para que Jimin estivesse de volta.

 

As horas foram se passando e Jimin parecia cada vez mais irritado, ele tentava a todo custo conversar comigo, porém eu sempre o respondia de forma rude.

— Acho que já vou indo prometi a minha mãe que voltaria para o jantar.

Jimin nada disse apenas me olhou sério. Me levantei pronto para ir embora.

— Mas o que?

Senti meu braço ser puxado e meu corpo cair no estofado macio do sofá, em um movimento rápido Jimin passou as pernas pelos lados da minha cintura sentando-se em meu colo.

— O que tá acontecendo, hm? Você não é assim. – Pergunta aproximando seu rosto do meu, seu semblante mostrava irritação.

— Não tá acontecendo nada. Não sou assim como, criatura? – Pergunto tentando me levantar, mas fui impedido por suas mãos que fizeram força em meu peito e me prensaram no sofá. – Me solta!

— Não! Qual é garoto você pensa que eu nasci ontem? – Suspira. – Yoon você sempre foi tão doce, tão gentil, por que está agindo dessa forma?

Senti meus olhos marejarem, merda, eu consegui me manter forte esse tempo todo porque essas malditas lágrimas tiveram que aparecer? Sem ter controle deixei que uma lágrima solitária escorresse.

— Oh Yoon, por que tá chorando? – Pergunta secando a lágrima.

— Eu tentei, eu juro que eu tentei, mas é impossível enganar a mim mesmo. – Disse sentindo minha voz embargar.

— Enganar a si mesmo?

— Eu tentei te odiar, depois que descobri tudo eu juro que tentei te odiar, mas é impossível. Desde que você mudou e se transformou nesse garoto mau eu passei a tentar apagar tudo que eu sentia, pois sabia que não teria chances, mas nunca consegui.

— O que?

— Todos diziam para que eu te esquecesse, que você não era uma pessoa boa e que só iria me machucar, de fato isso aconteceu, mas diferente de todas as pessoas que olhavam para você e só viam coisas ruins eu via coisas boas, eu via o verdadeiro Park Jimin. – Solucei. – Eu via aquele garoto bom que sempre tratou todos bem, sempre cuidou de seus amigos e sempre se preocupava com todos. Eu via aquele Park Jimin que eu conheci, aquele que puxou assunto comigo enquanto todos pareciam não saber quem eu era, aquele que me ajudou quando tudo parecia perdido.

— Y-Yoon…

Sequei minhas lágrimas de maneira violenta. – Mas agora tudo acabou, você se transformou nesse monstro que tem como objetivo principal quebrar o coração de uma pessoa e conquistar o de outra… Você não vê o quão felizes eles são juntos? – Ele abriu a boca para responder, mas eu impedi. – Talvez seja por isso, você não aguenta ver toda essa felicidade, não aguenta ver que perdeu o “amor da sua vida” para o seu melhor amigo, não aguenta ver que Jungkook ama o Taehyung de uma maneira que ele jamais te amou. Vê se cresce Jimin, cresce e aprende que na vida nós perdemos e perdemos mais ainda quando merecemos. – Terminei e, aproveitando que ele estava estático com a minha fala, o empurrei do meu colo me levantando em seguida.

Fitei seu corpo estático e me senti um pouco mal por tê-lo deixado assim.

— Jimin? – Ele me encara. – Eu te odeio! – Ele abaixa a cabeça e eu fiz o mesmo. – Te odeio por me fazer te amar… – Completo e, de relance, percebo que ele me olha assustado.

Essa foi a minha deixa. Caminhei em passos rápidos até a porta e, antes que ele pudesse fazer qualquer coisa, saí da casa.

Em vez de ir para minha casa segui para a praça que costumava ir para pensar, lá era pouco movimentado o que ajudava muito, não foram necessários mais que dez minutos para que eu chegasse no lugar e me jogasse num banco aleatório. Suspiro e pego meu celular desbloqueando-o e entrando na galeria, fitei aqueles prints por algum tempo ponderando se devia seguir com meu plano ou não.

— Eu sou mesmo um idiota. – Penso em voz alta.

— Você não é um idiota. – Me assusto com sua voz e bloqueio o celular torcendo para que ele não tenha visto nada.

— O que tá fazendo aqui?

— Que eu saiba esse é um lugar público então posso vir te importunar. – Revela se jogando em cima de mim.

— Jimin, por favor, vá embora!

— Não! Eu não vou embora, Yoongi.

— E por que não?

— Porque eu não quero.

Revirei os olhos fazendo força para levantar.

— Se você não vai eu vou. – Disse conseguindo erguer o tronco.

— Não! – Me faz deitar novamente no banco.

— Puta que pariu, Jimin, sai de cima de mim porra.

— Não me obrigue. – Diz do nada.

— Que?

— Não me obrigue a fazer isso. – Pede.

— Isso o que?

Ele revira os olhos e se aproxima do meu rosto.

Isso.

E encosta os lábios carnudos nos meus iniciando um beijo calmo, ele passa a fazer um sutil carinho em meu pescoço e fios enquanto eu passei minhas mãos em sua cintura. Eu já havia beijado várias bocas nessa vida, mas a de Jimin era diferente, era como se tivesse sido feita para se encaixar na minha. Seu hálito era de lámen de carne e chá, mas eu não me importava afinal continuava sendo Park Jimin ali, o homem que eu sou perdidamente apaixonado.

 

— Puxe isso, Jungkook! – Ele manda.

— Mas, nos filmes quando os policiais puxam isso eles matam os bandidos. – Disse assustado.

— Puxe isso logo Jungkook! – Ele grita e aperta o pulso da minha noona.

— Não! – Gritei e soltei a arma.

T H E C U P I D


Notas Finais


Eu fiquei tão satisfeita com esse capítulo, mas tão satisfeita :D, ele ficou bem topster e era exatamente assim que eu queria passar a imagem de Yoonmin, em breve vocês descobrirão como eles se conheceram e tudo mais que aconteceu hehe
Gostaram? Odiaram? Me deixem saber!!
Mais uma vez desculpa pelo atraso e obrigada pelos favoritos, exibições e comentários, vocês são lindos ♥♥
Tenham uma boa semana e um bom feriado (quarta)!!
Xoxo & Annyeong ♥

Panfletando:
Música:
→ Go Go - BTS
https://www.youtube.com/watch?v=Fl54gG0B8I0
Fanfic:
→ Como (Não) Conquistar o Crush (Taekook) - LongFic
https://spiritfanfics.com/historia/como-nao-conquistar-o-crush-taekook-10561259
→ You're Beautiful, Hyung (Jikook) - OneShot
https://spiritfanfics.com/historia/youre-beautiful-hyung-jikook-10825890
VOTEM NO MAMA!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...