1. Spirit Fanfics >
  2. Garota Perturbada - Kim Taehyung >
  3. V - Mudando de assunto

História Garota Perturbada - Kim Taehyung - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


(Não se esqueçam de adicionar aos favoritos, só assim saberei que vocês estão gostando da história)

BOA LEITURA <3

no capítulo anterior:

- Obri.... - paro de falar na hora, olhei para a minha cômoda e lá havia a faca que eu usei para matar Liv, Taehyung estava de costas pra ela, mas se ele virasse ele veria.

Capítulo 5 - V - Mudando de assunto


no capítulo de hoje:

 
 Certo, não fique nervosa, dizia pra mim mesma enquanto tentava bolar um plano para aquela faca sair dali sem ser vista.
 
 
- Wow, que fofa - diz pegando um porta-retrato do meu criado mudo. - era você bebê?
 
- Sim. - falo seca pois estava nervosa, se ele se virasse ele ia ver a faca e eu estaria ferrada.- Tae, você poderia pegar suco pra nós? Tem lá na geladeira.
 
- Ah, a casa não é minha, não vou abrir sua geladeira. - disse se aproximando da cômoda ainda com a foto na mão.
 
- Não tem problema, eu que estou pedindo.
 
- Minha mãe diz que é falta de educação
 
- Mas eu estou pedindo.
 
- Por que você não pega pra nós? - colocou o quadro na cômoda, tapando a faca e por incrível que pareça não percebeu ela ali. Soltei o ar por ele não ter visto. - O que foi? Tá nervosa? O que aconteceu?
 
- S/N cheguei e trouxe os doces pra vocês. - disse minha vó no primeiro andar da casa.
 
- Ebaaa, doce? - disse feliz.
 
- É Tae, vai lá ver minha vó, logo eu desço.
 
Na hora o menino correu para falar com minha vó, tranquei imediatamente a porta do quarto e fui pro banheiro lavar a faca.
 
- Esse menino foi bem sonso de não ter visto a faca. - comento rindo.
 
Escondi a faca no meu guarda roupa, não daria pra colocar ela de volta no armário agora.
 
- S/N? Tá aí? Por que a porta está trancada?
 
- Ah, eu estava me trocando Tae. - tive que trocar de roupar para a desculpa fazer sentido,  tranco o meu diário que ainda estava aberto e destranco a porta.
 
- Achei que ia morar ai. - comentou com humor
 
- Eu moro aqui.
 
- Você me entendeu. - disse rindo. - Vem, sua vó trouxe sorvete.
 
~........~
 
- S/N sempre foi teimosa, desde pequena tem o gênio forte. - disse minha vó conversando com o Taehyung sobre meu passado.
 
- Coisa feia falar mal de mim na minha frente. - finjo estar decepcionada.
 
- Não estou falando mal. - rebateu.
 
- Mas ela sempre foi tão fofa, pelo menos comigo ela é um amor. - disse Taehyung
 
- Claro, ela é um amor sim, apenas tem uma personalidade forte, mas não deixa de ser um amor. - disse vovó sorrindo pra mim.
 
- Ah, eu já tomei muito sorvete.
 
- Posso guardar? - perguntou a senhora.
 
- Pode. - respondemos eu e Tae.
 
Então a mesma pegou o pote e foi em direção a geladeira, ficou parada alguns segundos e me chamou.
 
- S/N, aqui não tem espaço, vou ter que colocar lá no freezer do porão, onde está a chave? - engoli seco na hora, como é possível uma pessoa ser tão azarada assim?
 
- Porão? Que legal, quero ir junto. - complementou Taehyung
 
- NÃO - disse rapidamente
 
- Como? - questionou vovó vindo em nossa direção.
 
- Pode deixar que eu guardo vovó.
 
- Ah, claro, toma - me entregou o sorvete, quando eu estava indo em direção ao local desejado vovó me interrompe. - O Taehyung quer ir, vai lá com ela Tae.
 
Taehyung no mesmo momento veio ao meu encontro e me seguiu até o porão.
 
- Que cheiro é esse? - pergunto o menino.
 
- Que cheiro? Não estou sentindo nada. - me fiz de louca
 
- Ah, não sei, um cheiro estranho.
 
Esperei Tae se afastar do freezer e abri para colocar o sorvete lá dentro, mas logo sinto ele atrás de mim.
 
- AH CREDO, o cheiro está vindo desses sacos. - diz tampando o nariz.
 
- TAEHYUNG. - grito fechando e trancando o freezer. - Para de ser escandaloso.
 
- O que tem ali? - Tenta abrir o freezer?
 
- O que? Hmmm - penso em alguma desculpa. - Vovó comprou um porco para assar mas estragou, ai deixamos aqui até o caminhão do lixo passar.
 
- Tadinho do porquinho. - disse realmente comovido.
 
- Não come carne?
 
- Como. - disse rindo. - mas a que eu como vem do freezer não de animal.
 
- Nossa, você é bobo demais, vamos subir? 
 
- Vamos. - até que enfim saímos de lá, eu jurava que seria descoberta, mas felizmente não fui.
 
~..........~
 
- Vamos assistir Naruto! - esbravejou Taehyung.
 
- Não, anime é muito chato, vamos ver filme de terror. - disse me sentando em minha cama
 
- Eu não quero ver filme de terror.
 
- Então volta pra sua casa e escolhe o que vai assistir lá, seu chato. - digo e vejo que Tae ficou triste. - Onde você vai? - pergunto vendo o mesmo sair do quarto.
 
- Vou fazer companhia pra uma pessoa mais legal. - se referiu a minha vó.
 
Ele sai do quarto e me deixa sozinha assistindo o filme de terror, ele realmente ficou magoado, talvez eu tenha sido um pouco grossa com ele, aish que droga, eu não ligo se ele ficou triste, mas ninguém pode desconfiar do meu temperamento e da minha insensibilidade.
 
Resolvo ir atrás dele, mas não sei se vou me desculpar, não costumo fazer isso, só vou falar pra assistirmos Naruto pra ele continuar me achando fofa e legal. Quando chego no corredor ouço minha vó e ele conversando.
 
- Ela realmente é teimosa. - disse Taehyung
 
- Ela gosta muito de filme de terror. - tentou me defender.
 
- E eu gosto muito de Naruto, mas ela foi grossa comigo.
 
- Grossa com você? A S/N pode ser teimosa mas grossa ela não é, ela tem dó de magoar as pessoas.
 
Sou uma ótima atriz mesmo. - penso e começo a rir silenciosamente.
 
- Mas se ela realmente te tratou mal ela vai vir se redimir, isso eu tenho certeza.
 
Após ela dizer isso entro na cozinha para falar com o Taehyung.
 
- Vamos, vem assistir Naruto. - digo forçando uma cara fofa.
 
- Sério? - diz com um sorriso de orelha a orelha.
 
- Sério, vem
 
Subimos de volta para o quarto e enquanto eu colocava Naruto o Tae ficava explorando cada canto do quarto.
 
- Ah, você tem esse diário a um tempão né? - pegou meu diário na mão.
 
- PARA SEU IDIOTA. - tomei o diário da mão dele com uma certa força.
 
- Desculpa. - disse assustado. - Não faço mais isso.
 
Eu também não sei porque sou assim, gosto do Tae, ele é meu melhor amigo, mas tem momentos que eu paro pra pensar "Será que algum dia eu vou ficar com raiva dele e matá-lo?". As vezes eu penso que não sou exatamente psicopata, mas que tenho vários alguns transtornos mentais. A única pessoa que eu amo é minha vó, ela é a única pessoa que eu tenho certeza que nunca vou machucar.
 
- Mas não precisa ficar brava assim, não vou roubar esse treco pra mim não. - disse me deixando furiosa.
 
Me direcionei ao meu guarda roupa com fogo nos olhos, eu não tinha controle sobre mim, tudo o que eu queria era pegar a faca que havia naquele quarto e acabar com meu melhor amigo, mesmo uma parte de mim dizendo pra eu não fazer isso.
 
- Não te dei permissão pra fazer isso com ele. - senti algo dentro de mim dizer isso e parei na hora.
 
- Taehyung, pegue água pra mim agora. - disse enquanto todo meu corpo tremia.
 
Vejo o menino sair assustado do quarto e logo depois voltar com um copo d'água.
 
- Você tá bem?
 
- Estou. - digo respirando fundo.
 
- O que foi que aconteceu? Eu não entendi nada.
 
- Foi só uma mal estar mas já passou, obrigada pela água. - disse com uma voz suave
 
P.O.V Taehyung
 
Eu gosto muito da S/N, ela é uma amiga legal, tirando o fato de as vezes parecer que não estou na companhia dela, agora mesmo ela estava de um jeito e depois de outro, é como se existisse várias versões diferente dentro dela, mas talvez seja só viagem da minha cabeça.
 
P.O.V S/N
 
~........~
 
- Crianças! O jantar está pronto. - descemos assim que ouvimos, estávamos morrendo de fome.
 
~.......~
 
Vovó e Tae já estavam sentados a mesa comendo, eu estava na pia descascando a laranja pra fazer suco natural
 
- Que delicia, que carne é essa? - perguntou Tae.
 
- É carne de pato. - respondeu vovó.
 
- Hmm, primeira vez que eu como pato, vocês gostam bastante de carne né? Porco, agora pato... - droga, ele disse do porco.
 
- Porco? - questionou vovó. - Não comemos porco, sou alérgica.
 
- Mas a S/N falou que tem um porc... - antes dele terminar de formular a frase, sem pensar em mais nada peguei a faca e cortei meu pulso, essa foi a única maneira que achei pra mudar de assunto.
 
- Vovó, meu braço tá sangrando. - eu rainha do drama comecei a fazer minha cena.
 
- Meu Deus, vamos pro médico agora, o corte tá fundo, você vai perder sangue. - disse minha vó desesperada.
 
 
 

Notas Finais


S/N é louca demais né? Olha o jeito que ela arrumou pra mudar de assunto, aiai, sinto que ainda vai vir muita coisa por ai, mas eai, vocês acham que ela seria capaz de fazer mal pro TaeTae? Deixem ai nos comentários o que estão achando.

ADICIONEM AOS FAVORITOS <3

DESCULPEM QUALQUER ERRO

beiJINhos e J-HOPEbrigadaaa <33333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...