História The Darkiside - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Star Wars
Personagens Chewbacca, Finn, General Hux, Kylo Ren, Leia Organa, Luke Skywalker, Personagens Originais, Poe Dameron, Rey
Tags Ben Solo, Dark, Kylo Ren, Rey, Reylo, Star Wars
Visualizações 37
Palavras 1.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom, esse é o começo da história, ele é completamente baseado no Ultimo Jedi, e será uma história sobre A Ascensão Skywalker. Espero que gostem. S2

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction The Darkiside - Capítulo 1 - Prólogo

  Rey se encontrava confusa, como nunca antes tinha se sentido em toda sua vida, não ficou em dúvida quando fez tudo o que poderia e entregou sua vida ao sol e a sucataria para sobreviver em Jakku, desde que tinha sido jogada fora como lixo por seus pais, não quando o droid BB-8 apareceu em seu caminho e optou por não entrega-lo por uma quantidade extremamente alta de rações. Muito menos quando acreditou nas palavras de um completo estranho e abandonou seu planeta para viver uma vida perigosa e sempre se escondendo. Mas ali, sentada numa cama de pedra, tentando entender porque o Skywalker decidiu parar de treina-la, porque aquela ilha maldita não tinha lhe dado respostas, mesmo a força a tendo puxado tão forte até ali, apenas para mostrar a ela mesma.

— Pensei que acharia respostas aqui, eu estava errada. Nunca me senti tão sozinha.  

  Rey falou para Kylo, ou pelo menos para a projeção da força presente ali, daquela estranha ligação que ambos possuíam, a desilusão presente em cada nota da voz. Abaixou ainda mais os olhos, enquanto divagava sobre sua confusão e lhe confidenciava sobre a solidão.

— Não está sozinha.

  Escutou ele falar, levantando os olhos e vendo a figura dele sentado a sua frente, o encarou por alguns segundos, sentindo o peso daquelas palavras e deixando-se entender sobre o que estava lhe apertando o coração.

— E nem você. — O respondeu de imediato, se concentrando na força e deixando-se guiar por ela, logo continuou. — Não é tarde...

  Ao finalizar, o encarou nos olhos e lentamente ergueu a destra, e a estendeu para ele de palma aberta, após alguns segundos, sentiu seus dedos e os dele se encostarem. Um uma puxada de ar, o silêncio a tomou, sentindo seu coração apertar e depois aliviar, vendo flashs e mais flashs do futuro, nítidos como sua figura em um espelho. Ela viu que ele ainda tinha dúvidas em seu coração e também que se fosse até ele, poderiam derrotar Snoch. E nem se deu conta que nem por um momento estranhou o fato de que o toque dele era mais real que até mesmo o chão sob seus pés.

   Uma lágrima desceu por seu rosto e no momento seguinte, Luke apareceu a porta e com um grito manipulando a força, cortou a conexão e isto fez Kylo ir para longe. Finalmente acreditou no que o Sith tinha lhe dito em visões anteriores, confrontou o mestre Jedi sobre a verdade e o falou sobre a confusão de Kylo. Mas a decepção veio uma segunda vez aquela noite, quando ele não acreditou em si e percebeu que sua única chance era o próprio Kylo.

  Abandonou aquela ilha e aquele planeta no dia seguinte, Chewbacca lhe acompanhou na nova jornada, decidiu apenas ser guiada pela conexão, a força lhe mostraria o caminho para Kylo, diferente de como foi ir até Luke. O Jedi era uma decepção e isto produziu uma pequena chama de dúvida em seu coração, sobre qual lado deveria realmente seguir, mas não poderia fazer isto, não naquele momento.

   Seguiram até a nave principal da Nova Ordem, pediu ao agora amigo para sair da orbita o mais rápido que pudesse e esperasse seu chamado, saindo por uma das válvulas de escape. Kylo a esperava na plataforma quando a capsula se abriu, não ficou surpresa ao notar que teria de ser escoltada por um stormtrooper algemada.

  Finalmente ficou frente a frente ao líder da primeira ordem, sentiu medo e repugnância por ele. Ficou surpresa quando ele lhe soltou, mas a relutância ainda estava presente dentro de si. Após um discurso forte e Snoch revelar que tinha sido ele a implantar a conexão entre eles, que ela não sabia se deveria acreditar, ele tentou persuadir Kylo a mata-la. Mas como em sua visão, ele não o fez e até mesmo matará ao próprio mestre. Tiveram de se juntar para lutar contra a guarda pessoal de Snoch.

— Vamos deixar as coisas antigas ruírem. — Kylo falou enquanto olhava ao trono de Snoch, com a morbidez ainda presente, do corpo estirado ao chão e ao trono. — Snoch, Skywalker, os sith, os jedi, os rebeldes, deixe todos ruírem. — Falou e andou em direção a garota, erguendo sua mão a ela. — Rey... Quero que se junte a mim, vamos governar juntos e trazer uma nova ordem para a galáxia. Você sabe quem são seus pais, eu também vi. Você não é nada, veio do nada. Mas não para mim, Rey. Se junte a mim. Venha...

  A tentação correu sobre as veias de Rey, ela discutiu com Kylo realmente, mas algo a puxava para ele, lhe mostrava que estar com ele era o certo a se fazer. Mas não poderia, por causa de Leia, Finn e todos os outros que confiaram nela. Por isto a poucos centímetros de segurar na mão dele, ela mudou, puxou ao sabre de luz, ou pelo menos tentou. Sendo jogada para trás com o impacto. Do lado de fora, a última nave de grande porte da Resistencia ia de encontro a nave, se colidindo e fazendo uma pane. Rey aproveitou esta chance para fugir dali, correr como um gato assustado.

   De volta a Falcon, algo que demorou um pouco, ela seguiu ao sinalizador dado por Leia pouco antes de ir até Luke. Entrando na orbita do planeta, ela viu a guerra, a Primeira Ordem esmagando os pequenos caças antigos, por isto foi até eles, os ajudando a sair daquela enrascada, sendo perseguida pelas naves da Ordem, todas elas e dando alguma chance a eles.

   Após desviar a atenção de todos eles e estar segura para retornar, seguiu as raposas de gelo, procurando saber por onde tinham saído. Encontrando a entrada da caverna onde a resistência estava, retirou as pedras usando a força e finalmente viu Finn, Poe e Leia novamente, os abraçando com força, estava com tanto medo de algum deles ter sido morto durante o tempo que ficou fora.

  Sentiu quando Luke se juntou como um a força, os deixando para trás. E ajudou aos outros a subirem na Millenium Falcon, claro após dar um grande abraço em Leia. Quando ia fechar a porta, viu a imagem de Kylo Ren, sabia que não era realmente ele, já tinha aprendido a distinguir os dois, o de carne e osso daquele projetado pela força. E a estranheza lhe tomou, se Snoch os ligará, porque ainda ocorria, após a sua morte? Fechou a porta e cortou a ligação, estava determinada a tentar fugir da ligação, o máximo que lhe era permitido.

  Verificou como BB-8 estava, sentia saudades daquele droid ao longo dos dias e meses que ficou sozinha, observou quando Finn pegou um cobertor numa das comportas e o levou até uma garota com feições diferentes das que tinha visto até ali e notou naquele momento, que não sentia ciúmes ou felicidade, apenas não ligou para aquilo e percebeu também que ele tinha seguido em frente, mesmo quando ela queria vê-lo com todas as forças.

   Se sentou com Leia e comentou com aquela figura materna sobre ter sentido que Luke os tinha deixado para sempre, mas que não sentia dor ou arrependimento dele, apenas paz. E dali teria uma nova rebelião, daqueles poucos sobreviventes, ou de quase todos. Afinal Rey ainda sentia sua conexão com Kylo e parecia estar sendo puxada de volta, como se o arrependimento a atormenta-se.


Notas Finais


Então é isso ai, espero que tenham gostado e estou aberta as ideias mirabolantes de vocês. S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...