História The Forgiviness (l.s) - Mpreg - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Zayn Malik
Tags Depressão, Drama, Drogas, Família, Harry, Larrystylinson, Liampayne, Louis, Mpreg, Niall, Traição, Ziam
Visualizações 149
Palavras 1.439
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então gente, a mamãe aqui enviou a merda do capítulo errado... troquei 10 pelo 11. Então, leiam o 10 para mais entendimento

Capítulo 11 - 11. We made it to the dawn And I don't miss you anymore



Couple Ziam

Zayn acordou com o lado da cama vazio - como sempre para variar. Levantou e fez a higiene e quando saiu do quarto pôde ouvir a porta sendo fechada, o homem com quem dividia a suíte havia acabado de sair. Ambas as vidas de uns anos para cá passou a ser automática, caindo na rotina, no entanto, Malik sabia que ele estava fugindo para que não houvesse briga por causa de ontem à noite, só que Liam não sabia que seu marido já estava afadigado de tudo a um bom tempo.

Em direção a cozinha ainda pôde notar seu copo de ontem em cima da pia o fazendo recordar do resquício de batom. Pegou o bule pôs água e ligou a boca do fogão para poder esquentar e fazer seu chá de todas as manhãs. Encostou-se à bancada se concentrando nas chamas, a campainha tocou anunciando a chegada de alguém. Foi em direção a porta com a expressão confusa - não esperava visita. A campainha soou mais uma vez e abriu a porta vendo um homem musculoso de olhos verdes usando terno com sorriso de dentes perfeitos.

─ James! ─ O moreno pulou em seu colo e o visitante o abraçou agarrando a cintura fina. O homem entrou em casa com Zayn em seu corpo fechando a porta com o pé. ─ James... Você disse que só viria daqui a um mês! ─ Tirou o rosto de seu pescoço e fitou os olhos brilhantes.

─ Resolvi as coisas para ficar com você. ─ Zayn começou a distribuir pequenos beijos por todo o rosto do homem. ─ Fui ao hotel e você não estava.

O bule começou a apitar. O menor desceu do colo do maior e correndo para cozinha, James o seguiu.

─ Como você sabe que Liam não estava em casa? ─ Sentado em sua frente bebericando seu chá, James abriu um sorriso cúmplice.

─ Meio que eu o vi saindo por estar na frente da sua casa. ─ Piscou inocente encarando os olhos âmbar por cima da xícara. ─ Não briga comigo! ─ Se adiantou percebendo que Zayn falaria algo.

James era um loiro londrino de olhos verdes, divorciado, alto, forte, suas costas largas e musculosas com seus trinta e cinco anos. Zayn havia o conheci em uma festa que tinha ido com Liam. O loiro disse que queria reformar seu quarto e que como era algo íntimo e não conhecia ninguém do ramo de Design não havia mexido em nada, acabou que Malik reformou não só seu quarto como também a casa toda e o escritório de advocacia e talvez, eles tenham estreado a cama nova.

Acabou que eles se tornaram amantes e amigos.

Zayn não o ama, James sabe. O relacionamento deles é algo simplesmente carnal não tem nada amoroso. Isso começou, pois ele queria saber o porquê de Liam o trair, havia percebido que era carência.

─ Você pode passar o dia comigo, Liam não volta para casa tão cedo hoje. ─ Levantou-se para lavar a xícara com James o acompanhando.

Malik olhou para o rosto de seu amante já sabendo que ele o encarava, seu olhar parecia questionar o que seu marido havia feito dessa vez. Mais de um ano juntos e ele já sabia desvendar uma ao outro sem precisar falar, coisa que Liam desaprendeu há muito tempo.

─ Ele chegou em casa com uma marca de batom ao lado de sua boca. ─ Suspirou pendurando as xícaras molhadas para secarem.

Escorou as costas na pia e cruzou seus braços em cima do peito, James veio para sua frente e começou a abrir seu paletó, o moreno o olhou sem entender com a testa franzida.

─ Sabe, Liam é um imbecil! Não sabe dar valor ao que tem em casa... ─ Depois de tirar seu paletó, sua blusa preta social foi para no chão da cozinha. ─ E já que ele não sabe dar valor, eu do! ─ Começou a desafivelar o cinto marrom e descer o zíper de sua calça. ─ Se ele não sabe fazer o próprio marido se sentir amado o amante faz isso. ─ Desceu as calças e jogou junto com o resto das outras peças de roupas.

Agora só lhe restava uma cueca box preta que já delineava o seu pênis já ereto.

─ Como você ficou assim? ─ Soltou uma risada vendo o tamanho do pau ereto do loiro.

─ Só de olhar seus olhos âmbar me faz ficar duro.

Pegou Zayn no colo o fazendo rodear sua cintura com as pernas e seu pescoço com os braços, o levou até a sala de jantar o depositando em cima da mesa, começou a acariciar a majestosa pele do rosto fino, Zayn fechou os olhos aproveitando.

─ Tão Lindo! ─ James o contemplava.

O amante ajudou a despi-lo, seu pau ainda não estava duro. James começou a traçar com seus dedos as curvas do moreno que soltava lufadas de ar. Começou a alisar as coxas de Zayn conforme ia subindo ele ficava excitado fazendo.

- James! ─ Gemeu.

- Uhm...? - Murmurou arrastado por estar concentrado no pau do moreno que se excitava só com um toque na coxa. ─ Tão necessitado. Só com minhas mãos o alisando você fica duro. ─ James ainda olhava para o pênis que antes mole pingava pré-gozo e já batia quase em seu umbigo.

─ Para de brincar! ─ Zayn não tinha paciência com preliminares e James acabava se irritando e o fodendo como o moreno queria.

─ Muito apressadinho.

Largou o corpo do moreno ainda sentado na mesa e foi em direção a cozinha. Zayn abriu seus olhos e desceu da mesa, confuso, porém quando viu o homem alto e com muito músculo trazendo suas roupas em um braço e uma camisinha na outra se apoiou de bruços em cima do vidro transparente. Ficou todo arreganhado dando a visão de seu botão moreno piscando em necessidade.

Seu amante com a bela visão parou atrás de Zayn e rodeou seu buraco com o polegar fazendo o moreno gemer esganiçado. James escapou seu pau, segurou os dois braços de Malik para trás com uma mão e com a outra guiou seu pênis até a entrada do menor fazendo o gemer de dor. Zayn se mexeu desconfortável, pois fazia um tempo desde que o loiro viajou resultando em um mais novo sem sexo.

Havia só entrado a cabeça grossa e pontuda seu amante esperou até ele se acostumar e empurrou de uma vez fazendo Malik querer soltar seus braços e gritar pela invasão surpresa e por acertar de primeira sua próstata. Seu ânus imprensava o grosso pau de seu amante fazendo doer.

─ Está apertadinho! ─ Impulsionou novamente seu pau para fora e dentro fazendo Zayn gemer. ─ Acertei de primeira, não foi? ─ James sentiu orgulho de si mesmo. ─ Você está assim apertado com três dias sem mim imagina um mês iria... ─ Soltou um gemido, com a mão desocupada de uma tapa na nádega esquerda do moreno. ─ Não morde o meu pau com esse buraco quase virgem. Você não sabe o quando dolorido está! ─ O maior começou a estocar muito rápido de uma hora para outra acertando repetidamente o ponto de prazer de Malik o fazendo gritar descontroladamente.

Do nada ele parou de possuir o moreno e tirou seu pau ainda imobilizando o braço de Zayn nas costas. James olhou para o buraco que estava metendo e viu que agora estava aberto, continuava piscando chamando seu pênis.

Zayn por cima do ombro o olhou sem entender nada.

─ Agora você está todo abertinho e receptível para mim. ─ Informou contente.

Seu amante voltou a possuí-lo soltando seus braços, pegando em seu quadril o puxando de encontro a sua pélvis. Zayn de boca aberta sem emitir nenhum som espalmou a mesa para obter algum tipo de segurança, pois seu amante o fodia certeiramente em seu ponto de prazer.

Na sala de jantar quase não usada nesses últimos anos só era possível ouvir os gemidos de Zayn e de James que estava com a cabeça para trás ouvindo o som que saia da boca do moreno e de suas bolas batendo na pele da bunda arrebitada.

Ambos estavam nesse frenesi a mais de dez minutos, James agora via seu pau saindo e entrando, maltratando o buraco do casado.

─ James... ─ Zayn gritou atingindo o seu clímax em cima da mesa e James ainda dentro do mesmo que se contraia apertando seu pênis sensível.

Ambos estavam tão envolvidos na nuvem de prazer que não ouviram a porta ser destrancada e passos indo em direção ao grito que chamava por um nome.

─ Mas... Que porra é essa? ─ James com o susto saiu de dentro do amante e Zayn permaneceu deitado na mesa em cima do seu gozo ofegante e assustado.


Notas Finais


1° Qual o nome de vocês?

2° Tem quantos anos?

3° Passaram de série?

4° Que lugar vocês moram?

5° O que estão achando da fic?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...