1. Spirit Fanfics >
  2. The Evil Angel - Chaelisa >
  3. The Two Chaengs Part.1

História The Evil Angel - Chaelisa - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


boa noite, stars. Muito obrigada pelos 90 favoritos aaaaaaaaa , ♡♡♡ eu estou preparando uma shortfic(n sei se é assim KKKK) para vocês, em breve irei postar o primeiro capítulo♡.

Good Reading Stars♡♡

Capítulo 18 - The Two Chaengs Part.1


    P.O.V PARK CHAEYOUNG 



Eu estava saindo do banheiro com meus trajes normais, eu poderia estar com meu uniforme e me preparar para assistir cinco aulas seguidas com a bunda sentada na carteira para quando acabar as aulas, me levantar cheia de cãibras.



Eu estava vestindo um blusão preto de mangas compridas com um lozango branco como estampa na região do meu seio esquerdo, calça jeans azul escura rasgada e um par de all stars vermelho. ─ Vamos lá, Chaeyoung. É a hora. ─ pensei enquanto pegava minhas duas mochilas.



Andei passos curtos para a porta do quarto, sorri olhando para o mesmo e abri a porta para sair. Suspirei pesado e fechei a porta, passei a andar até o grandioso jardim.



Não demorou muito para chegar ao jardim, o céu estava em um tom azulado já que era cinco horas e meia da manhã de Segunda-Feira, era visível algumas alunas no local junto com a senhora Jeongyeon, a minha avó cujo diretora Cherry Park e nada mais e nada menos que a rainha Ryujin.



Eu andava lentamente pelo gramado esverdeado e esbranquiçado do jardim, estava silencioso demais, só era audível o leve barulho do meu all star  na grama. ─ Bom dia, querida. ─ minha avó saudou-me com um belo sorriso no rosto.



─ Bom dia, vó. ─ saudei a mesma com um sorriso de canto, logo senti os seus braços envolvendo-me em um abraço carinhoso. A mesma separou-se do abraço e lançou-me um sorriso carinhoso.



─ Bom dia, senhorita Park. ─ essa foi rainha Ryujin, me olhando serenamente, respondi com um sorriso tímido. Olhei para Jeongyeon que me fitava com um olhar mortal, sei bem o porquê então nem vou me intimidar.



─ Chae! ─ ouvi a voz de Irene chamando-me, me virei para onde a mesma esteja até encontrá-la poucos metros de mim. Sorri largamente e andei até sua direção. ─ Como você está? ─ indagou, selando minha testa.



─ Está indo. ─ suspirei. ─ Não estou preparada para me despedir de---  ─ reparei que Wendy não estava com a mais velha. ─ Cadê a Wendy-unnie? ─ indaguei, procurando a loira com o olhar.



─ Ah, ela está vindo. Está falando com o irmão pelo celular. ─ respondeu, com um sorriso triste. ─ Nem acredito que já é hoje... ─ comentou, olhando para a rainha Ryujin que conversava algo com minha avó.



─ Cheguei. ─ disse Wendy, ofegante. ─ Era só meu irmão perguntando se eu morri. ─ revirou os olhos. ─ Bom dia, florzinha. ─ saudou a loira, selando minha bochecha direita.



─ Bom dia, unnie. ─ sorri largamente.



─ Por enquanto, você não morreu, Wendy. Por enquanto... ─ disse Irene, com um olhar amedrontador. Wendy apenas revirou os olhos e mostrou a língua para Irene que ria da loira.



─ Atenção, Alunas! ─ chamou rainha Ryujin, com sua postura séria e formal. Eu e as mais velhas viramos-nosspara observar as outras mais velhas a nossa frente. ─ Como vocês já sabem, hoje vocês vão iniciar seus treinos pelo planeta Terra, a avaliação de vocês na Terra será anotada por cada diretoras do departamento de seus poderes, vocês retornaram na Quarta-Feira da próxima semana só para ficarem um dia e depois da quarta, vocês retornaram para o departamento para ficar mais dois meses. ─ disse a mais velha dos cabelos azulados.



─ Justamente no meu aniversário. ─ pensei, revirando os olhos, tinha que ser no meu aniversário? queria ficar como o do ano passado, comendo batatinhas e assistindo séries no meu quarto o dia I N T E I R I N H O.



─ Jeongyeon, comece a chamada. ─ ordenou rainha Ryujin, segurando o globo do planeta Terra, entrelacei minhas mãos nas mãos de Irene e Wendy. Senti os polegares de ambas acariciando minhas mãos.



─ Park Jihyo. ─ chamou senhora Jeongyeon, logo a loira de cabelos longos aproximou-se da mesma.



─ E a saga: Jihyo, a primeira. Continua. ─ comentou Irene, rindo baixinho.



─ Acho que sempre vai ser assim. ─ falei, segurando risada.



─ Será que ela foi a primeira a perder a virgindade? ─ essa foi Wendy, logo recebeu o olhar intrigado de Irene e o meu. ─ O quê? talvez tenha sido. ─ disse, sorrindo divertida.



─ Estamos em plena despedida e você vem falar isso? o que eu faço com você, Wendy? ─ indagou Irene, negando com a cabeça em lamentação.



─ Diz que me ama, Irene. ─ respondeu a loira, com um sorriso divertido fazendo a mais velha rir baixinho.



─ Vou sentir falta dessa interação estranha de vocês, unnies. ─ falei, rindo baixinho, logo recebi sorrisos de ambas. ─ Vocês brigam mas se amam. ─ acrescentei, sorrindo divertida.



─ Nunca vou dizer que te amo, Seungwan. ─ disse Irene, virando o rosto convencida fazendo Wendy revirar os olhos. ─ Por mais que eu deteste admitir, eu te amo, sua idiota. ─ acrescentou.



─ Eu sei disso, Joohyun. ─ disse Wendy, orgulhando-se fazendo a mais velha suspirar. ─ Eu não esperava que a rainha viesse realizar a escolha dos lugares, achei que seria a deusa Seulgi como o ano passado. ─ comentou a loira, olhando para a rainha que girava o globo para escolher o lugar onde Jennie iria já que Jihyo já foi.



─ A deusa dos pesadelos? ─ indaguei, olhando Wendy que afirmou com a cabeça.



─ Ah, a deusa Seulgi é tão linda... ─ comentou Irene, franzi o cenho com este comentário da mais velha. ─ Seria o meu sonho de consumo realizar isso com ela. ─ acrescentou, sorrindo abobada.



─ Ih olha lá, Irene está apaixonada, Irene está apaixonada. ─ provocou Wendy, sorrindo travessa. Rosnou de dor ao sentir a espalmada de Irene.



─ Bae Joohyun. ─ chamou senhora Jeongyeon, interrompendo nossa conversa.



─ Isso é um tchau. ─ disse Irene, consternada. ─ Tchau, Pequena. ─ acrescentou a mesma, abraçando-me apertado. ─ Tchau, Wendy. ─ abraçou a loira, a mais velha afastou-se e sorriu. ─ Eu amo vocês. ─ deixou uma lágrima escapar.



─ Também amamos você, Baechu. ─ eu e Wendy falamos em uníssono. A mais velha sorriu de canto e virou-se para obter as informações sobre onde iria e partir...a Irene unnie já foi...



─ Vou sentir falta das piadas da Baechu. ─ comentou Wendy, envolvendo-me para ficarmos abraçadas.



─ Eu também, Wendy unnie. ─ falei. ─ Eu também...



─ Son Seungwan. ─ chamou senhora chatisse, Wendy suspirou e apertou o abraço.



─ Tchau, florzinha. Nos vemos em breve. ─ despediu-se a loira, selando minha bochecha, separando-se do abraço.



─ Tchau, unnie. ─ falei, sorrindo sem mostrar os dentes observando a mesma partir...por última...Wendy unnie.



O Sol começou a nascer, deixei uma lágrima escapar do meu rosto, elas já foram...agora seria eu a ir embora, a seguir meu destino que nem planejei...



─ Park Chaeyoung. ─ chamou Jeongyeon. Suspirei pesado, aproximei-me das mais velhas.



─ senhorita Park, você vai para... ─ rainha Ryujin pausou sua fala girando o globo, pousou seu dedo em algum lugar e olhou para mim. ─ Seoul, na Coréia do Sul. ─ terminou de falar e pegou o papel no impressor que dizia alguns dados sobre a sul-coreana ou sul-coreano. ─ Você ajudará a Son Chaeyoung, uma adolescente de dezesseis anos e o resto você descobre. ─ entregou-me o papel. Quem diria que eu iria acertar na lata quem eu vou ajudar, sinistro...


─ Chaeyoung... já pode ir. ─ Minha avó abriu o portal, me aproximei do portal e olhei para trás pela última vez e entrei no portal...



             ~ // ~ // ~ 



Cheguei ao fim do portal, olhei em volta e percebi que ainda estava no céu e na minha frente, localizava-se o enorme departamento das Anjos Ajudantes. Fitei o papel que dizia poucos dados sobre a sul-coreana que ajudarei.


─ Bem vinda, senhorita Park Chaeyoung. ─ tive um sobressalto ao ouvir a voz de uma mulher, virei-me para trás e vi a mesma. ─ Oh, me desculpe por ter lhe assustado. ─ desculpou-se, sorrindo gentilmente. A mulher tinha seus cabelos negros em um perfeito coque, vestia uma roupa social da cor azul marinho e claro, os "acessórios" de anjo.


─ Meu nome é Wang Yiren, sou a diretora desse departamento. ─ apresentou-se, ainda sorrindo. ─ Fico feliz em saber que temos mais uma Anjo Ajudante. ─ acrescentou, colocando suas mãos para trás, mostrando sua compostura formal. ─ Siga-me, não quer deixar sua humana esperando, não é? ─ indagou, virando-se de costas. Dei de ombros e passei a seguir a mais velha, até que o departamento era belo. Tinha girassóis por toda a extensão da entrada que leva para a entrada da porta dupla de vidro do departamento, a mais velha, abriu as maçanetas da porta revelando uma imensa recepção chique, digamos assim.


─ Nossa, eu não esperava que aqui fosse tão...lindo. ─ comentei, admirada com a decoração moderna do departamento, tinha um sofá acinzentado felpudo no lado direito, no lado esquerdo havia uma outra mulher em um balcão bege.


─ Todas que vem aqui, falam isso. Sei que as Anjos Ajudantes não são tão valorizadas mas não é amedrontador, temos uma ótima decoração e--- ─ cessou fala ao ver a recepcionista jogando no celular. ─ Hum, Hum... ─ pigarreou, fazendo a recepcionista ter um sobressalto. ─ As chaves do quarto da senhorita Park Chaeyoung. ─ disse, olhando seriamente a recepcionista que engoliu em seco e procurou as chaves.


─ Aqui está, senhora Wang. ─ a recepcionista entregou, nervosa, logo lançou um baita sorriso amarelo para a mais velha que pegou as chaves e virou-se para mim.


─ Seja bem-vinda as Anjos Ajudantes, Park Chaeyoung...


           ~ // ~ // ~  


Entrei no quarto, era um pouco maior do que o meu antigo quarto do colégio. O quarto é todo em cores pastéis, a cama era de solteiro, havia uma mesinha lilás, banheiro e um guarda-roupa rosa pastel.


─ Vamos arrumar esse quarto, Roseanne. ─ murmurei, para mim mesma, colocando as mochilas em cima da cama. Abri a mochila branca revelando meus objetos, peguei meu notebook e coloquei-o em cima da mesinha. Mudança... mudança é uma palavra triste de dizer, ela expressa muitos significados e sentimentos.


É uma palavra que eu realmente odeio, quem diria que mudança é a coisa favorita da minha vida esquisita. O tempo aqui parecia passar devagar, demoraria muito para rever as almas que eu me importo? sim, vai demorar para reencontrá-me com elas mas, é o destino, não é?


E pensar que foi "ontem" que cheguei no colégio com raiva por estar voltando ao colégio e reclamando, hoje, eu estou iniciando meus treinos realistas na Coréia do Sul, a humana tem o mesm nome que o meu e temks a mesma idade, vidente? talvez. Despedidas também não é uma palava boa, despedidas é como se fosse sinônimo de sofrer.


Mas não foi despedidas, certo? ou foram? em breve, estarei com dezessete anos, cuidando e ajudando uma sul-coreana. Que vida estranha, não é? sem me dar conta, eu já tinha arrumado minhas coisas em meu mais novo quarto lilás.


─ Merda, tenho que me trocar e ir para a recepção. ─ recordei-me e rapidamente, fui procurar o uniforme que a senhora Wang disse que deixou aqui, olhei para a cama e vi os meus trajes. ─ Isso, Chaeyoung. Você é cega demais. ─ murmurei, revirando os olhos.


Peguei o uniforme e vi que era um vestido branco rendado de mangas compridas, meia-calça e botas pretas. ─ Sério mesmo? está mais para vestido de dama de honra. ─ murmurei, indo para o banheiro me trocar.


           ~ // ~ // ~   


─ Eu garanto que se a Wendy me visse assim, com certeza ela iria me zoar. ─ falei, ajustando o vestido enquanto andava em passos curtos até a recepção, arrumei meu cabelo e finalmente cheguei na recepção.


─ Você é pontual, Chaeyoung. Isso vai para sua avaliação. ─ disse senhora Wang, aproximando-se com a minha tiara de anjo azul escuro e colocou em minha cabeça. ─ Isto é a sua varinha, ela serve para você ir e voltar de seus treinos e fazer o essencial. ─ disse, entregando-me uma varinha azul escura com um pingente de diamante azul bebê. ─ Pronta? ─ indagou, abrindo o portal, olhei para a recepcionista que jogava o seu jogo novamente, o que fez senhora Wang revirar os olhos.


─ Pronta... ─ respondi, receosa, suspirei levemente e entrei no portal...


Cheguei no fim do portal, avistando uma garota de cabelos curtos na altura do ombro; seus cabelos eram negros. A mesma vestia uma blusa preta que estava por baixo de sua jaqueta jeans, calça jeans da mesma cor da jaqueta e all star preto em seus pés. Estava sentada em um sofá preto, bebericando uma latinha de refrigerante de soda enquanto mexia em seu celular.


─ Olá? ─ falei, saindo do portal, logo seu olhar entediado que estava vidrado no celular passou a me fitar com um olhar surpreso.


─ Quem é você?...





     As Duas Chaengs Part.1








Notas Finais


até sábado ou domingo, stars♡♡
se cuidem e lavem bem as mãos, estou de olho em todos vocês♡

Amo muito vocês♡♡!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...