História The Forgiviness (l.s) - Mpreg - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Zayn Malik
Tags Depressão, Drama, Drogas, Família, Harry, Larrystylinson, Liampayne, Louis, Mpreg, Niall, Traição, Ziam
Visualizações 58
Palavras 1.503
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - 18. You flower


Tentado, você sabe

Desculpas nunca vão consertar isso

Eu sou vazio, eu sei

E promessas são desfeitas como pontos em uma ferida...

- Harry Styles







Depois daquela conversa com Zayn e Niall fui direto para casa, pois Eron ficou meio enjuadinho pela injeção que havia recebido, no momento em que cheguei Belle e os gêmeos já estavam lá, todos deitados no carpete da sala dormindo e Harry sentado no sofá só de moletom com a cabeça apoiada nas mãos olhando as crianças enroladas em um lençol.

Quando entrei seu rosto virou em minha direção, e pelos seus olhos percebi que havia chorado. Restringi-me em falar só da consulta de Eron, percebi que ele tinha me ouvido, entretanto seus olhos demonstravam distanciamento, desde então só conversávamos o que se referia as crianças, sua carga horária na empresa diminuiu e ele começou há passar mais tempo com as crianças, elas adoravam. Meu marido cumpriu a cada dia sua promessa em me ajudar com as crianças. Zayn já preparava as coisas para sua partida.

Eron estava indo bem, depois de um exame que detectou algo nos pulmões dele, eu fiquei verdadeiramente preocupado e Harry também, o médico disse que o pequeno tinha asma e para uma criança da idade dele isso era perigoso, pois não sabíamos quando as crises poderiam vir isso fez com que ficássemos de olho.

Eu havia pegado a responsabilidade das obras, Zayn ainda não tinha se mudado, então me ajudava e, daqui a três dias seria a primeira sessão de reconciliação já que Liam depois de duas semanas ainda não assinou o divórcio. Malik deixava seu advogado cuidar disso só que a paciência dele já estava acabando, todavia, ele sentia um pouco de contentamento ao saber que seu marido não queria abrir mão dele.

Niall contou a Gemma sobre nossa conversa e isso trouxe uma loira na porta de minha casa com uma barriga saliente de três meses e pijama entrando feito um furacão e perguntando sobre o irmão que quando pisou na sala a Styles mais nova começou a brigar e socar o peito dele, depois um loiro apareceu afobado usando uma cueca, meias de pares diferentes e uma blusa rosa que dizia: "Mamãe do ano" - que claramente não o pertencia - em minha casa perguntando sobre a esposa que já tinha se acalmado depois de termos usado o argumento de que ela estava esperando um bebê e qualquer estresse poderia afetar a criança. Ela me abraçou e pediu desculpas pelo o que o irmão havia feito, as crianças acordaram o que levou três bebês a chorarem e uma Belle assustada resmungando sonolenta. Se a situação não estivesse tensa eu tiraria uma foto do irlandês.

─ Que foi? ─ Perguntou quando a poeira abaixou e eu me segurava para não rir. ─ Quando uma mulher grávida e irritada sai de casa nervosa dirigindo e você acaba de sair do banho não tem como pensar em moda.

─ Mas você pôs meias... ─ Não aguentei e tive um ataque de gargalhada contida, tínhamos acabado de acalmar as crianças e as feito dormir novamente.

Eu ri mais um pouco de Niall já que Gemma pediu para ver Eron e estava no meu quarto com Harry, supus que estavam conversando. Depois de um tempo os dois desciam as escadas mais contidos e a Styles deu um abraço nele junto com uma tapa na cabeça desmanchando o abraço.

─ Niall, essa é a minha camisa? ─ Com as mãos na cintura e as sobrancelhas erguidas, perguntou. O loiro bufou se levantando e puxando um pouco para esconder sua cueca. ─ Essa blusa foi o Zayn que me deu, e você está alargando ela! ─ Harry e eu gargalhávamos e lagrimas escapavam de nossos olhos.

─ Desculpe se eu vim atrás de você preocupado. ─ Parou de puxar a camisa para baixo já que não tinha resultados em tampar a parte frontal de sua cueca. ─ Ou era isso ou eu vinha com o meu material de prazer para fora. ─ Fiz uma careta.

Minutos depois eles foram embora, mas não antes de lembrarem sobre a festa de revelação do sexo do bebê. Gemma puxou seu marido alegando que queria usar o "material de prazer" dele no conforto de sua cama.

Esse casal, ninguém merece.

Fechei a porta com um sorriso, olhei para Harry que ainda permanecia no final da escada, o mesmo encava o chão, meu sorriso se desmanchou pelo olhar que recebi.

─ Você não tinha o direito de falar sobre nossas vidas... Assim. ─ Seus olhos transpareciam mágoa.

─ Você acha que uma hora eles não saberiam? Você por acaso acha que as pessoas que fazem parte de nossas vidas não perguntariam? ─ Passei por ele subindo as escadas, mas não antes de. ─ Boa noite, Harry.

Depois daquele dia as coisas mudaram mais um pouco, o clima entre nós ficou ainda mais desconfortável e a tensão aumentou.

.

Hoje seria a festa para saber o sexo do bebê de Gemma, minha mãe teve que vir me ajudar já que quatro crianças sendo três de colo não seriam fáceis de tomar conta. Eu não havia falado com meu pai por medo, por isso quando ele chegou junto de minha mãe eu não sabia o que fazer, entretanto, o mesmo me chamou em um canto e antes de tudo me abraçou e naquele abraço eu chorei. Chorei pelo seu apoio.

─ Filho, eu nunca irei julgar uma escolha sua. ─ Pegou em meu rosto depositando um beijo carinhoso em minha testa. ─ Você já é adulto e sabe o que é melhor para você e as crianças, Harry também é adulto e com certeza ele terá de arcar com as consequências. Depois eu quero conversar com esse menino. ─ Resmunguei.

─ Eu te amo! ─ Enxugou minhas lágrimas. ─ Quero ver meu neto! ─ Exclamou animado assim que viu minha mãe foi em sua direção já que a mais velha estava com meu filho em seus braços.

Meu marido descia com os gêmeos no braço, fui até ele para ajudar. Harry estava magnífico, de terno preto que modelava todos os seus músculos, desviei meu olhar quando o dele se encontrou ao meu, fitei meu pai que paparicava Eron.

─ Vamos! ─ Disse Belle. ─ Quero encontrar com meu namorado. ─ Todos olharam para a pequena que parou de puxar a calça do terno de seu pai.

─ Você não tem namorado, já valei que não quero que você namore. ─ Ela fez um beicinho e veio para meu lado. ─ Não adianta correr para seu papa. Vou ter uma conversa com os pais desse menino. ─ Saímos de casa com a filha e o pai de cara fechada e resmungando.

Pusemos as crianças no carro as dividindo entre o veiculo de minha mãe e o nosso, Harry dirigia com seu maxilar trincado enquanto apertava o volante do carro.

─ Nem adianta fazer essa cara, ouviu mocinha! ─ Fitou Belle pelo retrovisor e a mesma virou para a janela. ─ Está rindo? ─ Virei-me para ele e pus a mão na boca tentando esconder, o mesmo sorriu para mim deixando suas covinhas aparecerem.

Chegamos à festa com Eron em meu colo, Cloe no de Harry, Belle segurando a mão de minha mãe e Isaac no colo de meu pai. Os balões estavam em rosa e azul, e havia um bolo com as mesmas cores da decoração em uma mesa cheias de doce. Cada um de nossos filhos estava com um presente em mãos.

─ Olha se não é a família Buscapé! ─ Gritou Niall receptivo com uma cerveja em uma das mãos e com a outra pousada nas costas de Gemma.

─ Cada um trouxe um presente. ─ Informei, Belle foi a primeira a dar um abraço em Gemma e entregar o embrulho olhando para mim como se tivesse pedindo permissão para ir brincar, assenti a mesma partiu correndo.

─ Sem correr! ─ Ela diminuiu o passo sumindo no meio das outras crianças

─ Gem, não se esquece de convidá-los para o meu aniversário. ─ A mesma deu uma tapa em seu marido assim que desfizemos o abraço. ─ Eron está cada vez maior, nem parece que foi ontem que eu o vi. ─ Comentou o irlandês, Harry tencionou ao meu lado e Gemma falou com o bebê que só deu um pequeno resmungo.

─ E você nem parece o garoto que chegou a minha casa com uma blusa rosa de cueca e meias diferentes. ─ Quebrei o clima e pela minha risada Isaac começou a gargalhar.

A jovem Styles era professora de jardim, por isso, tinha muitas crianças correndo de um lado para o outro, adultos bebendo moderadamente conversando e olhando suas crianças. Eu estava conversando com Zayn e meus pais, Malik havia chego horas depois de mim e pela sua conversa demonstro nervosismo pela seção de reconciliação que teria amanhã, Harry estava com um copo de suco conversando com alguns pais observando Belle e um garotinho de olhos castanhos e cabelos cacheados ruivos. Estava tudo indo bem até uma pessoa chegar.

─ Está adotando crianças agora, Tomlinson? ─ Protegi Eron instintivamente quando reconheci a voz, olhei para a mulher de cabelos pretos e olhos verdes.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...