História The Gift - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 1
Palavras 411
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Capítulo 11: Pedindo um favor


Jack: Beleza. Nem marcamos lugar pra nos encontrarmos, então... Voltei aqui. Vai que ele aparece. Talvez seja isso o que ele queria.

James: Mas não é que você é esperto? Vamos logo falar dos negócios, eu tô atrasado pra um compromisso. Seguinte, tem uma pessoa que eu tô caçando que estuda na sua escola. Quero que você investigue ele, reúna o máximo de informação que conseguir. O nome dele é Brayan. Não sei o sobrenome.

Jack: Mas... Droga, ele foi embora. Tudo bem, vou ver esse cara. Vai ser bom pra ganhar a confiança do James.


Jack procura Brayan pela escola e investiga ele. Até que na saída...


Maria: Tchau, Jack!

Jack: Tchau, Maria!

Brayan: Aí, mano. Beleza? Tava vendo q cê tá me seguindo... O que você quer? Vai levar outro murrão na boca, que nem o Rafael deu aquela vez?

Jack: Nada, não. Fica de boa, aí.

Brayan: Vamos lá na quadra resolver isso. Aqui é muito aberto.

Jack: Não, mano. Daqui a pouco eu tenho que vazar.

Brayan: Vem agora.

Jack: Ah, é? Tá bom.


Os dois se dirigem à quadra.


Brayan: Então... Vai me contar ou apanhar?

Jack: Eu já disse que não era nada. 

Brayan: Eu sei que tem algo. Fala. Não me faça te bater.

Jack: Rapaz... Quero ver você encostar um dedo em mim.

Brayan: Eu avisei *avança um soco em sua direção*

Jack: Tá bom. *Usa o poder para manipular e quebrar a mão dele*

Bryan: Ai! Seu... Filha da puta!!

Jack: É "filho da puta". Não me perturbe novamente.

Brayan: Cê não sabe com quem tá mexendo!

Jack: Eu te digo o mesmo. *Diz, saindo*


Mais tarde...


Jack: Cadê esse viado?

James: Eu sou hétero.

Jack: "Coé", tá achando que é o Batman pra ficar aparecendo e desaparecendo toda hora?

James: Fica manso. Eu gosto de ser misterioso.

Jack: Tá, tá. Eu realmente levei a investigação a sério.

James: Passa pra cá.

Jack: O caderno que eu vi ele anotando coisas. As imagens estão no meu celular.

James: Dá o caderno e liga o Bluetooth do celular.

Jack: Bluetooth? Sério? Passa seu número aí.

James: Não vou te dar meu número. Você ainda trabalha pra Erica.

Jack: Confia em mim, vai.

James: Ainda não. Vai precisar ganhar mais a minha confiança. Não esqueça que eu sei tudo o que você faz online e offline.

Jack: Puta merda. Mas meu celular acabou a bateria.

James: Não tem problema. Amanhã, você volta com bateria pronta. Agora, vai embora, logo.

Jack: Carai, tu é foda, mesmo...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...