História The Ghost - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Fadas, Fae, Fantasia, Fantasma, Lobisomem, Magica, Sereia, Tritão, Vampiro
Visualizações 68
Palavras 1.694
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi amores, tudo bem com vocês?
Me desculpem pela demora, eu acabei queimando minha mão na quinta feira da semana passada e fiquei meio inútil por uns dias por causa da atadura e também por que doía bastante, mas já estou de volta e ai vai mais um capítulo para vocês, eu vou entrar em período de provas agora mas não se preocupem por que como as semanas são mais livres durante as provas eu vou conseguir postar normalmente.
Espero que vocês gostem desse capítulo e ah... tem mais um recadinho lá embaixo.

Capítulo 7 - Lobo Mau


Fanfic / Fanfiction The Ghost - Capítulo 7 - Lobo Mau

- E o que um graveto faria contra mim ? Posso saber? 

A voz soava ameaçadora e assustadora, acho que eu não quero mais saber quem está escondido, sem pensar duas vezes atiro o graveto para a frente na tentativa de distrair o ser escondido e saio correndo, as árvores passam ao meu lado como borrões, eu não faço a minima ideia de para onde estou indo mas qualquer lugar longe do dono da voz seria maravilhoso.

Escuto atrás de mim os barulhos dos passos dele atrás de mim, tão rápido, sua respiração forte me diz que ele não está tão longe, no que eu estava pensando quando entrei nesse bosque? Eu devo ser idiota para errar tão feio assim.

Sinto uma dor forte em meu tornozelo direito e caio no chão como uma fruta podre cairia da árvore , só então vejo as raízes proeminentes de árvore, começo a me arrastar pelo chão na tentativa de achar um lugar para me esconder ali mesmo e então a sombra dele cai sobre mim.

-Tola - sua voz soa um pouco mais relaxada , abaixo a cabeça sem querer olhar para ele - Você tem sorte que sou eu, você podia ter morrido, tem noção de quantos animais e criaturas existem nesses bosques ? Você está machucada ?

Ele se abaixou ao meu lado e eu finalmente olhei para ele,pouco a pouco, primeiro a calça camuflada, a regata canelada branca , o casaco vermelho aberto, seu rosto triangular, seus lábios finos, os olhos verdes reluziam como pedras preciosas em meio aquela escuridão , seu cabelo castanho caia de leve em sua testa e seu corpo irradiava calor para mim mesmo estando um pouco afastado.

- E-Eu estou bem - engoli em seco - Ken,certo?

-Uhum, lobisomem líder da matilha as suas ordens - ele se levantou e estendeu a mão fazendo uma pequena reverência - permite que eu acompanhe a senhorita até seus aposentos?

Aceitei sua mão de bom grado, então ele era um lobisomem, eu deveria anotar os olhos ridiculamente brilhantes na minha lista? Senti um calafrio percorrer meu corpo, dessa vez ocasionado pelo frio , e involuntariamente cruzei meus braços para tentar me aquecer, ao ver que eu estava tremendo de frio  Ken tirou seu casaco vermelho e colocou em meus ombros puxando o gorrinho para cima da minha cabeça.

-Chapeuzinho vermelho - ele posicionou a palma de sua mão em cima da minha cabeça - vou te chamar assim agora.

-Obrigada - ri de leve -você é bem gentil.

-Só estou ganhando a sua confiança, é assim que o lobo mau trabalha , não é? - dei um passo para trás e cai novamente no chão, Ken irrompeu em uma gargalhada extremamente alta e me ajudou a levantar novamente - estou apenas brincando, a propósito , aparentemente você fica bem usando minhas roupas, devo fazer disso um costume ?

-E-er... - senti minhas bochechas corarem e vi quando as dele também adquiriram o tom rubro.

- Quero dizer- ele tentou concertar gaguejando - tipo, você pegar minhas roupas emprestado, por que você não tem roupas e eu tenho algumas roupas pequenas e até mesmo as grandes se você quiser, não vamos brigar por isso, pode escolher a peça que quiser e...

-Obrigada ,Ken - eu disse sorrindo com a enrolação do garoto - mas duvido que a Rosalya vá deixar que eu continue usando suas roupas para sempre.

-Entendo, acho melhor a  gente ir , já está muito tarde para uma garotinha como você está fora da cama.-Começamos a caminhar mas eu sentia uma forte dor no calcanhar e resolvi avisar para ele , ele se abaixou um pouco e me deixou subir em suas costas - você deve ter dado um mal jeito , vou pegar umas compressas para você e deve estar curada até amanhã.

-Você é realmente muito legal Ken - o cheiro que vinha dele era amadeirado e natural, quase como cheiro de natureza durante a chuva - a quanto tempo você está aqui?

- Um ano .

- Essas roupas...?

-Sim, são de um ano atrás, eu cresci bastante.

- Isso é coisa da espécie? - soltei um bocejo e deitei minha cabeça em seu ombro.

-Não ,alguns de nós já nascem fortes , eu só demorei para me desenvolver .

-Você me lembra um antigo amigo meu , queria saber como você era antes dessa transformação.

-Você realmente não... - Ken parou de falar no meio da frase e eu não tinha energia para perguntar o que ele queria dizer.

 

- ACORDA ,PRINCESA! - Puxei o travesseiro e enfiei minha cabeça embaixo dele - Nathaniel não vai ficar nem um pouco feliz se você se atrasar.

- Bom dia ,Rosa - me sentei prendendo meu cabelo, senti um peso estranho na perna e levantei o cobertor para ver o que era, uma compressa vermelha estava apoiada no meu calcanhar ,peguei ela em minhas mãos e vi uma mensagem escrita com caneta permanente nela.

" Bom dia ,Chapeuzinho vermelho, espero que você tenha tido uma ótima noite de sono,  da próxima vez que for andar no bosque pegue a trilha e tome cuidado para ter certeza de que não está sendo seguida.

XOXO Lobo mau,"

Sorrir ao ler a mensagem deixada por Ken e me levantei para enfrentar o meu segundo dia de aula.

 

- Para a próxima aula eu quero que vocês leiam os capítulos dois e três do livro - o sinal havia acabado de nos salvar da aula de filosofia - até semana que vem alunos.

Me levantei da cadeira pegando o papel e caneta que Alexy havia me emprestado, logo senti o braço pesado dele em meus ombros.

- Ahr , essa velha me faz acordar cedo toda quinta-feira para nada , nunca consigo prestar atenção na aula dela.

- Eu gosto de filosofia - respondi franca - sempre foi uma matéria que eu acabava me dando bem.

-Ótimo, é de você mesma que eu vou colar esse ano - ele respondeu rindo - agora vamos almoçar, se eu ficar mais um minuto aqui eu vou acabar comendo a madeira das mesas.

 

- Eca, bolo de carne de novo - reclamou Armin pegando a bandeja e guardando o video game no bolso - odeio isso.

- Pare de reclamar menino - a moça da cantina olhou para mim - você é Zoe né? Bom , deve ser , quantas pessoas com olhos lilás nessa escola existem  ? De qualquer forma, me pediram para te entregar isso.

-Obrigada - observei atentamente os biscoitos de gotas de chocolate no prato a mais em minha bandeja - quem pediu, falou mais alguma coisa? 

- Ele falou para você se encontrar com ele na área externa , você tem sorte, já vi rapazes darem comida ou porções extras para garotas várias vezes aqui, mas nunca o menino Kentin, é a primeira vez.

- OQUE ?! - Alexy gritou escandalosamente quando eu contei para ele quem havia mandado os biscoitos uma vez que a gente já tinha conseguido uma mesa - você tem que ir encontrar com ele agora ! 

- Encontrar com quem ? - A voz grave de Castiel atrás de mim fez com cada pelo do meu corpo se arrepiasse.

- Ninguém - comecei a dizer - é só que...

- Ken pediu para encontrar com ela la fora - terminou Armin - não vejo nada demais nessa situação.

-Hum - Castiel bufou sentando ao meu lado e roubando um biscoito - e você vai?

-Claro que ela vai - Alexy respondeu por mim 

-Não sei - eu corrigi - mas posso saber por que você quer saber? 

- Bom, você prometeu que ia me ajudar com aquilo hoje - ele respondeu me olhando de lado - odiaria que ele atrapalhasse os meus planos.

- Acho que eu deveria ir agora então - respondi me levantando - bom almoço para vocês , me procure mais tarde ,Castiel.

Caminhei com passos firmes por entre as mesas me dirigindo para o corredor procurando pela outra saída ,eu tinha quase certeza que a porta que dava para a trilha não era muito longe do corredor central , parei no cruzamento entre dois corredores, olhei para a esquerda e era um corredor fechado no final, olhei para direita e finalmente vi a porta ,quando fiz menção de seguir o meu caminho uma mão grande se firmou em meu pulso e me puxou para o vão onde se localizavam os bebedouros , seu corpo forte me prensava contra a parede  e suas mãos prendiam as minhas na altura da minha cabeça.

Sua boca macia encostou na minha e deixei que ele aprofundasse o beijo logo de cara ,estar escondendo isso de todos deixava a situação mais sexy, o perigo de alguém nos ver fazia com que o beijo se tornasse ainda mais gostoso que na tarde anterior, mordi seu lábio de leve e cortei o beijo.

- Alguém pode nos ver  - eu disse cochichando em sua orelha - o que aconteceu , Castiel ? Ficou com ciumes ?

- Ninguém vai ver - ele respondeu roçando o nariz em meu pescoço - mas esqueça aquela história de sem exclusividade, você é minha e nunca gostei de alguém mexendo nas minhas coisas, não deixe que o Ken faça nada com você.

- Novidade Cass - eu disse me desvencilhando dele - você é o único apressado aqui, e outra coisa, eu não sou sua, não sou e nunca mais serei de ninguém.

Sai andando confiante do corredor escuro e quando cheguei na entrada do corredor de frente a ele me virei observando um Castiel atônito ainda parado no mesmo lugar.

- Ah, só mais uma coisa  - eu disse - você falou que precisava de um favor meu , eu sei que é mentira, mas eu preciso de um favor seu, me encontre no telhado hoje por volta das nove horas.

Andei mais um pouco de costas vendo a expressão de Castiel ir de raiva, para confusão , divertimento e por ultimo indiferença  e só então me virei de costas para ele e comecei a correr em direção à trilha.

 


Notas Finais


O que vocês acharam?
Bom , como já deu para perceber alguns dos meninos já apresentaram um certo interesse na Zoe, nos próximos capítulos eu pretendo mostrar um pouco mais da interação dela com aqueles que ainda não tiveram muito destaque e também falar do passado dela e apresentar um pouco mais do mundo sobrenatural.
Mas o que eu queria realmente dizer é que eu queria tentar alguma coisa nova e ai eu tive a brilhante ideia de me aproximar um pouco do jogo.
Antes a Zoe ia ter apenas dois interesses amorosos mas ai eu pensei " Por que ter dois se ela pode ter cinco? " , então eu resolvi que assim como no jogo os meninos vão sim ter interesse amoroso nela e VOCÊS vão escolher com quem ela deve ficar, tipo , ela deveria se aproximar do Ken e deixar o Castiel de lado ?
Me digam o que vocês acham dessa possibilidade.
Amo vocês e espero que vocês tenham um ótimo fim de semana .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...