História The Elemental Journey - Interativa - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa
Visualizações 23
Palavras 724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Starts With Air


Fanfic / Fanfiction The Elemental Journey - Interativa - Capítulo 5 - Starts With Air

Esen se encontrava sentada em sua penteadeira penteando seus longos cabelos loiros enquanto conversava com sua conselheira.

-Dina eu não sei o que fazer, preciso de dois jovens para uma missão para Cumhur.

-Tenho certeza que se a senhora pedir por candidatos com certeza encontrará alguém.

-Tenho que pensar em um jeito de filtrar todos que irão se candidatar…

-A senhora com certeza terá uma grande ideia.

-Espero que sim- Esen encarava seu reflexo no espelho enquanto dizia.

No outro dia

A notícia já havia se espalhado, todos estavam sabendo que a rainha precisava de dois jovens entre 18 e 25 anos para uma grande missão. Os portões do castelo se encontravam lotados de candidatos desesperados por uma chance de ir em uma grande aventura, cada um tinha que preencher um formulário e depois uma pessoa por vez adentraria uma sala. Toda vez que a porta da sala se abria saía alguém em prantos, ninguém sabia o que esperar.

No meio de tantos candidatos se encontravam Luna e Fujin que com certeza aguardavam ansiosos pelas suas vezes.

-Fujin Kikuchi, você é o próximo - o guarda anunciava para a multidão.

Todos olhavam com um olhar de estranheza para aquele homem que estava vestido de mulher e que possuía asas e cauda de grifo. Fujin adentrou o recinto, era um quarto todo branco onde se encontrava um espelho no centro, ele se aproximou aos poucos e tocou o espelho, de repente o espelho sumiu dando lugar a uma cópia dele mesmo.

-Quem é você? - Fujin perguntava assustado para seu reflexo.

-Oras eu sou você.

-Não, isso não é possível - dizia de forma rápida e espantada.

- Tem medo de mim? - O reflexo se aproximava aos poucos do garoto - Eu sei que tem, pois eu sou você.

-Você não sabe de nada! - o garoto gritava.

-Sei que seu maior medo é ficar sozinho e quer saber de uma coisa? Esse é seu destino, ninguém gosta de você, se você sumisse ninguém se importaria - o reflexo dizia com um sorriso nos lábios.

-Você está errado, eu… eu sei que tenho muitos amigos e pessoas que me amam pelo o que eu sou.

-Como pode ter tanta certeza? Você é só mais um para as pessoas, você só é um cara esquisito para todos, é questão de tempo até todos te deixarem sozinho.

-Não, eu não vou ceder pra você - se aproximava de sua cópia e apontava o dedo em sua cara- Eu tenho sim pessoas que gostam de mim e querem o meu bem e nada do que você disser irá mudar isso.

Depois disso o reflexo sumiu e outra porta se abriu que era onde os que passaram no teste deviam ficar, porém ele havia sido o primeiro então sentou e aguardou o próximo.

Algumas horas depois

Todos os candidatos já haviam ido embora só restava Luna que era a última da lista.

-Luna, você é a última, pode entrar.

Luna adentrou o quarto branco e logo viu o espelho, se aproximou e tocou sua superfície. Assim surgiu a imagem de sua mãe logo a sua frente.

-Mãe? O que faz aqui?

-Não me chame de mãe, sua aberração - a imagem de sua mãe dizia com nojo.

-O quê? - Luna falava em choque.

-Você sempre foi uma garota esquisita, me arrependo todos os dias de ter te dado a luz seu monstro.

-Não é possivel, mãe não é você, não pode ser- Luna repetia para si mesma tentando se acalmar.

-Você foi a maior merda que aconteceu em minha vida, ninguém gosta de você, eu sempre te aturei, fingia que te amava, você não passa de um peso para todos.

-Chega!!! Cale essa porra de boca!! - Luna com lágrimas nos olhos sacou suas adagas e tomada pela raiva matou a imagem de sua mãe e o espelho se quebrou, ela caiu de joelhos no chão e se permitiu chorar.

-Ela nunca diria isso, ela me ama de verdade, eu sei disso - se permitiu chorar por alguns minutos antes de seguir para a porta que foi aberta. Quando entrou na sala viu um menino sentado dormindo preguiçosamente na cadeira e se sentou ao seu lado. A rainha Esen entrou apressada na sala com um grande sorriso.

-Olha só o que temos aqui, vocês são os escolhidos.

 


Notas Finais


E aqui está a ultima musica : https://www.youtube.com/watch?v=qI_TvHh0xSc
Espero que tenham gostado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...