História The essence - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orphan Black
Personagens Cosima Niehaus, Detetive Arthur "Art" Bell, Dra. Delphine Cormier, Kira Manning, Paul Dierden, Personagens Originais, Rachel Duncan, Siobhan Sadler "Sra. S"
Tags Cophine, Cosima, Delphine, Lesbianismo, Orphan Black
Visualizações 224
Palavras 920
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Saluut!!!
Dois capítulos em um dia por que to animada! :)
Boa leitura

Capítulo 2 - Capitulo II


Fanfic / Fanfiction The essence - Capítulo 2 - Capitulo II

 ~ P.O.V.Cossima ~

Cheguei em casa exausta, o dia não foi tão cheio de trabalho mas andar o instituto todo era realmente cansativo.

Fui até o banheiro e entrei na banheira com agua morna, precisava de um tempo pra mim. 

Me deitei na banheira me perdendo nos meus pensamentos que incansavelmente me levavam a nova diretora. Por que eu estava pensando nela? Talvez por ela ser diferente de outras mulheres, seu sotaque francês era lindo. Me peguei lembrando dela falando em minha sala "eu sei das coisas sra. Niehaus" e um sorriso espontaneo se abriu em meus labios. 

  Me forcei parar de pensar naquilo e depois de um bom banho me deitei em minha cama pra finalmente ter noite decente. 

 05:30 am.

Meu celular despertou e eu tentei  me forçar a levantar da cama, mas falhei miseravelmente e deitei novamente escondendo meu rosto embaixo dos travesseiros.

06:35 am.

 O celular despertou novamente e eu quase caí da cama quando vi as horas. Me levantei depressa, vesti uma roupa qualquer, peguei as chaves do meu carro e desci as escadas torcendo pra que a sra. Cormier não fosse tão rígida em seu primero dia por conta de um atraso. 

- Cosima! _ alison me chamou quando passei pelo balcão. _ A sra. Cormier te espera na sala dela. Não podia escolher outro dia pra se atrasar? 

Alison é um amor de pessoa, mas quando eu estou de mal humor atéa pessoa mais fofa do mundo pode me fazer perder a paciência.

-  São 7 horas e você já esta me irritando alison. Vou pra sala dela._ Não posso negar que estava me borrando por dentro só pelo fato da sra. Cormier me chamar em sua sala. 

- Bom dia sra. Cormier _ eu disse um pouco nervosa, ela estava linda. Com uma blusa de setim branca com um blazer preto. Ela estava tão.... tão..........sexy. 

- Bom dia sra. Niehaus. Vejo que teve uma noite boa. _ ela disse, tirando seus olhos do compultador e finalmente olhando pra mim. 

- Nem tanto. Me desculpe pelo atraso sra. Cormier, não vai acontecer novamente.

- Espero que não. 

    Eu estava tão nervosa por estar na frente dela, o que estava acontecendo comigo? 

- Eu pedi que viesse aqui para que me entregasse seus relatorios sobre a feira que vai acontecer daqui duas semanas. Preciso de todos eles em minha mesa até as 11h, quero a ficha de cada aluno em meu email com notas e observações sobre o ultimo mês e tambem gostaria que ficasse fazendo hora extra para que possamos estabelecer o que deve ser feito no proximo semestre. 

Eu estava surpresa em quantas coisas alguem poderia me mandar fazer em tão pouco tempo estando no "poder".

 - Sra. Cormier eu ja havia marcado.um compromisso depois do trabalho, então acho que não vou poder hoje. 

- Acho que pode desmarcar seu compromisso sra Niehaus. 

Ela me olhou com uma sombracelha levantada enquanto aguardava uma resposta. Onde estava aquela mulher que disse que o tempo comugo tinha sido agradavel? Ela não podia me fazer ficar após o expediente. Podia? Claro que não. Mas eu não iria enfrenta- la. Pelo menos não hoje.

- Claaro sra. Cormier, preciso ir pra minha sala agora. 

 Me levantei e sai da sala fui até meu escritorio e peguei um cigarro . 

  Como assim agora eu teria que me submeter as ordens de uma mulher que mal havia chegado no institudo? 

 Comecei a juntar os relatorios, tudo o que eu sabia sobre cada projeto e cada dado sobre as futuras pesquisas que poderiam ou não serem autorisadas e levei até a sala da diretora. As coloquei na mesa e ja estava indo sair da sala sem dizer nada quando ela me chamou.

- aceita um café?  

- preciso trabalhar. 

Me virei novamente pronta pra sair da sala e senti algo tocando em meu braço. 

- É só um café sra Niehaus.  

Ela sorria. Estava radiante. O que estava acontecendo? Em um momento ela me empurra trabalhos e mais trabalhos e em outro me chama pra um café. 

- okay. Acho que não tem tanto problema assim parar alguns minutos. 

- E não tem mesmo. 

Ela sorriu enquanto colocava o café nas chicaras. 

- Eu pesquisei sobre voce. 

Ela finalmente disse, fazendo com que o silencio fosse quebrado. Ela tinha pesquisado sobre mim. 

- E o que encontrou ? _ perguntei ansiosa pela resposta, mas já sabia o que ela iria dizer. Bom, quem nunca colocou seu proprio nome no google pra ver o que aparecia?

- Cosima Niehaus, 30 anos. Cresceu em Miami. Se mudou pro texas depois de Formada em Química na universidade de Stenford. Trabalha no Instituto há dois anos e meio e Trabalhou um ano no laboratorio  de pesquisas quimicas mais conhecido do país. 

Uau ela é realmente boa nesse negocio de pesquisa.

- ok. Voce me surpreendeu sra Cormier. 

Sorri pra ela e ela se sentou em sua mesa sorrindo de Volta. 

- Pesquisei sobre todos aqui, gosto de me manter informada sobre tudo. 

- Eu também. Me fale sobre voce. _ eu não conseguia me controlar.  Eu estava realmente interessada em saber mais sobre aquela mulher.

- Delphine Cormier. 31 Anos. Formada em Medicina, Administraçâo, e quimica. Estou noiva e _ noiva como assim ela estava noiva? 

-voce está noiva? 

_ sim! _ ela disse com um sorriso enorme. Não pude conter minha decepção, por que eu crio expectativas? 

Ela estava noiva. Eu não ia ter nada com ela mesmo, era até melhor assim que eu não me empolgava ainda mais com a sra cormier. 





 


Notas Finais


O que acharam?
:)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...