História The End of The World- Imagine Jungkook and Suga - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Zumbis Bts
Visualizações 16
Palavras 773
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Survival, Violência
Avisos: Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ola ser humaninhos do meu coração! Aqui é a Murasaki e sou eu quem vou escrever o capítulo de hj!! Espero que curtam, e desculpe pela demora! Aproveite a leitura! ❤

Capítulo 4 - Sobreviventes?


                     P.O.V Katie


Eu estava puxando Zoe para fora do aeroporto quando alguma coisa me derrubou. Era um... Homem? Tinha uma aparência estranha, pálida e... Urg! Um bafo horrível! Podre!! Escova esse dente homem!

 Zoe ia tentar me ajudar, mas eu chutei a barriga dele, fazendo-o cair para trás. Eu peguei a mão de Zoe para puxar ela para fora do aeroporto de novo. 

Estávamos correndo pelo longo corredor do aeroporto, passando por cadeiras e mais cadeiras, corpos e mais corpos, estava o caos! 

Mas que merda está acontecendo?!

De repente as luzes de apagaram, e a escuridão envolveu o meu campo de visão. Eu não via nada além de um pequeno filete de luz mais a frente. 

Eu ia voltar a puxar Zoe pelos vastos corredores agora envoltos pela escuridão, mas a mesma não saía do lugar. 

Zoe tem medo do escuro... 

-Zoe! ZOE!- Gritei, mas parecia que ela não me ouvia. 

-Zoe, me escuta, eu estou aqui, fique calma, nada de mal vai te acontecer- falei enquanto apertava e balançava sua mão.

Novamente ela parecia não me ouvir.

Ah, mas que porra!

-Zoe, Zoe não podemos parar, vamos, estamos quase lá!

-S-sim... - ela finalmente me respondeu.

Voltei a puxar ela até alcançarmos o filete de luz no fim do corredor. Saímos do aeroporto, e estava um caos ainda pior! Gritos e gemidos de dor eram ouvidos por toda parte.

Eu vi um carro de polícia e corri para ele, mas a chave não estava na ignição, e eu não sou aqueles caras fodas de filmes que sabem fazer ligação direta. Eu apenas revistei dentro do carro na esperança de ter alguma arma e um pouco de munição. Para a nossa sorte, eu achei uma Colt Commander* É uma arma do tipo pistola, fabricada nos Estados Unidos* e alguns cartuchos da mesma.

 Eu sempre gostei de armas, e uma Colt Commander é uma bela de uma pistola! Não é perfeita, mas é o que temos pra hoje. 

Zoe e eu corremos até vermos uma loja fechada.

-Eu acho que aqui seria um bom lugar para nos escondermos por enquanto...- disse Zoe analisando com cuidado o que tinha no interior da loja. 

-É, acho que sim.

Zoe deu um chute na porta, a arrombando, enquanto minha atenção era desviada para um carro passando em uma velocidade considerável e batendo em um muro, em seguida, explodindo. Algumas "pessoas" foram atraídas pelo barulho e foram em direção ao carro, e os gritos de dor e socorro vindos do carro quando a multidão finalmente os alcançou, era ensurdecedor. 

Zoe olhava, um pouco preocupada, aquela cena. Eu apenas ignorei os gritos e puxei Zoe para dentro, bloqueando o buraco onde antes estava a porta. Com a própria porta que estava agora caída no chão, e uma prateleira de madeira rústica pesada, que continha alguns mangás, a usei para sustentar a porta e impedir que alguém entrasse.

Ficamos algumas horas dentro da loja. Eu estava folheando alguns mangás e Zoe observava atentamente o movimento do lado de fora.

-Zoe, sai da janela, é perigoso...- falei preocupada vendo que algumas pessoas vagavam, andando estranhamente pela calçada em frente a loja em que estávamos.

-Katie.

- Hm?

-Eles... Eles parecem zumbis! - ela disse, e eu pude notar um pouco de curiosidade em suas palavras.

-Ah... É, pode ser...- falei sem muito interesse, mas chegando perto dela.

-O que vamos fazer?

-Eu... Eu não sei...- fitei-a por um momento. Zoe sentou no chão, onde eu antes estava, e eu fiz o mesmo.

-Bom... O que estava lendo?- perguntou ela com um sorriso acolhedor que sempre mostra quando estou meio cabisbaixa.

-Ah... Era um mang- Fui interrompida por sons de tiros e barulhos de pneis de carros.

-O que foi isso?!- perguntou Zoe.

-Sobreviventes?-Falei enquanto íamos observar a cena pela janela da loja. 

~Deus, será que ganhamos 

o que merecemos?

Eram duas picapes.

 Tinham algumas pessoas na parte de trás de uma picape com armas, atirando nos supostos zumbis que estavam atrás deles.

~Será que isso é o castigo por

termos sido mentirosos,

trapaceiros?

Algumas das pessoas que estavam nas picapes caíram, sendo destroçados pela multidão que ia atrás deles, causando também a visível amargura e tristeza de muitos que continuaram em cima do veículo.

~Deus, o mundo é cruel,

mas não é tão ruim assim...

Eu e Zoe trocamos olhares, peguei minha arma e ela tirou a estante do caminho.

-Pronta?- Ela perguntou.

-Na verdade não, mas temos escolha?- falei meio receiosa e a entregando um taco de beisebol que havia achado na parte de revistas de esportes quando estava vasculhando a loja.

-Acho melhor ir com eles do que ficar aqui né..

- Então vamos!- respondi chutando a porta que eu tinha posto para tapar o buraco.

  ~Deus...                

Eu acho que a vida vale a pena

Embora o pão seja caro...

E a liberdade pequena


























...Continuo? 
















Notas Finais


É isso ser humaninhos! Espero que tenham gostado! O próximo capítulo quem vai escrever é a Hayuky. Bjus e até o próximo capítulo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...