História The Endless War - MITW ABO Wolf - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Andrei Soares "Spok" Alves, Bianca Tatto Marques (BIBI), Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Luiza Ramos (MoonKase), Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Andrei Soares "Spok" Alves, BIBI Tatto, Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felps, Lucas "LubaTV", Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, MoonKase, Pac, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange
Tags Abo, Authentic, Baixamemoria, Batista, Cafeiinado, Famíliacraft, Malena010102, Mike, Mitw, Moonkase, Pac
Visualizações 139
Palavras 1.532
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Lemon, Luta, Romance e Novela, Survival, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi loveeers, tudo bem com voceix?? 🦄💘
Trouxe mais um capítulo! 😆
Não esqueçam de comentar, preciso saber o que estão achando da fanfic! A opinião de vocês vale muito!! 😃
Aceito críticas construtivas 😁🖒
Espero que gostem do capítulo e boa leitura ;)

Capítulo 12 - A Relationship of Three Friends...


Fanfic / Fanfiction The Endless War - MITW ABO Wolf - Capítulo 12 - A Relationship of Three Friends...

*Ainda Pov Mike*

-Nós vamos tomar providências... Vamos atrás de Pokey e de todos os outros. Pode deixar Cauê. Authentic não terá levado uma marca em vão! - Diz Pac determinado. -E todos vamos ajudar a cuidar de Authentic enquanto ele se recupera... - Pac sorri.
-Não! Não façam nada! - Cauê se vira rapidamente nos olhando com um olhar decidido.
-Como assim? Não quer que a gente faça nada?! Cauê, você tá bem?? - Moonkase pergunta olhando Cauê curiosa, estranhando seu comportamento.
-E-Eu... Err... - Cauê praticamente trava e fica um tempo em silêncio. Dava pra perceber que o mesmo estava começando a suar um pouco.  Parecia como se estivesse num conflito com si mesmo... Logo ele suspira pesado. -Desculpem, eu estou bastante perturbado, não me sinto eu mesmo. Meu psicológico está bagunçado... Eu devo estar dizendo besteiras... Esqueçam o que eu disse está bem?... - Cauê fala indo se sentar numa cadeira. -Eles não vão fazer nada... Eu vou fazer justiça com as minhas próprias mãos, digo... Patas! - Cauê sussurra apenas para ele mesmo poder ouvir e rosna baixo, sentando na cadeira.
-Gente... Preciso que vocês venham comigo... - JV fala.
-Eu vou continuar a cuidar das pessoas aqui, eu avisarei a vocês caso Authentic dê algum sinal de que vá acordar. - Malena diz.
-Tudo bem, obrigado Malena. Só cuidado para não trocar os remédios. - Spok brinca, dando uma piscada para Malena.
-Você está alertando isso para a beta errada! Sou uma profissional. - Malena ri.
-Não duvido de você. - Spok sorri.
Todos se despedem uns dos outros e voltam para a sala de segurança, outros foram tentar ajudar em outras coisas, como na nova estrutura da base, uma mais forte e resistente (e bonita também), e outros foram ajudar com os soldados feridos.
Os que restaram chegaram na sala de segurança...
-O que foi JV? Parece pensativo... - Jazz fala fechando a porta da sala.
-Com certeza eu não fui o único a estranhar o comportamento grosseiro e repentino de Cauê Bueno... Certo? - Ele pergunta andando de um lado para o outro com a mão no queixo como se fosse algo óbvio.
-Você não foi o único, tem algo muito estranho acontecendo com ele... Foi tudo por causa do Authentic? - Spok pergunta esperando alguma confirmação.
-Quase isso. Pelo que eu tentei descrever, é óbvio que Cauê está daquela forma por causa do Pokey. - JV explica.
-Até aí está tudo normal, o que tem de errado? Eu ficaria da mesma forma caso a Cherry fosse marcada por um sujeito malandro feito o Pokey. - Jazz retruca simples.
-Acontece que o Authentic já se machucou diversas vezes e o Cauê nunca ficou desse jeito.
-Mas nenhuma das vezes que Marco se machucou se compara a isso... - Jazz fala.
-Mas Cauê teria se desesperado de qualquer forma, não como agora, sei que é bem diferente. Mas a probablidade de ele já ter nos mostrado esse lado agressivo dele seria maior... - JV explica. -Afinal, todos sabemos como Authentic é importante para ele...
-Sim, o Baixa não consegue esconder seus sentimentos tão facilmente. Todo mundo já sabe que ele é afim do Túlio a muito tempo... - Spok diz e ri anasalado.
-Todo mundo menos o Alan... Se ele descobrir o bicho pega... - Jazz fala e todos ficam em silêncio.
-É incrível como o Jazz consegue quebrar o clima de todo mundo. - Mike diz num tom irônico, olhando pra Jazz de cara fechada.
-Eu só comentei. - Jazz fala estendendo as mãos para cima, como uma forma de rendição. -Authentic, Cauê e Alan são melhores amigos desde sempre, e eu tenho certeza absoluta que Alan não iria querer virar a vela daqueles dois. - Jazz fala, andando pela sala. -E nem venham com a história de dizer que o Authentic não é gay. Se o Authentic for hétero, eu sou um travesti. - Complementa ele.
-Bem que você não é tão diferente de um. - Batista brinca e todos dão risada, com exceção de Jazz.
-Muito engraçado, Batata. - Jazz diz com cara fechada. -Afinal, qual é a sua preferência mesmo? - Jazz olha Batista com um olhar desafiador. JV observava a cena com atenção. Batista olha Jazz e JV e abaixa o olhar um pouco corado.
-Enfim, apesar do Jazz ser o quebra clima oficial desse lugar... - Pac ia falando porém Jazz o corta.
-Hey! Eu só sou realista! - Jazz fala cruzando os braços.
-...Ele está certo! - Pac continua. -Marco também é apaixonado por Cauê, está mais que na cara! Eles que não sabem como tomar a iniciativa um com o outro. Todos aqui sabemos que Cauê pedisse Authentic em namoro (ou vice-versa) ele com certeza iria aceitar, mas eles iriam meio que... Deixar o Alan de lado?... - Pac complementa.

-Resumindo: Vai dar merda. - Concluo e suspiro.
-Mas eu tenho uma teoria do que possa ter acontecido com Cauê para ele ficar assim... Digamos... Eufórico... - Pac fala olhando pra baixo com uma expressão pensativa.
-Eu também tenho uma... - Digo olhando para Pac, que pelo seu olhar penetrante e o sorriso predominante em seu rosto, sabia que ele tinha em mente a mesma coisa que eu.
-Raiva em excesso! - Eu e Pac falamos em uníssono e sorrimos, batendo as mãos em seguida.
-Não entendi a teoria de vocês, MITW. - JV fala e cruza os braços.
-Cauê sempre se desesperava quando Authentic ou até mesmo um de nós tínhamos algum ferimento grave, porém ele quase nunca demonstrava! Ele é quem tentava confortar todo mundo. - Explico.
-Além de Alan e Marco, ele não tinha ninguém que o confortasse... Ele geralmente é quem levanta o astral de todo mundo. Ele guardou muita raiva durante esse tempo que não tinha "ninguém"... - Pac continua.
-Em qual ponto vocês querem chegar? - JV pergunta.
-Estamos querendo dizer que... - Pac ia falar mas é interrompido por alguém entrando na sala.
-Por que vocês não deixam que eles resolvam os problemas sentimentais deles entre si? Fala sério, os caras nem ao menos namoram. - Luba fala praticamente invadindo a sala e indo em direção ao computador, começando a mexer no mesmo, fazendo todos da sala o olhar sem entender nada.
-Luba?! Onde você estava?? Estávamos preocupados, você sumiu sem ao menos deixar rastros! - Pac fala indo em direção à Luba.
-Estava resolvendo algumas coisas do lado de fora, perdoem se eu não avisei que estava aqui. - Luba fala concentrado na tela do computador.
-Luba... Mesmo que você não tivesse avisado nada para nós, o sensor avisaria e iria abrir o portão para você... - JV fala desmascarando Luba, que dá um suspiro pesado. O mesmo não iria revelar que estava de papo com um Renegado durante todo esse período.
-Mas o sensor não nos avisou nada. - Batista fala.
-Porque nós não estávamos presentes no momento que ele deve ter entrado. - Pac fala simples, cruzando os braços.
-Enfim, Luba... - O chamo, porém Luba continua vidrado no computador. Parecia estar empenhado no que fazia. -Luba? Está me escutando?? - Pergunto já me irritando.
-Nós precisamos ativar as câmeras extras. - Luba fala simples, ignorando a minha pergunta.
-Lucas, é sério. Pensamos que você havia sido sequestrado ou coisa do tipo. Onde você estava? - Spok fala.
-Eu não fui sequestrado... Mas eles foram! - Luba aperta "ENTER" e o mesmo mostrava uma câmera onde filmava uma parte da floresta (mini câmeras de espião).
-O que? Que parte da floresta é essa? - Jazz pergunta.
-Isso, meus companheiros de guerra, é a nova localização da base dos Renegados! - Luba fala cruzando os braços sem tirar os olhos da tela.
-Você a encontrou!! Bom trabalho Lucas!! - Pac parabeniza Luba com entusiasmo.
-Mas espera, quem você disse que foi sequestrado? - Spok pergunta.
-Observem. - Luba fala pedindo para olhar para a tela. Após alguns segundos, vimos...
-Essa não... - Murmurro de olhos arregalados.
-Não de novo... - Pac passa as mãos pelos cabelos.
-Quem é o "quebra clima" agora hein?? - Jazz pergunta irônico.
A tela mostrava Cellbit e Felps sendo empurrados para dentro da base dos Renegados.
-O pior é que Pedro não está com eles. - Luba fala dessa vez olhando para todos nós, que já estávamos nervosos e agitados.
-Como assim?! Rezende seria o primeiro a aparecer nessa gravação! - Pac fala já se desesperando.
-Calma, sem pânico, vamos encaixar as peças aqui... - Spok fala e eu toco no ombro de Pac.
-Certo... - Pac suspira. -Okay, Rezende sumiu da nossa vista no meio de todo aquele barulho... Talvez ele tenha vazado enquanto estávamos sofrendo com aquele barulho infernal... Deve ter saído com dificuldade... -Pac anda até a parede e se encosta na mesma.
-Ele estava  aqui dentro no momento do barulho?! - Pac confirma com a cabeça. -Pac, é impossível ele ter saído, até porque eu tranquei todas as saídas da base antes de ativar o som. - JV explica e Pac todos arregalamos os olhos, ficando em silêncio por alguns instantes.
-Então... Q-Quer dizer que... - Pac ia falar até eu o interromper.
-...Ele está aqui. - Completo a frase de Pac.


Continua...


Notas Finais


Até o próximo capítulo loveeers ^-^ <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...