História The Death Eater - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Bellatrix Lestrange, Carlinhos Weasley, Cassandra Trelawney, Cedrico Diggory, Cho Chang, Dino Thomas, Dobby, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Jorge Weasley, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Mila Bulstrode, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Pansy Parkinson, Percy Weasley, Personagens Originais, Rabastan Lestrange, Remo Lupin, Rita Skeeter, Ronald Weasley, Rosier, Severo Snape, Simas Finnigan, Theodore Nott, Tom Riddle Jr., Viktor Krum
Tags Blackyebluer, Dark!harry, Drarry, Harry Potter, Lemon, O Comensal Da Morte, Snarry, Tom Riddle, Tomarry
Visualizações 535
Palavras 698
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Hentai, Lemon, LGBT, Magia, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi?

Capítulo 6 - Cinco


Harry estava entediado na aula de DCAT. Não havia nada mais que Snape pudesse ensiná-lo, Tudo que estavam estudando Harry já sabia de cor. A única coisa que o impedia de faltar as aulas era que poderia ficar admirando Severus.

Harry começou a reparar em seu antigo professor de poções em seu quinto ano, quando teve que passar bastante tempo juntos. Estava começando a deixar de ser trouxa por causa das coisas que o Profeta noticiava sobre si, e estava mais aplicado mas suas notas em poções continuavam uma vergonha. Por isso a professora McGonagall decidiu que seria bom que ele tivesse aulas particulares de poções com Snape.


No início ele não estava tão animado assim, achava que não serviria de nada. Mas por incrível que pareça Snape estava ensinando bem a Potter, com a desculpa de que quanto mais rápido ele aprendesse mais rápido ele sumiria. 
As notas de Harry subiram, assim como seu pau durante algumas vezes que via Snape de costas organizando seus milhares de frascos de poções. Harry decididamente preferia Severus sem aquela maldita capa negra. 

  - Potter! - gritou Snape, tirando Harry de suas fantasias. - Posso saber por que não está praticando como o resto da sala?

  - Porque não sou estúpido ao ponto de não dominar de primeira uma azaracão tão simples quanto essa. - respondeu e toda a turma o olhou ofendida
  - Então nos mostre. 

  Harry levantou-se com a varinha em mãos. Apontou para Ron e murmurou o feitiço. No mesmo instante Ron caiu em um baque oco no chão, o ruivo tentava a todo custo se levantar, mas parecia que havia algo sobre si o prendendo no lugar. A maioria na sala olharam chocados para Harry, eles estavam treinando com manequins, porque de acordo com a força lançada, feitiço ele poderia machucar. 
Snape semicerrou os olhos para Potter e desfez a azaração. Ron se levantou-se e mandou um olhar cortante para seu "amigo". 

  - Ficou maluco? - perguntou o ruivo, com raiva. 

  Harry apenas se limitou a revirar os olhos e voltou ao seu lugar para admirar Severus. O professor percebia as olhadas de seu aluno, ele não era bobo. - Voltem ao trabalho! - ralhou, assustando os alunos que imediatamente começaram a praticar. 

****
No final da aula Ronald não dirigiu a palavra a Harry. Ele estava com raiva por ter sido usado como um idiota para o espetáculo do Menino-que-sobreviveu. Hermione também não falou com Harry, discordava totalmente da atitude de seu "amigo" e preferiu dar atenção a Ron.

Harry não poderia dizer que achava o afastamento deles uma coisa ruim, pelo contrário estava mais que satisfeito.

  - Potter! 

  O sorriso do grifinorio não cabia em seu rosto. Mas não podia dar tanta bandeira e pondo uma falsa expressão de curiosidade virou-se para seu professor de DCAT. 

 - Sim, professor? - perguntou com um sorriso pequeno nos lábios. 

  - Bela demonstração a sua hoje. Devo admitir que estou impressionado. - diz Snape. 

  A voz rouca do professor fez um tremor imperceptível percorrer o corpo de Harry. 

  - Muito obrigado professor.

  - Certo. - Snape olhou profundamente para o moreno, que logo percebeu que suas barreiras de oclumência estavam sendo forçadas. O Potter sorriu e permitiu a entrada do professor, mostrando aquilo que ele queria que Severus visse.

  Somente os anos de prática como espião não deixou Snape arregalar os olhos. Ele viu Harry totalmente despido no chuveiro, o corpo moldado pelos fortes treinamentos Quadribol, e algumas poções, estava molhado e parecia macia ao toque. Harry passava as mãos pelos cabelos e peito. E inesperadamente o rapaz se encostou na parede e suas mãos desceram para seu membro, começando uma masturbação. Harry soltava gemidos baixinhos e soltava suspiros.
O corpo do professor começa a reagir, e somente por causa da cor escura de sua calça não permitia que fosse notado o enchimento que crescia. 
Os movimentos de Harry aumentaram e ele gozou na própria mão, gemendo o nome de Severus. 

Imediatamente Snape sai da mente do rapaz e fixa o olhar no rosto de seu aluno. Uma expressão malicioso estampava o rosto de Harry.

 - Detenção Sr. Potter. - entoou o professor. - Hoje à noite, após o jantar. Agora saia daqui. 


Notas Finais


Fui.
Bjus!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...