1. Spirit Fanfics >
  2. The evils that come for good. >
  3. 24

História The evils that come for good. - Capítulo 24


Escrita por:


Notas do Autor


Alguns avisos básicos.

- Este capítulo vai comentar sobre a comunidade LGBTQ+, e quero deixar claro que minha intenção não é ofender.

- Também tem uma parte 18+.

-  Se alguém da comunidade LGBTQ+ ler e se ofender, falem comigo e me digam o porque, e eu posso mudar.

Boa leitura😘 📚

Capítulo 24 - 24


Fanfic / Fanfiction The evils that come for good. - Capítulo 24 - 24


Um mês se passou depois da festa dada à mim, algumas coisas mudaram como por exemplo, Jimin e eu estamos mais próximos, eu, ele e Taehyung almoçamos juntos quase todos os dias, ele as vezes passa o final de semana na minha casa, estamos realmente próximos. Taehyung e eu, bom, ainda estamos do mesmo jeito com relação aos beijos e mãos bobas, mas eu acho que eu posso está começando a gostar dele de uma outra forma e isso é definitivamente um erro gigantesco, primeiro de tudo somos muito amigos e algum tipo de afeto direfente da amizade poderia estragar tudo, segundo eu sou chefe dele, e terceiro, eu já estou arriscando muito ter ele tão intimamente junto de mim, se a pessoa errada descobrir que ele é importante, estará correndo perigo.

Nesse exato momento estou me dirigindo à minha sala de reunião, onde encontrarei os diretores de sessões para debater as ideias do novo lançamento das roupas, as pautas da revista, e revelar meu vice, todos já tinham conhecimento da vaga.

Jk: Bom dia!_ todos responderam, já estavam na sala faltando 5 minutos para o início da reunião. Isso quer dizer que eles me escutaram.- Jimin chefa a porta, por favor. Vamos começar. Já podem me dizer suas ideias para a nova coleção.

- Nós nos reunimos e debatemos, chegando a ideia de fazermos uma coleção esportiva, a K'Model não tem nenhuma coleção voltada para esse estilo._ a diretora da sessão de design falou.

Jk: Alguma outra ideia?._ todos se entreolham e ninguém diz nada.- Estão me dizendo que durante o mês todo que eu dei, vocês só pensaram em uma única coisa? E essa coisa é uma coleção de esportes? Alguém por favor me diz que estão apenas brincando comigo._ não, eu não estou pegando pesado. Qual é? Estamos em pleno século 21, existe tantos tópicos diferentes, tantas temáticas diversificadas para ser abortada e eles me vem com esportes? Nada contra o tema, mas não é inovador, todas as marcas tem uma coleção, eu quero algo diferente. Respirei fundo.- São 9:30 da manhã. Às 14:00hrs voltaremos aqui e eu quero uma ideia de verdade._ me levantei e sai, sem deixar ninguém falar mais nada.

Se não tivermos nada hoje, vai atrasar toda a produçao.

Volto pra minha sala e me sento no sofá que tem no canto. Eu estou um pouco estressado, e com uma sensação estranha e além de todo o drama da revista, tem também o pessoal, vou "terminar" com o Taehyung, mas eu não quero. Oh vidão.

Estou largado no sofá e alguém bate na porta.

Jk: Pode entrar!_ olho e taehyung entra logo fechando a porta.

Th: Tudo bem?_ ele se aproximou e ficou em pé na minha frente.

Jk: Ta tudo mais ou menos._ fechei os olhos e me afundei mais no sofá. Eu estou cansado, essa vida de adulto não é fácil.

Th: Você parece estressado, eu posso te ajudar com isso se quiser._ abri os olhos rapidamente e olhei assustado.

Jk: E como você pretende fazer isso?_ perguntei só pra ter certeza de que eu não estou pensando besteira. Porque não é possível que ele esteja propondo algo indecente aqui.

Th: Eu posso chupar você._ tá bom, ele pirou. E o pior que ele está falando isso sem nem um pingo de sarcasmo e com uma cara bem séria.

Jk: Você só deve está maluco. Não estamos em casa sabia?_ me levantei do sofá e me direcionei para a cadeira, mas antes de chegar lá, Taehyung pegou na minha cintura e me empurrou até que eu ficasse "sentado" na minha mesa.

Th: Vou confessar uma coisa._ ele chegou perto do meu ouvido.- Eu tenho um fetiche por você sendo meu chefe, e eu queria muito te ouvir gemer pra mim aqui na sua sala Sr. Jeon._ Sanidade? Nem sei o que é isso. Como eu posso recusar?, eu tenho a maior tara no Taehyung de terno todo sério, ele nem me tocou e já estou excitado só imaginando o que ele falou.

Jk: Tranque a porta._ ele só me olhou e foi em direção a porta, sem sorrisinho nem nada.

Ele volta até mim e me beija, é um beijo forte e necessitado. Eu estou com as mãos apertando seus ombros e ele me abraçando pela cintura, logo sua boca vai para o meu pescoço e ele começa a dar lambidas e mordidas, eu só sei revirar os olhos. Suas mãos descem para a minha calça e ele tira o sinto, abre os botões colocando a mão por dentro da cueca e começando a me masturbar lentamente. Quando sinto sua mão eu deixo escapar um gemido, Taehyung para os beijos, me olha, fica de joelhos na minha frente, abaixa minha calça junto da cueca, e me coloca na sua boca, isso tudo sem desviar o olhar. Eu seguro em seus cabelos me forço para dentro da sua boca e ele recebe sem engasgar nem nada, eu só sei gemer. Sinto que não vou aguentar por muito mais tempo.

Jk: Eu vou gozar Taehyung._ aviso tentando me tirar da sua boca, mas ele não deixa e acelera ainda mais os movimentos.- Porra Kim._ logo me desmancho dentro da sua boca.

Th: Porra digo eu Jungkook. Se você tivesse me chamado de Kim mais um vez eu tinha te jogado naquele sofá e sentado em você._ e então ele rir. Eu estou todo mole, arrumo minha roupa e volto pro sofá.

Jk: Vou lembrar disso na próxima.

Th: Então vai ter uma próxima?_ ele pergunta com um sorrisinho safado.

Jk: Me expressei errado. Não, não haverá uma próxima Sr. Kim, obrigado pela ajuda._ pisquei pra ele e sorri. Na hora foi maravilhoso, mas agora estou me sentindo culpado porque eu vou " terminar" com ele mais tarde. Deveria ter dito não. Oh vidão.

Th: Ok. Eu e Jimin queríamos falar com você. Posso chamar ele?_ franzi a testa e ascenei que sim com a cabeça. Logo ele e Jimin entram.

Jk: O que foi? Algum problema?._ Jimin estava meio nervoso.

Th: O Jimin teve uma idéia para a nova coleção e veio pedir minha opinião, eu achei ótima e disse para ele vir falar pra você.

Jm: Eu sei que sou só o secretário e não tenho um conhecimento abrangente sobre os trabalhos daqui. Mas eu realmente acho que será um ótimo tema.

Jk: E qual é a sua idéia?_ perguntei enquanto me dirigia até minha cadeira, e indiquei que eles se sentassem nas da frente.

Jm: É sobre o orgulho LGBTQ , é um tema que algumas pessoas tem medo de abordar e ser criticado, mas vem crescendo no mundo todo e com certeza terá um grande público não só aqui, mas em vários outros países._ é realmente uma ótima idéia, pode não ser tão inovadora porque eu já vi algumas coleções voltada a esse tema. Mas se soubermos trabalhar com o design será de fato uma Grande coleção.

Jk: Jimin, chame todos para a sala de reunião por favor. E Taehyung você tem que vir dessa vez._ Jimin concorda e sai da sala.

Já estou na sala de reuniões com Taehyung e Jimin. O restante do pessoal chega e se sentam.

- Algum problema? Pensei que a reunião fosse às 14hrs, ainda não chegamos à um tema._ a moça do design falou, se eu não me engano o nome dela é Emma, não consigo enxergar o nome no crachá daqui.

Jk: Eu já consegui um tema e tenho quase certeza que vocês não vão pensar em algo melhor daqui para às 14hrs. Jimin, por favor._ ele se levantou e veio para o meu lado esquerdo.

Jm: Bom, eu não tive tempo para elaborar toda uma apresentação, mas a idéia seria abordar o orgulho LGBTQ , é um tema pouco abordado e ainda considerado polêmico por muitas pessoas e...

- Isso é maluquice!._ Jimin foi cortado e olhei na direção de quem falou, me surpreendendo o total de 0, quando vi quem era.

Jk: Por que seria maluquice Jeff?_ falei mantendo a calma, se Taehyung não tivesse me feito relaxar, eu já teria tirado esse cara daqui só por interromper uma pessoa de terminar de falar.

J: Como ele mesmo disse é um assunto polêmico, nós do publicidade fizemos um trabalho duro para a imagem da revista. Abordar um assunto assim faria toda essa imagem ir por água abaixo.

Jk: Baseado no que eu vi nas coleções e manchetes da vestida, eu vou chutar que essa " imagem" seria uma família tradicional não é? Na coleção de natal os ensaios fotográficos eram de um pai, mãe e filhos. Na coleção de dia dos namorados eram de um casal composto por uma mulher e um homem. Seria essa a imagem? O tradicionalismo?

J: Sim, todos sabemos que o tradicional ainda é o maior público abrangente. Não da pra fazer toda essa mudança de uma vez só, vamos perder clientes e lucros, isso além de receber críticas, esse tema é totalmente errado, sem falar que é nojento. Como seria as sessões de fotos? Dois caras se beijando?_ ele falou com um expressão de nojo, esse cara ta passando dos limites. Todos estão calados, Jimin me olha meio assustado e Taehyung meio preocupado. Com certeza ele está cogitando a ideia de que eu vou partir pra cima do Jeff. Mas eu respiro fundo pela milésima vez desde que esse babaca começou a falar.

Jk: Eu poderia lhe falar por horas e citar cada ponto que faz esse seu pensamento ser totalmente errado e estúpido. Mas meu tempo é valioso, então vamos fazer assim, quero que todos comecem a trabalhar em cima do tema que o Jimin apresentou, e ele vai comandar o andamento dos trabalhos, do jeitinho que ele pensou._ Jimin ainda está com os olhos arregalados, acho que por pouco não caí pra fora.- Eu não sou uma pessoa tradicional Sr. Jeff, portanto, minha revista também não será, e eu não vou tolerar desrespeito dentro da minha revista, seja o desrespeito por interromper seu colega de trabalho ou por falar de forma zombeira sobre o tema em que vamos trabalhar, ou qualquer outro. Estamos entendidos?_ todos ficaram calados e o Jeff apenas balançou a cabeça.- Isso serve para o restante também. Com relação às pautas e manchetes para a revista, quero que falem sobre o tema LGBTQ acompanhando a coleção. Agora, a vaga para meu Vice será dado ao Sr. Kim Taehyung, ele tem um conhecimento mais abrangente com relação empresarial, e é de minha total confiança para tal cargo, assim vou ter mais tempo para acompanhar de perto o trabalho de vocês, enquanto ele cuida dos da empresa._ eles estão brincando de estátuas assustadas? Eu sou o único que está com a feição normal, da vontade de rir.- Terminamos._ sai deixando as estátuas lá. Já estava ficando com medo.

Eles estavam realmente surpresos? Pra quem mais eu iria dar a vaga? Pro Jeff? Nunca. Estou certo da minha escolha e não me arrependo.

A reunião terminou na hora do almoço, então vou em direção a porta e quando abro vejo Jimin e Taehyung que já estava pronto pra bater.

Jk: Já ia chamar vocês pra almoçar. Vamos?_ eles concordam e saímos para o restaurante de sempre. Eles estão calados desde que saímos, será que estão chateados?

Chegamos e fizemos os pedidos, olhei pra eles e eles me encaravam.

Jk: Ta Bom, o que foi em?_ perguntei.

Jm: Jungkook, eu agradeço muito que tenha dito para eles que eu iria comandar a preparação da coleção. Mas eu não tenho nenhum conhecimento sobre fazer isso, não dá, eu sou só um secretário._ revirei os olhos.

Jk: Você não é só um secretário Jimin, você é O secretário, sua ideia é esplêndida, e ninguém melhor para fazer isso do que você. Ainda mais por fazer parte da comunidade. Aposto que você se sairá bem, e será pago por isso como deve. Pense melhor, mas se não se sentir bem com isso eu mesmo comando a produção. Ok?_ ele soltou o ar, e relaxou na cadeira concordando com a cabeça. Sorri e olhei para Taehyung que tinha um sorrisinho quase não visto.- E você Taehyung? Qual o problema?

Th: Você não acha que é cedo de mais para me por nesse cargo? Tipo, deveria ser alguém com experiência, você começou agora e eu também. Muita coisa pode dar certo e muita coisa pode dar errado.

Jk: É assim que a vida funciona Taehyung, nem tudo dar certo. Eu confio plenamente em você e no seu potencial para o trabalho, não consegui pensar em outra pessoa se não você, e estou pedindo que aceite._ ele ficou apenas me olhando, ele não podia recusar, não sei mesmo quem colocar para esse cargo e quero comandar de perto os outros setores, a parte administrativa está tomando todo o meu tempo. Ele olhou pra mim e sorriu mostrando todos os dentes.

Th: Eu vou dar o meu melhor._ eu sorri de volta e concordei.

Jk: Bom, então tenho que providenciar uma sala pra você.

Th: Eu já tenho uma sala.

Jm: Não, você tem um cubículo com uma mesa e uma cadeira. Acho que aquilo era a sala de guardar material de limpeza._ franzi a testa.

Jk: Como assim? Você disse que sua sala era boa e bonita._ perguntei já começando a comer, me estressar, depois desestressar e se estressar de novo me deu uma fome monstro.

Th: Bom, eu gosto._ ele deu de ombros.

Jm: Ah por favor, só mandaram por uma mesa e uma cadeira lá, pra ter uma ideia, tem uma janela minúscula na parte de cima em uma das paredes. Tenho quase certeza que o seu diretor te mandou pra lá por você ser novato.

Jk: Quando voltarmos eu quero ver.

Th: Não precisa Jungkook, eu gosto da sala. E você vai mandar fazer uma pra mim não é? Está tudo bem já._ estranhei, ele ta escondendo alguma coisa.

Jk: Eu insisto._ e não falamos mais nada. Apenas terminamos de comer e voltamos para a empresa.

Entramos no elevador e Taehyung apertou para o seu andar, e o Jimin para o nosso. Quando Taehyung saiu fui atrás dele.

Jm: Esse Não é seu andar Sr. Jeon._ revirei os olhos.

Jk: Eu sei Jimin, venha logo._ ele saiu e veio atrás de mim e do Taehyung.

Quando andei mais um pouco notaram a minha presença, eu deveria ter vindo por aqui, só vim no meu primeiro dia.

- Sr. Jeon, o que lhe trás aqui? Algum problema?._ esse é Nathan, ele é o mais velho dos diretores.

Jk: Vim fazer uma visita, conhecer e ver a sala do Sr. Kim._ apontei para Taehy. O Nathan arregalou os olhos, mas depois voltou ao normal e olhou para o Tae.

- Algum problema com a sua sala Taehyung?

Jm: O problema é que ele mal cabe lá dentro._ Jimin falou e o homem olhou pra ele com uma cara nada boa.

Jk: Primeiro eu quero ver as demais salas por favor._ começamos a andar pelo setor de Direito, aqui tinha advogados para cada área da revista.- Esses compartimentos são para os estagiários e seu secretário, certo?_ no meio do setor, tinha aqueles compartimentos parecido com mesas de atendente de telemarketing.

- Sim, os advogados tem cada um sua sala.

Jk: Entendi, me mostre a sua Taehyung._ ele concordou e seguiu para o fundo do andar, perto da copa, e abriu uma porta. Ué?

Entrei e Jimin tem razão, isso não dá pra se chamar de sala. Parece que era pra ser um micro banheiro se for julgar pela janelinha na parte superior da parede atras da mesa dele.

Jk: Sr. Nathan, por que a sala do Taehyung é diferente das outras e por que é longe das demais?_ ele limpou a garganta e olhou pra mim.

- Nós não tinhamos mais salas disponíveis, então mandei que colocassem uma mesa aqui para ser a dele. Ele era novo então certamente não se importaria.

Jk: Você perguntou isso à ele?_ ele negou com a cabeça.- Eu tenho certeza absoluta de que não demiti ninguém até o momento e que de cada setor saiu apenas uma pessoa, e você certamente foi para a sala do antigo diretor, então, o que fez com sua antiga sala?_ ele sorriu meio sem graça.

- Eu à dei para minha secretária, não sabia que iria contratar alguém tão cedo e quando ele chegou ela já estava lá._ noto quando uma mulher bem bonita chega até nós.

- Boa tarde Sr. Jeon._ ela sorriu um tanto diferente do que só educada.- Sr. Nathan, seus papéis então prontos._  ah logo saquei, esse cara tá pegando ela, certeza.

Jk: Se essas coisas acontece no setor onde direitos são tratados, eu tenho que ir rapidamente verificar os outros._ todos ali me olharam meio perdidos.- Eu terei que contratar outro advogado para o lugar do Taehyung, então espero que faça como tem que fazer, e der a sala apropriada para o futuro contratado.

- Sim Sr. Jeon, me desculpe.

Jk: Não é pra mim que tem de pedir desculpa. Jimin? Peça para mandarem as coisas do Taehyung para a minha sala, ele ficara lá até a dele ficar pronta.

Th: Sr. Jeon, não precisa, eu fico aqui sem problema algum.

Jk: Se quer ficar aqui, então será na sala dele._ apontei pro Nathan, que tinha o queixo no chão, assim como o resto ali presente.- Você é meu vice, não ficará nesse cubículo que deve ter até morfo.

Th: Tudo bem, eu vou com Sr., não quero ir para a sala do Nathan, deve ter sêmen em muitas partes dela._ agora foi minha vez de arregalar os olhos. Então ele transa com ela aqui dentro? Não posso falar nada, hoje quase cogitei a ideia de transar na minha. Então eu respirei fundo.

Jk: Eu vou fingir que não entendi._ sai e voltei pra minha sala.

Alguns caras deixaram a mesa de Taehyung e as coisas dele na minha sala. Ele está perto da porta e de frente para mim, vai ser difícil me concentrar...

(...)

O dia na revista seguiu meio agitado, mas foi produtivo.

Cheguei em casa, jantei e fui treinar, e agora estou deitado assistindo, estou cansado e logo vou dormir. Quando eu desligo a TV, Taehyung bate na porta, entra e se joga em cima de mim.

Jk: O que foi? Eu já estava indo dormir._ falei tentando tirar ele de cima de mim, ele está cheiroso.

Th: Fiquei com saudade da tua boca, vim dar uns beijinhos de Boa noite._ ele falou beijando meu rosto todo e depois minha boca.

Ah não, ele não pode falar essas coisas de saudade enquanto me beija cheio de carinho, meu coração fica batendo muito rápido quando ele fez isso.

Jk: Taehyung, não podemos mais fazer isso._ ele para os beijos e olha pra mim sorrindo.

Th: Isso o que?_ pergunta e começa a dar vários selinhos. Eu empurro ele e levanto.

Jk: Isso de ficar, eu não quero mais._ o sorriso dele desapareceu e ele sentou na cama.

Th: Eu fiz algo errado? Passei dos limites não é?_ sorriu sem graça.

Jk: Não Taehyung. Você não fez nada errado, eu só não quero mais.

Th: Foi por causa de hoje né, eu sinto muito, juro que não faço de novo, mas não para os beijinhos não._ falou meio decepcionado e de cabeça baixa.

Jk: Eu não posso mais._ ele me olhou e seu olhar era triste. Ele estava triste? Por que? Não deveria ser nada de mais pra ele, eu é que gosto dele.

Droga! Eu gosto dele. Jungkook burro, coração mole. Eu não vou conseguir ficar sem tocar nele, tudo bem ele não gostar de mim da mesma forma, pelo menos eu vou poder ficar com ele né.

Quando eu ia voltando atrás ele se levanta.

Th: É, você tem razão. Não podemos mais._ e ele sai do quando, pondero entre ir atrás dele ou deixar como está.

É melhor assim, sem sentimentos mais profundos, sem perigo e sem coração quebrado.Alguns avisos básicos.

- Este capítulo vai comentar sobre a comunidade LGBTQ , e quero deixar claro que minha intenção não é ofender.

- Também tem uma parte 18 .

-  Se alguém da comunidade LGBTQ ler e se ofender, falem comigo e me digam o porque, e eu posso mudar.

Boa leitura😘 📚

Um mês se passou depois da festa dada à mim, algumas coisas mudaram como por exemplo, Jimin e eu estamos mais próximos, eu, ele e Taehyung almoçamos juntos quase todos os dias, ele as vezes passa o final de semana na minha casa, estamos realmente próximos. Taehyung e eu, bom, ainda estamos do mesmo jeito com relação aos beijos e mãos bobas, mas eu acho que eu posso está começando a gostar dele de uma outra forma e isso é definitivamente um erro gigantesco, primeiro de tudo somos muito amigos e algum tipo de afeto direfente da amizade poderia estragar tudo, segundo eu sou chefe dele, e terceiro, eu já estou arriscando muito ter ele tão intimamente junto de mim, se a pessoa errada descobrir que ele é importante, estará correndo perigo.

Nesse exato momento estou me dirigindo à minha sala de reunião, onde encontrarei os diretores de sessões para debater as ideias do novo lançamento das roupas, as pautas da revista, e revelar meu vice, todos já tinham conhecimento da vaga.

Jk: Bom dia!_ todos responderam, já estavam na sala faltando 5 minutos para o início da reunião. Isso quer dizer que eles me escutaram.- Jimin chefa a porta, por favor. Vamos começar. Já podem me dizer suas ideias para a nova coleção.

- Nós nos reunimos e debatemos, chegando a ideia de fazermos uma coleção esportiva, a K'Model não tem nenhuma coleção voltada para esse estilo._ a diretora da sessão de design falou.

Jk: Alguma outra ideia?._ todos se entreolham e ninguém diz nada.- Estão me dizendo que durante o mês todo que eu dei, vocês só pensaram em uma única coisa? E essa coisa é uma coleção de esportes? Alguém por favor me diz que estão apenas brincando comigo._ não, eu não estou pegando pesado. Qual é? Estamos em pleno século 21, existe tantos tópicos diferentes, tantas temáticas diversificadas para ser abortada e eles me vem com esportes? Nada contra o tema, mas não é inovador, todas as marcas tem uma coleção, eu quero algo diferente. Respirei fundo.- São 9:30 da manhã. Às 14:00hrs voltaremos aqui e eu quero uma ideia de verdade._ me levantei e sai, sem deixar ninguém falar mais nada.

Se não tivermos nada hoje, vai atrasar toda a produçao.

Volto pra minha sala e me sento no sofá que tem no canto. Eu estou um pouco estressado, e com uma sensação estranha e além de todo o drama da revista, tem também o pessoal, vou "terminar" com o Taehyung, mas eu não quero. Oh vidão.

Estou largado no sofá e alguém bate na porta.

Jk: Pode entrar!_ olho e taehyung entra logo fechando a porta.

Th: Tudo bem?_ ele se aproximou e ficou em pé na minha frente.

Jk: Ta tudo mais ou menos._ fechei os olhos e me afundei mais no sofá. Eu estou cansado, essa vida de adulto não é fácil.

Th: Você parece estressado, eu posso te ajudar com isso se quiser._ abri os olhos rapidamente e olhei assustado.

Jk: E como você pretende fazer isso?_ perguntei só pra ter certeza de que eu não estou pensando besteira. Porque não é possível que ele esteja propondo algo indecente aqui.

Th: Eu posso chupar você._ tá bom, ele pirou. E o pior que ele está falando isso sem nem um pingo de sarcasmo e com uma cara bem séria.

Jk: Você só deve está maluco. Não estamos em casa sabia?_ me levantei do sofá e me direcionei para a cadeira, mas antes de chegar lá, Taehyung pegou na minha cintura e me empurrou até que eu ficasse "sentado" na minha mesa.

Th: Vou confessar uma coisa._ ele chegou perto do meu ouvido.- Eu tenho um fetiche por você sendo meu chefe, e eu queria muito te ouvir gemer pra mim aqui na sua sala Sr. Jeon._ Sanidade? Nem sei o que é isso. Como eu posso recusar?, eu tenho a maior tara no Taehyung de terno todo sério, ele nem me tocou e já estou excitado só imaginando o que ele falou.

Jk: Tranque a porta._ ele só me olhou e foi em direção a porta, sem sorrisinho nem nada.

Ele volta até mim e me beija, é um beijo forte e necessitado. Eu estou com as mãos apertando seus ombros e ele me abraçando pela cintura, logo sua boca vai para o meu pescoço e ele começa a dar lambidas e mordidas, eu só sei revirar os olhos. Suas mãos descem para a minha calça e ele tira o sinto, abre os botões colocando a mão por dentro da cueca e começando a me masturbar lentamente. Quando sinto sua mão eu deixo escapar um gemido, Taehyung para os beijos, me olha, fica de joelhos na minha frente, abaixa minha calça junto da cueca, e me coloca na sua boca, isso tudo sem desviar o olhar. Eu seguro em seus cabelos me forço para dentro da sua boca e ele recebe sem engasgar nem nada, eu só sei gemer. Sinto que não vou aguentar por muito mais tempo.

Jk: Eu vou gozar Taehyung._ aviso tentando me tirar da sua boca, mas ele não deixa e acelera ainda mais os movimentos.- Porra Kim._ logo me desmancho dentro da sua boca.

Th: Porra digo eu Jungkook. Se você tivesse me chamado de Kim mais um vez eu tinha te jogado naquele sofá e sentado em você._ e então ele rir. Eu estou todo mole, arrumo minha roupa e volto pro sofá.

Jk: Vou lembrar disso na próxima.

Th: Então vai ter uma próxima?_ ele pergunta com um sorrisinho safado.

Jk: Me expressei errado. Não, não haverá uma próxima Sr. Kim, obrigado pela ajuda._ pisquei pra ele e sorri. Na hora foi maravilhoso, mas agora estou me sentindo culpado porque eu vou " terminar" com ele mais tarde. Deveria ter dito não. Oh vidão.

Th: Ok. Eu e Jimin queríamos falar com você. Posso chamar ele?_ franzi a testa e ascenei que sim com a cabeça. Logo ele e Jimin entram.

Jk: O que foi? Algum problema?._ Jimin estava meio nervoso.

Th: O Jimin teve uma idéia para a nova coleção e veio pedir minha opinião, eu achei ótima e disse para ele vir falar pra você.

Jm: Eu sei que sou só o secretário e não tenho um conhecimento abrangente sobre os trabalhos daqui. Mas eu realmente acho que será um ótimo tema.

Jk: E qual é a sua idéia?_ perguntei enquanto me dirigia até minha cadeira, e indiquei que eles se sentassem nas da frente.

Jm: É sobre o orgulho LGBTQ , é um tema que algumas pessoas tem medo de abordar e ser criticado, mas vem crescendo no mundo todo e com certeza terá um grande público não só aqui, mas em vários outros países._ é realmente uma ótima idéia, pode não ser tão inovadora porque eu já vi algumas coleções voltada a esse tema. Mas se soubermos trabalhar com o design será de fato uma Grande coleção.

Jk: Jimin, chame todos para a sala de reunião por favor. E Taehyung você tem que vir dessa vez._ Jimin concorda e sai da sala.

Já estou na sala de reuniões com Taehyung e Jimin. O restante do pessoal chega e se sentam.

- Algum problema? Pensei que a reunião fosse às 14hrs, ainda não chegamos à um tema._ a moça do design falou, se eu não me engano o nome dela é Emma, não consigo enxergar o nome no crachá daqui.

Jk: Eu já consegui um tema e tenho quase certeza que vocês não vão pensar em algo melhor daqui para às 14hrs. Jimin, por favor._ ele se levantou e veio para o meu lado esquerdo.

Jm: Bom, eu não tive tempo para elaborar toda uma apresentação, mas a idéia seria abordar o orgulho LGBTQ , é um tema pouco abordado e ainda considerado polêmico por muitas pessoas e...

- Isso é maluquice!._ Jimin foi cortado e olhei na direção de quem falou, me surpreendendo o total de 0, quando vi quem era.

Jk: Por que seria maluquice Jeff?_ falei mantendo a calma, se Taehyung não tivesse me feito relaxar, eu já teria tirado esse cara daqui só por interromper uma pessoa de terminar de falar.

J: Como ele mesmo disse é um assunto polêmico, nós do publicidade fizemos um trabalho duro para a imagem da revista. Abordar um assunto assim faria toda essa imagem ir por água abaixo.

Jk: Baseado no que eu vi nas coleções e manchetes da vestida, eu vou chutar que essa " imagem" seria uma família tradicional não é? Na coleção de natal os ensaios fotográficos eram de um pai, mãe e filhos. Na coleção de dia dos namorados eram de um casal composto por uma mulher e um homem. Seria essa a imagem? O tradicionalismo?

J: Sim, todos sabemos que o tradicional ainda é o maior público abrangente. Não da pra fazer toda essa mudança de uma vez só, vamos perder clientes e lucros, isso além de receber críticas, esse tema é totalmente errado, sem falar que é nojento. Como seria as sessões de fotos? Dois caras se beijando?_ ele falou com um expressão de nojo, esse cara ta passando dos limites. Todos estão calados, Jimin me olha meio assustado e Taehyung meio preocupado. Com certeza ele está cogitando a ideia de que eu vou partir pra cima do Jeff. Mas eu respiro fundo pela milésima vez desde que esse babaca começou a falar.

Jk: Eu poderia lhe falar por horas e citar cada ponto que faz esse seu pensamento ser totalmente errado e estúpido. Mas meu tempo é valioso, então vamos fazer assim, quero que todos comecem a trabalhar em cima do tema que o Jimin apresentou, e ele vai comandar o andamento dos trabalhos, do jeitinho que ele pensou._ Jimin ainda está com os olhos arregalados, acho que por pouco não caí pra fora.- Eu não sou uma pessoa tradicional Sr. Jeff, portanto, minha revista também não será, e eu não vou tolerar desrespeito dentro da minha revista, seja o desrespeito por interromper seu colega de trabalho ou por falar de forma zombeira sobre o tema em que vamos trabalhar, ou qualquer outro. Estamos entendidos?_ todos ficaram calados e o Jeff apenas balançou a cabeça.- Isso serve para o restante também. Com relação às pautas e manchetes para a revista, quero que falem sobre o tema LGBTQ acompanhando a coleção. Agora, a vaga para meu Vice será dado ao Sr. Kim Taehyung, ele tem um conhecimento mais abrangente com relação empresarial, e é de minha total confiança para tal cargo, assim vou ter mais tempo para acompanhar de perto o trabalho de vocês, enquanto ele cuida dos da empresa._ eles estão brincando de estátuas assustadas? Eu sou o único que está com a feição normal, da vontade de rir.- Terminamos._ sai deixando as estátuas lá. Já estava ficando com medo.

Eles estavam realmente surpresos? Pra quem mais eu iria dar a vaga? Pro Jeff? Nunca. Estou certo da minha escolha e não me arrependo.

A reunião terminou na hora do almoço, então vou em direção a porta e quando abro vejo Jimin e Taehyung que já estava pronto pra bater.

Jk: Já ia chamar vocês pra almoçar. Vamos?_ eles concordam e saímos para o restaurante de sempre. Eles estão calados desde que saímos, será que estão chateados?

Chegamos e fizemos os pedidos, olhei pra eles e eles me encaravam.

Jk: Ta Bom, o que foi em?_ perguntei.

Jm: Jungkook, eu agradeço muito que tenha dito para eles que eu iria comandar a preparação da coleção. Mas eu não tenho nenhum conhecimento sobre fazer isso, não dá, eu sou só um secretário._ revirei os olhos.

Jk: Você não é só um secretário Jimin, você é O secretário, sua ideia é esplêndida, e ninguém melhor para fazer isso do que você. Ainda mais por fazer parte da comunidade. Aposto que você se sairá bem, e será pago por isso como deve. Pense melhor, mas se não se sentir bem com isso eu mesmo comando a produção. Ok?_ ele soltou o ar, e relaxou na cadeira concordando com a cabeça. Sorri e olhei para Taehyung que tinha um sorrisinho quase não visto.- E você Taehyung? Qual o problema?

Th: Você não acha que é cedo de mais para me por nesse cargo? Tipo, deveria ser alguém com experiência, você começou agora e eu também. Muita coisa pode dar certo e muita coisa pode dar errado.

Jk: É assim que a vida funciona Taehyung, nem tudo dar certo. Eu confio plenamente em você e no seu potencial para o trabalho, não consegui pensar em outra pessoa se não você, e estou pedindo que aceite._ ele ficou apenas me olhando, ele não podia recusar, não sei mesmo quem colocar para esse cargo e quero comandar de perto os outros setores, a parte administrativa está tomando todo o meu tempo. Ele olhou pra mim e sorriu mostrando todos os dentes.

Th: Eu vou dar o meu melhor._ eu sorri de volta e concordei.

Jk: Bom, então tenho que providenciar uma sala pra você.

Th: Eu já tenho uma sala.

Jm: Não, você tem um cubículo com uma mesa e uma cadeira. Acho que aquilo era a sala de guardar material de limpeza._ franzi a testa.

Jk: Como assim? Você disse que sua sala era boa e bonita._ perguntei já começando a comer, me estressar, depois desestressar e se estressar de novo me deu uma fome monstro.

Th: Bom, eu gosto._ ele deu de ombros.

Jm: Ah por favor, só mandaram por uma mesa e uma cadeira lá, pra ter uma ideia, tem uma janela minúscula na parte de cima em uma das paredes. Tenho quase certeza que o seu diretor te mandou pra lá por você ser novato.

Jk: Quando voltarmos eu quero ver.

Th: Não precisa Jungkook, eu gosto da sala. E você vai mandar fazer uma pra mim não é? Está tudo bem já._ estranhei, ele ta escondendo alguma coisa.

Jk: Eu insisto._ e não falamos mais nada. Apenas terminamos de comer e voltamos para a empresa.

Entramos no elevador e Taehyung apertou para o seu andar, e o Jimin para o nosso. Quando Taehyung saiu fui atrás dele.

Jm: Esse Não é seu andar Sr. Jeon._ revirei os olhos.

Jk: Eu sei Jimin, venha logo._ ele saiu e veio atrás de mim e do Taehyung.

Quando andei mais um pouco notaram a minha presença, eu deveria ter vindo por aqui, só vim no meu primeiro dia.

- Sr. Jeon, o que lhe trás aqui? Algum problema?._ esse é Nathan, ele é o mais velho dos diretores.

Jk: Vim fazer uma visita, conhecer e ver a sala do Sr. Kim._ apontei para Taehy. O Nathan arregalou os olhos, mas depois voltou ao normal e olhou para o Tae.

- Algum problema com a sua sala Taehyung?

Jm: O problema é que ele mal cabe lá dentro._ Jimin falou e o homem olhou pra ele com uma cara nada boa.

Jk: Primeiro eu quero ver as demais salas por favor._ começamos a andar pelo setor de Direito, aqui tinha advogados para cada área da revista.- Esses compartimentos são para os estagiários e seu secretário, certo?_ no meio do setor, tinha aqueles compartimentos parecido com mesas de atendente de telemarketing.

- Sim, os advogados tem cada um sua sala.

Jk: Entendi, me mostre a sua Taehyung._ ele concordou e seguiu para o fundo do andar, perto da copa, e abriu uma porta. Ué?

Entrei e Jimin tem razão, isso não dá pra se chamar de sala. Parece que era pra ser um micro banheiro se for julgar pela janelinha na parte superior da parede atras da mesa dele.

Jk: Sr. Nathan, por que a sala do Taehyung é diferente das outras e por que é longe das demais?_ ele limpou a garganta e olhou pra mim.

- Nós não tinhamos mais salas disponíveis, então mandei que colocassem uma mesa aqui para ser a dele. Ele era novo então certamente não se importaria.

Jk: Você perguntou isso à ele?_ ele negou com a cabeça.- Eu tenho certeza absoluta de que não demiti ninguém até o momento e que de cada setor saiu apenas uma pessoa, e você certamente foi para a sala do antigo diretor, então, o que fez com sua antiga sala?_ ele sorriu meio sem graça.

- Eu à dei para minha secretária, não sabia que iria contratar alguém tão cedo e quando ele chegou ela já estava lá._ noto quando uma mulher bem bonita chega até nós.

- Boa tarde Sr. Jeon._ ela sorriu um tanto diferente do que só educada.- Sr. Nathan, seus papéis então prontos._  ah logo saquei, esse cara tá pegando ela, certeza.

Jk: Se essas coisas acontece no setor onde direitos são tratados, eu tenho que ir rapidamente verificar os outros._ todos ali me olharam meio perdidos.- Eu terei que contratar outro advogado para o lugar do Taehyung, então espero que faça como tem que fazer, e der a sala apropriada para o futuro contratado.

- Sim Sr. Jeon, me desculpe.

Jk: Não é pra mim que tem de pedir desculpa. Jimin? Peça para mandarem as coisas do Taehyung para a minha sala, ele ficara lá até a dele ficar pronta.

Th: Sr. Jeon, não precisa, eu fico aqui sem problema algum.

Jk: Se quer ficar aqui, então será na sala dele._ apontei pro Nathan, que tinha o queixo no chão, assim como o resto ali presente.- Você é meu vice, não ficará nesse cubículo que deve ter até morfo.

Th: Tudo bem, eu vou com Sr., não quero ir para a sala do Nathan, deve ter sêmen em muitas partes dela._ agora foi minha vez de arregalar os olhos. Então ele transa com ela aqui dentro? Não posso falar nada, hoje quase cogitei a ideia de transar na minha. Então eu respirei fundo.

Jk: Eu vou fingir que não entendi._ sai e voltei pra minha sala.

Alguns caras deixaram a mesa de Taehyung e as coisas dele na minha sala. Ele está perto da porta e de frente para mim, vai ser difícil me concentrar...

(...)

O dia na revista seguiu meio agitado, mas foi produtivo.

Cheguei em casa, jantei e fui treinar, e agora estou deitado assistindo, estou cansado e logo vou dormir. Quando eu desligo a TV, Taehyung bate na porta, entra e se joga em cima de mim.

Jk: O que foi? Eu já estava indo dormir._ falei tentando tirar ele de cima de mim, ele está cheiroso.

Th: Fiquei com saudade da tua boca, vim dar uns beijinhos de Boa noite._ ele falou beijando meu rosto todo e depois minha boca.

Ah não, ele não pode falar essas coisas de saudade enquanto me beija cheio de carinho, meu coração fica batendo muito rápido quando ele fez isso.

Jk: Taehyung, não podemos mais fazer isso._ ele para os beijos e olha pra mim sorrindo.

Th: Isso o que?_ pergunta e começa a dar vários selinhos. Eu empurro ele e levanto.

Jk: Isso de ficar, eu não quero mais._ o sorriso dele desapareceu e ele sentou na cama.

Th: Eu fiz algo errado? Passei dos limites não é?_ sorriu sem graça.

Jk: Não Taehyung. Você não fez nada errado, eu só não quero mais.

Th: Foi por causa de hoje né, eu sinto muito, juro que não faço de novo, mas não para os beijinhos não._ falou meio decepcionado e de cabeça baixa.

Jk: Eu não posso mais._ ele me olhou e seu olhar era triste. Ele estava triste? Por que? Não deveria ser nada de mais pra ele, eu é que gosto dele.

Droga! Eu gosto dele. Jungkook burro, coração mole. Eu não vou conseguir ficar sem tocar nele, tudo bem ele não gostar de mim da mesma forma, pelo menos eu vou poder ficar com ele né.

Quando eu ia voltando atrás ele se levanta.

Th: É, você tem razão. Não podemos mais._ e ele sai do quando, pondero entre ir atrás dele ou deixar como está.

É melhor assim, sem sentimentos mais profundos, sem perigo e sem coração quebrado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...