História The end of a generation - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Avril Lavigne, Camila Cabello, EXO, Lauren Jauregui, Logan Lerman, Pantera Negra, Zendaya
Personagens Avril Lavigne, Camila Cabello, Chanyeol, Lauren Jauregui, Logan Lerman, Zendaya
Tags Aventura, Drama, Interativa, Mistério, Novela, Romance, Yaoi, Yuri
Visualizações 49
Palavras 1.540
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, LGBT, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


atrasada? sim.

Capítulo 14 - Anjo - Parte 1


Cobe estava nervoso. Ele havia decidido se apresentar para o grupo de Lauren, mas, seus filhos começaram a dizer que ele deveria ser mais formal já que provavelmente seria o mais velho, então para causar boas impressões o lobisomem vestiu um terno e treinou palavras bonitas. Mas ele não9 tinha noção que nenhum dos seres ligava para essas baboseiras. Então quando abriram a porta para recebê-lo, apenas arregalaram os olhos levemente.

— Quem é você? — Luke questionou afastado.

— Sou um velho amigo da menina lobo. Velho mesmo. Já que tenho quaren-

— Dane-se essa parte. Diga logo o porquê de ter vindo. — O breu interrompeu. Não que ele fosse grosseiro, mas quando citavam o nome da amiga ele se sentia na defensiva.

— Eu quero ajudar vocês a trazê-la de volta para o time. — Jordan tomou frente e cruzou os braços.

— E como pode nos ajudar? — O loiro perguntou.

— Acho que eu e a minha matilha seremos bem úteis na luta mão a mão.

Ao terminar de dizer isso diversos uivos foram ouvidos, fazendo o grupo se surpreender. Mas o que mais deixou todos realmente achando que seriam capazes de recuperar Lauren foi ver todos vindo na real forma de lobos.

Já na cadeia mental, onde a morena estava, o inferno se fazia presente. O demônio tinha matado sua segunda vítima, a pedido de Jasmine. E, quando o demônio matava alguém, às imagens apareciam na frente da alfa que tapava os olhos e ouvidos para não escutar e ver o sofrimento dos seres. A única parte boa era a nova descoberta. Ela havia se apegado à uma das garotas da geração S. Samantha não parecia má para ela. E talvez a garota de apenas 17 anos não era, talvez... Ela tivesse sido obrigada a estar lá. Entretanto, nada poderia ser afirmado.

Natalie parecia desconfortável. Não queria se prender na esperança de conseguir recuperá-la. Não que fosse pessimista, mas aquela idéia de que talvez a morena não se importava com ela ainda deixava o coração da menor pesado. E, um pouco comfuso. Qual o problema de não ser importante amorosamente? Nate só queria ser amiga da loba, certo? Nem ela mesma iria conseguir responder.

— Aceitam alguma coisa? — O loiro perguntou, olhando para os integrantes da alcatéia. — Quero recepcionar bem os nossos novos parceiros... Ou amigos. Não sei o que somos! Mas devemos ser companheiros.

— Tudo bem, garoto. — A esposa de Cobe ditou. Ela parecia um pouco irritadiça. Lua cheia e preocupações demais para uma alfa das antigas. — Se queremos a mocinha, basta tirarmos o demônio dela. Ela pode lutar! Afinal, é ou não é uma alfa?

— Por mim já tínhamos o tirado. — Lara se manifestou. — Se ele quer ser um demônio forte... Devemos mostrar para ele quem realmente pode fazer um inferno.

Quando a loira terminou a pequena ameaça interpessoal, o mais novo integrante da matilha sorriu de forma maliciosa, o que não agradou o breu que é bastante protetor com os amigos. Lara percebeu o olhar e sorriu envergonhada.

O ataque planejado já iria acontecer. Young e Nate iniciavam um feitiço potente de defesa e proteção dos envolvidos, ou seja, todos.

A caminho para o local, Jordan esbarrou o olhar no garoto misterioso. Esse mesmo que parecia iluminado de alguma forma. Suas roupas claras davam destaque a pele negra e linda do rapaz. O mais jovem se afastou dos amigos e se aproximou dele, tomado pela curiosidade.

— Quem é você? E por que sempre parece estar próximo de mim? — O garoto deu um passo para frente com um sorriso.

— Achei que iria demorar mais para te contar. Mas parece que o destino já deu a entender que você merece às respostas antes. — Ele deu alguns passos para trás e abriu os braços, fazendo duas asas brancas e enormes aparecerem. — Eu sou o seu anjo da guarda. Estive zelando por sua segurança desde que nasceu.

— Por que não me disse isso antes? — Os olhos do garoto começaram a lacrimejar e o anjo, com uma expressão suave e calma, o abraçou.

— Porque só nesses dias a minha presença é necessária. E, parece que você não estava gostando de mim. Preciso manter um bom relacionamento com você, criança. — Jordan notou que às asas do garoto tinham algumas marcas escuras nas pontas.

— Você vai nos ajudar? — Questionei.

— Não posso. Mas garanto que se sua vida estiver em risco, eu morreria e te daria a chance de viver novamente. Agora corra, aqui não é seguro a noite.

Jordan assentiu e correu, virou um pouco seu rosto e viu o suposto anjo desaparecendo em questão de segundos.

— Ei! Fiquei preocupado. — Minjae disse. Abraçando o menor pelos ombros. — Cobe disse que encontrou o esconderijo deles.

Jordan concordou, mas sua cabeça estava no garoto alto de sorriso gentil, mas de certa forma, sofrido.

Tudo tinha acontecido rápido demais. Cobe e sua matilha entraram, fazendo um vampiro e um ogro os notarem. Min os prendeu, mas o vampiro foi rápido e tentou atacar Nate. O breu o prendeu, dando brecha para que Young fazesse seu corpo pegar fogo, uma chama negra.

— Vão! Nós conseguimos lidar com eles! — A mãe da matilha rosnou e ela ficou, junto ao seu filho mais novo.

— Eu fico. — Niara ditou. O irmão foi resmungar, mas a garota sorriu e sussurrou um: — Confia em mim...

Quando estavam dentro, um íncubo apareceu, juntamente com uma súcubo. Ambos belos, mas com olhares frios e sombrios. O mais velho dos filhos da matilha ficou. Young respirou fundo e aceitou ficar. Gritando em seguida:

— Seus demônios desgraçados. Vou fazê-los sentirem o fogo do inferno que vai ser essa luta! — O corpo do menor foi tomado por chamas azuis, vermelhas e negras.

Nate parou para respirar um pouco, mas uma mão tapou sua boca, a puxando para trás. O breu notou o que havia acontecido e seguiu. Abbad segurava a garota. Às garras quase rasgando a garganta da garota. Luke arregalou os olhos, ele queria abraçar a garota, mas sentia que teria que enfrentá-la.

— Vou ter que acabar logo com vocês. A garota aqui dentro não para de chorar e gritar. — Sorriu de forma maligna, apontando para a própria cabeça.

Minjae e Jordan haviam se perdido, estavam numa parte afastada. Com uma aparente sala, e estantes. Quando de repente escutaram uma voz, nada desejada no momento.

— Amigos! — Jasmine exclamou, com uma taça de vinho na mão. — Sabia que estão causando problema? Uma bagunça enorme! Isso me deixa bastante irritada, sabiam?

— Cala essa sua boca, sua miserável. — O elfo insultou-a, fazendo o humano se surpreender. Miniae sempre era tão doce e vê-lo assim erq novidade. — O único estrago daqui será o que vou fazer com você!

Suas mãos brilharam com uma luz amarelada, pedras enormes começaram a quebrar às paredes, indo em direção a Jasmine. Que não esperava por aquilo.

Kamau, no momento estava com Lara, Cobe, Maxine, filha de Cobe e com Alice, filha também do alfa. Mas quando um lobisomem e uma espécie de espírito apareceram.

Kamau rosnou, deixando seus olhos se tornarem amarelados, Cobe olhou para o lobisomem e se afastou. Não era um genuíno. Deve ter sido transformado á força.

— Max e Kamau, fiquem! Filha, tente não destruir às paredes. Ok? — A garota de aparentemente dezessete anos sorriu e assentiu para o pai. — Cuide do tigre, ok?

Cobe continuou correndo com a filha, entretanto viu coisas estranhas pela parede. Serras espalhadas e sangue. Alice que tinha seus vinte e seis anos soltou um grito quando viu tripas pelo chão.

— Pai... Isso é criação de um médi-

— Médico do inferno? Sim. — Uma mulher coberta por um jaleco ensanguentado apareceu. Tirou a máscara mostrando os dentes afiados e boca duas vezes maior que a de um humano. — E agora eu quero fazer uma consulta com vocês. Me digam se sentirem dor, ok?


Niara Uzuri Point Of View


Ataquei o vampiro e me afastei com a velocidade de um guepardo, ferindo o ogro. A sintonia que a senhora demonstrava comigo era surpreendente. O mais novo soltava gargalhadas quando conseguia atingir algum deles.

— Quem tem o poder aqui? — Questionei sorrindo triunfante.

O vampiro parecia querer entrar no lugar, mas o impedi, arranhando-o e rasgando o mesmo diversas vezes. Soquei seu rosto com toda a minha força, o que o deixou irritado. Mas a senhora uivou, prendendo o pescoço do maldito com apenas uma mão. Quando ela jogou ele à metros de distância, sorri.

— O ogro é lento, temos que nos preocupar só com o vampiro. — Deixou claro.

A luta ocorria bem, mas o mais novo foi surpreendido com um soco do ogro. Quando se levantou novamente, não tinha mais nenhum sorriso. Os olhos vermelhos e às garras prontas, com uma força surreal conseguiu derrubá-lo. Arregalei os olhos.

— É melhor não olhar. — A senhora sorriu envergonhada. — Toda vez que o meu filho perdiae o controle, às cenas são horríveis.

— Não deveriam achar que são fortes. Ainda nem ataquei. — O sugador murmurou, correndo e nos deixando confusas. 


Notas Finais


o capítulo iria ficar com mais de 4 mil palavras, então recolvi fazer 3 caps. Então aguardem que provavelmente de madrugada ou amanhã a tarde sai mais.

qualquer dúvida pergunte.
e novamente, desculpe-me pelo atraso.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...