História The Devil in I (Jikook, Vhope, Namjin) - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), K.A.R.D
Personagens B.M, J.Seph, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jiwoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Somin
Tags Anjos, Demonios, Drama, Drogas, Flex, Jikook, Lemon, Morte, Namjin, Sobrenatural, Suspense, Terror, Vhope, Yaoi
Visualizações 18
Palavras 924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Quem é vivo sempre aparece não é mesmo?
Galera eu voltei
Não consegui ficar sem meu leitores amados
Amo vocês demais pra ficar longe.

Capítulo 20 - Minha nona sinfonia


“Talvez por ele amar tanto Beethoven eu tenha me apegado a música clássica”

Ele sempre falou de suas paixões com a arte, e uma das que ele mais gostava, era Ludwig Van Beethoven.

A música clássica nasceu com ele, e quando o conheci não me apaixonei só por aquele sorriso perfeito, mas também por suas paixões.

Ele amava a nona sinfonia não só pelas composições mas pela história por trás daquilo.

Beethoven compôs aquilo surdo. vOCÊS  TEM NOÇÃO DISSO?!?!?

Ele nem sabia se aquilo ia ficar bom (lógico que ia, Beethoven não decepciona), mas ele fez mesmo assim, e isso foi o que fez Taehyung amar ainda mais Beethoven.

Ele sempre ouvia não só o seu amado “B” - como ele chamava -, mas Tchaikovsky, Celine Dion, e vários outros artistas, que, eram de outros estilos musicais.

Não tinha como não me apegar. A fotografia também era sua maior paixão. Eu que o coloquei no mercado de trabalho, na agência e empresa onde trabalhei por muito tempo. Ele se tornou o melhor fotógrafo em pouco tempo, aquilo me orgulhou tanto.

Lembro também quando meu cachorro de estimação, o Tommy, que tive por tantos anos morreu de velhice. Eu o amava como um filho, foi difícil, mas tenho certeza que seria pior se tivesse meu Kim junto a mim.

Próximo do dia de seu  assassinato, eu estava planejando pedir-lhe em casamento. Tudo muito simples, porque depois que paramos de trabalhar para treinar, ficou muito confusa nossas vidas, eu estava sem tempo de fazer algo decente, digamos assim. Comprei as alianças de compromisso, um buquê de flores e um colar da Gucci pra ele - isso foi que levou todo meu dinheiro.

O que me dói mais é que eu ia pedir sua mão no dia que ele morreu. Ah! Quando penso nisso meu coração para de bater, minha alma morre por alguns segundos, para que assim eu me sinta mais próximo a ele.

Eu vasculho as coisas do Jin, em busca de me comunicar com ele de alguma forma, mas eu não consigo, nada dá certo, o que mais me intriga, é que Jin já se comunicou algumas vezes com pessoas mortas e deu certo.

Hoseok: Jin! Hyung!

Seokjin: O que foi Hoseok?

Hoseok: Esses manuscritos que você usa para se comunicar com os mortos, funciona mesmo?

Seokjin: Mas você e o Nam já viram eu me comunicando com os santos que morreram a tantos anos, por que me pergunta isso?

Hoseok: Por nada, eu achei que você estivesse brincando.

Seokjin: Pessoas morrendo, Lúcifer na terra e você acha que eu tenho tempo para brincadeiras?

Hoseok: Desculpe.

Seokjin: Tudo bem. Mas saiba uma única coisa, essas coisas só servem para aqueles que estão realmente mortos.

Fiquei intrigado com aquilo. Como assim? O Taehyung estava morto ou não? Decidi testar mais uma vez e não funcionou. Tinha duas hipóteses: Eu não sabia falar com ele, ou Taehyung estava vivo.

Segui em frente. Tentei esquecer aquela conversa que tive com Jin, ou seja, dizia todos os dias para meu amado cérebro que era impossível o Tae estar vivo. Até eu ouvir a bela discussão do Jin com o Namjoon.

Namjoon: Ele precisa saber Jin!

Seokjin: Nem era pra você saber, não era pra ninguém saber. Foi um erro eu ter deixado você saber disso. Eu lhe proíbo de falar isso para o Hoseok.

Namjoon: Você não pode me proibir com isso, eu vou estar enganando ele.

Seokjin: O Hino vai querer vê-lo, mas ele não está em condições de ver ninguém, ele ainda não está totalmente vivo.

Namjoon: Como assim?

Seokjin: Eu consegui trazer Taehyung a vida novamente, mas ele voltou muito frágil, sua alma está muito fraca, se ele ver Hoseok pode morrer, e eu não vou poder trazê-lo de volta outra vez.

Depois que Jin disse aquilo eu corri até meu carro e chorei, chorei muito. Eu estava tão feliz, aquelas eram as melhores lágrimas que eu já derramei na vida.

Minha vida fazia sentido novamente, eu estava me tornando a pessoa mais feliz do mundo novamente. Eu olhava até para a grama com um olhar diferente depois de ouvir aquilo. Tudo para mim era mais bonito, mais vivo, tudo voltava a estar em seu devido lugar.

Mas algo ainda me deixava preocupado. Taehyung estava muito fraco. Mas eu não perder as esperanças de tê-lo comigo outra vez.

Tudo o que eu pensava era “Taehyung eu estou aqui e vou lhe esperar”.




Quando eu era jovem

When I was young


Eu nunca precisei de ninguém.

I never needed anyone.


E fazer amor era só por diversão.

And making love was just for fun.


Aqueles dias se foram

Those days are gone


Morando sozinho

Living alone


Eu penso em todos os amigos que conheço

I think of all the friends I've known


Mas quando eu ligo o telefone

But when I dial the telephone


Ninguém está em casa

Nobody's home

Sozinho

All by myself

eu não quero ser
Don't wanna be

Sozinho

All by myself

Não mais

Anymore

Difícil ter certeza

Hard to be sure


Às vezes me sinto tão inseguro.

Sometimes I feel so insecure


E amor tão distante e obscuro

And love so distant and obscure


A cura permanece

Remains the cure

Sozinho

All by myself


eu não quero ser

Don’t wanna be


Sozinho

All by myself


Não mais

Anymore

Sozinho

All by myself


eu não quero viver

Don’t wanna be


Sozinho

All by myself


Não mais

Anymore

Quando eu era jovem

When I was young


Eu nunca precisei de ninguém.

I beber needed Antonelli


E fazer amor era só por diversão.

And making love was just for fun.


Aqueles dias se foram

Those days are gone

Sozinho

All by myself


eu não quero ser

Don’t wanna be


Sozinho

All by myself


Não mais

Anymore

Sozinho

All by myself


eu não quero viver

Don’t wanna live


Oh
eu não quero viver

Don’t wanna live


Sozinho sozinho

All by myself by myself


Não mais

Anymore


Por mim mesmo

By myself



Não mais

Anymore
Oh
Sozinho

All by myself


eu não quero viver

Don’t wanna live


Eu nunca, nunca, nunca

I never, never, never


Eu precisava de alguém

           I needed anyone”_ All by myself - Céline Dion









Notas Finais


Eu amo vcs tô muito emocionada


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...