História The Game - Capítulo 5


Escrita por: e NightAngelBoy

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 1.678
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção Científica, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olaaa, mais um mês se passou e olha eu aqui, espero que gostem desse novo capítulo que ficou um pouco grande rsrs, melhor eu parar de falar... Fiquem com o capítulo my baby's

Capítulo 5 - Happy


Fanfic / Fanfiction The Game - Capítulo 5 - Happy

Acordo e vejo a sombra bizarra de um cara pequeno, até que uma hora essa sombra vem no meu ouvido e cochicha algo que parecia ser:

  -Parabéns.

  - Parabéns? Por que?

  - Parabéns pra você! Naquele momento o que era uma voz suave e aveludada transformam-se em berros de um homem gigante e estranho. Até que alguns momentos após isso, uma luz se acende, revelando bastante gente e gritando parabéns pra você. Demorei um pouco pra perceber o que estava realmente acontecendo.... Uma festa, pra mim, eu estava tão ligado nesse negócio de mistério da casa e dela ser assombrada e o caralho que esqueci de mim mesmo, dia 10 de novembro, dia em que o mundo sofreu um pouco mais. Piadinhas a parte, deu pra perceber que tinha bastante gente:April, Yuki, Sabrina, Peter, Yori, Mrs Gordon, Vinicius e mais uma caralhada de gente que não reconheço só de olhar. Logo a  April chega com o jeito inocente e certinho dela e diz:

  - Vem pra cá, separei um cantinho pra gente  ficar comendo pizza sem ninguém encher nosso saco

  - Okay. Ela me leva lá pro quintal e pega 3 caixas de pizza. Lá finalmente estávamos meio livres de todos, só tinha poucas pessoas lá, April sabe que odeio lugares apertados.

    Conversa fluindo, pizzas acabando, até que a conversa chegou em um ponto que eu não estava afim de falar sobre. A Giovana, uma velha amiga minha chegou e falou:

   - É aí Isaac, essa casa é mesmo assombrada??

   - Então Gih, como posso te explicar...?. April me interrompe dizendo:

   - Óbvio que não Giovana, isso é tudo lenda isso pra afastar as crianças.Após isso, a April parecia totalmente puta da vida,ela pega meu braço e me leva no quarto de hóspedes e diz:

   - Porra Isaac, Você perdeu a cabeça porra?

   - Como assim?

   - A Giovana é uma jornalista, uma das fofoqueiras fodidas, se ela descobre que essa casa tá com o capeta sinceramente fodeu!

   - Desculpa amor, mas.... Não grita comigo. Carinha de dó activated. - Sou um nenezinho.

   - Desculpa amor, fiquei bastante puta por um momento. Quando penso que a conversa iria morrer por ali mesmo a April diz:

   - Já sei!, que tal quando todos esses interesseiros mortos de fome irem embora, que tal na madrugada a gente ir nadar na piscina,... Provavelmente sem roupa...

   - Ótima ideia amor, aí eu ligo a Hidro, pode ser legal. No momento chega o Peter no quarto e do jeito mais idiota do mundo ele finge que não entrou, tipo  quando você entra na casa ou no cômodo errado e tenta sair sem que ninguém perceba, mas ele  falhou miseravelmente:

    - Peter, a gente sabe que você tá aí.

    - Ai que merda, não queria atrapalhar a pegação...

    - Relaxa, a gente não tava se pegando. April logo me completa:

    - Ainda não!. Rimos por um tempo e saímos de lá parecendo dois bêbados que acabaram de se comer, estava até engraçado, até que o Yuki inventa de falar que a gente tava se pegando e foi uma putaria do caralho.

       Quando maioria do povo que só liga pra mim no  meu aniversário foi embora, sobrou só eu, April, Yuki, Yori, Guilherme, Vinicius, Peter, Sabrina e a Giovana. Já estávamos completamente cansados, até que peguei meu celular, coloquei uma música da Playlist de initial D, tomei um copo de café e... Só vai.Vou limpando a sala, onde todos estavam, até que todos ficam inspirados com minha agitação, e todos começam a limpar a casa, foi lindo mesmo.

    Depois de uma hora ou até menos, terminamos, e o Yuki chega na sala um pouco assustado e coloca o jogo em cima do sofá e todos se reúnem ali. Ouço um copo se quebrar ao fundo, obviamente o Peter super puto da vida diz:

    - A gente precisa jogar essa porra agora!

    - Não cara, a Giovana tá aqui, ela vai fofocar pra imprensa e essa casa vai ficar lotada de maníacos filhos da puta querendo saber a história e mais um monte de merda sobre essa casa

    - Okay, vamos fazer alguma coisa pra tentar dar um sono nela e jogamos e essa merda de manhã sem falta! No momento a Giovana chega na sala e diz:

    - Nossa, vamo desestressar, sei lá...

    - Que tal a gente ir nadar na piscina?. Todos repetem em um conjunto super lindinho:

    - Piscina! No momento cada um vai pra um canto pegar alguma roupa adequada pra ir pra piscina, eu como nada bobo que sou fui logo ligar a hidro que fica praticamente atrás da casa, era uma noite tão boa e maravilhosa, nem parecia que eu havia nascido nesse mesmo  dia há 27 anos atrás, é até engraçado pensar nisso. Depois que eu tiro minha camisa e pego um velho calção de banho, no momento todos esperavam com os pés na água o meu sinal tipo:"pode entrar",abro a porta que separa o quintal da sala e falo:

    - O Que vocês estão esperando? Por que disse isso, só foi falar que todos pularam na água, menos a Sabrina, fiquei indignado com aquilo, por que ela tinha passado um creme que ela chama de:Protetor Lua e estava com um pequeno guarda chuva bonitinho, logo eu sento do seu lado e digo:

    - E aí, não vai curtir a piscina quentinha com o pessoal?

    - Isaac, eu preciso contar uma coisa importante

    - Sou seu amigo, pode contar

    - Eu tenho... Medo de água...

    - Por que?

    - Vou te contar uma história bem triste, porém real.

    - Okay, estou preparado

    - Bom, não sei se você sabe, mas eu nasci no Japão, uma garota prematura de 8 meses,Eu realmente nasci num país onde tava rolando umas merdas do caralho, minha família e eu vivemos por 16 anos em um esconderijo pois rolou que uma usina nuclear foi explodida por que um filho da puta que não tinha o que fazer explodiu a mesma. Tínhamos medo de sair de lá porque a radiação era muito alta, até que um dia quando eu tinha 16 para 17 anos, um cara entrou na nossa "casa" e me raptou, e me levou pra um puta lugar esquisito onde eles me abusaram, me usavam e me faziam de objeto

      - Okay Sabrina, mas oque isso tem haver com ter medo de água.

      - Então, quando eu fazia uma coisa que não devia, eu entrava em um castigo chamado:Linda sereia, que consistia em me colocarem em um fundo de um tanque gigante de água por exatamente 1 minuto e meio. Até que uma vez eu cuspi na cara de um dos filhos da  puta e fui condenada a "linda sereia" eu estava sentindo que ia morrer ali, fechei meus olhos e ouvi o tanque se quebrar, era o Peter, ele me tirou de lá, salvou minha vida, e desde aí fiz uma dívida para minha deusa que iria o proteger de qualquer coisa.

     - Linda história... Até me emocionei aqui, eu sempre pensei que você conheceu Peter numa boate ou sei lá o que.

     - E é por isso que eu tenho medo de água, não sei nadar também.

     - Okay, já que você não quer, não posso te obrigar a nada. Tomei uma certa distância, fui para o outro lado da piscina e dei um mortal carpado com um giro mais 2 rodadas de lado(Mentira, isso só na minha imaginação)o resto daquela noite foi bem legal, normal e só com amigos de verdade, coisa que eu mais amo.A última coisa que eu lembro é de todo mundo indo dormir, cada um em um canto, e a bela cena de eu deitado na cama e a April subindo em cima de mim falando:

  - Parabéns pelos 27 anos amor, sonhe comigo.

        Novo dia, começando novamente, dessa vez quando acordei April não estava lá, provavelmente ela já estava tomando café com todo mundo. Uma bela surpresa, ninguém estava em casa, espero eu que tenham levado a Giovana de volta pro aeroporto pra ela encobrir alguma fofoca do século, algo que sempre acontece, as vezes eu lembro do que a gente fazia juntos, eu era o fotógrafo dela, nós se metiamos em cada merda, era até engraçado. Decidi ir tomar café da manhã com o que tinha, três pães, meio litro de café, 1 caixa de leite, queijo e manteiga. Comi os pães e fiquei tomando aquele meio litro de  café sozinho. Até que depois de quase ter tomado a jarra de café inteira, resolvi ir a caixa de correio pra ver se tinha alguma coisa. Eu fui lá, abri e vi um envelope preto, achei estranho, e como gosto de coisas desse tipo, logo abri e vi que estava em vermelho todas as letras, deveria ser um  convite pra alguma coisa:

    - Você tentou  se esconder de mim, mas adivinha só... Eu sou ótimo em esconde esconde.Vi mais abaixo que estava escrito:

    - Você irá morrer Isaac, junto com todos seus amigos! E tome cuidado com oque colocam na sua bebida.... Depois de ler aquilo começo a ficar tonto, com uma enorme fraqueza, por uma incrível sorte vejo o carro que o Peter alugou chegando, já me arrastando chego ao carro que quase me atropela, e rapidamente vem o Yuki pra me ajudar, era ele quem sempre estava quando alguma merda. Eu caí no chão e apaguei.

      Acordo num lugar sei lá, escuro,logo em seguida, vem a April e toda felizona me dá um abraço e diz:

      - Até que enfim você acordou, seu preguiçoso, dormiu a tarde inteira

      - Fico feliz por ter acordado

      - É, o Yuki disse que você estava com a pressão super baixa, estava todo branco, pálido.

      - Eu recebi uma notícia não tão legal.

      - Me conta meu amor.

      - Melhor não. Me levanto. - Tenho que contar pra todo mundo....Saio do quarto, chego na sala e vejo que estavam todos no sofá, todos me olham de um puta jeito estranho e eu com uma cara de determinado do caralho digo :

      - Precisamos jogar o jogo... Agora!


Notas Finais


Bom, se você chegou aqui, um prêmio por ter lido esse capítulo gigante. Até mais meus leitores misteriosos que nunca comentam,Byeeee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...