1. Spirit Fanfics >
  2. ThE dArKnEsS tHaT tOrMeNtS mE - Yoonmin >
  3. In The Darkness Of The Night

História ThE dArKnEsS tHaT tOrMeNtS mE - Yoonmin - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - In The Darkness Of The Night


Fanfic / Fanfiction ThE dArKnEsS tHaT tOrMeNtS mE - Yoonmin - Capítulo 3 - In The Darkness Of The Night

Yoongi e seus amigos estavam reunidos em seu "canto do lanche", que era perto do jardim da escola onde haviam alguns bancos e flores cheirosas. Jungkook se aproximou do maior e lhe perguntou :

- Está escrevendo algum poema hyung?

Yoon adorava escrever poemas. Sua inspiração era sempre o que via diante de seus olhos felinos...Era sedento por conhecimento e só queria aprender mais e mais. Adorava escrever romances, por mais contraditório que isso seja. 

Gostava de passar tudo o que pensava para as pessoas, porém ao mesmo tempo que queria repassar algo, tinha medo de sua forma de pensar ser ridicularizada por alguém.

- Não...Dessa vez estou apenas desenhando aquela rosa.- Afirmou apontando para um rosa de cor vermelha vibrante, que sem dúvidas chamava mais atenção q as demais presentes.

- Ela é bem bonita...- Disse Jungkook olhando-a atentamente.- Você já terminou?

- Ainda falta alguns retoques, mas já eu termino.

- Hm...Você desenha muito bem.

- Obg.

- Ei Jungkook! Vem aqui rapidinho!

- Ok, já estou indo!- Exclamou o menor.- Deixa eu ver depois esse desenho hyung?

- Ah...Sim, eu deixo.- E sorriu minimamente.

- Obrigado.- Saiu correndo em direção a Hoseok, que se encontrava com os braços cruzados esperando o mais novo.

~

Os alunos já se encontravam na última aula e Yoon teve a ideia de começar a escrever um poema. Anotou algumas palavras que pensou, pois seriam ótimas para saírem em seu texto, e iniciou sua produção. Porém, ele não contava que o professor lhe pegasse com a mão na massa e colocasse seu poema no lixo :

- Se levante e vá para a sala da coordenação...Não admito alunos como você q escrevem coisas idiotas no papel e não prestam atenção na aula.

- P-Professor mas, eu...

- Não me questione senhor Min, ou as consequências serão piores.

Yoon bufou de raiva e se levantou para se dirigir para a sala da coordenação. Todos os corredores se encontravam vazios, entretanto Yoon houviu passos atrás de si. Não ligou e mesmo assim seguiu seu caminho em passos revoltados diante da afirmação de seu professor.

~

O mais velho recebeu vários sermões e olhares decepcionantes...Por que não prestava atenção na aula? Escrever porcarias em um papel era mais importante do que uma aula de Matemática?

Yoongi olhava para seus pés, brincava com suas mãos e pensava em seu papel decorado cheio de versos que expressavam o mais puro, jovem e tolo romance entre duas almas gêmeas :

"Eu sem você sou só desamor...

Um barco sem mar, um campo sem flor.

Tristeza vai, tristeza vem.

Sem você..."

Não tinha pensado em mais nada, já que seu professor de Matemática recolheu o papel de Yoongi apressadamente e o jogou com todo o seu ódio no lixeiro.

Yoon tinha vontade de sair correndo da sala e o pegar de volta pois continha sentimentos melancólicos e profundos...O que pensariam de si?Porém sabia q estaria fazendo merda e acabaria piorando as coisas para o seu lado.

~

Quando foi liberado para pegar suas coisas na sala de aula, correu pelos corredores da escola e chegou em sua sala. Fuçou o lixeiro como se sua vida dependesse disso, porém não encontrou nada a não ser anotações velhas e rabiscos em quaisquer folhas.

Desanimado por não ter encontrado o q procurava, ele foi em direção a sua carteira para pegar seu material. Quando chegou perto, notou que uma folha estava no móvel em perfeito estado  ; sem arranhões ou rabiscos em sua superfície branca como a neve. Havia escrito na mesma seu poema anotado em sangue e completo no final :

"Sem você, meu amor, eu não sou ninguém..."

Olhou atentamente as palavras e o sangue que ainda parecia recente na folha de papel. Ergueu seu olhar e viu uma silhueta familiar passar pela pequena "janela" que a porta de todas as salas possuíam. Correu até ela e a abriu, porém a única coisa achada foi uma rosa no chão...Era a mesma que enfeitava o jardim e  também a qual desenhou em seu caderno...

~

Depois do acontecido, Yoongi não sabia mais o que era real ou imaginário. Como uma folha de papel cheia de sangue foi parar em sua carteira? Quem deixou a rosa que estava desenhando no chão do corredor desértico? 

Estavam brincando consigo ou ele tinha pirado de vez!? Isso já era mais do que estranho...Era uma loucura interna lhe atormentando.

- Algum problema Yoongi?- Perguntou Seokjin.

- Ahn? Ah...Não, estou bem. Só pensativo demais, com a cabeça nas nuvens entende?

- Hm...- Murmurou o mais velho.- Se precisar de ajuda pode contar comigo.

- Ok...- Disse simplista.

~

Chegando em sua casa, Yoon percebeu que ninguém se encontrava na mesma, então decidiu fazer sua própria janta. Subiu para o quarto levando um balde de pipocas fresquinhas e um copo cheio de coca-cola, tinha decidido assistir um filme na TV do quarto de seus pais.

De repente, ouviu-se um barulho parecido com um copo de vidro sendo derrubado no chão. Yoongi foi até a cozinha e viu os cacos espalhados pela cerâmica branca ; pegou uma vassoura e começou a juntá-los, porém, quando pegou o último caco com sua mão, ganhou um corte feio em seu dedo lhe arrancando um gemido de dor. Mas logo sua cara de dor foi embora e a de espanto apareceu. Não era ninguém menos que o homem chamado "Park Jimin" em sua frente.

- Precisa de ajuda?- Mostrou-lhe um sorriso gentil.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...