1. Spirit Fanfics >
  2. The Fifth Wall >
  3. Waiting is the hardest part

História The Fifth Wall - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


VOLTEIII!
Eu vi que ficaram emocionados com o último capítulo...eu tbm fiquei KKK.
Muito obrigado por todos os comentários,é muito bom saber o que estão achando da fic.
Entãooo,esse cap é emocionante,bem,eu acho kkkkk a música do capítulo vai ser "Don't Give up on me - Andy Grammer", eu indico que ouçam na hora que Kara sair do apartamento da Alex...sério...ouçam :)
boa leitura



Ouçam..

Capítulo 17 - Waiting is the hardest part


I will fight

Eu vou lutar.

I will fight for you

Eu vou lutar por você.

I always do until my heart is black and blue.

Eu sempre lutarei até meu coração ficar preto e azul.
 

Kara não tinha certeza de quanto tempo tinha ficado nas bordas da atmosfera.

Tempo suficiente para estar quase rouca de tanto gritar.

Tempo suficiente para que estivesse quase entorpecida pelo frio e pelo silêncio.

Tempo suficiente para que as janelas de Alex estivessem escuras,seu apartamento imóvel e silencioso.

Kara quase voltou,relutante em deixar cair ainda mais problemas no colo da irmã, mas não tinha mais para onde ir.

Não com isso tudo acontecendo.

E Alex com certeza chutaria sua bunda se ela passasse a noite congelando no espaço.

É só entrar em silêncio,assim não incômodo ela.

Kara tentou fazer menos barulho possível,entrando pela janela habitual e aterrissando suavemente no tapete...só que se esqueceu de um detalhe.

-Foda-se!Droga,Danvers!_Maggie gritou,apertando a mão._Alex,diga à sua irmã pirada pra ligar primeiro!

-Sinto muito!Sinto muito._A loira acelerou para o freezer e trouxe de volta uma bolsa de gelo._Eu não quis assustar você ...

-Você não me assustou._Maggie rosnou,arrancando o saco de gelo das mãos e pressionando-o nas juntas com um suspiro de alívio,se a kryptoniana não estivesse tão magoada,com certeza iria rir do orgulho da cunhada._Se você fosse humana,estaria no chão...apenas me surpreendeu ai parada no escuro._Emburra a cara._Você não sabe que não deve se aproximar de pessoas com armas?

Definitivamente não existia pessoa que se fazia mais de durona quanto Maggie...Nem mesmo Lena.

-Que arma?_Sentiu a necessidade de perguntar._Você me deu um soco.

-Sim,bem ...eu deixei debaixo do meu travesseiro._Admitiu,de má vontade._Eu estava bebendo água,e não checando o perímetro de intrusos.

-Kara ...?_Alex murmurou, bocejando e esfregando os olhos quando saiu da cama.

-Claro._Maggie bufou._Durma durante a invasão de casa.

-É Kara._Explicou Alex,meia acordada._Ela tem um som de vento em particular,meu cérebro sabe quem é._Deu de ombros pro drama da namorada._O que há de errado?

-Alex ..._Foi tudo o que Kara conseguiu falar antes de sua voz falhar e sua visão turva com lágrimas não derramadas.

-Oh meu deus..._Alex a puxou para um abraço._Você está congelando!_A repreendeu._Maggie, você poderia pegar o edredom da cama?Primeiro vamos aquecê-la e depois você pode falar o motivo de estar assim.

-Claro ... minha mão está quebrada e ela que recebe um abraço?_Maggie reclamou, mas pegou o cobertor.

-Sua mão está bem!_Rebateu,pegando o cobertor e envolvendo-o nos ombros de Kara antes de empurrá-la para sentar no sofá._Se estivesse quebrado,você não estaria reclamando tanto.

Kara deixou a famíliar discussão lavá-la, puxando o edredom sob o queixo.

Seu corpo estava começando a tremer.

Alex arrastou Maggie para a cozinha e Kara ouviu os sons da chaleira sendo enchida e fervida,o murmúrio de vozes abafadas apenas baixo o suficiente para que ela pudesse optar por não ouvi-las.

Ela só queria estar com Lena e Lizzy...Mas Lena não a queria lá,e só de lembrar do olhar que a mulher lhe deu,seu corpo se tremia de desespero.

Alex voltou com um prato de biscoitos e um copo de leite.

-Haverá chocolate quente em um minuto, mas aqui está uma dose de açúcar._Colocou-os na mesa de café.

Kara olhou para os biscoitos e sentiu a última de suas defesas começar a desmoronar.

Lizzy...e os biscoitos dela...

-Ei ..._Alex sentou-se ao lado dela,passando um braço em volta dos ombros e puxando-a para perto quando as primeiras lágrimas caíram._Está tudo bem,seja o que for,vai ficar tudo bem.

-N-não,não está!_Kara chorou,enterrando o rosto no peito de Alex._Está acontecendo tudo de novo...E-eu vou perder elas...

-Perder quem?

Kara não sabia se ria ou soluçava,quase engasgando com o nó emaranhado na garganta.

-Minha família ...Nós vamos pegar Mxy...e...e Lizzy vai desaparecer,e então Lena vai me odiar,e eu não sei o que fazer, porque eu deveria ser uma  heroina...mas eu as amo e quero elas...Não é justo,Alex!

-Ah,merda,a garota ..._Maggie sentou-se do outro lado e começou a esfregar as costas da Danvers mais nova.

-Porra,inferno._Alex ecoou inconformada.

-Sim ..._Kara fungou._A garota...

-Lembre-me de novo._Pediu Maggie confusa._Porque toda vez que paro de pensar nisso,fico enevoada com tudo isso de novo.Por que você não pode ficar com a criança?

-É por isso._Alex explicou suavemente._Suas memórias e a da maioria das pessoas de National City foram distorcidas,a realidade gira em torno dela...Sem mencionar as hordas de alienígenas indisciplinados tentando encontrar o talismã com o qual estamos lidando.As pessoas já se machucaram,e isso só vai piorar até que consertemos.

-Huh..._Maggie pensou nisso por um minuto._Bem,então ... foda-se a realidade.

OI?

-O quê?_A loira arregala os olhos.

-Você me ouviu._Apontou Maggie._Dane-se, Kara.O que a realidade já fez por você?_Ergue as sombrancelhas se levantando do sofá,seus gestos so enfatizando mais o que ela queria provar._Seu planeta se foi,sua família morreu,seu primo é um idiota e você ainda está aqui!Se rebentando para pessoas que nem sabem quem você é de verdade!_Kara sentiu o impacto das palavras da morena em si._Quem se importa se algumas milhares de pessoas pensam que Lena Luthor se casou com a assistente de Cat Grant há três anos e deu à luz a seu bebê alienígena?_Ergue as mãos para o alto._Eu acho que todos temos certeza de que isso aconteceria de qualquer maneira,os tablóides só estavam um pouco adiantados.

Uau...isso foi...

Será que isso aconteceria de qualquer maneira mesmo?Eu e Lena...Casadas...Uma filha?

-Mas ..._Alex estragou,enquanto Kara apenas ficou boquiaberta._E os alienígenas atacando a cidade?

-Esse é o nosso trabalho._Maggie cutucou Alex no ombro._Vamos lá,nós podemos lidar com isso.Eles querem esse talismã mágico ou o quê?Que seja!Nós o encontramos primeiro e pedimos ao seu chefe para prendê-lo firmemente em algum tipo de campo de força,e guardá-lo no DEO fora de alcance.Eles vão desistir eventualmente.

Como que eu não pensei nisso antes?

-E se Mxyzptlk voltar depois que seu banimento acabar?_Alex ainda parecia receosa com a idéia.

-Me corrija se eu estiver errada._A detetive pediu._Mas Kara não lidou com ele muito bem da última vez?E além do mais teremos a mágia dele,seja ela qual for.Eu sei que a coisa toda de gênio é apenas uma história,e não é exatamente uma lâmpada,mas podemos usá-la contra ele,certo?_Se vira agora para loira,que encarava a discussão até então,calada.

-Eu ..._Seus olhos ainda estavam confusos e perdido,havia medo neles.

Porém tinha um brilho a mais.

Esperança.

O brilho era de esperança,ao contrário do que pensou nem tudo ainda estava perdido.

Mas isso ainda era o certo a se fazer?

-Olha._Maggie volta a se sentar ao seu lado._Eu sei que você tem toda essa coisa de auto-sacrifício com Kara,mas se você puder parar de fazer isso sobre a culpa da tua maldita sobrevivência por cinco minutos e pensar nisso,quem quer que seja sua filha,e de onde quer que ela tiver vindo,essa criança está aqui!_A morena pega as mãos geladas da loira entre as suas._Viva...e pelo menos meio humana,e tecnicamente um cidadã de National City...então isso não faz dela uma daquelas pessoas que você jurou proteger?

Um pouco atordoada pelo fervor de Maggie, Kara assentiu lentamente.

-Então apenas proteja-a, ok?_Sua voz tinha um carinho que dificilmente alguém o via._E vamos cuidar do resto.

Okay,a loira queria definitivamente sair pulando empolgada pela sala...talvez voando.

Porém o silêncio de sua irmã mais velha ainda a preocupava.

-Alex?_Kara perguntou,quase com medo de ter esperança ...

-Kara ..._Alex estava com o rosto duro da verdade,então o coração de Kara afundou._Eu acho que não..._Ela se interrompeu ao ver o soluço que a irmã prendeu,e a negação de cabeça da namorada._Ah...sabe o que?Esqueça!Estou com Mag._Jogou as mãos para cima._Foda-se a realidade.

Oh meu Rao...Isso era real mesmo?

-Sério?!_Kara quase gritou de empolgação._Tipo,muito sério??

- No alto,Danvers._Maggie sorriu,batendo suas mãos com as de Alex sobre a cabeça de Kara.

Meu Rao...Eu tenho uma família...Eu tenho uma família caramba!

-Okay...Kara sussurrou quase sem acreditar._Oh...tudo bem..._Repetiu novamente,com mais firmeza,não sabendo ao certo se queria sorrir ou chorar_Alex?

-Sim?

-Eu tenho uma família ...

Alex sorriu compartilhando a emoção da irmã.

-Você tem uma família, Kara._Sorriu para a namorada,susurrando um inaudível "obrigada",que foi prontamente correspondido por um sorriso maior ainda.

-Você é tia ... e você também, Maggie!_Ela com certeza parecia uma criança empolgada,uma criança que ganhou o melhor dos presentes...E ela definitivamente tinha ganhado._Eliza é uma avó,e J'onn será como um avô,e Winn e James podem ser tios, e eu ..._Ela engoliu em seco,emocionada._Sou mãe... tenho uma linda filha!

-Você só está entendendo isso agora?_Alex brincou,mas por dentro ela estava bastante emocionada pela sua irmã.

Que pela primeira vez,deixou de ver tudo como uma coisa que precisava ser consertada.

Lena tinha razão...

Kara balançou a cabeça.

-Não era real ...eu não estava deixando ser real ..._Ela deu um pulo para fora do cobertor, deixando-o cair no sofá enquanto se levantava._Eu tenho que ir!

Ela correu para a janela,apenas para recuar e pegar primeiro Alex,e depois Maggie em abraços agradecidos de esmagar os ossos,antes de sair.

-Obrigada as duas._Abre um sorriso emocionado._Muito obrigada mesmo,sério!

Alex e Maggie apenas se abraçaram,a detetive tombando a cabeça no ombro da ruiva,um sorriso completamente satisfeito iluminando os lábios.

-Não quebre a barreira do som!_Gritou Alex atrás dela.

Ela não quebrou...

Mas só porque estava muito perto de casa.

-Em casa..._Kara saboreou a palavra.  Permitindo-se esperar pela primeira vez que isso fosse verdade.

Que ela finalmente tinha um lugar para pertencer.

Um lugar que era dela...

Alex fez da Terra algo como um lar,ela tinha dado a Kara a coisa mais próxima que ela tinha de uma família.

Mas não era a mesma coisa.

Eles tinham suas vidas,claro que Alex sempre esteve com ela,e a protegeu...

Só que Alex tinha Maggie.

E agora,eu tinha Lizzy e Lena.

Era mais do que ela jamais poderia ter pedido.

Faltava pouco para o sol começar a aparecer no horizonte quando Kara tocou a varanda levemente e entrou na ponta dos pés, suavemente fechando as portas atrás dela.

Então caminhou pelo corredor até o quarto,entrando sem fazer barulho.

A cena que encontrou era linda,e seu coração disparou como de costume.

Eu tinha uma família...e ela era linda!

A kryptoniana já tinha visto uma cena parecida antes,só que a diferença agora,era que ela não precisaria fingir que seu coração não corria como um louco.

Não precisaria fingir que isso não a afetava.

Não precisaria fingir que não era real.

Por que era real pra caramba!

Lena estava dormindo na cama com Lizzy esparramada ao lado dela como uma pequena estrela do mar,um braço gordinho enrolado em torno de seu cachorro branco e o outro em torno de seu tigre enquanto ela babava em pêlo laranja,roncando suavemente.

A mão de Lena estava nas costas dela,sua pele pálida quase branca destacando contra pijama azul escuro da Supergirl,dois anéis de prata brilhando fracamente na luz crescente da janela.

Kara torceu o próprio anel em volta do dedo,imaginando se Maggie estava certa.

Nós realmente teríamos chegado aqui por conta própria?

Ela esperava que sim.

Parecia bobagem trocar de pijama tão perto da manhã,então Kara não se incomodou,resolvendo tirar os sapatos e a blusa de frio antes de se deitar na cama de frente para Lena com Lizzy entre eles.

Ela não se lançou da varanda de Alex e correu até ali para ver sua família dormir.

Mas agora que ela estava ali,ainda não se sentia pronta para acordá-las.

Mas...

Kara estendeu a mão para colocar delicadamente a sua em cima da de Lena, sentindo o ligeiro aumento e logo depois a queda da respiração da filha.

Vamos lá,Kara Zor-El!

-Lena ..._Sussurrou,passando o polegar sobre as juntas pálidas._Você pode acordar um pouco?

Por Rao,mulher!Como se acorda um pouco?

Kara revira os olhos para a própria idiotice.

Lena se mexeu com a voz e o toque dela,o nariz enrugando adoravelmente quando ela piscou abrindo os olhos...

Kara?_Chamou confusa.

-Sim...?

-É de manhã?

-Não exatamente._Admitiu,apressando-se a acrescentar._Sei que não me queria aqui...mas eu voltei para te dizer uma coisa...Você estava certa,e eu sou um idiota.

Oh...

A mão de Lena sob Kara fechou o punho em torno de tecido azul,mas ela não se afastou.

-Como é ...?_Perguntou cuidadosamente.

-Sobre manter nossa filha segura e aqui conosco._Explicou Kara._E você também tinha razão que não posso colocar minha própria felicidade em primeiro lugar,mas ..._Ela sorriu para Lizzy._Eu posso colocá-la em primeiro lugar...A vida dela é algo pela qual eu posso lutar.

Lena abre bem os olhos,acreditando que ainda estava presa em um sonho.

Isso estava mesmo acontecendo?Por favor,que esteja!

-O q-que...o que você está dizendo?

O sorriso de Kara se alargou mais ainda.

-Estou dizendo que a quinta dimensão pode tê-la de volta sobre meu corpo morto.

Oh...porra!Era real,não era sonho!

Não foi fácil com Lizzy entre elas,mas de alguma forma Lena conseguiu,puxando Kara em um abraço feroz.

Um braço cheio de alívio,em volta do pescoço da mulher que amava e tanto admirava,o rosto enterrado no ombro da loira.

-Obrigada!_Ela finalmente respirou direito pela primeira vez no dia._Obrigada,obrigada,obrigada...

Kara a abraçou apertado,sentindo os ombros de Lena tremendo debaixo do braço.

-Ei,ei...está tudo bem._Sussurou suavemente._Ela é nossa filha,um pedaço nosso!Meu e seu.

Oh meu Deus!Eu realmente estava ouvindo isso?

-Lamento não ter descoberto antes._Continua,acariciando os fios escuros com cuidado._Você tem certeza de que sabe no que está se metendo?_Acrescentou brincando para fazer a morena parar de chorar._Essa garota é meio kryptoniana...Isso pode significar voar,visão a laser, tudo quebrado e muitos bolos de aniversário em ruínas ... 

Lena empurrou seu ombro sem realmente se afastar.

-Eu não ligo._Disse ela,com a voz abafada._Ela é nossa...Ela poderia estar coberta de escamas e respirar fogo,e eu ainda a amaria.

Kara sorri com o queixo apoiado no ombro da morena.

Mas logo seu sorriso vai morrendo quando uma dúvida toma seu corpo.

-E quanto a mim,então?_Kara perguntou,hesitante,todo o tom de brincadeira sendo deixado de lado._Eu ... fico aqui com você?  Quando Mxy for resolvido?

Lena se afastou um pouco com isso, franzindo a testa.

-Você realmente é uma idiota!_Bufa revirando os olhos.

Como Kara não percebia?Céus. 

-Sim,eu sei, mas ..._Respirou fundo._Você poderia me dizer assim mesmo?

Lena deu a volta na filha,e sentou-se,puxando Kara de frente com ela.

Então pegou a mão esquerda da kryptoniana e a ergueu,pressionando a sua contra ela.

Três faixas de prata,lado a lado,uma em especial brilhando como a luz das estrelas que ainda não abandoram aquela quase manhã.

-Depois de tudo isso,você realmente  ainda acha que não teríamos chegado aqui sozinhas?

Kara corou,os olhos baixos.

-Ainda é novo._Admitiu com as bochechas quentes._Eu não sabia que eu ...E você ...Er...Quer dizer,você me olha...E tem esse olhar...Eu sinto tantas coisas...Você está apenas...Eu estou tão confusa!_Terminou com um suspiro frustado,olhando para cima a tempo de ver o sorriso mal escondido de Lena._Você está gostando disso!_Ela choramingou._Você é a pior.

Lena levantou uma sobrancelha.

-Você também não foi exatamente inocente aqui!_Ela respondeu ainda sorrindo grande._Mas está certa...É novo para você e não vou empurrá-la para algo que você não esteja pronta._A morena pegou a mão de volta,colocando as duas ordenadamente no colo._Eu posso esperar.

Claro que ela poderia esperar,e esperaria feliz,porque nunca imaginou que Kara se quer olharia para ela de outra forma...E bem,agora ela está olhando,e a morena não poderia medir o tamanho da felicidade que sentia.

Kara não tinha certeza de que poderia esperar,mas Lena tinha razão.

Ela ainda não tinha tudo resolvido em sua própria cabeça e coração.

Ainda assim ...

-Você não acha que vai se arrepender?Que não está fazendo isso da maneira certa?Quero dizer,não apenas nós,mas Lizzy também...Perdemos muito com ela.

-Lamentar ter perdido três meses de vômitos?Estrias e tornozelos inchados?_Franze o canto dos olhos divertida._Sem mencionar o choro constante,a alimentação e a mudança com um recém-nascido?_Lena estremeceu._Não, obrigada,eu faria se fosse necessário,mas não sinto muito pela solução alternativa,apesar que eu adoraria ver Lizzy bebê...Mas eu realmente não quero que nada mude sabe?Eu aprendi a ama-la desse jeitinho,então é como se a gente realmente tivesse passado por cada uma dessas etapas,mesmo não passando realmente..._Kara assente com a cabeça,entendendo perfeitamente o sentimento,ela também se sentia assim._Quanto a nós... isso depende...Quanto tempo você acha que demoraria para finalmente me convidar para sair?

Mais corada ainda,e também...

Que?

-Espere um pouco,por que eu que teria que chamar você?_Lena ergue uma sombrancelha como se fosse óbvio a resposta.

-Porque eu pensei que você fosse hetero?

-Eu pensei que eu era hétero..._Kara resmungou.

-Bem._Lena deu de ombros._Isso responde a essa pergunta...Se precisávamos nos casar antes que você estivesse pronta para questionar sua sexualidade,acho que esse era exatamente o caminho certo,não é?

Difícil argumentar com essa lógica.

-Acho que temos sorte dela ter aparecido,não é?_Kara perguntou sorrindo boba,passando os dedos pelos cachos indisciplinados de Lizzy.

-Muita sorte._Concordou Lena colocando a mão sobre os peizinhos que amavam ficar descalços por aí._Ela tem seus olhos,você sabe..._Olhou para Kara antes de sorrir para a criança adormecida._Foi assim que eu soube que ela era realmente nossa...O apartamento,as fotos ..._Ela acenou com a mão livre como se quisesse indicar a desordem geral da realidade._Eu poderia ter explicado isso,mas vejo você,quando ela olha para mim.

Será que Lena estava ouvindo meu coração?Espero que não...

-Os olhos do meu pai._Disse suavemente._Kal e eu os temos...Ela tem o seu queixo._Acrescentou._E seu cérebro.

-Melhor dos dois mundos então._O sorriso de Lena era travesso.

-E o pior._ Kara acrescentou com emoção._Não acredito que ela deu um soco naquele garotinho!E a cozinha ontem?Você ensinou a ela esse truque de ficar de pé nos livros?

Lena riu.

-Não,ela descobriu isso sozinha,maaaas eu admito,eu posso ter ...encorajado...

Kara suspirou.

-Ela realmente é nossa filha,não é?

-Sim._Respondeu com orgulho._Ela realmente é.

-Acho que estamos presas nela,então.

-Eu acho que estamos.

Elas definitivamente não se importavam verdadeiramente com esse detalhe.

-Não vai ser fácil ..._Kara a avisou._Ainda temos que encontrar o resto do talismã e proteger a cidade e, em seguida,encontrar uma maneira de montá-lo e escondê-lo enquanto descobrimos como usá-lo contra Mxy ...

-E não se esqueça da gala._Acrescentou Lena, fingindo seriedade._Temos aparências para acompanhar,afinal.

-Ugh!_Kara caiu de volta na cama,as mãos sobre o rosto._Eu esqueci a Gala...Eu ainda tenho muito o que organizar!

-Você pode pegar Jess emprestada._Ofereceu Lena,inclinando-se sobre ela e puxando uma das mãos para baixo.Apesar de sua promessa de esperar,ela não parecia resistir a enroscar os dedos e apoiá-los no peito de Kara._Ainda preciso me vingar dela por fingir estar sob o feitiço com todo mundo,de qualquer maneira.Então já que ela odeia organizar esse tipo de coisa..._Sorriu travessa.

-Você tem certeza de que não podemos pular isso?_Kara perguntou, esperançosa,largando a outra mão para cobrir as juntas,apenas no caso de Lena estar pensando em pegá-la de volta.

-Pense nisso como sua festa de despedida._Brincou Lena,rindo e segurando firme as mãos da kryptoniana,quando tentou cobrir o rosto novamente para esconder seu rubor.

Kara poderia tê-la dominado facilmente,mas ela gostava muito desse lado brincalhão de Lena para desencorajá-la.

Em vez disso,ela deixou Lena "vencer", pegando cada uma das mãos de Kara em uma das suas e prendendo-as na cama de cada lado dela.

Oh.Meu.Rao

O sorriso de Lena disse a Kara que sabia exatamente o que estava fazendo,mas ela brincou,fingindo surpresa quando Kara virou o jogo,puxando-a para cima dela.

-Ooh...Eu pensei que estávamos esperando ..._Lena sussurrou,sua voz de repente ficou rouca e os olhos verdes apenas começando a arder.

-Talvez eu não queira esperar..._Kara respirou, o calor acumulando em sua barriga,o nervoso sendo esquecido pelo calor do momento,ou pelo menos ignorado.

Lena sentiu todo seu corpo pressionado contra o dela,todas as curvas quentes e pele macia,como nada que ela já teve antes.

Ela poderia simplesmente acabar com a distância entre as duas,mas prometeu que esperaria por Kara...E também,sabia que a loira estava dizendo isso no calor do momento.

A kryptoniana havia passado por muitas descobertas nesse dia,não queria que se arrependesse de nada depois,e nem assusta-lá.

Se controla,Lena Luthor!

-Karaa..._Choramingou,fechando os olhos e abaixando a cabeça no ombro forte da loira._Por mais que eu adorasse aceitar você..._Murmurou rouca._E eu faria...sinceramente...você não tem idéia...Mas temos uma criança na cama e,precoce como ela é, prefiro esperar essa conversa até que ela fique fora do quarto,não é?

-Bem,se você colocar dessa maneira ..._Kara suspirou._Droga!

-Eu posso pensar em palavras mais coloridas._A CEO sentou-se com relutância._Mas,essencialmente,sim,esse é meu sentimento também.

Kara se apoiou nos cotovelos,incapaz de resistir a fazer beicinho.

-Jura?

-Definitivamente._Lena piscou._Mas por enquanto ..._Ela se inclinou em direção aos seus lábios fazendo a respiração da super-heroina parar,somente para no último segundo desviar pro cantinho de sua boca,deixando um beijo demorado ali

Droga,Lena!

-Coisa de Lena,run?_Bate no peito da mulher se afastando lentamente.

-Tem alguma dúvida?_Dessa vez a morena que prende a respiração.

Kara Danves,com certeza seria o motivo da minha morte.

-Vou me afastar da tentação e me arrumar para o trabalho._Ela escorregou da cama e foi para o banheiro._Você está com Alex hoje?  Ou o Snapper finalmente te prendeu?

Kara olhou para ela, dedos pressionados no canto da boca,onde ela ainda podia sentir a pressão dos lábios de Lena.

-Eu uh ... hum ..._Gaguejou._Alex ainda está em interrogatório hoje,eu acho.Eu ia deixar Lizzy com Eliza e ir para Cat-Co...

-Me encontra para almoçar?_Perguntou, parando na porta do banheiro._Nós poderíamos comer em ..._Ela pegou o lábio inferior entre os dentes,soltando-o lentamente enquanto o canto da boca se inclinava em um sorriso sugestivo.

Kara quase engasgou com a própria língua.

-Você está se divertindo muito com isso._Afirmou fracamente quando se recuperou.

-Isso é um sim?

-Isso é um sim.

-Ótimo!

Satisfeita por ter deixado Kara no estado mais nervoso possível,Lena se retirou para o banheiro e fechou a porta.

Oh tentação de mulher...

Depois de alguns segundos,Kara ouviu o chuveiro ligar e caiu de volta na cama ao lado de Lizzy com um suspiro.

-Garota._Falou com a filha que ainda dormia._Sua mãe está tentando me matar.

Lizzy apenas suspirou.

Kara bufou.

-Sim,imaginava que você ficaria do lado dela.

Seria uma longa manhã...

Mas Kara definitivamente não poderia estar mais feliz.

Se aproximando da filha,ela deixa um braço descansar por cima de sua pequena cintura.

-Eu nunca vou desistir de você._Da um beijo e um cheiro nos cabelos pretos,antes de descansar a cabeça um pouco acima da dela._Nunca,minha pequena realidade.

Como prometi a Lena,esse ser da quinta dimensão só teria nossa filha,por cima do meu corpo morto.

I will stay

Eu vou ficar

I will stay with you

Eu vou ficar com você 

We'll make it to the other side like lovers do

Nós vamos chegar ao outro lado como os amantes fazem

I'll reach my hands out in the dark

Eu vou esticar as minhas mãos no escuro

And wait for yours to interlock

E esperar as suas para interligar

I'll wait for you

Eu vou esperar por você

I'll wait for you

Eu vou esperar por você

'Cause I'm not givin' up

Porque eu não vou desistir

I'm not givin' up, givin' up, no, not yet

Eu não vou desistir, desistir, não,ainda não

Even when I'm down on my last breath

Mesmo quando estiver no meu último suspiro

Even when they say there's nothin' left

Mesmo quando disserem que não há mais nada

So don't give up on me

Então, não desista de mim


Notas Finais


E ai? como estamos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...