História The Death's Shadow: Apocalypse; Interativa. - Capítulo 6


Escrita por:

Visualizações 77
Palavras 1.111
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


➤ Olá, sobreviventes! Bom encontrar vocês mais uma vez hehe

➤ Obrigado à cada um de vocês que lutaram comigo nessa jornada até aqui, apoiaram-me em cada teaser e encheram aquele comentário com fichas incríveis. Muito, mas muito obrigado. Eu amaria aceitar todas as fichas, mas para uma história de qualidade não posso, por isso já peço desculpas para quem não for aceito. Não abandonem a história, por favor, eu acabo me apegando a vocês muito rápido ❤

➤ Com 54,5 dos votos computados, Dawn McAlister irá contar sua versão de poucos dias antes do terrível 4 de Julho de 1988. Esse teaser se passa por volta de uma semana antes da história oficial!

➤ A música de Kim Carnes está na playlist do spotify, confiram ;)

➤ Oficialmente, fim do prazo! Explicarei o cronograma nas notas finais.

Capítulo 6 - Teaser - Before Dawn, 1988;


Fanfic / Fanfiction The Death's Shadow: Apocalypse; Interativa. - Capítulo 6 - Teaser - Before Dawn, 1988;

CARNATION, CALIFÓRNIA

Antes Do Amanhecer


DAWN MCALLISTER

Três batidas na porta, o suficiente para ouvir a movimentação vindo do apartamento em minha frente, assim como a música vindo de dentro. Não resisto em cantar “Bette Davis Eyes” para atormentar Anna e Dylan, o último revira os olhos para mim, enquanto minha pequena dança de modo desengonçado. É, cuidar de garotos e garotas com 14 e 8 anos não é uma tarefa fácil, porém me arranca algumas risadas.

Vou ser sincera, a viagem para Virgínia martela em minha cabeça faz algum tempo, não consigo evitar de sentir culpa por não estar perto dos meus irmãos para viajar com meus amigos para um festival em outro país. Essa não sou eu, geralmente eu levaria ambos para as minhas aventuras, porém atravessar a fronteira com duas crianças não parecia a melhor escolha para alguém sem a guarda oficial.

Acabo por ser retirada de meus pensamentos quando a porta se abre em minha frente, e meus olhos encontram os da idosa negra do outro lado, com um sorriso gigante e um abraço quase de uma avó. Não tenho tempo para dizer nada, Mary já me leva até a cozinha e deixa as crianças livres para fazer o que quiserem pelo apartamento dela, aliás vizinho do nosso. Inúmeras vezes em que Mary me ajudou com as crianças, eu não poderia pedir a Deus por uma vizinha melhor.

Estava sentada na mesa de madeira, observando a mesma colocar seu avental para ferver a água do chá de camomila, era típico dela, usar aquele avental para sentir-se uma verdadeira profissional da cozinha. Isso quando não narrava aquilo que preparava como os chefs que assistia na televisão sem cores.

–– Você acha que estou fazendo o certo? –– pergunto para a mesma, ao tempo em que Mary coloca um pouco do chá na pequena xícara que seria destinada para mim. Dito e feito, ela deslizou a xícara até as minhas mãos. –– Parece egoísmo não estar aqui para ficar com eles, simplesmente para viajar...

–– Minha querida, nos últimos três anos eu observei você criando aqueles dois, sendo uma verdadeira mãe para eles. Em quantas festas você foi? Bebeu alguma coisa? Quantos caras você beijou? –– com a última parte arregalo meus olhos, quase cuspindo o chá sobre a mesa entre as risadas, sinceridade é importante. –– Egoísmo é você não se deixar divertir por pelo menos uma semana.

Como sempre, Mary estava certa em seus conselhos. Eu não tinha a vida típica de uma universitária, mas era a minha vida, e talvez eu merecesse viver um pouco além da rotina de cuidar dos meus irmãos, um pouco de diversão.

–– Então, seu conselho é para eu me divertir –– reformulo suas palavras, levando a xícara quente até os meus lábios e sentindo a fumaça em contato com meu rosto.

–– Isso mesmo! Enfim entendeu! –– diz ela em um tom comemorativo, atraindo a atenção de Dylan na sala, antes imerso em suas revistas de super-heróis. Não foi fácil encontrar algo que ele gostasse de ler... –– Já arrumou as malas?

–– Sim, não foi tão difícil, recebi ajuda –– o meu sorriso malicioso foi o suficiente para animar a velha senhora ainda mais, tenho medo dela precisar de médicos. –– Não me olha desse jeito, somos amigos!

Que frase mais clichê, Dawn! Não daria de qualquer forma mentir ou omitir para a minha vizinha, o dom da curiosidade e da fofoca encarnaram nessa mulher, que sabe de tudo sobre todos há pelo menos 1 KM de distância.

–– Eu preciso de mais uma coisinha... –– mordo o interior da bochecha.

–– O impala do meu falecido Wallace? –– eu não precisava perguntar, ela de todo modo saberia pelo meu modo de olhar. Não posso evitar de sentir pena ao observar a mesma encarando sua foto e de seu falecido marido na geladeira, pareciam tão felizes em seu casamento, e continuaram felizes até o último minuto. –– Eu já disse que é seu.

–– Obrigada, Mary! Você é incrível!

–– Apenas se divirta, minha pequena. Vou cuidar dos dois demônios.

–– E sem amassados no carro, entendi esse seu olhar –– acabo rindo mais uma vez, antes de terminar a xícara de chá e sentir forças para a viagem tão planejada. Estico minha mão até a de Mary, numa segunda forma de agradecimento por cuidar das duas coisas mais importantes para mim.

Após algum tempo, estou andando até a sala para abraçar Anne do modo mais forte que consigo, já sentindo a saudade da minha princesinha correndo em minha volta com sua nova Barbie em mãos. Não deixo de abraçar Dylan, que não reclama, apenas se deixa levar comigo e solta até umas risadas bobas.

–– Se você não cuidar dela, vou queimar suas revistas –– digo para o mesmo em um sorriso, porém não era tão brincadeira assim, e ele notou isso, parando imediatamente de rir. Aliso seus cabelos bagunçados antes de andar até a porta de entrada, sendo seguida de perto por Mary e seu jeito engraçado de andar. –– Certeza que vai não vai ser um problema cuidar deles? –– a preocupação insiste em me fazer perguntar.

–– Eu cuidei de três filhos durante quase 30 anos, posso me virar com dois por uma ou duas semanas para você descansar –– a porta já está aberta e eu apenas segurando a maçaneta, fazendo a minha primeira escolha daquele dia. –– Toma cuidado, Dawn.

–– Eu vou –– pisco para a mesma com o olho direito, enquanto as chaves do impala que estavam na mesinha ao lado são colocadas em minha mão. –– E antes que eu esqueça, eles amam chocolate-quente! –– digo para a mesma antes de fechar a porta e sair para o longo corredor no qual morei durante longos anos da minha vida, sendo cada centavo do meu próprio bolso, e de certa forma, eu me orgulho disso. De saber que eu lutei por um lar com meus irmãos, mesmo quando nossos pais foram embora e me deixaram sozinha, então levei um tempo para descobrir que não estava sozinha.

O caminho até meu apartamento é curto, não muitas portas adiante, sem muito tempo até que a mochila grande estivesse em minhas costas. Como de costume, uma última olhada no apartamento, e assim estou livre para trancar a porta e seguir na direção das escadas, não antes de... retiro o walkman de dentro da mochila e a fita com Betty Davies Eyes, provavelmente não vou conseguir tirar ela da cabeça.


Já na entrada do campus, ainda dentro do impala, avisto o meu grupo preparando os veículos para a nossa grande viagem. As mãos ainda no volante, um suspiro profundo sai da minha garganta, além da certeza que vou me divertir. A melhor viagem da minha vida vai começar, isso está claro quando desço do impala e corro na direção dos outros.


Notas Finais


➤ Bem, como é o nosso cronograma?
➠ Dia 15 ou 16 - Teaser do Travis.
➠ Dia 18 ou 22 - Aceitos + banners + blog.
➠ Dia 31 - Primeiro capítulo oficial.

➤ O teaser do nosso querido Travis seria um bônus de meta para vocês, caso ultrapassassem 40 fichas entregues, vocês poderiam conhecer um pouco mais do atleta. Vocês conquistaram bem mais, e decidi preparar esse presentinho para não deixar vocês sem nada!

➤ Playlist do spotify: http://twixar.me/hhP1
➠ Livro "A Sombra da Morte": http://twixar.me/kZP1

➤ Até o amanhecer!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...