História The Destiny - Capítulo 11


Escrita por: e Bizzilicity

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Cameron Dallas, Justin Bieber, Pattie Mallette, Selena Gomez, Shawn Mendes
Personagens Cameron Dallas, Justin Bieber, Pattie Mallette, Selena Gomez, Shawn Mendes
Tags Ação, Camerondallas, Drama, Justinbieber, Romance, Selenagomez, Shawnmendes
Visualizações 357
Palavras 2.542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - First kiss


Fanfic / Fanfiction The Destiny - Capítulo 11 - First kiss

Justin Pov’s

Abri a porta do carro para Angel com um sorriso no rosto e a mesma entrou retribuindo o sorriso,dei a volta no carro e entrei,minha intenção essa noite é encantar ela para que no fim dessa noite tudo acabe em sexo.

Liguei o motor carro e comecei a dirigir estávamos em silêncio até que encarei Angel por um minuto e não pude deixar de comentar o quanto estava linda com aquele vestido e aquela bota,apesar de morar em um bairro da periferia e ser praticamente pobre,sabe se vestir e parecer uma rica.

-Você está deslumbrante Angel 

-Obrigada-sorriu envergonhada-

-É sério,seu cabelo preso é perfeito,realça o seu rosto angelical,deve ser daí que veio esse seu nome Angel,sua mãe deve ter visto seu rosto e imaginado que tem traços de anjo

Ela não disse nada,apenas sorriu e olhou para baixo,como era linda,não parava de olhar para coxa dela e a sua cintura tão perfeita,só de olhar já me excitava,quero muito fuder com ela e se ela quisesse faríamos no carro agora,porque só de olhar já estou duro,meus pensamentos foram interrompidos por sua voz angelical.

-Justin,posso te fazer um pergunta ?-Me olhou em dúvida-

-Claro-a encarei-fala aí 

-É...para onde a gente vai ?

-Gosta de comida italiana,tipo massas e etc...

-Gosto sim-Sorriu-sabia que meus bisavós eram italianos ?

-Não acredito-a encarei-os meus também,como pode ter tanta coincidência ?

-Para de mentir Justin !-me cutucou- 

-É sério,somos decendentes de italianos e deve ser por isso que sou viciado em massas

-Eu também

-Então vai adorar onde eu vou te levar 

-Espero que sim

Fiquei sorrindo feito bobo,além de Angel ser gostosa ainda era simpática e parece ser boa de papo e não uma ignorante como eu pensava,ela é realmente diferente,essa noite vou me divertir mais do que o esperado.

Depois de quase meia hora chegamos ao restaurante que se chama Macarronada Italiana,não quis levar a Angel em um lugar muito chique porque sabia que ela ia ficar desconfortável então a trouxe para esse restaurante classe média,que eu não aprecio muito,vim aqui uma vez com meus amigos quando era mais novo,o macarrão era bom,só que nada se compara a o macarrão da minha mãe ou do restaurante Lá Casa,só que se levasse Angel até a minha casa ia ser demais até porque não pretendo que ela conheça meus pais e se eu a levasse ao restaurante Lá Casa ela ia se assustar com tanto glamour.

Logo o manobrista veio e abriu a porta para mim e para Angel,agradeci e lhe dei a chave do meu carro,várias pessoas olhavam para o meu carro já que chama muita atenção,só que isso não faz diferença,fui até a Angel e segurei sua mão,ela estava quieta e se incomodou um pouco quando eu segurei sua mão,antes de entrar no restaurante decidi perguntar se ela queria comer lá,com certeza ela aceitaria e acharia até demais,só que mesmo assim quis lhe perguntar.

-Iai,quer comer aqui ou quer ir para outro lugar ?

-Pode ser aqui mesmo,está perfeito,já comi macarronada com alguns amigos aqui uma vez e é uma delicia 

Fiquei impressionado e não consegui esconder minha expressão de surpresa,Angel pareceu não gostar da minha cara e soltou minha mãe 

-O que foi ? Só porque moro na periferia não posso frequentar os mesmos restaurantes que você ?-disse irritada-

-Não...não fiquei brava angel-Toquei no rosto dela-não é isso,é porque eu gostaria de te levar em um lugar que você nunca foi,para te surpreender sabe,só que agora não deu certo 

A expressão de Angel mudou de raiva para arrependimento em segundos,eu retirei minhas mãos do seu rosto e a encarei esperando ela falar algo,demorou alguns segundos e ela disse

-Me desculpe...eu acho que tenho um temperamento forte,bom pelo menos o Cameron sempre me diz isso,eu não sabia achei que...

A calei colocando o dedo em sua boca e disse que ela não precisava falar mais nada pois já havia desculpado ela,praticamente a puxei para dentro do restaurante,eu estava um pouco irritado pois Angel falou daquele amigo dela se é que é só amigo mesmo e ainda já tinha ido no restaurante,a noite estava começando mal,porém espero que termine bem.

Sentamos em uma mesa no canto,isolada das outras pessoas,eu pedi assim,gosto de privacidade,logo o cardápio chegou,estávamos em silêncio desde a “briga” que ouve lá fora,até que decidi falar 

-Angel já escolheu seu pedido ?

-Aham...-Me olhou-Vou querer um macarrão pene a molho bolonhesa e um suco de laranja

-Tudo bem,já vou fazer o pedido

Levantei a mão e chamei o garçom,assim que ele chegou comecei a fazer o pedido

-Por favor,dois sucos de laranja,um macarrão pene a molho bolonhesa e um macarrão farfalle a molho sugo.

-Ok senhor,vou fazer o seu pedido

O garçom saiu andando e olhei para Angel,a mesma já estava me encarando,parecia que estava criando coragem para me perguntar algo,continuei a encarando até que a mesma desviou o olhar e logo em seguida voltou a me olhar e falou 

-É...me conte um pouco sobre sua vida Justin...pode ser ?

Fiquei surpreso,nenhuma mulher nunca pediu para mim contar sobre a minha vida além da minha mãe,minha avó e a vagabunda da Selena,será que Angel era como ela ? Bom se for não me interessa o que eu quero da Angel é apenas transar até cansar 

-Bom é...eu não sei o que te falar,trabalho na PlayBoy desde que eu tinha dezenove anos...e é isso 

-Isso eu já sabia,me conte mais,tipo sobre seu pai,sua mãe...sei lá suas namoradas 

Fiquei sério quando ela disse de meu pai pois o mesmo havia falecido,porém sorri quando Angel falou “suas namoradas”,não queria contar muito sobre mim,só que sabia que teria que me abrir um pouco para conquistar o que tanto desejo.

-Tá vamos lá,meu pai morreu quanto eu tinha três anos em um acidente de carro e minha mãe cuidou de mim junto com minha avó desde então,até hoje convivo muito com elas e as amo demais,sou muito grato por elas existirem e terem me ajudado tanto com a ausência de meu pai

Senti minha expressão ficar triste assim que falei de meu pai,ainda me dói muito falar sobre ele,as vezes me veem lembranças de quando ele tentava me ensinar a jogar bola no quintal quando eu tinha dois anos,eu caia e ele sempre me levantava e me pegava no colo,depois ficava comigo em seu colo até eu dormir ou tentar jogar bola novamente,senti muito a perda dele,apesar de ter três anos,me doeu muito e ainda dói,segurei muito para lágrimas não rolarem e senti a mão de Angel tocar a minha na mesa e entrelaçar nossos dedos 

-Me desculpa por te fazer lembrar disso eu não queria...é eu só queria puxar assunto,só que já vi que não sirvo para isso melhor eu ficar quieta 

Angel abaixou a cabeça e continuou com a mão na minha,adorei isso,falar sobre meu pai me fez ganhar pontos com Angel,estou confiante que vou conseguir ir para cama com ela hoje mesmo,eu não falei nada,apenas aproveitei o momento de sua mão na minha,até que o garçom chegou com o suco e Angel separou nossas mãos rapidamente,não gostei fiquei com raiva do garçom,porém gostei que chegou meu suco,estava morrendo de cede 

-Tin Tin ?

Angel ergueu o copo e eu sorri levantando o meu copo e batendo no dela

-Tin Tin 

Dei um gole no meu suco e ela fez o mesmo,nós ficamos calados por um tempo,ainda sentia meu rosto com uma expressão triste até que Angel começou a falar

-Olha,se te serve de consolo Justin,quando eu tinha oito meses o meu pai me abandonou e foi embora para outro país,nunca ninguém mais viu ele,eu nunca tive um pai presente e minha mãe sempre deu mais atenção a minha irma mais nova,sempre me virei sozinha e assim vivo até hoje e gosto disso,acho que não dependo de ninguém para me sustentar,consigo pagar minhas contas sozinha,fazer tudo sozinha,nunca precisei de ninguém para isso

Fiquei surpresa com as palavras da Angel,ela parecia ainda mais fria do que eu e não sei porque só que senti que guardava rancor de algo e com certeza deveria ser do pai ou da irmã mais nova 

-Nossa,sinto muito por seu pai ser um canalha e ter abandonado uma princesa como você,só que tudo isso que você disse aí,que se sustenta e não precisa de ninguém,você é feliz assim ? 

Angel pensou por alguns segundos até que disse

-É,não tenho muita felicidade só que sou grata por pelo menos ter um teto para morar e um amigo verdadeiro,tem gente que nem isso tem e você deveria se sentir grato por ter uma avó e uma mãe para cuidar de você,as duas parecem ser bem atenciosas pelo jeito que você disse

-Elas são sim...

Ficamos quietos por um momento,não sabia o que falar,Angel tinha a beleza porém não tinha a felicidade,assim como eu tenho o poder e não sei o que é ser feliz de verdade e quando pensava que era feliz e tinha encontrado a mulher da minha vida,tudo era uma ilusão,porque Selena despertou o pior lado em mim,parei de pensar nisso pois já estava ficando furioso e ouvi Angel falar 

-Mas e aí Justin,não me disse como vai suas namoradas-sorriu-

Era só o que me faltava,não poderia contar exatamente o que aconteceu e nem que mandei matar Selena e matei o Jorge com minhas próprias mãos,sabia que ela iria se assustar e querer ir embora,só que talvez se eu contasse o que aconteceu comigo no passado,ela se comoveria e então eu usaria isso para passar a noite com ela.

-Na verdade...já tive algumas namoradas sim,só que nunca amei nenhuma como amei minha noiva,as namoradas que tive depois dela foram só um passo tempo para mim não me sentir sozinho,Selena o nome de minha ex noiva,achava que ela era o amor da minha vida mas tudo não passou de uma ilusão 

Angel arregalou os olhos quando eu disse que já havia tido uma noiva,acho que por essa ela não esperava,mas me pareceu muito entusiasmada com a história 

-Nossa e ai,por que terminou com sua noiva ?

Balancei a cabeça negativamente e comecei a falar com um tom meio de irritação 

-Aquela vadia estava comigo por interesse,queria tirar todo o meu dinheiro e conseguiu pegar parte dele,no início nós namorávamos e eu era cego por ela,começamos a namorar muito cedo quando eu tinha dezoito anos e eu a pedi em casamento com vinte e um,ela era uma modelo,conheci ela em uma seleção que ela fez para PlayBoy e só de ver ela me apaixonei,dava amor,carinho e tudo que ela queria,até que um dia decidi a pedir em casamento,ela parecia apaixonada por mim antes,sabia fingir bem,ela aceitou,porém depois de uma semana fugiu com seu amante e parte de meu dinheiro...

-Nossa e o que aconteceu ?

Angel estava com os olhos arregalados é claro que eu não ia dizer que mandei matar a Selena e matei o Jorge com minhas próprias mãos,então decidi inventar 

-Depois eu nunca mais os vi e nunca mais namorei com ninguém

-Ah entendi

O garçom chegou com a nossa comida,comemos em silêncio,na hora de pagar a conta Angel fazia questão de pagar só que eu disse que eu estava convidando então quem ia pagar sou eu,até que ela cedeu e fomos para o carro,teria que convencê-la de ir para algum lugar dentro do carro mesmo.

-E então Angel e agora para onde quer ir ?

-Para casa ué 

-Sério ?-fiz uma careta-Não quer se divertir mais um pouco ir para uma boate sei lá 

-Desculpa,não é muito meu tipo,pode me levar para casa por favor ?

Já tinha percebido que hoje não ia rolar nada e não podia forçar,minha intenção era conquistar,tentei evitar ao máximo olhar para ela,porque só de ver aquelas cochas a mostra eu já ficava duro,estávamos indo em direção a casa dela em silencio,até que decidi puxar assunto 

-Você me perguntou sobre minha vida amorosa,mas não falou da sua,me conte um pouco 

Angel fez um careta porém começou a falar logo em seguida

-Bom eu também só tive um namorado,ele faz faculdade comigo e sou obrigada a ver a cara dele todos os dias-revirou os olhos-dele e da piranha da minha ex melhor amiga,meu ex namorado me traiu com a minha melhor amiga acredita ? E depois ainda preferiu ficar com ela do que comigo,eu amava muito ele e amava muito minha amiga,depois disso me senti sem chão,eu não pretendo amar mais ninguém,pretendo viver sozinha,é melhor do que namorar um canalha como meu ex

Angel estava furiosa,fiquei surpreso porque a história de vida dela parecia muito com a minha,porém se queria dormir com ela teria que fazer ela acreditar no amor

-Nossa temos histórias bem parecidas,porém ainda acredito no amor,acredito que um dia vou encontrar alguém que converse comigo me faça companhia e me de muito amor e essa pessoa poderia ser você

Angel não disse nada apenas sorriu,revirando os olhos,deve ter me achado um tarado querendo se aproveitar da situação,bom não falei mais nada o assunto morreu ali até chegarmos na casa dela,Angel já estava prestes a abrir a porta quando eu puxei o braço dela 

-Deixa que eu abro

Ela tirou a mão da porta e eu sai de dentro do carro dando a volta e abrindo a porta para ela.

Peguei na mão da Angel e a ajudando a levantar do carro,ela sorriu,pelo menos um beijo quente eu ia conseguir hoje.

Quando Angel saiu do carro estava me olhando fixamente,não fiz nada,queria saber a reação dela,ela olhou para o chão e logo em seguida disse 

-Muito obrigada pelo jantar Justin,eu amei,as vezes é bom sair um pouco de casa-sorriu-

-Também gostei de sair com você e pretendo fazer isso mais vezes

Peguei uma mecha de seu cabelo e coloquei atrás da orelha,Angel me encarava fixamente,segurei sua cintura a trazendo para perto,encarei seus lábios e iniciei um beijo lento,no começo Angel não se moveu mais depois de alguns segundos colocou a mão na minha nuca puxando meu cabelo levemente enquanto minha língua passeava por sua boca,a cada segundo que passava o beijo ficava mais quente,meu pau já estava duro,comecei a roçar ele na Angel enquanto nos beijamos,já que estávamos bem próximos,Angel se surpreendeu e deu uma leve mordida no meu lábio inferior,na intenção de parar o beijo,doeu só que ela não conseguiu parar o beijo porque eu não deixei e continuei até não ter mais ar,nos afastamos,Angel estava vermelha de vergonha,então decidi falar algo

-Me desculpa,não deveria ter te atacado desse jeito-sorri malicioso-só que se quiser eu posso continuar 

-É melhor não...eu vou indo...

Angel se virou e eu puxei seu braço novamente e iniciei um beijo cheio de prazer,dessa vez ela se surpreendeu mas o intensificou logo em seguida,nos beijamos até acabar o ar 

-Bom agora sim,tchau 

Angel disse rápido e envergonhada,eu estava sorrindo que nem um bobo e vi ela entrando até que voltei a realidade e lembrei que não tinha o telefone dela.

-Angel espera !-gritei-

-Oi

Ela se virou assustada 

-Me passa seu número,esqueci de pedir

-Ah é-sorriu-

Ela me disse seu número,agradeceu novamente pelo jantar e entrou,entrei no meu carro e dirigi em direção a uma boate a procura de sexo,não consegui transar com a Angel mais pelo menos consegui o nosso primeiro beijo e foi maravilhoso,consegui ficar excitado só com lábios tocando os meus,estou ansioso para os próximos encontros.


Notas Finais


Gente me desculpa por estar postando poucos capítulos é porque estou sem tempo,mas espero que estejam gostando,o que estão achando ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...