História The Girl Suicide - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 38
Palavras 486
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá leitores. Eu sei que já estou até a tampa com outras fics, mas eu não me segurei em postar essa.

Eu não sei porquê, mas minha criatividade só volta para coisas melancólicas! Então me veio essa ideia na cabeça, e aqui estou eu agora.

Que fique claro: essa é uma fic fictícia baseada em fatos reais. Qualquer coisa semelhante, ou que se identifique, é mera coincidência.

Sem mais enrolação, vamos ao capítulo.

Capítulo 1 - Como tudo começou


Olá, como devem saber, eu sou(ou era) Katherine. E estou aqui para contar a minha história.

Não vou explicar nada, porque ao longo da história irão entender tudo.


Quinta-feira, 05/Fevereiro de 2004(Estamos em 2018). Nascimento de Katherine.

Era um dia de grande alegria na família Boss, pois a segunda filha do casal havia nascido. Claro, era a notícia do ano, afinal, os Boss eram uma grande família de empresários. Donos da empresa Celeste Sky, onde comerciavam tecidos finos e caríssimos. 

Às 05:45 da manhã, aquela menina nasceu. Aquela menina tão fofa, pequena e frágil. Aquela menina não sabia, mas no futuro seria a desgraça da família. Aquela menina era eu.

Bem, eu tinha um irmão de 7 anos. Seu nome era Alex. Possuía cabelos castanhos e olhos verdes, dos quais puxara da mãe.

Ele não parecia feliz com minha chegada. Acho que como todo irmão ou irmã mais velha, ele saberia que eu receberia mais atenção.


Alguns anos se passaram, eu agora tinha 5 anos e meu irmão 12. Foi nessa época que ele começou a implicar comigo e colocar a culpa de seus erros em mim.


Katherine: Alex, o que é isso? - perguntei. Ele carregava um saquinho de "bombinhas" -

Alex: Você não sabe? São balinhas... Quer provar uma? - disse com uma expressão de deboche, que na época eu achava que era como se ele estivesse me desafiando -

Katherine: Bala? Eu quero! - digo entusiasmada, dando pulinhos de alegria -

Ele tirou uma bombinha do saquinho e me deu. Ele foi esperto; tinha a cor rosa. Quando eu iria colocar aquilo na boca, minha mãe aparece e ele logo grita:

Alex: KATHERINE, ISSO NÃO SE COME MENINA! TIRA ISSO DA BOCA! - ele grita, e eu fico sem entender nada. Ele me falou pra comer aquilo -

Alícia: MINHA FILHA! TIRA ISSO DA MÃO! - ela grita e eu jogo a bombinha longe, e quando atinge o chão, explode. Me assusto. Meu irmão me faria comer aquilo? "Por que ele mentiu pra mim?" era o que eu pensava -

Alícia: Minha filha, por que pegou aquilo? Pode machucar... - disse minha mãe acariciando meus cabelos. Mas quando ia responder, meu irmão me interrompe -

Alex: Eu tentei dizer à ela. Mas é muito teimosa!

Katherine: Mas... Alex, você pediu pra 'mim comer, não era uma balinha como você disse? - digo isso e minha mãe se espanta -

Alícia: Você falou pra ela que isso era uma bala? Onde você estava com a cabeça Alex? - ela diz enfurecida e pega o pacote de bombinhas da mão dele - Já para o seu quarto, e não saia de lá até eu mandar!

Vi ele ficar vermelho de raiva. Quando ele passou por mim, sussurrou algo para que apenas eu ouvisse. "Eu te odeio, Katherine". Foram exatamente essas as palavras.

No começo não me importei. Achei que ele voltaria a falar comigo. Mas mal sabia eu, que ali, bem naquele dia, começaria meu pesadelo. Pesadelo esse, que me levaria à morte.


Notas Finais


Esse foi o começo da história, espero que tenham gostado.
Comentem e digam o que acharam, isso ajuda a saber se devo continuar ou não.
Críticas construtivas são bem vindas, assim como favoritos.

Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...