História The drug that is to love (Camren) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Normani
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Visualizações 24
Palavras 1.597
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, LGBT

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Capítulo 13


Camila pov

Quando escutei o desparo meu coração apertou, fiquei com medo de perde-la
- PORRA LAUREN- Michael fritou e saiu correndo, ele fugiu sem ao menos saber se tinha matado a filha
- LAUREEEEEN- eu gritei correndo ate Lauren, quando ouviu o desparo meu motorista entrou correndo eu olhei para ele - cama a ambulância- eu disse ja nervosa, eu nao posso perder ela também -  Lauren, olha para mim, aguenta firme por favor,  fica aqui comigo- falei ja aos prantos
- calma eu vou ficar bem- a voz dela estava fraca, ela foi fechado os olhos devagar, eu a abracei forte, eu nao vou perder ela, giquei com ela ali alguns minutos, ate chegar umas pessoas vestidas com um uniforme azul-bebê e uma maca, eles a colocaram sob a maca e a carregaram para o carro as praças, eu nao pude ir na ambulância com ela mas a acompanhei com meu carro, cheguei no hospital e tive que preencher algumas fixas dela, eles retiraram a bala e deram alguns pontos, eu pedi para colocarem ela no melhor quarto do hospital que eu pagaria, e assim a transferiram para o quarto, eu estava loca para vê-la, mas eu nao podia ainda, uma mulher veio ate mim com uns papeis
- oi, você é a...- ela deu uma olhada nos papeis na mão dela e voltou a me olhar - Camila certo?
- sim, sou eu, como ela está? - falei nervosa
- olha, ela teve sorte, por pouco a bala nao atingiu o coração, a cirurgia foi bem complicadamas ocorreu tudo bem.... mas eu tenho uma notícia nao muito boa - ela disse abaixando o olhar
- o que foi? O que aconteceu? - falei ja em pânico
- olha, eu nao quero me precipitar, mas... o efeito da anestesia ja passou tem meia hora e ela ainda nao acordou, nós vamos esperar para ver se ela reage, mas por enquanto ela esta desacordada
- eu possp ver ela? - falei com a voz triste
- claro, mas tem que ser bem rapido - a enfermeira disse olhando para os lados - se descobrirem eles me matam, porque nao pode entrar ninguem lá, mas você esta muitp preocupada, e eu gostei de você entao vou correr o risco- ela disse sorrindo
- obrigada - falei com um sorriso de lado
- aliás meu nome é Ariana Grande, mas o pessoal me chama de dra. Grande - ela falou estendendo a mao me cumprimentando- vamos eu vou te levar ate la

Eu a segui ate um quarto, ela me deixou observar Lauren pelo vidro, ela estava deitada na maca tomando soro na veia, ela esta pálida, me machuca muito ver ela assim, ainda mais sabendo que é minha culpa ela estar ali, eu fiquei a observado através daquele vidro
- me perdoa? - disse em um fio de voz e chorando, eu sei que ela nao pode me ouvir

Eu estava la parada, imovel olhando Lauren, eu queria que ela acordasse, é minha culpa ela estar ali, se acintecer algo eu vou me culpa pelo resto da minha vida, eu nao posso perder mais alguem, eu sei que ela nao é nada minha mas eu me apeguei as brincadeiras, o jeitinho, o cheiro, o sorriso, resumindo ela, acho que mesmo se ela nao quiser mais falar comigo, so de saber que ela esta bem, vai me fazer ficar bem
Meus pensamentos estavam distantes, mas ao mesmo tempo perto, pra ser exata, estavam atras do vidro, eles estavam la aye Ariana vir ate mim
- olha, me perdoa mas agora você tem que ir, o chefe ja esta muito bravo comigo
- ah... esta bem - ela me levou ate a recepção e ficou me olhando
- olha eu acho melhor voce ir para sua casa, tomar um banho, descansar e se ela acordar eu te ligo, você deixou se telefone na fixa dela nao deixou?- ela disse preocupada
- deixei, promete que vai me ligar se ela acordar né? - disse aflita
- juro pela vida da minha avó - ela disse apertando os olhos e en seguida os abrindo e me encarando
- ta bom.... cuida dela por favor, se acontecer algo com ela eu nao vou me perdoar nunca - falei quase chorando
- eu vou cudar dela.... parece que você gosta muito dela, nao só como uma simples amiga, parece que você a ama, mas nao assume, você deveria aceitar seus sentimentos, a vida é curta de mais para rejeitar um amor, e pode deixar nada vai acontecer a ela, eu juro - Ariana falou tudo aquilo e entrou de volta para onde ficam os quatros

Sera que ela esta certa? Sera que eu amo a Lauren? Sera que eu devo assumir de uma vesz meus sentimentos por ela? Sera que ela sente o mesmo que eu? Sera que eu estou me iludindo mais uma vez? Perguntas e mais perguntas, nenhuma com resposta

Eu cheguei em casa e tomei um banho, coloquei uma blusa de meu pai e um short curto, me sentei na cama e fiquei pensando, peguei meu celular e vi uma mensagem de Dinah


*Whatsapp on*


Dinah: eai bundada


Eu: oi


Dinah: nossa que desanimo é esse? Aconteceu algo


Eu: eu ferrei com tudo


Dinah: como assim, o que aconteceu?


Eu: aconteceu que eu nao posso ver nada dando certo na minha vida que eu ja consigo estragar em menos de dois segundos


Dinah: ei, se acalma, eu estou indo ai ficar com voce, se cuida


Eu: nao precisa se preocupar


Dinah: precisa sim, voce é minha neném e eu tenho que cuidar de você, só estou cumprindo a promessa que fiz para a tia sunu, eu estou indo ai


Eu: Dinah...


Dinah: nao adianta insistir eu estou indo ai e trate de abrir o portao para mim quando eu chegar


Eu: tabom


Dinah: ja, ja eu chego ai, se cuida, te amo❤


Eu: ta, eu também te amo❤


*Whatsapp off*


Eu desci para a sala e me sentei no sofa, fiquei em silêncio, dava para escutar minja respiração, estava tudo muitp silencioso, mas nao era um silêncio ruim, era aquele tipo de silêncio que é agradável, onde voce consegue por os pensamentos no lugar, onde é só você e mais ninguém, onde você consegue se organizar internamente


Estava no silêncio da sala ate ouvir o interfone, eu ja sabia quem era mas so olhei na camera para ter certeza, apos checar a câmera apertei o botão que abre o portão, pude ver pela camera Dinah enrando, ela veio ate a porta e eu abri, assim que ela entrou e a abracei, mas nao era um abraço para cumprimentar, e sim um abraço do qual eu necessitava
- o que foi chancho? - ela disse me abraçando e fechando a porta atras de si
- eu estraguei tudo- falei com os olhos enchendo de lagrimas e a voz meio trêmula
- vem aqui - ela disse me puxando para o sofa - conta para mim, o que aconteceu?- ela disse pegando na minha mão
- lembra de quando assassinaram meu pai?
- lembro, o que tem?
- eu jurei que ia encontrar quem o matou, eu encontrei e quando eu ia me vingar acabei conhecendo a filha do cara, eu acabei desenvolvendo um sentimento por ela, acabei me apegando nela... - repirei fundo e procegui - hoje eu fui ate a casa dele, acabou que ele estava querendo me matar tambem, so que eu estava armada, nós ficamos apontando a arma um para o outro, ai ela apareceu, entrou no meio e apaziguou a situação, ela pediu que abaixassemos as armas, nós obedecemos, mas ele quis bancar o esperto, pegando a arma de volta e atirando, o tiro era pra pegar em mim, mas..... - as lagrimas ja escorriam pelo meu rosto, eu soluçava - mas ela pulou na frente da bala, empedindo que pegasse em mim, ai agora ela está desacordada, no hospital e por pouco ela nao morre e tudo isso é minha culpa - falei chorando e abraçada a uma almofada que tinha ali no sofa
- wow... a culpa nao é sua, a culpa nao é de ningeum, ela quis te proteger e agora ela esta la lutando pela vida dela, o melhor que você pode fazer agora é ir vela sempre e estar perto dando o apoio que ela precisar, mila, você é uma mulher forte e a unica vez que vi voce ter uma recaida dessas foi quando seu pai faleceu, eu odeio ver você assim, por isso eu estou aqui para o que voce precisar, pra tudo mesmo
-


valeu Dj - falei a abraçando- mas o que você queria me falar quando me chamou no Whatsapp? - falei me afastando e olhando nos olhos dela que brilharam quando eu perguntei
- lembra da Normani?
- lembro, pera ai, serio? Não! Vocês?
- nós estamos namorando- ela falou sorrindo
- nossa, parabéns Dinah- falei a abraçando novamente

Ficamos na sala conversando um bom tempo, Dinah falou como Normani era incrível eu acabei comentando sobre a infermeira, a Ariana Grande, ela me disse que muitas vezes quando algem fala algo para a gente que fica na nossa cabeça, é porque ou mecheu com a gente ou é porque é verdade, entao so me resta saber qual dos doi é, ela também me disse que concorda com Ariana, ela acha que eu me importo muito com Lauren mas nao é se importar igua se importamos com um amigo, é igual amor, porque todos acham que eu a amo?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...