História The Curse - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Yu-Gi-Oh!
Personagens Faraó Atem, Personagens Originais, Yugi Muto
Tags Puzzleshipping
Visualizações 27
Palavras 1.615
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Poesias, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Single Chapter


A muito tempo existia um belo dragão Atem Yami era seu nome, o mesmo tão gentil e bondosos conquistava todos ao seu redor fazendo com que muitos o desejassem não só como amigo, mas também como um parceiro. Devido a constante batalha por sua atenção, um bruxo irritado por não ter seus sentimentos correspondidos pelo faraó o amaldiçoou.

"Ficaras preso nessa caverna, até que um dia alguém demonstre um ato de amor verdadeiro lhe trazendo a mais bela de todas as rosas desse reino".

Foram essas as palavras do bruxo ao amaldiçoar o pobre dragão que não havia feito nada, desde então o mesmo não poderia sair de sua caverna, mesmo assim nunca lhe faltaria agua ou comida já que o bruxo. Havia feito uma magia para que o mesmo não sentisse fome ou sede durante sua espera.

O feitiço não podia ser desfeito, até mesmo pelo bruxo na qual havia conjurado, triste por ter feito aquele ato com seu amado o mesmo cometeu suicídio para que assim não sofresse mais pelo dragão. Mesmo com sua morte a magia que havia lançado não havia sido desfeita, provando que era de fato um bruxo extraordinário.

A grande maioria dos animais que convivia com o dragão pouco a pouco foram desistindo do mesmo, o que deixava o dragão de certa forma sozinho e triste ao ver que o sentimento de todos eram falsos e não verdadeiro. Já que nenhum quis manter até mesmo a amizade lhe visitando naquela caverna.

Os anos foram passando, fazendo com que uma lenda sobre o dragão fosse criada, assim muitos animais ou até mesmo bruxos iam visitar o dragão afim de conhecer tal bela criatura. Todos se apaixonavam pelo jeito gentil e amoroso do mesmo, só que ao saber como quebrar a maldição todos desistiam e iam embora para nunca mais retornar.

A mais bela de todas as flores na qual o bruxo havia dito ficava em um luar extremamente perigoso onde a magia não tem efeito fazendo com que o processo para garantir a rosa fosse deveras difícil. Muitos tinham medo dos caminhos tenebroso na qual a rosa se encontrava.

O dragão já estava desistindo, as vezes ficava em sua forma mais humana olhando para a lua chorando com medo de morrer naquela caverna sozinho sem nunca ter encontrado de fato o amor. A felicidade que ele possuía aos poucos fora sumindo deixando o dragão belo avermelhado  dourado em uma imensa solidão.

Mas tudo isso mudou quando um coelho apareceu, o mesmo ficou dias visitando o dragão, seu nome era Yugi Muto, sua pequena forma de coelho era uma vinho meio dourado muito bonito. Enquanto a sua humana era de um garoto de estatura baixa, tendo as belas orelhas altas na cor vinho e o rabo felpudo.

O dragão havia até mesmo ficado em sua forma humana para o coelho, coisa que não costumava a fazer com frequência para outros, estava tão feliz em ter o mesmo lhe visitando todos os dias para lhe fazer companhia que sua felicidade havia retornado. Seu corpo musculoso e cabelos tricolores, com os dentes pontudos característicos de um dragão, sem contar algumas escamas que o mesmo possuía pelo corpo.

Sempre gostava de ver o coelho em sua forma pequena humana, onde o mesmo sempre estava com um kimono marrom que dava certo destaque em sua pele branca, achava belíssimo com o mesmo possuía una bela covinha no lado esquerdo do rosto e aqueles belos pares de olhos violeta que sempre focavam nos olhos  vermelhos do dragão.

Atem se sentia completamente apaixonado pelo coelho, só que tinha medo do mesmo sumir ao saber o jeito de lhe soltar. Só que não poderia esconder para sempre a verdade do mesmo que sempre perguntava como poderia salvar o amado daquela temível maldição.

Então um dia o dragão contou o jeito de ser libertado daquela caverna. E no dia seguinte o coelho não havia retornado, aquilo havia deixado o coração de Atem completamente destruído, por um momento ele realmente havia achado que alguém de fato lhe amava, que talvez ficasse ao seu lado mesmo tendo aquela maldita barreira os separando, não se importaria do coelho não tentar pegar a rosa contanto que ficasse do outro lado da barreira lhe fazendo companhia diariamente.

O moreno ficou melancólico, nem mesmo o brilho que ele gostava tanto da lua conseguia fazer com que ele se animasse, ele simplesmente havia desistido do amor talvez ele estava destinado a ficar sozinho pelo resto da vida naquela caverna.

Então depois de três dias o dragão teve uma surpresa, a barreira que antes o impedia de sair da caverna estava se desfazendo, até mesmo a magia que estava em si o impedindo de ter fome e sede tinha ido embora fazendo com que ele ficasse confuso, mas ao mesmo tempo feliz por estar finalmente livre.

Quando saiu da caverna, estando em sua forma humana usando um kimono negro, viu então no chão o coelho em sua forma humana segurando em suas mãos bem machucadas uma rosa completamente destruída. O moreno foi correndo até o mesmo, o pegando com cuidado em seu colo.

- Pode não ser ... a mais belas das flores agora... mas eu lhe trouxe. - O multicolor falou com um sorriso doce e com certa dificuldade.

Desde o dia que ficara sabendo de como poderia salvar o dragão o coelho havia ido ao local que era conhecido como beco sem volta, ele enfrentou aquele lugar temível por todos afim de salvar assim seu amor daquela temível maldição. Infelizmente seu corpo era fraco e pequeno e durante sua jornada pela rosa ele havia se machucado e muito, só que havia conseguido retirar forças para que pudesse levar a rosa até a caverna.

Entretanto seu corpo já não aguentava mais, tinha forçado até o ultimo suspiro para que conseguisse chegar com vida naquela caverna. Sentiu as lagrimas então de seu amado, passou com delicadeza as maos pelo rosto sentindo a textura do mesmo estava tão feliz por estar próximo de Atem. 

- Não pode me deixar. - O dragão falou abraçando o fraco coelho em seu colo -Não agora que estou livre para viver junto a ti.

- Seja livre meu amor... viva por nós dois... ame alguém como eu lhe amei. - O multicolor falou com um sorriso fraco chorando, sentindo então os lábios do dragão selar os seus fazendo com que a vida então deixasse seu pequeno corpo.

A rosa tombou de sua mão, sendo manchada então pelo seu sangue, o dragão ao perceber que o coelho não possuía mais vida chorou mais alto e desesperado. Seu coração gritava pelo nome do coelho, a floresta inteira escutou seus gritos de lamentação fazendo com que aquele dia fosse conhecido pelo "O choro do dragão".

Não importava o tempo Atem se recusava a sair de perto do coelho, não deixava ninguém se aproximar e tentar retira-lo de seus braços, os animais tentaram convencer o dragão a viver e deixar o coelho para trás, só que não importava o que todos lhe diziam ele não podia abandonar Yugi depois de tudo, ignorar tudo o que sentia pelo menos e o sacrifício que o mesmo havia feito.

Mesmo o coelho ter lhe pedido para que viesse, ele não conseguia viver sem o mesmo ao seu lado, já não havia mais motivos para que ele fizesse algo. Desejou tanto sua liberdade que agora achava a mesma uma maldição já que por causa dela havia perdido seu amor, por conta dela seu coração já não batia mais como deveria bater.

Atem estava sem comer e beber nada a dias, ele se recusava a sair de perto do corpo e os animais não conseguiam se aproximar para ajudá-lo. Com o tempo o corpo do dragão estava fraco de mais para conseguir fazer qualquer coisa, ele tinha gastado todas suas energias para que o corpo de seu amado não fosse maculado.

O frio e a chuva nunca haviam tocado o corpo que havia em seus braços de dragão, ele o esquentava e usava seu próprio corpo para que impedisse que algo atrapalhasse aquele sorriso tão bonito que o mesmo possuía em sua expressão, como se estivesse dormindo e tendo um belo sonho.

Um dia os animais tentaram fazer uma ultima tentativa para que conseguissem salvar o dragão antes que fosse tarde demais, entretanto quando chegaram ao topo onde se localizava a caverna onde o dragão havia passado a maior parte do tempo. Encontraram o dragão dormindo, aproveitando para se aproximar mais do mesmo.

Quando perceberam que o mesmo não respirava, ele estava morto abraçado ao seu amado, ambos possuíam um sorriso em seus rostos. Naquele dia a floresta ficou em um grande luto, com a perda do dragão, fizeram um enterro digno para os dois fazendo questão de deixarem ambos próximos para que o amor de ambos nunca mais fosse separado.

Então uma lenda surgiu, uma lenda que contava a bela historia de amor de um coelho que havia enfrentando o mais temível dos lugares para que conseguisse resgatar seu amor. E de um dragão que vendo seu amado morto não conseguiu seguir em frente, querendo o encontrar mesmo que fosse em outro plano.

A lenda também dizia que na morte do coelho, uma estrela um tanto vinho havia surgido no céu que sempre aparecia em todas as noites como se zelasse pelo seu amor, e chorava sempre que a via sofrer tento então uma chuva de meteoros sempre que via seu dragão chorar por ti. E quando o Dragão morreu uma outra estrela havia surtido ao lado da vinho, uma grande e bela estrela vermelha que brilhou bem forte durante a cerimonia que haviam feito para o enterro dos dois amados.

Ninguém sabia ao certo se aqueles dois haviam se encontrado, mas sabiam que o amor de ambos era o mais verdadeiro possível que aquela floresta já havia visto.


Notas Finais


Coelho : Yugi
Dragao : Atem
Mago : Kaiba

Espero que tenham gostado!

Tava carente então oque fazer senão uma fanfic de amor triste?
:3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...