História The Exchange - Swanqueen - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Lacey (Belle), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Belle, Comedia, Emma, Regina, Swan Queen, Swanmills, Swanqueen, Zelena
Visualizações 166
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gurias, desculpeeeem a imensa demora :-/ meu tempo está bem escasso essa semana e quase não consegui escrever este capítulo. Tentarei att as outras no fim de semana.



Boa leitura

Capítulo 6 - Vindictive


Fanfic / Fanfiction The Exchange - Swanqueen - Capítulo 6 - Vindictive

*Emma*

 

Eu sempre admirei essa galera que anda de salto e roupinhas sociais, terninho, gravata... Eu admirava porque sempre me pareceu algo que lhes deixavam apertados e desconfortáveis, e agora que eu estou sobre um salto de dez centímetros, eu só posso afirmar o quanto isso é 'Horrível', 'desconfortavel'...Então aqui vai meus parabéns as mulheres que conseguem se manter em cima disso, toda minha admiração a vocês, guerreiras. É sério, to' falando sério.

 

 

— Vamos logo Emma você... Que merda é essa!? — Belle grita ao meu ouvido ao me olhar no espelho. 

 

 

— Ah, camiseta dos vingadores, Hulk, show né não!? — falei apontando para minha roupa. Eu tinha colocado uma calça preta, com o salto preto e uma camiseta dos vingadores verde, eu achei que ficou top. Se eu colocar um terninho preto vai ficar massa. 

 

 

— Oh meu Deus, o que eu fiz pra merecer isso!? — Belle grunhiu, impaciente — Emma, eu não uso roupa de super heróis! — silibou entre dentes. 

 

 

— Mas eu uso! - rebati. 

 

 

— Esqueceu que você, sou eu!? — falou apontando para nós . Cruzei os braços e a encarei, analisando sua roupa. 

 

 

— Você também não fica muito atrás... — murmurei.  Ela usa um coturno marron, calça sarja e uma blusa preta, com minha jaqueta de couro também marron. 

 

 

— As roupas são suas! Agora vai até meu guarda roupa e pegue uma camisa de seda, tira essa roupa verde já! — pede. Reviro os olhos e faço o que ela pediu.

 

-;-

 

 

Eu não pude acompanhar minha irmã na entrevista, ela foi levada ao rh pela mulher ruiva, que descobri que se chama Zelena , e eu fui encaminhada para minha sala. 

 

Mas antes, preciso passar na copa da empresa, minha irmã disse que ela passa por lá todo dia de manhã, algo rotineiro. Quero ressaltar aqui que Belle possuí umas rotinas muito loca. 

 

Assim que entrei no local, tinha um garotinho sentado em um dos bancos mexendo no celular.  Fui em direção a geladeira e abri, só por abrir mesmo, pra pensar. Ao fechar, assustei ao ver o menino me olhando desconfiado.

 

 

— Você se assusta fácil! Minha mãe diz que quando a pessoa se assuta fácil é porque está escondendo alguma coisa! - diz me encarando. 

 

Mentira que vou ser pega por um pivete de ....Uns dez anos de idade. 

 

— A é? — falo com pouca importância, não o encarando. 

 

— É. - me olhou firme, como se soubesse todos meus pecados. 

 

— Eu vou te contar um segredo, pivete, su-

 

— Meu nome é Henry, não pivete! - disse com cara de tédio. 

 

 

Pivete.

Pivete.

Pi- ve- te.

 

— Henry... Então, Henry... - dei ênfase no nome. — Sua mãe não sabe nada! - disse e sorri de canto. 

 

Ele ficou pensativo, olhando - me.

 

Que fique claro que eu gosto de criança, talvez em um primeiro momento em não dê muito certo com elas , mas depois, as coisas melhoram...Espero.

 

— E você sabe? - perguntou me desafiando. Eu iria responder a altura mas eu vi sua camiseta dos vingadores e foi o fim, aquele garoto tinha meu respeito. 

 

— Você gosta dos vingadores!? Mano, olha que camiseta top! — falei segurando no tecido e ele pareceu se assustar. — Aha, olha você também esconde alguma coisa, você se assustou cara! - disse fazendo cócegas e ele riu largo. 

 

— Para, eu não escondo. Eu gosto dos vingadores, meu quarto é cheio de coisas deles. E também tenho pelúcia e bonecos! - disse, quando eu parei com as cocegas. 

 

— Eu também amo! - disse sorrindo e ele me encarou confuso. 

 

 

— Voce não parece que gosta, se veste igual minha mãe e ela não gosta! — Disse. Arqueei a sobrancelha com a informação. 

 

— Sua mãe? Quem é sua mãe? — questionei. Nem foi necessário reposta já que Regina Mills apareceu na porta chamando pelo menino. 

 

Ele desceu do banco e correu pra abraçar sua cintura. Ela estava ... NOSSA! Será que essa mulher alguma vez usa algo que a deixe feia!?  Obviamente" que não.

 

Após deixar um beijo nos cabelos do garoto, ela teve sua atenção voltada para mim, que tentava ficar em uma posição confortável. 

 

— Bom dia senhorita French! - cumprimentou. 

 

— Mãe você conhece ela? Ela disse que você não sabe nada! 

 

Ah. Caralho. 

 

Engoli em seco quando ela me fuzilou com aqueles olhos castanhos maravilhosos. Eu imediatamente comecei a pensar se ela era do signo escorpião, porque eu estaria muito ferrada. Então torci para que ela fosse de touro, toda tranquilona, ou talvez de ... sei lá , um signo calminho, estou contando com isso. 

 

Ela sorriu de lado, e não foi um sorriso gentil e terno, foi algo do tipo "a é" .

 

— Espere na sala da mamãe, já te levo a escola! - ela disse dispensando o garoto. 

 

É agora a hora da minha morte, certeza, será igual aqueles filmes de terror. Aposto que ela vai pegar uma faca na gaveta e me matar e depois sumir com o corpo. 

 

Segurei firme no balcão atrás de mim enquanto a vi caminhar em minha direção, igual uma predadora, preciso me defender antes que seja tarde. Sou só um peixinho pequenino prestes a ser devorada por essa...

 

— Tudo bem senhorita French? — perguntou sorrindo. Cínica, aposto que estás fazendo um plano para me eliminar. 

 

— Cl-claro. Eu , eu não disse que você sabe de nada, que dizer, que você não sabe. Acho que você sabe até muito, tem essa - pigarreei - empresa nas suas... Mãos! - falei trêmula e engolindo em seco. 

 

Ela sorriu de canto, olhando - me dê cima a baixo. 

 

— Entendi. Sua irmã irá começar hoje à tarde. Bom trabalho senhorita French! - falou, enfatizando meu sobrenome e arqueando a sobrancelha. Assenti e antes dela sair tive uma ideia, pra saber se ela estaria planejando sua vingança, e o que eu deveria fazer para impedir tal coisa, olha falei igual minha irmã, "tal coisa". 

 

— Ah... senhorita Mills, qual seu si- signo? -  arrisquei mordendo o lábio apreensiva. Ela parou na porta e segurando no batente, virou parcialmente com um sorriso presunçoso nos lábios.

 

— Áries, com ascendente em escorpião, senhorita French! - disse e sorriu de canto, saindo da salinha. 

 

 

— Droga!


Notas Finais


Regina não sabe nada!? Emma...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...