História The Gods Must Be Crazy - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, TWICE
Personagens BamBam, Chaeyoung, Dahyun, Jackson, JB, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jihyo, Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Jungyeon, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sana, Tzuyu, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Deuses, Gravidez Masculina, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Lgbt, Sexo Entre Homens
Visualizações 14
Palavras 2.237
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui está mais um capítulo fresquinho para vocês, espero que gostem.

AVISO -> Vou ficar sem internet por alguns dias, então talvez eu demore muito para atualizar a fic.

Sem mais delongas, Boa Leitura!

Capítulo 4 - Um Dia Quase Normal


Fanfic / Fanfiction The Gods Must Be Crazy - Capítulo 4 - Um Dia Quase Normal

Um Dia Quase Normal

~~~

 

A garota estava sentada ao lado de Jungkook, conversando com ele de forma um tanto que estranha. Seus cabelos eram na altura dos ombros finos da mesma e, assim com Hoseok, tinha cabelos alaranjados. Usava uma camisa social branca, calça jeans escura e botas pretas.

Não muito tempo depois o professor de física entrou na sala.

*

As aulas estavam entediantes, mas finalmente, o sinal bateu, avisando que era a hora do intervalo.

Olhei para trás e vi que Mina tentava paquerar Jungkook, de alguma forma, acabei sentindo uma faísca de raiva em meu ser quando vi os olhares dela para o moreno. Levantei-me, Jungkook me olhou um pouco confuso, ignorei-o e sai da sala.

Estava perambulado pelos corredores de um lado para o outro em busca de Hoseok, que não estava em sua sala. Algum tempo depois, já exausto da minha procura pelo alaranjado, resolvi ir à biblioteca sem nada em mente, apenas para me sentar em algum lugar e não ser perturbado por... Por aquele demônio.

Entrei na sala lotada de prateleira repletas de livros, comei a caminha observando os nomes dos mesmo, parei em frente a um grande livro com um tipo de escrita um pouco diferente. Peguei-o e procurei um lugar para me sentar.

Estava observando as várias imagens desenhas no livro, ele falava um pouco sobre mitologia lendas, apesar de nunca ter gostado muito sobre os assuntos, não estava afim de parar de observa-lo.

Acabei ficando um tanto surpreso com o que acabará de ver entre uma das páginas amareladas, havia uma rosa vermelha, que antes deveria estar linda e majestosa, mas que agora se encontrava murcha e amassada.

Peguei-a com todo cuidado e fiquei olhando a mesma por algum tempo, lembranças de Bambam vieram à minha mente, pois aquela rosa... Fora eu quem havia guardado a mesma ali, eu havia recebido dele.

Ainda estava segurando flor quando pude sentir mãos em meus ombros, não me virei, sabia que era Hoseok. Ele com certeza iria brigar comigo pelo fato de eu ter não estar com o novo hóspede de minha casa, mas eu não iria atrapalhar o momento de cortejo entre ele e Mina.

- Lembra dessa flor? – Perguntei o olhando a mesma.

- Como eu poderia esquece-la, se fui eu que te dei...? - Respondeu calmamente

Um silêncio se estabeleceu ali, não tive coragem de responder aquela voz. Por que...? por que tinha que ele...? Não era Hoseok... Era o próprio BamBam!

Por um momento pensei em sair correndo o mais rápido que podia para fora daquela biblioteca, mas eu não daria aquele gostinho à ele, não faria aquilo de forma alguma, não iria me humilhar por ele.

Não queria me virar, não queria olha-lo, apenas desejava que Hoseok estivesse ali comigo para me ajudar, para me proteger de BamBam. Mas ele não estava...

Ele girou a cadeira, me fazendo olha-lo de qualquer forma, não pude deixar de reparar em seus cabelos, que agora estavam vermelhos e não mais negros como costumava ser.

- Não vai dizer nada? – Permaneci em silêncio, apenas o observando seriamente – Tudo bem...

Ele aproximou seu rosto ao meu, quase me fazendo sentir sua respiração, tentei me desviar de seu rosto, mas foi em vão, pois ele segurou o meu e selou rapidamente nossas bocas. Eu estava quase cedendo ao seu beijo, quando ouvi uma inconfundível. Era Jungkook.

Ele empurrou BamBam para longe de mim, eu não entendia o por que dele estar fazendo isso, ele não o conhecia... Ou conhecia?

- O que pensa que está fazendo seu idiota? – Disse BamBam, com tom de voz alterado

- Não é obvio? Estou tirando você de cima dele. – Disse firmemente

- Eu ouvi falar de você, o aluno novo, Jeon Jungkook... Quem você pensa que é? – Ele não estava mais com a voz tanto alta, mas ainda podia sentir a raiva em suas palavras.

Jungkook ficou em silencio por algum tempo, quando o olhei, ele apenas segurou meu queixo e me beijou calmante ali.

- Acho que agora você tem sua resposta. – Disse encarando o de cabelos vermelhos

Antes que BamBam pudesse dizer ou fazer algo, Jungkook segurou minha mão e me começou a caminhar para fora da biblioteca. Fomos para a quadra, onde Hoseok estava com Park Jin Young, meu irmão, que chamo de Junior por ser alguns meses mais novo que eu.

Caminhamos até eles, só havia percebido que nossas mãos ainda estava grudadas uma com a outra, quando passamos pelos alunos presentes na arquibancada, pois começaram a falar descaradamente sobre aquilo.

- Aqui está o seu garoto, Hoseok. – Disse ao soltar minha mão e com uma pressão de raiva na voz.

- O que aconteceu? – Perguntou Junior.

- BamBam. – Respondi. – Vamos matar aula?

- Não, o professor teve que sair e liberou nossa sala. Suas coisas. – Disse Hoseok, entregando minha mochila e a Jungkook também.

*

Quando chegamos em casa, Jungkook foi diretamente para o andar de cima, para o seu quarto. Normalmente, quando chego da escola, Jin está pondo a mesa e Appa, quase para chegar de seu trabalho para o almoço.

Ao adentrar no local, não vi a mesa arrumada como de costume e nem mesmo Jin estava em frente ao fogão fazendo suas deliciosas receitas. Tudo que pude ver foi apenas um pequeno bilhete no balcão da cozinha.

 

"Eu e seu pai tivemos que fazer uma viagem às presas, por causa do trabalho. Voltaremos em algumas semana, espero que você e Jungkook possam se dar bem enquanto estamos fora."

Jin.

 

Era isso? Tiveram que viajar? Nossa... Como eu tenho sorte... Park Jimin, o garoto mais azarado de todos, isso sim.

Deixei a mochila em uma das cadeiras, coloquei o avental e comecei a prepara o almoço. Estava fazendo ‘Bibimbap’, que Jin havia me ensinado à alguns dias atrás. Uma variedade de legumes, proteínas, ovos fritos, combinados com pasta de pimenta vermelha e óleo de gergelim. Coloquei duas porções em tigelas de porcelana branca com detalhes azuis.

Deixei as mesma em cima do balcão e subi, rumo ao meu quarto, entrei rapidamente no banheiro, e logo após no box. Enquanto a água morna caia sobre mim, fiquei pensando no beijo que Jungkook havia me dado a algumas horas atrás.

Ao terminar meu banho, vesti uma box preta e um bermuda da mesma cor, sai do banheiro, peguei uma camisa branca e sai do quarto, vesti a camisa enquanto descia as escadas rumo à cozinha.

Ao passar pela sala, vi Jungkook sentado no sofá com os olhos fechados.

“Está dormindo? Acho melhor não acordar ele... Ele... É tão bonito, dormindo parece tão calmo, diferente do Jeon que vi à algumas horas.”

Sem perceber, eu já estava em frente ao mesmo, admirando-o. Seu rosto era suave e perecia tão sereno, alguns fios negros de seus cabelos estavam caídos em seu rosto, lhe dando um aspecto sexy, mas ainda, encantador.

Seus olhos se abriram, fiquei estático.

- O que foi? – Perguntou com a voz levemente rouca

- N-Nada... – Minha voz falhou. Droga! – Vamos almoçar? Fiz Bimbibap.

- Claro. – Respirou fundo e se levantou

Caminhamos até a cozinha, ele se sentou em uma das cadeiras e eu em frete ao mesmo, comíamos em silencio e algumas vezes eu o olhava disfarçadamente.

- Jimin. – Sua voz ecoou pela cozinha. Ele havia percebido meus olhares?

- O que? – Respondi rapidamente

- Sobre mais cedo... - Respirou fundo me olhando mais seriamente do que o normal - Quem era aquele garoto?

Engoli seco ao ouvir as palavras que saíram em tom rouco, fiquei em silêncio, enquanto o mais alto me olhava calmamente. Abaixei o olhar e respire fundo mais de uma vez, eu é quem lhe deveria fazer perguntas, pois se bem me lembro, fora ele quem havia me beijado.

Levantei a cabeça lentamente, passando a olhar o moreno. Eu deveria responder-lhe?

- Desculpe, Jungkook, mas eu não quero falar sobre isso por enquanto. Talvez uma outra hora...

Terminamos nossa comida em silêncio, ele não demonstrava mais curiosidade em BamBam, mas aparentava estar pensativo. Lavamos toda louça que estava pia, ele voltou para a sala e eu fiquei em meu quarto ouvindo algumas de minhas músicas preferidas e navegando na internet.

Estava deitado na cama e já começava a ficar com um pouco de sono, levantei e fui até a janela, passando a olhar toda vizinhança através da mesma. Meus olhos corriam por todas as casas que se encontrava no outro lado da rua, até que, por acaso, olho para a frente de minha casa e percebo em cima de um dos arbustos, um despertador bastante parecido com os haviam em casa.

Sai de meu quarto, descendo as escadas rapidamente, atravessando a sala onde o garoto de cabelos não mais se encontrava e por fim, chegando à frente da casa de cor branca. Caminhei até o arbusto em que o despertador estava. Analisei tudo, estava em frente ao quarto de hóspedes, agora ocupado por Jungkook. Ele provavelmente havia arremessado o mesmo de lá, fiquei furioso por ele ter feito aquilo com algo que pertencia a minha casa. Entrei novamente residência à procura pelo moreno.

Infelizmente, não o encontrei. Procurei pelo moreno na sala, cozinha, na parte de trás da casa e até mesmo no banheiro principal. Só faltava um lugar, o quarto de hóspedes que ficava ao lado de meu quarto.

Subi as escadas com certa velocidade, tão que quase não tocava os degraus da mesma, parei em frente a porta de madeira escura, respirei fundo e adentrei o quarto sem hesitar. Não o vi ao entrar no local, mas logo em seguida pude ouvir a porta do banheiro ser aberta e o Jeon parar ao lado da mesma apenas com uma toalha em volta da cintura.

Não pude deixar de observar com certa atenção o peitoral e abdômen definidos do mais alto, assim como os braços do mesmo. Seus fios estava molhados e bagunçados, fazendo com que o mesmo ficasse mais sexy do que já estava. Meu coração batia a mil, podia sentir perfeitamente que meu corpo estava tremulo. Minha respiração tão acelerada que podia desmaiar a qualquer momento.

Ele me encava seriamente e aquilo fazia com que minhas bochechas entrassem em chamas, vermelhas como um pimentão. Sorriu de lado enquanto caminhava lentamente até onde eu me encontrava, me deixando ainda mais envergonhado por tê-lo visto daquele jeito.

- O que faz aqui? – Disse bem próximo a mim

Não conseguia falar nem me mexer, ele estava tão perto de mim que eu podia sentir sua respiração, em outra ocasião, eu teria simplesmente saído o mais rápido possível daquele quarto cujo as luzes estavam apagadas e as cortinas fechadas, a única luz que eu podia ver era a que emanava do banheiro.

- JIMIN! – Uma voz soou do lado de fora da casa, era uma voz feminina e eu conhecia perfeitamente bem a dona dela. – Venha aqui seu viadinho de merda!

- Parece que alguém atrapalhou meus planos. – Disse baixo, enquanto se afastava de mim, sua voz estava sexy e levemente rouca. – Talvez eu tente novamente mais tarde. Já vi do que sou capaz de fazer com um ser como você, te deixo estático, com a respiração fora de ordem e com o peito acelerado.... Não sabe o quanto isso me fascina, Park Jimin.

Ele caminho até a janela e olhou para o ser que acabara de me chamar, ou melhor, me insultar.

- Sinto muito, mas o jovem Park está ocupado comigo no momento, por tanto, ele poderá falar com uma garota da sua classe agora. – Disse, mostrando todo o tronco para a garota através da janela.

Sai de lá o mais rápido possível, adentrando meu quarto, trancado o mesmo e me enfiando de baixo das cobertas. Meu coração ainda batia rapidamente e meu rosto queimava de tanta vergonha.

“Como ele pode ter dito aquilo para Dahyun? O que ele quer que os outros pensem de mim? Definitivamente eu terei que tirar ele da minha casa e não descansarei até que isso se cumpra! Jeon Jungkook, me aguarde!”

Levantei-me da cama e olhei pala janela com muito cuidado para não ser visto por Dahyun, por sorte, ela já havia ido embora. Voltei para a cama, onde me sentei, peguei meu aparelho celular e mandei uma mensagem para Hoseok.

 

- Você não acredita no que acabou de acontecer.
(Jimin - 14:43)

- Sou um deus e não um adivinho, Jiminnie.
(Hoseok - 14:44)

- Grosso... Enfim, acabei de ver o Jungkook apenas
de toalha, meu coração está quase pra sair pela boca.

(Jimin - 14:44)

- Hm..
(Hoseok - 14:44)

- Ele estava muito sexy e tal, ele ficou tão
próximo de mim que eu podia sentir sua respiração
perfeitamente... Mas a Dahyun apareceu na frente
de casa e começou a me chamar de ‘viadinho de
merda’ ...

(Jimin - 14:45)

- Sério? Acho que ela já está sabendo do
que aconteceu na biblioteca, mas continua.

(Hoseok - 14:46)

- O Jungkook apareceu na janela e
praticamente disse que estávamos fazendo certas
coisas, eu bem queria, mas... ELE FALOU AQUILO
PRA KIM DA HYUN! OLHA SÓ O QUE ELE FEZ!

(Jimin - 14:46)

- Nossa... Desculpa, Jimin, mas eu tenho que sair
agora, o Tae está me chamando pra dá uma volta.
Talvez eu apareça na sua casa depois, tchau.

(Hoseok - 14:49)

- Tchau, Hobi.
(Jimin - 14:50)

 

Suspirei e sai do quarto tomando bastante cuidado para não topar com os bíceps do Jeon.


Notas Finais


E foi isso, espero que tenham gostado.
Beijinhos e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...