História The daughter of destruction - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bleach
Personagens Aizen Sousuke, Byakuya Kuchiki, Gin Ichimaru, Grimmjow Jaegerjaquez, Hinamori Momo, Hirako Shinji, Hiyori, Ichigo Kurosaki, Karin Kurosaki, Nelliel Tu Odelschwanck, Orihime Inoue, Rangiku Matsumoto, Renji Abarai, Rouse, Rukia Kuchiki, Shihouin Yoruichi, Shunsui Kyouraku, Toushirou Hitsugaya, Urahara Kisuke, Uryuu Ishida
Visualizações 12
Palavras 599
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente, bem essa é minha primeira fic (então não me julguem, pfv).
A história original pertence a Tite Kubo e associados
A história não atrapalha o enrredo original de Bleach
*Ps Queria agradecer a minha amiga SayianMclennon por todo o apoio*
Boa leitura, bjinhos com gloss de uva ;)

Capítulo 1 - De volta a Karakura


Havia uma densa neblina, mas isso não atrapalharia o trabalho de uma shinigami. Ela estava no mundo humano protegendo a cidade onde vivera: Karakura. Seus cabelos castanhos e levemente ondulados espalhavam-se enquanto a garota corria por entre os telhados procurando por um hollow que invadiu a cidade. Quando menos esperou o monstro apareceu em sua frente aproveitando-se do leve cansaço da jovem.

-Finalmente vou poder provar novamente o gosto da alma de um shinigami – O monstro era enorme, tinha o corpo de um lagarto bege e a máscara lembrava um rinoceronte – até me lembro da sensação maravilhosa dos gritos deles... Vamos mocinha, grite! – ele ataca-a.

 -Nem pensar seu monstrengo – ela estende suas mãos na frente do corpo – Hadou nº 33: Soukatsui! – ela acerta em cheio a máscara do hollow que se parte e dois, e antes que ele pensasse em reagir sentiu um leve ardor no pescoço e sentiu-se desaparecer em meio às cinzas. – Hunpf! Não acredito que existiram ceifeiros que perderam para isso...

-Nunca duvide da capacidade de alguém – uma voz familiar vinda do telhado de uma casa chama-lhe atenção – principalmente se for seu inimigo.

-Ah! É você Yoruichi-sama – ela abre um sorriso quando vê a mulher.

-Olá Hanari! – ela desce caindo de pé como toda boa gata – Achei que havia esquecido o mundo humano!

-Senpai! Sabe que não poderia fazer isso. – ela vai até Yoruichi e abraça-lhe.

-É eu sei – ela dá uma rodada em Hanari analisando seu corpo – parece que você ganhou um “up” – ela diz olhando diretamente para os peitos da menina cutucando-os, deixando-a um tanto constrangida.

-Yoruichi-samaaaaaa! – ela fica brava e retira a mão da mulher que tocava em seu corpo – Não faça mais isso.

-Claro como quiser – divertia-se com a vergonha de Hanari – Mas você cresceu não parece à mesma menininha que...

-Tem razão – muda de assunto – E... Como vai o Urahara-sama?

-Verdade! Vamos vê-lo! – Yoruichi puxa-a pelo braço e usa seu shunpo.

(Quebra de tempo – Loja do Urahara)

Hanari chega um pouco tonta, mesmo tendo treinado com Yoruichi não estava acostumada a sua grande velocidade. Desde que se lembra, ela gostava de ir até a loja para aprender alguma coisa com ela e até mesmo com kisuke (que sempre ‘cobrava’ o trabalho, geralmente fazendo-a varrer a loja). Isso fazia esquecer um pouco o peso de seu trabalho, fazia sentir-se um pouco normal.

Ao reparar na loja, não havia mudado muita coisa desde que saiu de Karakura, apenas retocaram a tinta e estava com mais prateleiras de D-O-C-E-S!

-Eu amo esse lugar... – ela babava e foi direto a prateleira dos pirulitos psicodélicos, mas é interrompida por uma mão – Ei! Mas quem pensa que... Cara do chapéu!

-Ora vejamos – ele levanta a aba do chapéu – o que a pequena pilantra faz aqui?

-Eu não sou pilantra – ela cruza os braços e enfeza a cara – só ia pegar um doce, como nos velhos tempos. – Ela percebe o olhar divertido de Kisuke ao vê-la, realmente ela nunca iria entendê-lo, sempre com aquele semblante e sempre com aquela velha roupa.

-O que traz você de volta aqui? –Seu olhar se torna serio.

-Estou em uma missão dada pela soul society – ela torna-se seria também – Preciso falar com Orihime Inoue, e leva-la até lá.

-Hum... – ele nota o levíssimo ar de decepção no olhar de Hanari – Então terá que vê-la novamente? – a shinigami apenas assente – Entendo... Bom foi um prazer vê-la de novo. Até breve Hanari.

-Até breve Urahara-sama – quando ele vira-se ela pega o pirulito e sai correndo.

-EI! PIRRALHA! – ela sorri e acena para ele – algumas coisas não mudam mesmo, não é mesmo senhorita Hanari Kurosaki. 


Notas Finais


Bem, o que acharam?
O que será que a nossa Kurosakizinha quer com a Orihime?
E pq ela deixou Karakura para ir à Soul Society?
HEHE DESCUBRAMMMM... BJINHOS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...