História The Forgiviness (l.s) - Mpreg - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Zayn Malik
Tags Depressão, Drama, Drogas, Família, Harry, Larrystylinson, Liampayne, Louis, Mpreg, Niall, Traição, Ziam
Visualizações 138
Palavras 1.378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - 16. Don't Try To Pull Me Back


Então me deixe apenas desistir

Então me deixe apenas deixar ir

Se isso não é bom para mim

Bem, eu não quero saber...

                       - Katelyn Tarver



Couple Ziam

Liam olhava incrédulo para o papel em sua mão, não acreditava no que eu estava pedindo, entretanto, mesmo assim me mantinha firme olhando para aquele que um dia amei.

─ Eu não vou assinar isso! ─ Encarou-me cético. ─ Você não vai jogar o nosso casamento no lixo! O que sua família vai pensar de você: Um garoto que não sabe segurar um homem. ─ Comecei a estapeá-lo, ele segurou meus pulsos me imobilizando.

─ Me solta! ─ Mandei me debatendo fazendo cada vez mais Liam apertar-me firmemente. ─ Nunca fale da minha família, nunca abra essa sua boca de merda para falar da minha família! ─ Cuspi em seu rosto. ─ Se você não assinar esse papel, eu vou tirar tudo de você até seu último tostão.

Liam limpou o rosto me soltando, porém não durou muito já que ele agarrou meu braço novamente me puxando para seu peito musculoso. Nossos olhares estavam ligados, os de meu marido faiscavam de raiva.

─ Eu te amo e não vou te deixar ir. ─ Colou nossos lábios rudemente, comecei a me debater tentando me soltar. ─ Você vai ver como é meu, não importa quem te faz gozar eu sempre serei o melhor e sabe o porquê eu sempre serei o melhor? ─ Olhei em seus olhos e neguei ainda tonto pelo beijo. ─ Por que você ainda me ama. ─ Liam voltou a me beijar e não resisti e retribui seu beijo depois de algum tempo.

Meu marido me jogou na cama ficamos atravessados no colchão, ele veio por cima de mim me beijando, quando nos separamos para respirar encostamos nossas testas uma nas outras tentando recuperar o fôlego, quando abri meus olhos percebi que ele ainda estava de olhos fechados seu rosto perto do meu fazia tanto tempo que ele não me tocava assim, suas pálpebras se abriram mostrando sua pupilas dilatadas com luxuria – fazia tempos que ele não direcionava esse tipo de olhar para mim.

─ Liam, saia de cima de mim! Nós não podemos, eu... Eu te odeio! ─ Se nem eu acreditei em minhas palavras, quem dirá meu marido.

─ Você não me odeia, se me odiasse teria me deixado. ─ Gabou-se beijando as lágrimas que escorriam de meus olhos. ─ Eu vou te amar hoje e se você quiser ir embora depois eu não irei impedir.

Ele começou a beijar meu pescoço descendo até minha clavícula, sua mão já não estava mais me segurando elas desceram por meu corpo ainda rígido e parou em minha cintura, Liam nos posicionou direito na cama ainda em cima de mim, desceu suas mãos até minha calça tirando-a.

─ Tão lindo! ─ Deslizou sua palma por meu abdômen em um carinho.

Pus meu antebraço em cima de meus olhos, eu estava entre sair correndo ou me entregar, fazia tempos que eu não tinha as mãos de Liam em mim como agora.

─ Lindo... ─ Destampou meus olhos beijando-me.

Encaixou-se no meio de minhas pernas, meu corpo nu e Liam ainda vestido, ajudei-o a tirar a blusa e ele se livrou das calças. Agora ambos nus. Olho no olho e pele na pele, beijos molhados e desesperados. Deslizei minhas mãos por sua pele arranhando. Gemeu.

─ Desde quando esse... Abdômen ficou trincado? ─ Perguntei fazendo o mesmo soltar uma risada. Começamos a nos beijar, desci ainda mais minhas mãos até chegar a seu pau, envolvi seu membro já duro por minha causa. ─ Desde quando esse pau ficou grande e grosso... ─ Gememos ao mesmo tempo.

─ Você que deixa ele assim. ─ Eu já sabia, todavia, suas palavras inflaram meu ego.

Comecei a masturbá-lo rápido e depois lento enquanto ele trabalhava em meu pescoço lambendo, chupando, descendo até meus mamilos passando a língua quente e mordiscando ao mesmo tempo em que eu trabalhava em seu pau.

─ Pare... ─ Tirou minha mão de seu pau. ─ Eu estou quase.

─ Tão rápido? ─ Nivelou seu rosto ao meu.

─ O seu corpo me excita! ─ Essa palavra e como foi dita me estimulou ainda mais.

Abriu minhas pernas descendo até meu membro engolindo de uma só vez e o levando até a garganta, soltei um grito e agarrei o lençol, tirou meu pau da boca olhando para mim e desceu até o buraquinho que já tinha sido usado.

─ Acho que não preciso te preparar. ─ Deu um lambida e voltou para cima entrando de uma só vez em mim.

Ele era maior e mais grosso que James, a dor foi inevitável, porém de primeira ele acertou minha próstata me fazendo soltar um grito e um gemido prolongado.

─ Acertei! ─ Comemorou e esperou enquanto me acostumar com a invasão.

Começou a se mover entrando e saindo lentamente, porém forte de meu interior. Liam acertava sempre meu ponto levando-me a loucura.

─ Sempre tão quente e apertado... ─ Suspirou em meu ouvido, seu rosto enfiado em meu pescoço segurando as minhas pernas escancaradas. ─ Você é meu, meu! ─ Começou a bombear fortemente dentro de mim, deslizou sua mão até minha cintura, fitou meus olhos ao mesmo tempo me fodia rápido, forte e fundo, do jeito que eu gostava.

─ Liam... ─ Gemi arrastado, ele vendo que eu ia gozar diminuiu o ritmo me fazendo grunhir frustrado.

Meu marido parou, rolou na cama ainda dentro de mim, me pondo em seu colo e se sentou encostando as costas na cabeceira da cama.

─ Quica para mim! ─ Descansou suas mãos em minha cintura. ─ Busca o seu orgasmo.

Movimentos lentos e ritmados, para cima e para baixo, depois para frente e para trás o deixando louco. Não aguentando minha lentidão pegou em minha bunda e começou a ditar o ritmo me fodendo, puxei seu lábio inferior com os dentes e começamos a nos beijar, pus meus mamilos perto de sua boca e ele não perdeu tempo em chupá-los.

─ Eu tenho que te foder! ─ Esbravejou entre dentes.

Virou-nos novamente pondo minhas costas no colchão ainda com seu começou a meter forte e fundo acertando repetidamente minha próstata fazendo meu orifício apertar seu membro, entrelacei minha perna na dele e desci minha mão até sua bunda apertando e ajudando nas estocadas. Meu pau estava entre nossos corpos fazendo com que ele fosse masturbado sem nenhum toque de mão só com nossas barrigas.

─ Olhe nos meus olhos... Quero ver seu rosto quando te der o melhor orgasmo da sua vida. ─ Dito e feito, gozei entre nossos corpos ficando mole enquanto meu marido ainda estocava cada vez mais rápido. ─ Lindo... ─ Gemeu afundando seu pau uma última vez antes de se liberar dentro de mim.

Pôs seu corpo em cima do meu recuperando-se do recente orgasmo. Deitou-se ao meu lado de bruços encarei o teto, nós estávamos com a respiração irregular, Liam pegou em minha cintura levando-me para mais perto de seu corpo minha mente estava nublada, porém eu já havia feito uma escolha e não voltaria atrás. Ficamos com os corpos colados, um olhando para o outro até que seus olhos não agüentaram e se fecharam, sua respiração se acalmou anunciando sua inconsciência.

Acariciei seu rosto gravando todos os detalhes.

─ Mesmo depois por tudo que você me fez passar... Eu ainda te amo. ─ Confidenciei.

Levantei-me vagarosamente indo até o closet e pegando algumas coisas importantes, estava com sono e minha bunda doendo, era isso que ele queria. Queria que eu me lembrasse. A porra dele estava secando e grudando, mas isso eu só resolveria quando chegasse ao hotel. Vesti-me com uma calça preta colada, uma bota preta e uma blusa branca, peguei a papelada do divórcio pondo em cima da mesa da cozinha em cima uma caneta e arranquei um papel do bloco amarelo escrevendo:

"Mesmo depois de tudo eu ainda quis ir. Assine o papel, se não assinar, tirarei tudo que é seu tenho provas de que você me traiu e com certeza eu pegarei uma boa parte dos seus bens.

Adeus Liam..."

─ Tudo o que construímos juntos, ficou em ruínas, até mesmo o amor que eu acreditei que tínhamos. ─ Sai da casa com apenas algumas roupas.

Deixei a minha casa. O lar que um dia pensei formar uma família, mas eufui embora sem olhar para trás. Entrei no carro, pus meus óculos, dei partida,minha vida seria diferente agora. Sem Liam e sem tristeza.    


Notas Finais


Vocês tem conta no wattpad?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...