História The Ferris Wheel - Interativa - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa
Visualizações 186
Palavras 2.120
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


↠ Hey babys! CHEGUEI!

↠ Primeiro, quero agradecer há todos que enviaram suas fichas. Eu não estava esperando receber tantas kkkk e até acabei aceitando uma quantidade maior do que eu queria no inicio. O meu modo de avaliar foi desing e criatividade. E vocês ARRASARAM! Eu sou muito aquele tipo de pessoa que só pelos recadinhos que vocês deixam junto com a ficha eu já simpatizo com todo mundo kkkkk por isso também que eu tentei evitar de ficar comentando sobre as fichas, pois me empolgo demais kkk.

↠ Pros que não foram aceitos, não fiquem tristes. Eu gostaria muito de ter aceitado todos, mais infelizmente não foi possível.

↠ Espero que vocês gostem do primeiro capítulo. Alguns personagens já aparecem nele o/ logo todos vão aparecendo aos poucos, ok? Boa leitura!

↠ PS: Jornal com aceitos nas notas finais.

Capítulo 3 - 003; We are back


Fanfic / Fanfiction The Ferris Wheel - Interativa - Capítulo 3 - 003; We are back

O sol nasceu começando mais um dia perfeito de fim de verão na Califórnia. O céu num tom azul celeste impecável, completamente sem nuvens, dia perfeito para um primeiro dia de aula. Só que acordar cedo nunca foi o forte de Scarlett, ainda mais depois de um final de semana cheio de festas como havia sido aquele último. Pois agora, não só ela, mas todos os outros alunos de Berkeley precisavam retomar as antigas rotinas. O ano letivo estava apenas começando.

Lett terminou de estacionar o carro e Nina se preparou pra descer. Ela não estava pronta pra rever certas pessoas, por isso estava preocupada. O último ano do ensino médio já era complicado, e com uma pessoa te perseguindo dentro da escola, complica um pouco mais. Ela estava certa de alguns dos primeiros passos de Leona para tentar transformar sua vida num inferno. Aquilo não era um sentimento de medo, mais talvez de precaução. Nina não é o tipo de pessoa que se mete em confusão frequentemente, na verdade, ela prefere ficar bem longe de pessoa como Leona, pois conhece muito bem as consequências.

— Relaxa, o carro dela ainda nem está aqui. — disse Scarlett, enquanto passava batom olhando no retrovisor. — Não precisa ficar tensa.

— Não estou tensa. — a menina alegou, arrumando a mochila nas costas antes de abrir a porta do veiculo. E de conferir se o famoso conversível vermelho realmente não estava na vaga. Afinal, todo cuidado é pouco.

— Você está sim. — ela pendurou a mochila no ombro e bateu a porta.

— Bom dia menin... — o tão atrapalho menino reapareceu com sua chegada triunfal. Ou melhor dizendo, quase caindo de cara no chão.

— Se não é o meu geek favorito. — saldou Lett, enquanto Nina ajudava Raphael a pegar seus óculos que havia caído no chão junto á todo seus livros. — Como foram as ferias em New York?

— Muito bem aproveitadas, obrigado. — ele se recompôs logo.

— Perdeu cada festa. — Scarlett sorria pra alguns colegas que passavam ao lado.

— Porque já está com essa quantidade de livros, é o primeiro dia ainda. — comentou Nina, estranhando o fato dele estar carregando uma quantidade suspeita de livros.

— Foram os livros que os professores me emprestaram durante as ferias, agora vou devolver. — explicou o menino, recebendo um olhar reprovador das duas.

— Você passou as ferias inteira estudando?

— É sim. — Nina e Scarlett seguraram o riso. — O que?

— Perdeu a maior festa da cidade, que aconteceu na minha casa no último sábado, sabia?

— E o que eu perdi? — ele perguntou já esperando alguma historia estupida, do tipo envolvendo álcool e sexo.

— A Leona declarou guerra contra nós. — contou Nina, dando de ombros.

— E isso não é ruim?

— Para Nina, deve ser. Mas eu não tenho medo daquela patricinha, estou pronta pra ela. É só vim. — Rafa e Nina arregalaram os olhos e depois se entreolharam. Leona poderia até ser a rainha da escola e ter uma mente sem limites pra maldade, mas Scarlett tem lá as suas cartas na manga e quando se sente ameaçada, ela ataca como uma cobra, sem hesitar. Ela já tinha tudo arquitetado em sua mente, sabia exatamente o que fazer. Agora era só esperar o primeiro ataque da ruiva.

— Quem é aquele cara? — a pergunta fora feita por Raphael, fizera as duas olharem na mesma direção que ele. Uma rapaz misterioso recostado numa mota, vestindo jaquela e calças pretas e que parecia distraído olhando algo no celular, chamou muito a atenção das meninas. Moreno, alto e sorriu na direção de Nina quando viu que ela estava olhando.

— Hm, o novato gato gostou de você. — Lett deu um cotovelada na sua amiga corada.

— Não viaja Lett. — Nina virou-se, para não precisar encarar o rapaz novamente.

— Hey guys! — uma certa platina acenou ainda de longe, enquanto vinha em direção há eles.

— Arrasei ou não arrasei na festa de sábado, Billie? — Lett e ela se abraçaram.

— Sem duvidas! Já até estou com planos para a próxima. — avisou a menina animada. Bills sempre foi daquele jeito, sempre muito falante, divertida e otimista, era até contagiante.

— Já me deixe antenada. — pediu Lett.

— Pode deixar. — confirmou vendo seu melhor amigo de longe, parado na entrada. O mesmo parecia impaciente e provavelmente a sua espera. — Tenho que ir pessoal, até daqui a pouco.

Ela saiu meio saltitante em direção á Jin. O menino estava de costas, inquieto, olhando a tela do celular a cada dois segundo. A amizade dos dois é uma coisa linda de se ver, estão sempre juntos e sendo carinhosos um com o outro. Jin consegue esquecer a chatice e mau humor da amiga, enquanto essa tem que aguentar a personalidade solar e sorriso sempre presentes em Jin Young. Bills chega dando um pequeno empurrinho no rapaz, gritando um "bu" no mesmo tempo.

— Ficou louca? — ele se virou na direção dela, com a mão no peito, fazendo Bills gargalhar. — Quer me matar do coração?

— Nunca. — alegou abraçando o amigo dela, lhe puxando pra dentro. — Estava me esperando?

— O que você acha?

— Eu não demorei tanto assim, ok? Você é que é dramático demais ás vezes. — disse enquanto parava em frente ao quadro de atividades extracurriculares. A girl já sabia exatamente quais atividades escolher, só estava esperando que Jin escolhesse pelo menos uma igual. — E então, já escolheu o que vai fazer esse ano? Quanto mais grupos, melhor, sabia?

— Hm, coral e xadrez. — a platinada encara o amigo decepcionada com a resposta. — O que é?

— Você sempre escolhe os mais chatos, não é mesmo?

— E você vai escolher o que, hein?

— Hm... — ela pensou um pouco. — Basquete, coral, dança e teatro.

— Uau. — riu irônico. — Super emocionante.

— Muito mais emocionante do que xadrez, e por acaso, eu só vou escolher coral por sua causa.

— Isso que é uma amiga de verdade. — ele riu lhe abraçando.

— Sim, e você deveria fazer o mesmo por mim.

— Jamais. — Jin saiu andando em direção a secretaria, deixando Bills com cara de taxo para trás. — Anda logo.

A francesa Marjorie também estava um pouco indecisa na hora de escolhendo suas atividades extracurriculares, porem no fim opitou apenas por teatro e coral. Ela escolheu poucos, por queria um pouco mais de tempo para se dedicar a sua arte, o que lhe fez se perguntar porque não poderia existir alguma atividade voltada há seu tipo de arte, pintar, desenhar ou escrever. Quando estava prestes a sair da frente do quadro, acabou esbarrando em alguém.

— Perdoe-me. — ela demorou um pouco pra dizer, notando que aquele era um novato.

— Relaxa. — Damon sorriu tranquilamente, enquanto dava uma olhada no quadro de atividades. — Você é veterana, certo?

— Oh sim, eu sou. — respondeu ficando um pouco corada. Ele tinha lindos olhos, num tom de verde que ela jamais tinha visto antes, indecifrável. E encantadores.

— Será que você poderia me mostrar a onde fica a sala de química? Eles me deram um mapa, mais honestamente, só piorou as coisas.

— Ah claro, seria um prazer. — topou arrumando a mochila no ombro. Enquanto eles caminham pelos corredores em silêncio, Marjorie não pode evitar de reparar na altura de Damon. Ela com seus 1,65 e ele com provavelmente 1,90. De fato, um rapaz muito atraente. Alem de alto, possuia cabelos escuros, pele pálida e uma tatuagem na altura no pescoço semelhante a letra 'Z, conectada com a clavícula.

— Acho que nunca vi uma escola tão grande antes. — confessou ele, quebrando finalmente aquele silêncio constrangedor.

— É, é bem grande mesmo. A maior da cidade. — sorriu brevemente, lembrando que pensou a mesma coisa no seu primeiro dia. — De que escola você veio?

— Acabei de chegar de New York. — contou o rapaz. — Com a minha mãe.

— Garanto que vão adorar a cidade.

— É uma cidade pequena, mas fica muito próxima de Los Angeles, não é? Parece legal.

— Sim, muitos se mudaram para cá exatamente por isso. — Marjorie gosta da cidade, todavia, gostaria de visitar outras cidades e ter mais conhecimento de outros locais.

— Me desculpe, eu quase me esqueci de perguntar seu nome.

— Ah tudo bem. — ela logo se apresentou. — E você é...

— Damon Cooper. — os dois se cumprimentaram com um aperto e depois riram.

— É aqui a sua primeira aula, boa sorte. — paparam em frente a uma sala com as portas fechadas.

— Valeu, te vejo por ai Marjo. — ele entrou sem nem olhar pra trás. Marjorie fica um pouco surpresa de primeira, após o novato a chamar por um apelido. Porem feliz, pois provavelmente ela havia feio um novo amigo.

— Oi Marjorie! Você não teria visto a Nina ou a Scarlett por ai, ou viu? — Isaac chegou lhe dando um susto, quando resolveu aparecer simplesmente do nada.

— Não, porque? Aconteceu alguma coisa? — perguntou já preocupada, encarando os olhos castanhos do rapaz.

— Não se preocupe, não está acontecendo nada. — ele saiu voltando a correr pelo corredor, lhe deixando para trás, afim de não precisar responder mais perguntas. — Valeu, te vejo daqui a pouco na aula!

Apesar de ter sido um tanto quanto estranho e suspeita aquela conversa, ela achou melhor ignorar. Ou pelo menos até o intervalo, pois agora precisa se apressar pra chegar até sua sala. Chegar atrasada no primeiro dia não seria uma boa impressão, pensou ela. Quando chegou, parou alguns segundos encostada na ombreira da porta e logo enxergou sua confidente. 

— Porque demorou tanto? — Alexandra logo perguntou. — Pensei que ia matar a primeira aula e me abandonar bem no meu primeiro dia.

— Estava ajudando outro novato. — explicou-se, enquanto se ajeitava em seu lugar.

— E ele é gato? — Marjorie riu e arque-o uma das sobrancelhas. — Não estou brincando, eu realmente quero saber. — Alex voltou a pedir.

— É, ele é sim. Parece ser seu tipo.

— Jura? E qual o nome dele?

— Damon.

— Hm, gostei. — Alex sorriu achando interessante. — Me apresenta ele no intervalo. Afinal, preciso fazer novos amigos também.

— Claro.

— Você é a melhor! — as duas sorriram uma pra outra. Ás vezes as duas se perguntam como duas pessoas tão diferentes podem se dar tão bem afinal? As duas que se conhecem de longa data, estão oficialmente estudando juntas finalmente. Alexandra acabou de chegar na cidade e sua única conhecida sendo sua melhor amiga é uma grande vantagem.

Porem, ambas carregam personalidades distintas. Uma é fofa e sentimental, a outra curta e grossa. Uma é cinema, outra é balada. Uma é a quietinha, a outra a falante. Uma é coca-cola, a outra guaraná antártica. Marjorie é a melhor amiga de Alex. E Alex é a melhor amiga da Marjorie. As suas diferenças nunca interferiram em nada naquela amizade, nem as faz ser menos amigas. Essas diferença só servem pra provar que o ditado "os opostos se atraem" é a mais pura verdade.

— Bom dia pessoal. Como foram de ferias? — professora entrou na sala, logo sendo atrapalhado por Issac, que chegou lhe atropelando.

— Foi mal dona, mas pelo menos eu não me atrasei. — se desculpou o menino.

— Vou deixar passar desta vez Sr.Walsh. Só porque é primeiro dia.

— Prometo que não vai mais acontecer! — ele se sentou rapidamente em qualquer carteira vaga que viu pela frente. Precisamente atrás de Alex.

— Conseguiu encontrar a Nina e a Scarlett? — perguntou Marjo.

— Não, deu tudo errado. — ele bufou e logo notou a morena lhe encarando. — E quem é você?

— Prazer, Alexandra Diniz. — os dois se cumprimentaram com um aperto. — E você?

— Isaac Walsh.

— Ela acabou de chegar na cidade. — contou Marjo.

— Hm, então seja bem-vinda. — disse Isaac com um sorriso encantador.

— Obrigada. — a morena agradeceu se virando para frente novamente, sem antes de fazer um sinal pra Marjo, que inclinou a cabeça para lhe ouvir. — Acho que comecei a gostar um pouquinho mais dessa cidade.

— Eu sabia que ia.

Alex começou a ter um pé atrás com suas amizades depois de uma grande decepção. Ela nunca achou que aquela garota que a conhece dez de criança, filha de amigos dos seus pais, fosse um dia se tornar alguém tão importante. A ideia de se mudar para Carson lhe apavorou um pouco. Sair de uma cidade grande pra ir morar numa pequena não é uma mudança nada fácil. Ainda mais depois das coisas que lhe aconteceram.

— Então me conta, quem é que manda aqui? — a morena perguntou após bate a porta do armário e andando. O sinal para o intervalo havia acabado de tocar e todos se direcionavam para o refeitório.

— Como assim?

— Todas as escolas sempre tem uma vaca que se acha a rainha do local e tals, você me intendeu, certo?

— Ah claro. — Marjo revirou os olhos.

— E então? Quem é? — a menina nem precisou responder. A cena de alunos saindo apresados do caminho de uma certa ruiva entregava o jogo. Alex achou aquilo completamente hilario e ridículo, pois viu em Leona a garota que ela era antes. — Parece que essa escola é muita mais interessante do que eu imaginei.

— Depende do seu ponto de vista.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...