História The curse of love - Pernico - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Eros (Cupid), Hades, Nico di Angelo, Percy Jackson, Perséfone, Poseidon
Tags Eros, Lemon, Magia, Nicercy, Pernico, Romance, Sonhos, Yaoi
Visualizações 69
Palavras 3.160
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OIE MEUS AMORES!

Quem é vivo sempre aparece, né? Não, eu não esqueci de vocês muito menos abandonei essa fic!

É que eu estou com muitas coisas para fazer na escola, ando trabalhando e sobra pouco tempo para escrever e organizar as ideias...

MAAAAS! Venho com alegria lhes informar que este NÃO é o último capítulo! *palmas, palmas*.

Provavelmente terão mais dois, para que eu possa fazer um final bem bacana e que vocês gostem bastante.

E sobre esse cap... Bom, espero que não joguem pedras em mim, nem na Afrodite... Paz e amor galera!

Escrevi com muito amor! Espero que gostem e perdoem os erros.

QUEM TA CURIOSO PRA SABER O PLANO DA DEUSA DO AMOR?

Partiu ler?
Boa leitura!

Capítulo 10 - Capítulo X


"Eu quero você

Sim, eu quero você

E nada chega perto

Da maneira que eu preciso de você

Eu gostaria de poder sentir a sua pele

E eu quero você

De algum lugar profundo(...)"

- Oceans, Seafret.


Alguns anos atrás

Submundo, Hades


- Concentre-se, Di Ângelo. - dizia a Deusa com ternura andando ao redor do rapaz - Todos seus pensamentos devem estar em canalizar seus sentimentos.

Nico, naquele momento, encontrava-se em frente à um espelho negro, na beirada de um precipício no mundo inferior.

O treino, embora simples, era exaustivo. Autoconhecimento e sentimentos nunca foram assuntos fáceis para um filho de Hades, tampouco para esse em específico.

- Eu não consigo - falou baixo.

A atividade era simples. Canalizar um sentimento forte e transformá-lo em energia, com intuito de quebrar o espelho à sua frente. O problema, era que o único sentimento forte que o rapaz tinha, era raiva, e esta não parecia tão forte assim.

- Pense em um sentimento ainda maior, ainda mais poderoso. - Perséfone continuou andando ao redor do jovem - Pense em uma pessoa se necessário, mas concentre-se.

Nico suspirou, fechando os olhos e direcionando seus pensamentos para  o filho de Poseidon. Talvez se sentisse idiota fazendo isso e com certeza não iria funcionar.

Contudo, era um teste de auto conhecimento também, então valia a tentativa.

No momento em que sua mente lembrou dos olhos intensos, o sorriso desconcertante e a voz do maior, sentiu uma energia emanar de seu corpo e, pensando nos poucos momentos que passara com Percy, sentindo novamente a presença do moreno, concentrou a energia em suas mãos e, no segundo seguinte, o espelho estava espatifado em pedaços no chão.

- Existem sentimentos mais fortes que a raiva ou o ódio. - disse se aproximando e colocando uma mão no ombro do garoto - E você acabou de descobrir isso.

_*_*_*_*_*_*_*_* N&P *_*_*_*_*_*_*_*

Atualmente

Manhattan, Nova York

- Eu posso dormir no meu quarto, Jackson. - disse simples, quando terminaram de arrumar a cozinha e se aprontaram para dormir - Garanto que não terei mais pesadelos...

- Nem tente - respondeu - Você vai dormir aqui comigo. Tenho que garantir sua segurança.

O moreno sorriu, indo para o banheiro. Enquanto isso, Nico sentou-se na cama do mais velho, pensativo. Não sentia como se tivesse realmente acabado.

"Eu teria que conquistá-lo, e parece que isso aconteceu. Mas algo está errado" - pensou girando o anel de caveira em seu dedo. Trouxe as pernas para junto ao seu corpo, as abraçando e apoiando a cabeça ali.

Não podia negar que ainda estava com medo de dormir. Não devia temer, contudo a ideia de encontrar novamente Afrodite o assustava.

Respirou fundo, tentando processar tudo que acontecia. Deveria agradecer Katherine depois pela ajuda no estúdio de dança, a garota foi literalmente usada por Eros nesse plano.

Nico conseguiu perceber nitidamente o ciúmes e a preocupação do Filho de Poseidon consigo, e ficou extremamente feliz. Ah, qual é! Eles até se beijaram duas vezes!

Então, por Hades, por que algo parecia estar errado?

- Hey - chamou o maior - Ta tudo bem?

Di Ângelo suspirou, soltando as pernas e virando para Percy, em um instinto o abraçando.

O de olhos verdes, surpreso, apenas o abraçou de volta e sorriu. De baixo de toda aquela casca dura e emburrada, Nico era só alguém que precisava de carinho e atenção.

Com isso em mente, puxou o menor para o seu colo, acariciando seus cabelos.

- Está tudo bem. Estou aqui agora. - disse o acalmando.

Nico sorriu leve ao sentir o aroma marítimo de Percy, e acabou adormecendo ali mesmo com a cabeça apoiada no peito do moreno.

*_*_*_*_*_*_* N&P *_*_*_*_*_*

A água reluzia cristalina, brincando com os feixes de luz do sol que refletia sobre a superfície do rio.

Havia muitas árvores e flores, e na outra margem do rio - que não era muito largo - uma construção. Um templo.

Nico respirou fundo mais uma vez em sonho. Ao seu lado direito havia uma linda ponte, decorada com ramos de verbena por toda a extensão.

O rapaz levantou-se, ajeitando o cabelo e andando até a ponte, atravessando-a. Logo estava parado em frente às portas do local, que sem hesitação entrou.

A parte de dentro era tão aconchegante quanto fora. O templo possuía várias colunas jônicas distribuídas igualmente pelas laterais, com mesas circulares repletas dos objetos mais diversos. Cristais, estatuetas, plantas e flores, principalmente rosas.

Sentada em um canto onde havia muitas almofadas, havia duas mulheres. Uma adulta e uma criança de no máximo 6 anos. A mais velha penteava os fios negros da menor com calma e um sorriso gentil.

- Olá? - chamou.

- Sente-se querido. - Di Ângelo conhecia aquela voz de longe, sem esforço nenhum.

Recuou dois passos.

- Não precisa ter medo. Vamos apenas conversar. - disse a Deusa tranquila.

Nico suspirou, talvez fosse pior caso não obedecesse. Sendo assim, se aproximou, sentando ao lado das moças, de frente para a Deusa do Amor.

- Sua filha? - perguntou o rapaz ao analisar a criança, que brincava com uma boneca enquanto a deusa penteava seus cabelos.

- Apresente-se querida. - disse para a garota que permanecia com a face abaixada.

A garota permaneceu quieta.

- Perdão, faz pouco tempo que ela renasceu... - comentou acariciando a bochecha da menor. Por um instante Nico esqueceu o que aquela Deusa fizera consigo, porém apenas por um instante.

- Renasceu? - olhou para a garota e sorriu de lado - Você deve ter sido uma grande semideusa em outra vida.

A garotinha sorriu e levantou o olhar.

No mesmo momento, o coração de Nico se aqueceu e ele esqueceu como respirar ao encarar os olhos negros da garotinha à sua frente. Era um Filho de Hades, e como tal, reconheceria aquela alma de qualquer modo.

- Olá! Sou Bianca.

*-*-*-*-*-*-*-*N&P*-*-*-*-*-*-*

Demorou algum tempo para o moreno se recompor, e quando o fez, viu o sorriso nos lábios de Afrodite, que o encarava desafiadoramente.

- Bianca querida, vá brincar com as ninfas no lago - disse gentilmente ao terminar a trança, e a garotinha assentiu.

A Deusa suspirou.

- Sua irmã renasceu há 5 anos. - explicou - Como pode ver, por algum motivo escolheu ser minha filha.

- Você não seria capaz de machucar ela. - falou com a face fechada e os olhos negros como trevas. Seu peito apertava com a possibilidade de Afrodite tocar em sua irmã. Certo, não era sua irmã, mas fôra em um passado muito recente.

- Não, jamais faria isso. - falou parecendo sincera.

- Por que me trouxe aqui? - falou com ironia - Vai me torturar na frente dela? Ameaçar? Chantagem?

A Deusa riu, e Nico não pode evitar revirar os olhos.

- Eu cumpri a minha parte, não existe mais maldição nenhuma. - disse simples. Estava cansado.

- Está enganado. - falou melodiosamente, observando a garota brincando com os espíritos do lago - Ele não disse que te ama.

Pela terceira - ou seria quarta - vez, a respiração de Nico falhou e ele quis chorar, gritar e amaldiçoar todo mundo.

- Mas eu tenho a solução perfeita. - disse sorrindo radiante, instigando a curiosidade do semideus. - O que achou desse lugar?

Di Ângelo franziu o cenho pela mudança brusca de assunto.

- Por quê?

- Responda. - curta e direta.

- É um belo lugar. - direcionou sua atenção para a garotinha - Ela vive aqui?

- Sim, seu pai era um camponês Escocês - riu - Ele sofreu um acidente, e eu a trouxe para cá.

- Achei que Deuses não se preocupavam com seus filhos mortais.

- E não nos preocupamos. - explicou dando de ombros - Mas Bianca é difetente. Ela foi uma heroína em outra vida, além do que, Hades sabia que ela era semideusa nessa vida também. Decidi trazê-la para meu templo, afim de que as Musas pudessem treiná-la.

- Treiná-la? - Estava cada vez mais intrigado sobre qual seria o propósito dessa conversa.

- Para ser uma Sacerdotisa. - falou sorrindo orgulhosa.

- Pelo menos ela está sendo cuidada... - suspirou - Por que não a mandou para o Acampamento Meio Sangue? Ou o Júpiter?

- Olhe este lugar. - falou levantando as mãos e direcionando para a construção - É lindo, calmo, mágico. Ela crescerá com estudo, treino, amor. Quando for a hora certa, conhecerá o mundo.

- Certo... - por um momento, quase agradeceu à Deusa por estar sendo cuidadosa com a criança, até lembrar-se, mais uma vez, do porquê estava ali - E o que eu tenho haver com isso?

A Deusa levantou-se, o chamando. Nico a seguiu para a entrada do local, perto da ponte, onde a pequena Bianca agora brincava de colocar flores na água.

- Você me surpreendeu. - revelou e Nico quase riu - Nunca vi um filho de Hades que lutasse tanto por algo além do ódio e do rancor.

- Existem sentimentos mais fortes que o ódio, raiva ou vingança. - falou sério, passando as mãos nos cabelos.

A Deusa não respondeu. Ambos ficaram em silêncio, apenas observando o local. O céu estava em uma mistura de cores entre azul, violeta e rosa.

A brisa era suave, e Nico quase esqueceu que estava dormindo e tudo não passava de um sonho. Tal pensamento fez seu coração apertar, gostaria de passar mais tempo com a pequena Bianca, poder conversar, brincar e cuidar da mesma.

- Eu tenho uma proposta. - falou Afrodite um tempo depois.

- Eu não vou me afastar do Percy agora. - se adiantou - Ainda tenho uma semana do prazo que me deu.

- Venha morar aqui. - falou de uma vez e o Filho de Hades quase caiu pra trás - Vou treiná-lo e poderá cuidar de sua irmã, vê-la crescer em um lugar tranquilo... Ficarão juntos como sempre desejou, só precisa deixar todos para trás e se juntar a mim, Nico.

O menor ficou sem palavas. Absolutamente sem palavras, nada passava pela sua mente.

- Você é o primeiro Filho de Hades com tamanha força de vontade para correr atrás de um amor que sabia ser incorrespondido, sofreu por anos, se isolou, aguentou e conseguiu conquistar o que sempre desejou...- a Deusa riu abismada - Eu infernizei sua vida, e mesmo assim você escolheu o amor.

- O que eu poderia fazer? Desistir? -perguntou como se a resposta fosse óbvia, o que de fato era.

- Lógico!

O diálogo de ambos naquele momento parecia de dois adolescentes com opiniões controvérsias, porém que para cada um era um tipo de verdade absoluta.

Os dois estavam indignados.

- Olha Nico, eu colhi pra você! - disse a pequena se aproximando com um buquê de verbenas e rosas em mãos, amarradas com uma fitinha branca.

Nico pegou o buquê, se agachando e passando as mãos pelos cabelos da garota. Ainda sentia como se fosse sua irmã ali na sua frente, queria abraça-la e estar consigo todos os dias...

Os Deuses sabem como sofreu por estar sozinho e a falta que Bianca fez depois que partiu. Nico soube que ela renasceu, no dia em que passou pelos Campos Elísios e ela não estava mais lá.

Cá estava a garota na sua frente, uma criança que precisava de seu cuidado.

- Fique conosco. - chamou Afrodite mais uma vez - Será bem vindo em meu templo, nossas musas cuidarão de você e poderá ficar com a sua irmã.

- Quer que eu trabalhe pra você. - Nico deduziu, ainda admirando a garotinha que olhava para os dois sem entender.

- Chame como quiser. - deu de ombros ajeitando o cabelo moreno - Temos um acordo?

- Você vai ficar comigo Nico? - perguntou Bianca animada com um enorme sorriso.

Di Ângelo puxou a pequena para um abraço e a apertou bem forte.

- *Ci incontreremo e saremo di nuovo insieme. - disse com carinho e a outra assentiu sorrindo e se afastando, correndo para dentro.

- Não vou deixá-lo. - falou determinado, se levantando e ficando de frente para a mulher. Seus olhos, fixos nos dela, e um sorriso irônico dançava em seus lábios - Se é uma declaração de amor que quer, uma declaração de amor terá.

A Deusa sorriu, levantando a mão.

- Uma semana.

- Não preciso de mais que isso.

E então, estralou os dedos, fazendo tudo desaparecer. As árvores, a ponte, o rio, o templo, e sua irmã.

*-*-*-*-*-*-*-*N&P*-*-*-*-*-*-*

- Bom dia - ouviu a voz rente aos seus ouvidos assim que abriu os olhos. O filho de Hades suspirou, fechando os olhos novamente, procurando lembrar do rosto de Bianca.

- Bom dia... - falou arrastado baixinho, virando de frente para Percy.

- Dormiu bem? - perguntou o abraçando pela cintura. Di Ângelo sorriu bobo, estava muito apaixonado mesmo...

- Eu... Achei que não teria mais sonhos iguais aquele. - comentou atraindo o olhar preocupado do mais velho - Mas acabou que... Talvez eles continuem por algum tempo.

- Teve um sonho ruim hoje? - perguntou novamente, dando um beijo na bochecha do mais novo. Percy sabia que sonhos para semideuses raramente eram apenas coisas do subconsciente. Na maioria das vezes, serviam como um alerta, uma previsão do que aconteceria. O que o preocupava, era a seriedade dos pesadelos que Di Ângelo vinha tendo.

- Esse não. - respondeu sincero fechando os olhos. Talvez se não olhasse para os olhos verdes de Percy, fosse mais fácil falar e não reagir ao contato de seus lábios com sua pele. Era proibido comentar dos sonhos com o moreno? - Eu... Sonhei com Bianca.

Percy arfou. Não imaginava que o menor o contaria, e uma chama se acendeu em seu coração ao perceber a confiança do outro em si.

- Falou com ela? - perguntou continuando os beijos no pescoço do menor, que levou as mãos à nuca do filho de Poseidon.

- Ela renasceu há alguns tempo, está com 5 anos e é uma filha de Afrodite. - revelou e o maior se afastou um pouco com uma expressão surpresa e divertida.

- Filha de Afrodite? - riu nasalado - Por essa eu não esperava. Então... Daqui alguns anos iremos vê-la no acampamento?

Percy parecia animado com a ideia, embora tivesse deixado o Filho de Hades com um sorriso incrédulo. Jackson realmente esperava estar no acampamento - e consigo - daqui 6 anos?

Negou com a cabeça rindo.

- Não, ela... está sendo treinada para ser uma sacerdotisa da Deusa do amor, criada e treinada por musas de um templo...

- Mas não podemos visitá-la? - pergunta pensativo e vê o menor negar novamente.

- Não sei onde fica - seu semblante caiu ao perceber esse fato - Talvez nunca possa vê-la. - fechou os olhos tentando conter a água que se subitamente se acumulou ali.

Não poderia falar que recebeu uma proposta de viver e cuidar de sua irmã, em um lugar tranquilo e que não aceitara porque não queria deixar o Filho de Poseidon.

O que Percy falaria se soubesse de tudo que está fazendo por ele? O chamaria de louco? Rejeitaria-o? Talvez agora a ansiedade do mais velho descobrir a verdade estivesse tomando conta de uma parte de si.

- Daremos um jeito - sorriu, puxando Nico para um abraço - Mas agora, o que acha de uma praia?

*-*-*-*-*-* N&P *-*-*-*-*-*

- Vamos Nico, nem esta calor! - chamou animado.

- Por isso mesmo, não entendo por que quer ir para a praia se nem está quente Jackson! - respondeu mal humorado.

Há cerca de 30 minutos Nico havia entrado no quarto com a desculpa de que iria se arrumar e pegar algumas coisas. Contudo, não saia dali de jeito nenhum e Percy estava começando a se preocupar.

- O mar está com muitas ondas hoje. - se defendeu.

- Você é Filho de Poseidon - falou do outro lado da porta como se fosse óbvio - Pode fazer ondas todos os dias.

- Nico, vamos por favor... - falou com a voz arrastada, manhoso e pode ouvir um suspiro do outro lado junto ao som da tranca sendo aberta.

Di Ângelo ao abrir a porta, mirou a expressão de filhotinho de foca que Percy fazia e revirou seus olhos.

- Tá, tá... Mas vamos ficar em algum lugar que não tenha muitas pessoas. - comentou jogando o cabelo e colocando um óculos escuro. Podia até não estar calor, não obstante jamais perderia a chance de andar com estilo.

- Isso! - comemorou, segurando a cintura do menor rapidamente e depositando um beijo em sua bochecha, afastando-se em seguida - Vou pegar minha prancha.

Dito isso saiu deixando o outro avoado.

- Pera, quê?

No minuto seguinte Percy apareceu com roupa de surfista por baixo da roupa normal e Nico deu graças aos Deuses que estava com óculos e o Filho de Poseidon não viu a secada que deu no corpo alheio.

- Faz tempo que não surfo, achei que seria legal... - comentou sorrindo - Posso te ensinar se quiser.

- Não acho que Poseidon vá querer um filho de Hades no mar... - comentou entrando no quarto arrumar algumas coisas em uma mochila.

- Ah, ele não ligaria pra você estar surfando - falou convicto.

- E como tem tanta certeza? - olhou por de cima do óculos, vendo o maior se aproximar e segurar seu rosto com uma mão.

- Porque você está comigo agora. - sorriu e deu um selinho no menor que retribuiu o sorriso ao se afastar.

A vontade de gritar: "Isso não basta!?" para a Deusa do Amor era grande, mas se calou.

- Eu aluguei um carro, logo eles chegam aqui na frente. - comentou olhando no celular, surpreendendo o filho de Hades.

- Certo, vou apenas terminar aqui e já desço.

- Te espero. - sorriu saindo do local.

Nico confirmou que Percy havia se retirado do apartamento, antes de fechar a porta e segurar o colar nas duas mãos.

- Eu sei que talvez isso não funcione, mas Eros, eu preciso de ajuda - clamou ao Deus, algo que achava impossível fazer há uma semana atrás - Por favor.

- Pode repetir? - falou o homem com uma voz incrédula e um mini gravador - Eu preciso registrar isso!

Di Ângelo revirou os olhos.

- Não há tempo. - bufou - Eu preciso da sua ajuda com Percy.

-  A única coisa que tenho feito é te ajudar, garoto - diz como se fosse óbvio - Mas vocês estão indo pra praia certo? Ai, ele deve ficar um gostoso naquela roupa de surfista -comentou olhando na direção da porta como se pudesse ver o filho de Poseidon ali.

- Nem me fale... - respondeu balançando a cabeça em seguida - Não é esse o caso.

- E qual é?

- Fortú. - respondeu simples vendo o rosto da divindade se iluminar.

- Uma oportunidade para mostrar suas virtudes? - um sorriso maquiavélico tomou conta de sua face e o semideus quase se arrependeu de ter pedido ajuda -  Isso eu posso fazer.

Quase se arrependeu.

*-*-*-*-* N&P *-*-*-*-*


Notas Finais


Deuses e seus planos...

Quem quer mais da pequena Bianca????

* Qual vocês acham que é o plano de Eros????

Comentem o que acharam amores, vou ficar muito feliz em ler e responder todinhos!

Vou fazer o máximo pra não demorar tanto assim de novo, ta bom?

Até o próximo!
Beijinhos beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...