História The Dark Side of the Red - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance
Visualizações 27
Palavras 1.682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente espero que vcs gostem dessa fic ♡
Favorite e comente os pontos que vcs mais gostaram, Ok? Aceito críticas, mas não aceito ódio blz?
Isso é fictício então n quero que me joguem pedras.
Dcp pelos erros ortográficos tá? Kkkkk sou humana tbm gente . Obrigada ^^

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction The Dark Side of the Red - Capítulo 1 - Prólogo

P.o.v Ali

Nasci no Brasil e vim para N.Y afim de conseguir fins financeiros, trabalho em 3 lugares diferentes: garçonete em uma cafeteria , entregadora de pizza e faço faxinas em casas tbm. Agradeço a Deus e a minha mãe por saber limpar casas perfeitamente, tento ao máximo ser higiênica e rápida.

Minha família e muito pobre.

*Muito pobre mesmo*

Meu sonho era vim para NY e minha tia que realizou ele. Bom...eu tinha 15 anos quando minha mãe fez uma festinha simples com um bolinho só para a família e foi nesse dia em que eu ganhei um envelope da minha tia.
Tia: Alexia isso e para vc, não tive tempo de comprar nada criança.
Eu: tudo bem tia *sorri colocando o cabelo atrás da orelha*

Eu abri aquilo e entrei em choque, era as minhas passagens só de vinda pros Estados Unidos.

Cara, eu juro que nesse dia eu fiquei tão feliz que quase quebrei a perna de tanto que pulei na minha cama.

Eu vim para cá no dia 28/12/2013, ou seja, eu tenho 20 aninhos, 20 aninhos de muito esforço *rs*

Assim que cheguei aqui, passei bastante sufoco . Foi muito difícil viver por aqui sem falar inglês , sem dinheiro, e sem familiares para me dar força, me lembro que nos primeiros dias tive que dormir na rua, aí arrumei um emprego e hj moro em uma casinha simples ,porém que eu amo.

Fiz faculdade de educação física, já que sempre foi minha preferência, adoro me exercitar.

P.o.v Chris

Eu nasci em N.Y , minha família sempre foi muito rica então decidi seguir o nome. Sou o melhor médico dos Estados Unidos, tenho mais de 130 hospitais e sou o diretor do maior deles. Minha irmã idiota April e meu irmão Nicolas não fazem nada da vida deles, sempre estão jogados em casa sujando as coisas e espalhando-as. Tenho 27 anos e fui nomeado em 5 anos seguidos como o homem mais bonito do século 21, bom...Eu não vou discordar né *rs*.

Eu tive que despedir uma das minhas melhores empregadas porque descobri que meu irmão vagabundo estava tendo um caso com a mesma. Agora estou igual um otário tentando procurar uma eficiente e que eu saiba que meu irmão não vá pegar, então tem que ser uma moça responsável e que não faça o tipo dele. Difícil.

No hospital em que direciono eu já comi todas, e todas pedem por mais. A minha preferida é a novata, o nome dela é Rachel , gosto dela pelo fato dela ser novinha e eu que terei a virgindade dela. Ela é minha aprendiz.

Mesmo a Rachel sendo a minha preferida eu não tenho nenhum tipo de sentimentos por ela, só quero comer mesmo, na verdade eu nunca tive interesse em nenhuma garota, todas eu só comi por causa que eram bonitas ou tinha experientes.

Bom...hoje eu tenho que fazer umas entrevistas de emprego para contratar minha empregada, mesmo estando com a agenda cheia eu tive que desmarcar tudo para estar aqui hoje.

Vieram altas mulheres, umas eram velhas, outras eram novinhas, mas todas eram do tipo do meu irmão, pois e...até velha ele pega, que nojo. Tenho nojo do meu irmão.

...

Fiquei o dia todo entrevistando mulheres e só consegui escolher 1, o nome dela era Wendy, era loira e tinha os olhos claros. Perfeita, meu irmão odeia as loiras, não sei porque mas e melhor assim. E...talvez essa eu que coma *risinho safado* , ela era gostosa e...porra...aquele cabelo...era grande e lisinho, perfeito para puxar pra trás na hora H. Hum...não sou nem burro pra perder oportunidade.

Ela trabalhou para mim por 3 meses e eu comi ela durante esses 3 meses, porém eu comecei a prestar atenção que ela era muito porca. Ela jogava lixo na pia ou limpava o chão com o pano fedendo. Então decidi fazer novas entrevistas de emprego e enquanto isso ela trabalhava para mim até dar o tempo de contrato dela.

P.o.v Ali

Acordei cedo para trabalhar na cafeteria, era domingo e como sempre ela estaria muito cheia. Meu chefe diz que ela antes não era tão lotada assim, ela só e agora por causa que eu trabalho lá, e isso explica o grande número de homens. Eu não consigo acreditar nisso, já que me acho normal, quando um homem me dá uma cantada ou pede meu número eu coro e finjo que nem ouvi, até porque eu não quero nem pensar em namorar, agora eu só quero trabalhar e ajudar a minha família, namoro e só pra depois que eu conseguir realizar esse sonho.

Bom...Eu cheguei na cafeteria e vesti meu uniforme, eu estava amarrando ele quando meu chefe chega com um envelope na mão.

Chefe: Desculpa Alexia, eu não queria ter que fazer isso mas...Eu quero colocar minha filha de garçonete no seu lugar- abaixou a cabeça me dando o envelope.

Eu: mas...chefe...Eu trabalhei direitinho aqui e nunca respondi o senhor, não posso trabalhar de garçonete junto com a sua filha? - falei tirando meu avental.

Chefe:Alexia...você não trabalha mais aqui- me olhou já fardo daquela conversa.

Eu: ok chefe- abaixei a cabeça e peguei meu envelope.

Eu tirei meu uniforme, dobrei-o e sai daquele estabelecimento indo pegar o metrô para voltar pra casa.

No meio do caminho eu passei na banca de revistas e comprei um jornal, afim de procurar outro emprego.

...

Já em casa eu peguei um marca texto, um pote de sorvete na geladeira e o meu jornal, logo sentei na mesa e fui circulando os serviços que me interessavam. Eu sempre comia sorvete em cima da mesa quando eu ficava triste e depois de perder o emprego que eu mais gostava , o meu único consolo era aquilo.

Vi um anúncio que me interessou muito, era sobre ser empregada em uma casa um pouco longe da minha casa mas ao ligar me interessei no salário que iria receber.

Eles precisavam de alguém que sabia fazer tudo, e eu era alguém assim. Porém pediram uma mulher que seja loira.

Eu não sei porque essa preferência e infelizmente não vou pintar meu cabelo, vai estragar muito ele, então vou fazer a entrevista com o meu cabelo pretinho mesmo e espero que eles reconsiderem.

...

Fui até a casa em que iria fazer minha entrevista de emprego. Chegando lá eu consegui entender do porque o salário era tão grande, era porque a casa também era muito grande. Na verdade casa não, mansão.

A mansão era linda e tinha uma decoração meio antiga, era uma casa perfeita.

Uma mulher muito linda me atendeu , ela era loira e dos olhos claros.

XXX: Boa tarde *sorriu* você veio para a entrevista né?

Eu: Sim! Vim sim! *sorri*

XXX: prazer meu nome é Wendy, e o seu?

Eu: Alexia mas por favor me chame de Ali

Wendy: hum...bonito nome. Venha eu vou te mostrar a casa e depois irei te levar até o meu chefe para que a entrevista possa começar.

Eu: há Sim, tudo bem.

Enquanto ela me mostrava a casa eu só ficava deslumbrada, meu Deus que casa linda e grande. Vi que ela estava com o zíper das costas aberto e resolvi perguntar:
- Você trabalha aqui a quanto tempo?

Wendy: uns 3 meses, porque?

Eu: E...o seu chefe...ele é bem feio né?- testei ela

Wendy: você é louca? Ele e maravilhoso e tem um cor...- travou ao ver que tinha falado demais.

Eu: bom...eu já saquei tudo, e seu zíper tá aberto tá?- falei apontando para as costas dela rindo.

Eu já tinha entendido que o chefe dela foda com ela,porém isso não me assustou porque eu consigo me conservar.

Assim que ela terminou de me mostrar a casa, ela me levou para q sala dele. Ele estava virado de costas.

Chefe: Boa tarde senhorita Evans, bem vinda a minha casa - se virou com um olhar de deboche.

Eu: ...- não consegui falar nada, eu estava muito corada e muito assustada pelo tamanho beleza dele .
Ele tinha os cabelos escuros e a nele branquinha, se vestia como um modelo mesmo de terno e me olhava com um rosto de safadeza misturado com deboche. Ele me encantou de primeira.

Chefe: hum...não vai falar nada?

Eu:...hã?...que? Ata pode me chamar de Alexia senhor - dei as maos para ele afim de comprimenta-ló

Chefe: meu nome é Christian mas para você e só senhor mesmo.- se virou e me deixou lá com cara de idiota após ter levado um vácuo.

Eu: bom...me desculpa por não ter vindo loira igual o senhor queria...e que...Eu gosto do meu cabelo assim.

Christian: tá tudo bem, vou te avaliar.- sentou -se na sua mesa e pegou umas folhas que estavam na sua mesa.- senta aí.- apontou para a cadeira que estava a sua frente.

Eu: tudo bem- sentei na mesma.

Christian: você já teve experiência com limpeza em uma casa grande?

Eu: bom...Eu limpava a casa dos meus pais mas nunca tivemos condições financeiras então não era tão grande.- coloquei meu cabelo do lado direito do meu pescoço.

Christian: e você não tem vergonha disso não? -me olhou desconfiado

Eu: claro que não, não pedimos para nascer assim.

Christian: hum...-arqueou a sobrancelha- e como você quer lidar com a limpeza dessa casa?

Eu: quem sou eu para não tentar? Uma perdedora? Nunca. -joguei meu cabelo para trás.

Christian: hum...gostei de você, na verdade eu só quero ver você desistindo e vindo até mim pedindo uma ajudante para você.- riu.

Eu: só me deixe tentar, ok? Se eu não der conta pode me demitir.

Christian: tudo bem, temos um quarto só para você no andar de baixo, pode trazer suas coisas e começar amanhã.

Eu: obrigada senhor- sorri.

P.o.v Christian

Era para mim contratar alguém que não seja o tipo do meu irmão mas alguma coisa me surpreendeu naquela menina. Não sei se era porque ela aceitou meu desafio e eu só queria que ela desistisse daquilo, até porque ela não sabe quem são meus irmãos, eles cansam qualquer um.

Ela era bonita e aquele corpo...hum...talvez eu experimente ela. Alexia...me espere.


Notas Finais


Desculpa pelos erros de ortografia gente ^^ espero que tenham gostado e se gostaram pfvr comentem.
• até o próximo capítuloooooo• ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...