História The Destiny (Vkook-Taekook) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Personagens Baekhyun, J-hope, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, V
Tags Vkook Taekook Lemon Lisoo
Visualizações 163
Palavras 2.680
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ola bebes ❣❣

Capítulo 22 - Twenty one


        Jungkook P.O.V 

 Eu, Baekhyun e a Mãe do Tae estávamos cansados de tanto procurar por ele, já havia escurecido e já tínhamos ido a delegacia fazer um boletim de ocorrência, não sabíamos mais por onde procurar, só sabíamos rezar e chorar, não sabíamos se ele só saiu pra dar uma volta com algum amigo novo, ou se está realmente desaparecido... 

Kim Syeri: — Vocês não tem ideia de onde ele possa ter ido?! - a mesma chorava

Baekhyun: — Desculpa mãe.. - o mesmo também chorava

— Mãe? - perguntei confuso.

Baekhyun: — É um longa história...

Kim Syeri:— Você não brigou com meu filho? Ele pode ter saído por aí sem rumo por raiva de você

Baekhyun: — MÃE! 

Kim Syeri: — O quê? Você sabe que o Tae é assim.

— Não, eu não briguei com o Tae, última coisa que eu faria nesse mundo é brigar com ele.

Kim Syeri: — Me desculpe Jungkook, é que eu estou muito preocupada.. - a mesma dizia chorando e baek abraçou a mesma.

Baekhyun: — Calma mãe, iremos achar ele, temos que ter fé..

DING DONG 

— Deixa que eu atendo. - fui até a porta e eram dois policiais

Polícial1: — Boa noite senhor Jungkook..

— Boa noite senhores, entrem por favor..

Polícial1: — Com licença.. - o mesmo disse e o segundo policial entrou junto.

Polícial1/2: — Boa noite.. - disse falando com a mãe do Tae e Baekhyun

Kim Syeri: — Vocês tem alguma notícia do meu filho???? - a mesma dizia desesperada.

Policial2: — Conversamos com muitas pessoas aqui da vizinhança que viram uma movimentação estranha enquanto estavam do lado de fora de casa..

Baekhyun: — E aí?

Polícial1: — Eles afirmaram ter visto um cara alto e loiro com uma faca na mão levando um garoto daqui de dentro... 

— É o Luhan! Maldito!!!!!!

Polícial2: — Vocês conhecem o sujeito que o levou?

— Sim. O sujeito era ex da vítima 

Polícial1: — Agora tudo faz mais sentido! 

Polícial2: — Algumas vítimas nos descreveram o tal suspeito. Vocês reconhecem? - disse nos mostrando o retrato falado pelos vizinhos.

Baekhyun: — Sim é ele

— É ele o Luhan! 

Polícial2: — Certo. Iremos averiguar mais e por essa madrugada iremos com algumas viaturas procurar pelo seu filho senhora Kim, nós vamos resgata-lo! 

Kim Syeri: — Façam o que puderem, por favor. 

Polícial1: — Se vocês souberem de mais alguma coisa nos conte, as mínimas notícias são boas para nossa investigação. 

Baekhyun: — Sim senhor.

Polícial2: — Entraremos em contato caso saibamos de alguma coisa, certo? 

Kim Syeri: — Obrigada Rapazes. 

Polícial1: — É... Por acaso o seu filho é famoso? 

— Sim, ele é YouTuber e modelo. 

Polícial1: — Perguntei porque estão em todos os sites a foto estampada dele e nos jornais também... Caso vocês não se incomodem..

Baekhyun: — De jeito nenhum! É até melhor pra quem souber de alguma coisa nos dizer! 

Polícial2: — Colocamos para quem soubesse de alguma coisa iríamos dar uma recompensa.

Kim Syeri: — Mas nós não temos dinheiro para pagar uma boa recompensa! Quem solicitou isso?

— Eu mesmo sogra. 

Kim Syeri: — Oh Jungkook, você é um menino de ouro! - sorriu e acariciou meus cabelos 

Polícial1: — Já vamos indo, qualquer coisa avisamos vocês se soubermos de mais notícias! 

Kim Syeri: — Está bem, vão com Deus rapazes. - disse levando os policiais até a porta e os mesmos foram embora.


Baekhyun: — Estou tão preocupado! Tae é tão sensível... - o mesmo chorava 

— É sensível mas também é forte! Calma Baek! - abraçei o mesmo

Kim Syeri: — Será que meu filho já comeu? Como será que ele está? Oh meu Deus, faça com que meu filho esteje bem e vivo! - a mesma chorava ajoelhada com a cabeça baixa.

 Estávamos nos consolando e ambos chorando quando Sehun entra que nem louco pela sala praticamente arrombando a porta.... O mesmo estava soado e ofegante.


Baekhyun: — Está maluco Sehun? Que jeito são esses de entrar em casa? E... Por onde esteve o dia inteiro? 

Sehun: — Eu... Eu.. - dizia tentando recuperar o fôlego

Kim Syeri: — Sente-se aqui, vou buscar um copo d'água pra você. - a mesma fez com que Sehun se sentasse no sofá.

Baekhyun: — O que foi Sehun? Por que está assim apavorado? 

Kim Syeri: — Tome essa água - disse entregando o copo com água para Sehun que bebeu rápido. — Agora respire e nos conte o que foi. 

O mesmo fez o que Syeri pediu e recuperou seu fôlego para falar.

Sehun: — Gente... 

Baekhyun: — Amas que droga, fala logo Sehun! 

Sehun: — Eu sei onde o Tae está! 

Syeri/Jungkook/Baekhyun: — O QUÊ??

Sehun: — Se sentem que eu preciso contar direito com calma pra vocês...

Kim Syeri: — É melhor que nos conte isso direito mesmo e que não esteja de brincadeira se não eu arranco seu pau fora!

Baekhyun: — Mãe que agressividade é essa?!

Sehun: — Sogra eu não estou brincando...

Kim Syeri: — Desculpe. Só.. fale logo!

Sehun: — Certo. Eu dormi com Luhan no apartamento dele porque ele estava muito chateado por ter brigado com o Tae e feito a merda que ele fez...

Kim Syeri: — O que ele fez?

Baekhyun: — Pagou uma garota para beijar Jungkook pro Tae ver e eles acabaram terminando e blablabla...

Kim Syeri: — Meu deus, nunca pensei que Luhan fosse tão doente a esse ponto. Sempre foi tão meigo na minha frente! 

— As aparências enganam né sogra! 

Kim Syeri: — Com toda certeza. Continue Sehun.

Sehun: — Então... Eu dormi com ele e..- baekhyun interrompeu o mesmo.

Baekhyun: — Vocês transaram Sehun?

Sehun: — Amas você tá louco? Luhan é meu amigo de tempos, eu apenas fui consolar ele... Por mais que ele tenha feito o que ele fez, ele é meu amigo. Ou pelo menos era... Porque o que ele fez dessa vez passou de todos os limites!

— Certo, termine de contar..

Sehun: — Assim que Luhan acordou pela manhã eu senti ele sair e eu resolvi ir atrás dele, eu segui ele com uma moto que eu havia deixado no apartamento que eu tinha.. eu hospedei ele lá pra ele não ter que pagar apartamento caro pra morar. Resumindo: ele roubou meu carro, veio até aqui e sequestrou o Tae, eu vi ele apontando uma faca pro Tae obrigado ele a entrar no carro... Eu não pude fazer nada, porque, eu pensei que se eu interferisse ele mataria o Tae ali mesmo.. me desculpem isso é tudo culpa minha, eu sou um fracasso mesmo. - o mesmo chorava.

Baekhyun: — Não, você não é um fracasso amor, ele poderia ter matado o Tae mesmo, você agiu certo, não chore está bem? Não é sua culpa. - o mesmo abraçava Sehun e o consolava. 

— Você o seguiu pelo menos?!

Sehun: — Segui. Ele levou o Tae para uma casa toda acabada quase no final da cidade. Eu segui ele disfarçadamente claro, pra ele não me ver.

— Então o que estamos esperando? Vamos atrás do Tae!

Baekhyun: — Vamos..

— Você não Baek!

Baekhyun: — Por quê não Jungkook?

— Você precisa ficar com a sua mãe. 

Kim Syeri: — Mas eu quero ir junto também! 

Sehun: — Sogra, só iria atrapalhar mais, deixe que eu e Jungkook vamos...

— Nós vamos avisar aos policiais primeiro Sehun... Pra poder prender aquele filho da puta! Por que se for só nós dois, eu vou matar aquele desgraçado! 

Kim Syeri: — Não faça nada precipitado Jungkook, não queremos ter que te visitar na cadeia! 

Baekhyun: — Até nessas horas você solta piadinhas Mãe?

Kim Syeri: — Mas é a verdade!

— Irei buscar o Tae está bem sogra? - fui até a mesma encarando-a 

Kim Syeri: — Eu confio em você Jungkook! Você é um genro e tanto! Vão com Deus - disse depositando um selar na minha testa e eu e Sehun saímos de casa e fomos de carro direto para a Delegacia.


 Chegamos na mesma e fomos procurar pelos dois policiais que esteve em casa que são responsáveis pela investigação. Achamos os mesmos que estavam mexendo em alguns papéis e fazendo algumas ligações...

— Hey senhor! - disse chamando o polícial1 que não estava no telefone.

Polícial1: — Aconteceu alguma coisa senhor Jeon? Tem alguma notícia?

— Sim. Nós sabemos onde o Tae está

Polícial1: — "Tae" é a vítima, certo?

— Sim, me desculpe, Kim Taehyung.

Polícial1: — Ah sim, certo. Como tem tanta certeza de onde ele está?

Sehun: — Eu estava com o suspeito ontem e eu o segui. 

Polícial1: — Como assim estava com o suspeito?! - eu e Sehun explicamos para o policial tudo e o mesmo chamou uma viatura com mais policiais armados e o mesmo foi em outra com o Polícial2 que era sua dupla.

Os mesmos desligaram as sirenes para que Luhan não ouvisse assim que chegassemos lá. Eu e Sehun fomos na frente no carro dele e o mesmo estava guiando os policias que estavam atrás de nós em suas viaturas. E assim seguimos em busca do Tae.


         Taehyung P.O.V 

 Eu estava fraco e com os olhos enxados de tanto chorar. Eu estava na sala daquela casa nojenta com as mãos e os pés amarrados com uma corda e  com o Luhan que comia e assistia TV dando gargalhadas. 

— Você vai apodrecer na cadeia quando me acharem. 

Luhan: — Você ainda continua com essa história maluca? Escuta uma coisa pela última vez, meu anjinho. - o mesmo chegou perto do meu ouvido e gritou. — NÃO VÃO TE ACHAR NESSE FIM DE MUNDO SEU ESTÚPIDO! - o mesmo me chutou forte e me deu um tapa na cabeça. Eu só sabia chorar e me encolher no canto daquela sala nojenta.

Luhan: — Quando você voltar a me amar, podemos viver em paz, aqui, com nossos filhos e sermos uma família TaeTae, porque eu te amo! - o mesmo sorria

— Voce é maluco e doente Luhan!

Luhan: — EU NAO SOU MALUCO! - o mesmo me chutou no mesmo lugar que já estava roxo. 

Luhan: — Só sou apaixonado por você TaeTae... Você é o meu único amor... POR QUE VOCE NAO RECONHECE O MEU AMOR E ME AMA TAMBÉM?

— Você é um psicopata doente!

Luhan: — E você... Você não cansa de apanhar! - o mesmo veio com um chicote e me virou de bruços, abaixou minhas calças e começou a chicotear minha bunda com força e esmurrar a mesma. O mesmo me virou ainda deitado de frente pra ele e deu socos em meu rosto.. cuspi sangue na mesma hora.. e senti meu nariz sangrar.

— m-me deixe ir em-b-bora..

Luhan: — Já disse que SUA CASA É AQUI AGORA! - o mesmo chutou minha cara e eu caí longe. Eu já estava todo acabado... Não tinha forças mais pra nada, seria esse o meu fim? Viver aqui pra sempre com esse psicopata me batendo até um dia o mesmo me bater com tanta brutalidade e eu acabar morrendo? Seria esse o fim pra mim? 

 Fiquei em meio aos meus pensamentos e acabei dormindo encolhido naquela sala de tão fraco que eu estava.

(Quebra de tempo) 

Acordei com uma voz suave e calmae chamando... Abri meus olhos e era Jungkook..

— Jungkook?????

Jungkook: — Sou eu amor... - o mesmo sorriu enquanto chorava e me abraçou, ficamos abraçados por longos minutos.. 

— Como me achou? 

Jungkook: — Sehun te achou! Ele seguiu Luhan até aqui e imediatamente foi nos avisar... Estávamos tão preocupados com você Tae! - o mesmo me abraçou mais forte

— Ele me bateu Jungkook... Ele me bateu muito! 

Jungkook: — Eu sei amor.. eu sei! Mas ele nunca mais vai nos fazer mal porque ele foi preso! Os policias já levaram ele daqui! - o mesmo acariciava meus cabelos

— Jungkook... Não me deixa sozinho nunca mais, por favor..

Jungkook: — Eu não vou deixar amor, prometo. Agora vamos para o hospital que você está todo machucado. - assenti e o mesmo me carregou nos braços me levando até o carro e fomos para o hospital.


         Jungkook P.O.V 

  Chegamos no hospital e rapidamente enfermeiras vieram para cuidar dos ferimentos do Tae e o levaram para uma sala.

Eu e Sehun ficamos esperando do lado de fora até às mesmas fizerem os curativos para irmos embora... As mesmas havia acabado e assinamos um papel de alta e o Médico nos desejou sorte e nós saímos do hospital e fomos para casa.


          Taehyung P.O.V 

 Chegamos em casa e Jungkook me ajudou a andar até em casa devagar porque eu estava fraco demais. Entramos em casa e rapidamente Baekhyun e minha Mãe vieram me abraçar.

Omma: — Ai meu deus filho como eu estava preocupada com você! Meu deus o que aquele maldito fez com o meu bebê! Ai meu deus do céu eu rezei tanto pra que você estivesse bem e para que os meninos te encontrasse filho! - a mesma chorava.

— Estou bem agora Mãe. 

Baekhyun: — Estávamos tão aflitos Tae! Graças a Deus você está bem! - o mesmo também chorava.

— Eu só pensava em vocês o tempo inteiro - comecei a chorar e os mesmos me abraçaram.

Omma: — Vá dormir um pouco vá

— Eu dormi algumas horas até Jungkook chegar... Após Luhan ter me espancado.. só estou cansado, vou me deitar.

Omma: — Está bem. E eu vou pro meu apartamento mas amanhã de manhã estarei aqui bem cedo pra saber como você está, tá bem filho?

— Tudo bem Omma. - sorri

Omma: — Sehun, você poderia me levar em casa? Está tarde pra eu ir sozinha...

Sehun: — Claro sogra, eu levo a senhora.

Baekhyun: — Eu vou junto com vocês.

Omma: — Jungkook! 

Jungkook: — Sim sogra?

Omma: — Cuide do meu filho! Confio em você. 

Jungkook: — Pode deixar sogra, irei tratá-la como príncipe. - o mesmo sorriu

Omma: — Ótimo, já vou então. Se cuidem, eu te amo filho, fique bem - a mesma beijou minha testa.

— Eu te amo Omma. 

Omma: — Até mais meninos. - a mesma acenou e fecharam a porta.


 Jungkook me ajudou a tomar banho inocentemente mas meu pau estava latejando por cada toque dele. Sei que aquele momento não era o melhor, mas, não tem hora pra se ficar excitado né? 

— jungkook-ah..

Jungkook: — Tae, me deixe dar seu banho.. pare com essas coisas, você está mal..

— eu estou ótimo, ficaria melhor ainda se você me fudesse. 

Jungkook: — Você não tem jeito mesmo, né? - o mesmo atacou meus lábios com um beijo quente e selvagem.

O mesmo me pegou no colo e me tirou da banheira me levando para o meu quarto e me jogando em minha cama.

— ai kook, minha bunda dói.. luhan me bateu, esqueceu?

Jungkook: — me desculpe meu amor, quer beijinho na onde dói?

— pare com isso e ande logo que meu pau está latejando. - o mesmo sorriu e avançou no meu membro lambendo o mesmo e eu me contorcia para trás com cada toque de Jeongguk.

O mesmo estimulava meu pênis com movimentos de vaivém enquanto chupava minha glândula. Não demorou muito e eu havia gozado em sua boca toda. Que o mesmo fez o bom grado de engolir tudo.

O mesmo retirou sua roupa e ficou totalmente nú. Foi até minha cômoda onde tinha lubrificante e camisinha e pegou as mesmas e colocou em seu membro.

Jungkook: — fique de quatro pro seu Daddy, huh? 

— seja carinhoso comigo dessa vez.. - disse me virando e ficando de quatro para o mesmo. 

Jungkook: — eu serei meu amor - disse sussurando em minha orelha e mordendo a mesma.

Jungkook posicionou em minha entrada devagar.. e foi indo cada vez mais forte, a cada gemido de dor meu, ele parava e beijava meu pescoço para que eu pudesse me distrair pela dor que percorria por causa de luhan que havia me batido... As dores foram diminuindo e jungkook me estocava mais forte e um pouco mais rápido enquanto o mesmo segurava minha cintura. 

E assim o mesmo começou a me estocar mais rápido e só se ouvia nossos gemidos ecoando por aquele quarto.

Foram umas vinte estocadas e jungkook se desfez dentro de mim  chegando ao seu ápice que caiu ofegante ao meu lado.


Jungkook: — Depois eu que sou o que só pensa em sexo.

— Mas você é. - beijei o mesmo.

 

 Me virei para o lado e o mesmo me puxou contra ele para uma conchinha, nos cobrimos com um lençol e adormecemos.

               Continua....


Notas Finais


Yaaaah. Nada que um lemon não resolva para o nosso OTP kkkkkkkkkk ❣❣❣❣

Até o próximo capítulo ❣


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...