1. Spirit Fanfics >
  2. The Deathy Hallows - Tomarry >
  3. 02 - Continuação

História The Deathy Hallows - Tomarry - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Gente me desculpem os erros.

Essa é a continuação do primeiro capitulo.

Capítulo 2 - 02 - Continuação


Fanfic / Fanfiction The Deathy Hallows - Tomarry - Capítulo 2 - 02 - Continuação

Harry acordara aquela manhã horrorizado, só de imaginar que aquilo era verdade fazia Harry tremer de ódio, ele estava dividido em acreditar que o sonho era real e Dumbledore havia matado seus pais ou que o sonho era algum efeito negativo por conta da batalha que acontecera a algumas semanas.

Harry então resolveu deixar o assunto para depois, enquanto batia a mão pelo colchão atras de seu óculos o colocando e olhando ao redor com um misto de raiva e decepção. " Devo ter me descontrolado durante a noite", pensou enquanto pegava sua varinha no suporte de couro de dragão negro pendurado no criado mudo, esticou o braço e a pegou retirando do suporte e ficando de pé ao lado da cama.

Harry havia destruído seu quarto as paredes estavam com rachaduras enormes, os moveis estavam em pedaços e seu guarda-roupa junto com as roupas estavam totalmente despedaçados, Harry então apontou para todo o quarto murmurando feitiços para reconstruir os moveis e reparar as paredes, aproveitou também para checar as alas ou redor de seu quarto e se surpreendeu ao notar que algumas haviam sido destruídas. - Vou ter que fazê las  novamente, bom vejo isso mais tarde - falou o moreno enquanto entrava no banheiro para fazer sua higiene e tomar um banho, quando saiu já vestido foi surpreendido por uma coruja Megascops parada no batente da janela ela carregava uma carta, Harry se aproximou dela e pegou acarta dando a coruja um petisco de peixe antes dela sair voando, Harry se surpreendeu ainda mais ao ver o selo de Gringotts o banco dos bruxos.

Harry tremeu sabia que uma hora ou outra eles iriam o contatar pois antes da batalha Hermione, ele e Ron haviam invadido o banco e destruindo grande parte da estrutura quando libertaram um dragão que protegia o cofre Lestrange. - Droga - Suspirou enquanto se sentava no safá  reconstruido e ficou encarando a carta por alguns segundos até criar coragem e abri-la.

Prezado Senhor Potter.

Nos foi informado que o senhor ainda não fez sua checagem de herança

pedimos que compareça o quanto antes ao banco para as confirmar.

Pedimos também que o senhor compareça para a nossa reconciliação

entre os Duendes e o senhor.

Atenciosamente Ragnar o chefe do banco.

Harry estava chocado, "Reconciliação, eles não estavam irritados com a destruição que ele e seus amigos haviam causado?" pensou enquanto se levantava e saia do quarto indo em direção a cozinha onde monstro estava preparando o cafe da manhã. - Bom dia monstro - Falou enquanto se sentava.

- Bom dia mestre Potter, o cafe esta pronto vou servi-lo agora - Falou o elfo estalando os dedos fazendo a comida flutuar até a mesa - Obrigada - Agradeceu começando a comer.

Apos terminar de tomar seu cafe Harry vai para a biblioteca dos Blacks procurar os feitiços para refazer as alas de seu quarto.

 

~Quebra de tempo~

Harry não sabia como mas as alas da casa do largo Grimmaud eram tão complicadas de serem criadas mas estavam em toda a casa cada comodo possui pelo menos uma ala sem contar as alas do lado de fora da casa, apos passar horas e mais horas na biblioteca e mais algumas horas treinando fazendo alas em torno dos objetos e as testando com vários feitiços de ataque enfim teve sucesso.
Ao sair da biblioteca Harry se lembra da carta de Gringotts iria para lá assim que terminar de recompor as alas do seu quarto, o que se tornou um trabalho extremamente cansativo pois sugava muito de sue núcleo magico que já não estava bom, Dumbledore havia dito que que seu núcleo havia se danificado durante a batalha contra Voldemort mas iria voltar em algumas semanas de repouso.

Apos terminar de recompor as alas Harry foi dormir, ainda nem eram cinco da tarde mas Harry estava cansado. Quando acordou foi tomar outro banho e se arrumar para ir ao banco, usando a lareira na sala Harry usou o floo para chegar ao Beco diagonal onde viu que haviam muitas lojas abertas e outras ainda em reconstrução e algumas que estavam sem funcionamento pois ou o dono foi morto pelos comensais ou tinham se mudado, uma loja em questão chamou a atenção de Harry a loja dos gêmeos Weasley, Harry sabia que ela não reabriria pois um dos gêmeos morreu durante a batalha de Hogwarts.

Apos caminhar pelos becos Harry chega em Gringotts vendo diversos duende na entrada o encararem de depois lançarem olhares raivosos, Harry passa pela porta de entrada Harry se depara com o antigo aviso ao ladroes.

"Entrem, estranhos, mas prestem atenção

Ao que espera o pecado da ambição,

Porque os que tiram o que não ganharam

Terão é que pagar muito caro,

Assim, se procuram sob o nosso chão

Um tesouro que nunca enterraram,

Ladrão, você foi avisado, cuidado,

Pois vai encontrar mais do que procurou".

 Sempre que lia o avisa um arrepio passava por sua nuca, ao passar pelo aviso enfim Harry chega ao salão de atendimento Harry  fica impressionado pois agora diferente de antes o salão de atendimento estava maior e mais reluzente com muitos detalhes em ouro e prata, caminhou em linha reta até chegar em um duende sentado em um trono de tamanho médio feito de ouro enfrente a uma mesa que por incrível  que pareça era maior que Harry fazendo com que ele ficasse nas pontas dos pés para conseguir ver o duende que nem  ao menos o olhou, - Em que posso servi-lo jovem bruxo? - perguntou enquanto escrevia em um grande caderno. - Sou Harry Potter - Disse enfim conseguindo a atenção do duende, - Recebi hoje cedo uma carta falando que eu deveria vir o mais rápido possível para fazer meu teste de herança - Completou enquanto via um brilho nos olhos do duende.

- Claro, senhor Potter por favor me acompanhe até a sala do nosso líder, ele já estava te esperando - Disse o duende descendo do mini trono e caminhando até um corredor.

Demoraram um pouco para chegar pois o corredor era longo, só havia um porta no corredor essa era imensa feita de uma madeira muito escura e com muitos ornamentos em ouro, ao chegarem a frente da porta o duende que o guiava tocou a porta e eles ouviram do outro lado da porta um entre.

- Bom senhor Potter é aqui que eu me despeço- Falou o duende voltando pelo mesmo caminho que usaram. - Mestre goblin, qual seria o seu nome? - Perguntou o moreno para o duende que se virou - Me chamo Flamour - respondeu o duende voltando a caminhar.

Harry então se virou para a porta e a empurrou vendo que na sala só havia uma masa e três cadeiras alem é claro do trono um pouco maior do que o de Flamour feito também de ouro, o duende que estava sentado parecia um pouco mais velho que Flamour. - Estava lhe aguardando senhor Potter.


Notas Finais


Tentarei postar um capitulo por semana, talvez eu poste mais de um mas vai depender da minha imaginação.

Obrigado pelos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...