História The Glasses - Sebaek - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Tags Baekhyun, Exo, Lemon, Sebaek, Sehun
Visualizações 215
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ME PERDOA PELA DEMORA!
ALGUÉM ME DOA VERGONHA NA CARA QUE EU TÔ PRECISANDO.
Culpem meus professores ;-;

Está para sair mais alguns plots :v dois são Sebaek e dois são surpresa :3

Chega de enrolação!

Boa leitura! <3

Capítulo 2 - Capítulo 1- Quem você acha que é coração?


Sabe quando você apenas queria fechar os olhos e fazer cosplay de uma pedra? Então, este sou eu agora, apenas queria poder dormir em paz, mas não! Aquele cara que me ajudou invade meus pensamentos assim que fecho os olhos. Quem ele pensa que é pra fazer isso comigo? Certo, certo. Ele não tem culpa, mas poxa, eu só quero dormir. Seria pedir de mais uma boa noite de sono?

Como eu vi que não teria jeito de dormir, o que eu fui fazer? Exatamente, stalkear ele!

Deixei meu computador ligando e fui assaltar a geladeira. Desci as escadas de minha casa e fui em direção da cozinha, chegando lá abri a geladeira e tirei três garrafinhas de Toddynho, fechei a porta da geladeira e abri o freezer tirando de lá um pote de sorvete, abri um dos armários pegando um salgadinho e o segurei com a boca, peguei uma colher para poder comer meu delicioso sorvete. Depois desse assalto básico a cozinha, subi as escadas e fui para meu quarto.

Assim que entrei no meu quarto, fechei a porta com o pé e coloquei as comidas em cima da minha escrivaninha. Vesti um moletom – já que estava fazendo frio, muito frio. Me sentei na cadeira e coloquei meu headset, abri uma página no navegador e entrei no Facebook, digitei o nome de Kyungsoo no "search" e adivinhe, era Kyungsoo mesmo, sou um gênio, podem aplaudir. Por uma grande sorte eu podia ver quem ele tinha de amigos, e lá estava ele, o deus grego, digo tio de Kyungsoo. Entrei no Facebook de "Oh Sehun" ou seja, tio de Kyungsoo, sou muito stalker, quero meu prêmio! Comecei a stalkear ele, e gente, eu teria um infarto a qualquer momento, ele postava umas fotos que eram simplesmente um tiro certeiro no coração, sou de ferro não!

[...]

Acordei com minha mãe me chamando "amigavelmente".

— BYUN BAEKHYUN OU TU LEVANYA AGORA OU EU ARRANCO TEU COURO E FAÇO UMA BOLSA PRA' MIM! — Eu disse, amigavelmente né?

Me levantei já que eu não queria virar uma bolsa. Coloquei meu óculos, já que sem ele o mundo é só um borrão. Fui até o banheiro e tirei o óculos para lavar meu rosto, o lavei e coloquei meu óculos novamente, escovei vagarosamente meus dentes. Saí do meu banheiro abri o closet, tirando de lá um uniforme limpo, coloquei-o e arrumei minha mochila.

Depois de todo um "ritual" feito, finalmente abri a porta de meu quarto, dando de cara com minha mãe impaciente.

— Que bom que tu saiu, estava prestes a arrombar essa porta! — Minha mãe usando suas ameaças polícias contra minha pessoa — Vamos, o café está pronto — Bipolar hein?

Fomos em direção da cozinha, deixei minha mochila sobre o sofá e me sentei ao balcão juntamente a ela. Minha mãe havia feito ovos mexidos com bacon e suco de maracujá. Começamos a comer e a conversar:

— Que cheiro bom! — Minha mãe é uma das melhores cozinheiras que eu conheço, não sei porque ela é policial.

— Claro né, fui eu que fiz — Me mandou um beijo no ar.

— Desculpa aí né! — Como éramos só eu e ela nossa relação era muito boa, mesmo ela trabalhando bastante sempre arranjava um tempo para mim.

— Aqueles garotos ainda te incomodam? — Não, que isso…

— Imagina… — Ironia dez de dez.

— O que eles fizeram dessa vez? Eu já disse pra tu me falar! EU VOU ATACAR UMA 'CHINELA NA CARA DELES! — Melhor mãe.

— Me empurraram e meu óculos caiu… Só que um cara me ajudou e ameaçou os moleques lá — Amém Oh Sehun.

— Sabe o nome? Vai que eu conheço… Era bonito? Se era já recomendo que você 'pegue… — Meu santo G-Dragon… Mais safada que eu.

— Mãe! Talvez um pouco bonito… Só um pouco.

— Ah, e eu sou o Batman rosa — Nossa, desculpa né.

Tomamos nosso café juntos e ela me deixou na escola antes de ir para a delegacia. Ótimo, lá começa o inferno, opa, digo aula. Vou até a sala e vejo que sou o segundo a chegar, também, minha mãe me deixa na escola sempre cedo. Além de mim só Kyungsoo havia chegado.

— Hey, você é o Baekhyun né? — Eita, ele fala?

— Sou — Gente, sou muito tímido me 'helpa!

— Meu tio me falou o que aconteceu com você ontem. E disse para eu avisar ele quando isso acontecer de novo — Opa, aí gostei.

— Ah, precisa não — Vergonha tudo bem? A quanto tempo.

— Você não tem muito amigos certo? — É tão óbvio assim?

— Sim, a maioria daqui são uns babacas — Na sua cara estava estampado "e eu?" — Já você não sei, você é bem quieto — Primeira conversa minha que dura mais de um minuto.

— Também acho ele uns babacas por isso sou quieto, mas eu tenho uns amigos, porém não estudam aqui.

Ficamos conversando até a aula começar e descobri que Kyungsoo é uma pessoa muito legal, mesmo com seu jeito quieto.

[…]

Kyungsoo e eu passamos o recreio juntos, realmente espero que fiquemos amigos. Depois que o recreio acabou fomos para a quadra onde tivemos aula de educação física, vulgo ficar sentado na arquibancada fazendo vários nada.

[…]

Finalmente o final da aula! Seria um milagre? Já tinha peguei o número de Kyungsoo, poxa, meu primeiro amigo na escola, tô feliz.

Estávamos saindo da escola, porém Kyungsoo começa a a procurar algo em seus bolsos.

— Hey me espera? Eu esqueci meu celular na quardra. Vou lá buscar! — Disse e saiu correndo.

A quantidade de alunos já havia diminuído, e muito, fiquei esperando Kyungsoo, porém uma voz conhecida adentra meus ouvidos, fazendo um arrepio correr pelo meu corpo.

— Hey, você por acaso não viu o Kyungsoo? — Oh Sehun, como você consegue ser tão lindo.

— Ele esqueceu o celular na quadra e foi lá buscar, estou só esperando ele — Acho que tô corado, e ele riu. Maldito! Só não bato porque é lindo demais pra perder tempo batendo enquanto eu poderia estar apreciando sua beleza.

— Você é fofo — Ótimo, dá até pra fritar um ovo em minhas bochechas agora.

— Oi tio! — Kyungsoo salvador da pátria! — Vocês já se conhecem? Baekhyun, esse é meu tio Sehun — Apontou para o deus grego — Tio, este é Baekhyun — Assenti, ai que vergonha!

Nos despedimos e comecei a ir em direção de minha casa. Meus pensamentos seriam atordoados novamente pelo ser humano maravilhoso, digo Oh Sehun. Novamente não teria uma boa noite de sono.

 — Meu coração acha que é uma mão para bater rápido agora! Ignorem este comentário… — Pensamientos idiotas.


Notas Finais


Espero que tenham gostado :3
Comentem :v isso me deixa muito feliz e você não irá perder nenhum membro de seu corpo e não perderá a memória :3 ou seja :v não custa nada fazer outra pessoa feliz certo?

Caso queiram esses plots novos que falei nas notas do autor falem ok? :v sjjajxjs juro que vou atualizar tudo certinho hdjsjd

Bjs
Vlw
Flw
E
Fuii

~Luliz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...