História The dark side of Red - Capítulo 42


Escrita por:

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Ada Wong, Leon Scott Kennedy
Tags Ada Wong, Drama, Leon Kennedy, Resident Evil
Visualizações 19
Palavras 947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero q gostemm

Capítulo 42 - Que os jogos comecem


Leon despertou pela manhã e observava Ada dormir, era tão linda. Acariciava os cabelos dela, que por sinal estava com a cabeça no peitoral de Leon. Beijou a testa da mulher, como um sinal de bom dia. Ada deu um sorriso fechado, ainda com os olhos colados de sono. Abria os olhos lentamente e olhava para Leon.

- Tão lindo... – dizia para ele

Os dois ainda continuavam deitados, trocando carinho. Até que Leon resolveu levantar-se para tomar um banho, e Ada voltou a dormir. Quando Ada dormiu, Leon observava ainda as cicatrizes naquelas costas de Ada, queria entender o significado daquilo. Ela estava tão... normal. Entrou de cabeça no chuveiro, passando uns quinze minutos embaixo da água. Ao sair do banho, enrolando a toalha na cintura, observava Ada sentada, alongando os braços, espreguiçando-se.

- Dormiu bem, princesa? – perguntou enquanto vinha até o frigobar e pegava uma garrafa de água, gelada.

Leon abriu a garrafa e tomou no gargalo, logo, ofereceu para Ada que pegou das mãos frias de Leon, e bebeu no gargalo também.

- Dormi. – sorriu

- Você ia me contar algo...

- é... – colocou a garrafa de água na cômoda ao lado da cama e fixou seu olhar em Leon – O seu brinquedinho está envolvida com a Umbrella, Leon. – levantou-se da cama, colocando uma blusa de manga branca de Leon

- Becky está envolvida? O que? – estranhou – Isso não é ciúmes, não é?

Ada não conteve a risada.

- Eu não misturo meu trabalho com o pessoal, Leon. – respondeu – Becky pode ser seu brinquedinho novo, mas ela está envolvida com a Umbrella. Um míssil será lançado hoje a noite, com a autorização dela. – Ada percebia que Leon não acreditava nas palavras dela, achava que ela realmente estivesse com ciúmes. – Quer saber? Você só vai realmente acreditar, quando acontecer. Eu vou conversar com Jill, pelo menos ela vai entender. – Leon puxou-a pelo braço

- Espera... Não tem necessidade...

- Não tem? – Ada soltou-se – Você sempre achando que está certo. Sempre um passo atrás, não é? – balançou a cabeça negativamente, segurando firme no queixo de Leon – Quando os Estados Unidos tornar-se um caos, você terá idéia do que estou falando. – saiu daquele quarto apenas de calcinha com uma blusa de manga de Leon.

Leon não sabia o que fazer naquele momento, sentou-se na beira da cama e pensava.

...

Jill estava treinando sozinha com um manequim na sala de treinamento, enquanto Chris gritava mandando ela fazer tal ataque e tal defesa. Chris treinou Jill desde quando eram mais jovens. Jill até hoje era agradecida por Chris treiná-la tão bem. Jill observava Ada se aproximar, e olhou para Chris.

- Tempo! – pediu tendo a autorização de Chris

Jill movimentou seus olhos em direção a Ada, e deu um sorriso.

- Treinar hoje, Ada? – perguntou

- Hoje não, Jill. – respondeu – Preciso conversar com você.

- Pode falar. – disse

- Eu tenho que te entregar esse pendrive aqui. – disse colocando nas mãos de Jill – Quando tiver tempo, dê uma lida. Não mostrei ao Leon, ele não acreditaria nas coisas que estão digitadas aí.

- Ok, mas está tudo bem?

- Peço que veja o mais rápido que puder.

Ada saiu dali e Jill estranhou o comportamento da moça, olhou para Chris e aproximou-se dele.

- Ada me entregou isso. – mostrou para Chris – Talvez seja importante, não?

- O que vem de Ada na maioria das vezes é ruim. – brincou – Vamos dar uma olhada e checar isso.

- Ok. – levantou-se – E você, Redfield, não vai treinar? – perguntou arqueando a sobrancelha

- Eu já sou treinado, loira. – levantou-se daquele banco – Vamos. Vamos ver o que tem de bom nesse pendrive.

...

Ada pegava sua maleta com as armas e afins, com um vestido longo preto, aberto dos dois lados – direito e esquerdo – mostrando as pernas, e um salto preto. Olhou-se para o espelho e deu um sorriso de canto.

Quando abriu a porta, deu de cara com Birkin, que a olhava.

- Sherry? – perguntou escondendo a maleta

- Ada... – olhou para ela – Você vai sair? – estranhou

- Sim. – respondeu

- Sabe que está proibida de sair da corporação, não é?

Ada riu.

- Ninguém me impede, Sherry. – respondeu esquivando-se de Sherry e saindo dali.

- Boa sorte, Ada. – disse fazendo Ada dar um sorriso para Sherry

- Obrigada, Birkin. – saiu dali

...

Chris abria seu notebook e colocava o pendrive, que já mostrava tudo. Jill sentou-se ao lado de Chris naquela cama macia, bem na beira e observava.

Hey, casal.

Aqui é a querida “amiga” de vocês. Ada.

Tomem as fotos que vocês precisam para acordarem pra vida.

Última vez que eu ajudo vocês, viu?

Bye.

As fotos apareciam para eles, enquanto isso Ada corria para fora da corporação. Ao sair pelos portões daquele lugar, Ada respirava o ar puro.

- Nada melhor do que estar de volta. – disse caminhando por aquela cidade

O lugar estava se recuperando do caos que tinha se tornado, ela não conseguia acreditar que o caos começaria tudo de novo.

- Huh... então, Becky quer jogar? Ela vai jogar com Ada Wong. – disse subindo na moto que tinha perdida naquele lugar, e fazendo uma gambiarra para ligá-la. Funcionou.

Ada acelerou e saiu daquele lugar.

- Sozinha de novo, Wong. – disse dando um sorriso de canto para si mesma e saindo daquele lugar.

...

Quando sherry correu para avisar ao Leon que Ada Wong havia fugido, sentiu uma injeção no seu pescoço. Olhou para trás e era Becky, arrastando-a para o seu quarto. Becky lançou Sherry naquele chão sujo e trancou a porta, logo, agachou-se na frente daquela loira.

- Que os jogos comecem... Birkin Jr. – foi a ultima coisa que Sherry lembrou até que sua visão escureceu e ela desmaiou.

[CONTINUA]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...