1. Spirit Fanfics >
  2. The End Tale >
  3. Eu já vi isso...

História The End Tale - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - Eu já vi isso...


??? On

Como vocês foram perder a sua irmã em Asilyumtale? 

???/???- Desculpa pai…

Sorte que ela ficou dormindo com Frisk e Sans, mas tudo bem. 

???- Ela só dorme…

???- É.

E vocês dois não param quietos e lugar nenhum, se eu deixasse vocês soltos o multiverso já teria desabado!

???- Nossa pai!

???- Também não é pra tanto!

E a fenda em Underswap?

???- Aquilo foi um acidente!

???- Bons tempos

Levei três pra concertar!

???- Mas não deixa de ser um acidente!

Eu vou ficar doido…

??? Off

Fell Alphys On

Eu estava monitorando as câmeras que estavam espalhadas por todo o subsolo, Papyrus estava comigo, com Frisk e Flowey, estava tudo normal, até que escutei a voz de Sans.

Fell- HEY! O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?

Me virei e para ver, Sans estava com outros esqueleto, que fez menção de correr, mas tropeçou em seus próprios pés e caiu de cara no chão.

F.P- Quem é esse idiota?

Eu- Não sei, nunca vi ele.

Sans o alcançou e ficou encarando o outro por um tempo.

Fell- Tu tá bem?

End (Vou deixar assim mesmo)- Não…

Ele obviamente não estava bem, estava com cara de enjoado. Ele se sentou e analisou Sans por bastante tempo, depois pareceu surpreso.

End- Sans!?

Fell- Sou eu mesmo. Por que?

End- Você está completamente diferente…

Sans não respondeu, apenas encarou o esqueleto depois resolveu falae algo.

Fell- Você… não é daqui, certo? Sabe dessa Au.

End- É…

Eu estava interessada, o quê é um Au? Sans parecia saber o que poderia ser. ELE ajudou o outro esqueleto a se levantar.

F.P- O que aquele idiota pensa que está fazendo? Ele deveria atacar e matar alguém indefeso!

Depois que o esqueleto se levantou, Sans sorriu para ele.

Fell- Pode me chamar de Fell ou Edgy, como preferir.

End- Me chame de End.

Fell- Bem End, você está em Underfell, então tome cuidado.

End- Por que?

Fell- Simples, aqui é matar ou ser morto!

End ficou paralizado, ele parecia desconfortável e enjoado, mas isso ele já estava desde de que chegou.

Fell- Cara você tá horrível, comeu algo que não caiu bem?

End- o espaguete do Papyrus de Undertale e o Taco do Sans de Underswap.

Sans recuou e encarou o outro com pena e admiração, nós estávamos apenas assistindo.

Fell- Você comeu um dos tacos do Blue e ainda está de pé? Você é realmente um guerreiro!

End- Valeu… mas eu acho que não vou comer espaguete e taco por um bom tempo…

Fell- Sei como é, já comi o taco do Blue, depois disso passei um mês de cama.

F.P- (Mente: Eu me lembro que teve uma vez que ele ficou doente desse jeito, mas ele não quis contar o motivo.)

End- Além de você, tem mais alguém aqui que saiba sobre as Aus?

Fell- Tem, depois eu posso chamar eles, claro, meu chefe não pode saber disso…

End- Seu chefe?

Fell- É, é o meu irmão Papyrus.

End- Seu chefe e seu irmão? Calma, nesse universos ele é o mais novo certo?

Fell- Sim, sinceramente, eu não ligo pra isso, mas ei vou ter problemas se eles acabarem vendo você, então é melhor ir embora.

End- O problema é que eu não sei como, nem sei como vim parar aqui.

Fell- Assim você complica…

Os dois ficaram em silêncio por um bom tempi até que End deu uma ideia.

End- Grillby's?

Fell- Vejo que tem bom gosto.

End- Estou curioso pra saber como é o Grillby's daqui.

Eles foram andando até que saíram do campo de visão da câmera. Eu me virei para Papyrus, ele parecia nervoso, mas resolvi fazer um pedido.

Eu- Papyrus, eu preciso falar com o Sans, pode trazer ele aqui?

F.P- Vai entrar na fila Alphys! Eu tenho assuntos a acertar com ele.

Então ele saiu com a humana e a flor atrás deles.

Fell Alphys Off

Fell On

Nós entramos no Grillby's, estava barulhento como sempre, nos sentamos nas cadeiras do balcão, logo eu comecei a levar bronca.

F.G- Quando você vai me pagar?

Eu- Quando eu tiver dinheiro.

F.G- Quem é esse cara?

Ele apontou para o End, que ainda parecia enjoado (Nix: Essa dor de barriga vai durar pra sempre…) não o culpo, ninguém tem coragem de falar pra eles, mas a comida do Blue e Papyrus de Undertale é horrível.

Eu- Esse é o End, um conhecido.

End- Prazer.

F.G- Que incomum, um monstro que tenha educação.

Eu- Ele é de outra parte de subterrâneo.

F.G- Entendo.

Eu- Duas batatas por favor.

Ele se virou e foi fazer as batatas. Olhei para o End, ele ainda tava péssimo dava pra sentir o perrengue que ele tava passando, mas agora também parecia sombriu. Ele cruzou os braços em cima da mesa e abaixou a cabeça, ele parecia estar pensando.

End- Você sabe o que é L.O.V.E.?

Eu- Isso é algo comum aqui em Underfell, L.O.V.E. significa Level Obtido por Violência. É uma forma de conseguir força por aqui.

End- Entendo…

Ele parecia muito tenso, não sei o aconteceu na Au dele, mas acho que não deve ter sido muito bom.

End- Pelo que parece, eu fui o único sobrevivente em sete rotas genocidas.

Eu- Apenas sete? Eu já passei por muito mais rotas que você, já estou acostumado com isso.

End- Minha Au só teve doze linhas do tempo até agora, diferente de vocês.

Eu- Então você é novo nisso? Sua luta com o humano foi difícil?

End- Eu não sei… não me lembro de nenhuma outra linha do tempo que não seja essa que estou vivendo.

Eu o encarei, ele tava falando sério? 

Eu- Não se lembra de nada mesmo?

End- Nada, só descobri sobre essas coisas por causa dos humanos do meu mundo, acabei escutando a converça deles, então me vi em Undertale, depois, em Underswap e agora aqui, mas esse lugar me trás uma sensação ruim, com um déjà vu.

Eu não pude falar nada, Grillby apareceu com duas porções de batatas fritas e um pote de mustarda, ele colocou no balcão e depois se afastou. Nós começamos a comer as batatas em silêncio.

Eu- Que tipo de sensação você tem aqui.

End- Tenho a sensação de que já estive em lugar parecido, um lugar onde você pode simplesmente estar morto no dia seguinte. Eu só consigo pensar nisso…

Ele tava realmente pra baixo, eu não tinha como ajudar, dar apoio não era algo que o pessoal de Underfell fazia com frequência. Toquei seu ombro pra tentar falar alguma coisa, mas, no lugar, acabei em uma situação pior.

De repente eu estava de pé em um lugar horrível, era a superfície. Eu estava no meio da cidade humana, corpos inertes estavam espalhados pelas ruas e um cheiro forte de poeira percorria o lugar. Eu andei com cautela até virar em uma esquina, onde vi quatro pessoas.

O mais alto era um humano com longos cabelos castanhos que cobriam em seus olhos, ele tinha uma garota humana que parecia ter dez anos sentada em seus ombros.

Kriss- Chara, você está cansada?

Chara- Nem um pouco, e você?

Kriss- Estou com muita energia.

A garota olhou por cima do ombro, em direção as outras duas pessoas. Uma delas era um garota também parecia ter dez anos, ela dormia tranquilamente enquanto era carregada por…

Eu- End?

E lá estava ele, carregando a criança em estilo noiva, ele estava sério, ele usava um casaco parecido com o meu, mas azul celeste e mais cumprido, ele descia até o meio do seu fêmur.

Chara- Sans! Por que não leva Frisk para algum lugar melhor pra ela dormir? Kriss e eu vamos nos divertir um pouco.

Ele sorriu e confirmou com a cabeça.

End- Tudo bem, vão logo antes que anoiteça, vocês sabem como as coisas ficam ajitadas a noite.

Chara/Kriss- Tá bom!

O garoto saiu correndo com a garota nos ombros. End apenas olhou para a garota e sua expressão séria se desfez, então se virou e andou.

Tudo então desapareceu e eu me vi rodeado de flores ecoantes, olhei para trás e lá estava End deitado no chão com a garota deitada no braço dele.

End- Você gosta destas flores, Frisk?

Frisk- Sim…

End- Se você quiser, posso pegar uma pra você.

Frisk- Não precisa, estou bem desse jeito.

End- Tudo bem.

Ele então fechou seus olhos e tudo desapareceu,agora eu estava sentado no banco do Grillby's segurando o ombro de End.

Eu- Cara… você viu isso?

Ele me encarou confuso.

End- O que?

Eu- Você sabe! Aquela cidade e…

???- SANS!

A porta do Grillby's bateu com tudo na parede e o meu irmão apareceu, parecendo estar com muita raiva.

Eu- C-Chefia!?

Ele começou a andar em nossa direção, eu entrei em desespero, mas sem olhar pra mim, End segurou o meu ombro e falou.

End- As flores!

Então o restaurante desapareceu e eu caí no chão junto com End. Olhei em volta e lá estávamos, em meio a um jardim de Flores ecoantes.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...