1. Spirit Fanfics >
  2. The Golden Princess >
  3. I. Joanna

História The Golden Princess - Capítulo 3


Escrita por: queenlois

Capítulo 3 - I. Joanna


Fanfic / Fanfiction The Golden Princess - Capítulo 3 - I. Joanna

O frio era exaustante e ver somente paisagens na cor branco estava sendo extremamente irritante. Joanna sentia falta das cores, do calor e da música. Não ficou tão impressionada quando suas damas de companhia lhe disseram que quase nenhum bardo vinha para o norte de maneira espontânea, afinal, quem queria vir para esse fim de mundo de livre vontade? Tudo o que o norte tinha a oferecer era neve e homens carrancudos que gostavam de encarar. Agora mais que nunca gostaria de jogar vários objetos na cabeça de seu pai. Tudo o que o rei Robert Baratheon fazia era beber e fazer besteiras. Quando sua mãe ficou sabendo do noivado que o pai tinha acabado de firmar com Ned Stark, não tinha o que aplacasse a fúria dela. Num último esforço, a rainha Cersei tentou fazer com que Joanna voltasse para Porto Real e só depois realizasse o casamento, mas parece que com esse apelo Robert só ficou com mais vontade de deixar sua primeira filha em Winterfell. Gostava de suas pretensões como princesa, poderia um dia ser Lady do Jardim de Cima casando-se com Willas Tyrell, que, apesar de coxo todos afirmavam que era um bom homem. Poderia um dia ser uma princesa de Dorne, mesmo com o passado de suas famílias, Doran Martell parecia ser um tipo de governante que pensava no melhor para seu reino e, uma aliança entre os Baratheon e os Martell era uma maneira de colocar um ponto final no passado. No entanto, todas as suas esperanças de viver em um lugar civilizado foram embora junto com a comitiva real. Joanna tentava se agarrar na possibilidade de sua mãe conseguir levá-la de volta para Porto Real, pois duvidava muito que seu pai cancelaria o casamento. Sete infernos, ela pensava, por causa de um rei bêbado, sou obrigada a ficar longe da minha família. Não que estivesse sentindo falta do pai e de Joffrey, mas gostaria de ter sua mãe ali para conversar com ela. Gostaria de ter Myrcella a convidando para brincar e gostaria de ter Tommen pedindo ajuda para pegar mais gatinhos pela Fortaleza. Sentia falta do tio Jaime, lhe contando sobre as lutas que teve e as histórias de Sor Arthur Dayne. Estava sentindo falta também do tio Tyrion, ele quem lhe dava sugestões de livros e do humor negro dele. Ao menos ela ainda tinha Sor Willem Ruttiger. Assim como Joffrey tinha Sandor Clegane, ela tinha Sor Willem. Ele era o terceiro filho do lorde Ruttiger, um dos lordes que seu avô considerava leal, então depois de um tempo de ser nomeado cavaleiro, ele foi designado para a proteção da princesa, mas não era um membro da Guarda Real. 

Estava sentada perto da janela, bordando um pequeno enfeite para Catelyn Stark com a forma da Mãe. Não concordava com a forma que ela estava lidando com a situação, ficando o tempo todo com Bran e deixando o outro filho pequeno de lado, mas Joanna sabia que não conhecia esse sentimento de desespero . Sua mãe sempre lhe disse que quando se tratava de um filho, as mães eram capazes de qualquer coisa e não havia sensação pior do que impotência ao ver o filho doente. Com isso em mente, tentou não julgar a mulher, mas seus pensamentos sempre se voltavam ao caçula, que ficava zanzando pelo castelo pedindo atenção, e Joanna já estava perdendo a paciência com ele. Ela não era mãe de Rickon, e que nome estranho, iria casar com Robb, não com ele, então ela não era obrigada a aturar o menino chorando querendo fazer algo. Sor Willem entrou no quarto, tirando a concentração de Joanna do bordado.

一 O menino não teve nenhuma melhora, princesa. Lady Stark continua sentada ao lado dele, mesmo com o meistre dizendo que a vida dele não corre perigo com a estabilização dos sintomas.

Joanna suspirou e deixou o bordado de lado um pouco. Sor Willem caminhou até ela e ficou ao seu lado. Joanna sabia que ele não poderia ficar por mais tempo ali com ela, nem mesmo na Fortaleza Vermelha os dois podiam ficar por muito tempo sozinhos em algum lugar privado e, por isso, os jardins era o lugar que ela mais ficava. Cersei até mesmo uma vez tinha pedido para que ela fosse cuidadosa, Sor Willem deveria ficar do lado de fora do quarto quando ele achasse necessário, mas não deveria demorar do lado de dentro.

一  Ainda entediada com a paisagem? - ele perguntou com um pequeno sorriso. O que mais gostava na sua relação com ele era essa intimidade que os dois construíram com o tempo. Antes ele só lhe dirigia a palavra quando necessário, mas agora os dois tinham uma amizade e, por mais que ele sempre a tratasse como sua posição exigia, era o único que lhe falava a verdade sobre qualquer assunto e Joanna gostava quando ele deixava as formalidades de lado.

一 Sempre estou entediada com a paisagem.

一 Bom, pelo menos não cheira mal como a Baixada das Pulgas.

A princesa nunca tinha ido até a Baixada das Pulgas, mas sempre ouvia que o odor do lugar não era dos melhores. Bom, se até na Fortaleza Vermelha o odor não era muito bom, só podia imaginar como seria o daquele lugar que sempre estava imundo.

Qualquer coisa que iria responder a Sor Willem se perdeu quando ela notou uma cor na paisagem, uma que não era natural de Winterfell. Logo viu várias pessoas correndo e gritando e percebeu que alguma coisa estava pegando fogo. Não deu nem tempo para comandar o cavaleiro a ir ajudar, quando ela se virou para ele, o homem já estava falando.

一 Fique aqui princesa, irei ajudar a apagar o fogo.

Passou um pouco de tempo e Joanna continuava a olhar o fogo se tornando cada vez mais forte. Quando desejou que a paisagem fosse mais colorida não era isso o que queria. Ainda hipnotizada pelo fogo, sua mente a levou a pensar em Lady Stark, será que ela estava sabendo do incêndio? Talvez ela estivesse, mas Joanna apostava que como não tinha nada haver com Brandon, Catelyn Stark não se importava. Pensou em ir avisá-la, mas achou que não estaria em seu lugar, então continuou a acompanhar algumas pessoas correndo em direção ao fogo e outras em direção oposta. Joanna decidiu que já estava ficando entediada novamente, então foi até sua cama e ficou deitada fitando o teto do quarto tentando afastar os pensamentos de ir até Lady Stark. Ainda deitada, olhou para a porta e bufou se levantando, ela iria até o quarto de Bran. 

Os corredores estavam vazios, provavelmente quase todos foram ajudar a apagar o incêndio. Joanna não conhecia o castelo muito bem, mas já sabia o caminho que deveria fazer, justamente por fazê-lo quase todos os dias. Ela pensava que deveria tentar ter um bom relacionamento com a mãe de Robb, afinal, muito provavelmente seria ela quem iria ensinar Joanna a comandar Winterfell. Quando estava bem próxima do quarto, Joanna ouviu barulhos estranhos e apressou o passo. Ouviu o que deduziu ser um lobo, mas eles estão todos lá fora, pensou. Ao chegar até a porta, não conseguiu processar muito bem o que viu. O lobo sem nome de Bran estava deitado na cama ao pé do dono, havia um corpo dilacerado no chão e Lady Stark estava atônita, sentada no chão próxima ao invasor. Sem saber muito bem o que fazer, Joanna correu até Catelyn, que agora parecia querer chorar. As mãos da mulher mais velha estava toda ensanguentada e Joanna viu que os cortes eram bem profundos. A princesa abraçou Catelyn, que ainda olhava fixamente para o filho, ou para o lobo, e tentava acalmá-la.

一 Está tudo bem Lady Stark, está tudo bem.

Mesmo com suas tentativas, Joanna sabia que nada estava surtindo efeito. Ela estava assustada também, talvez o incêndio não tivesse sido acidental, alguém queria o menino morto. Sem saber o que fazer agora, Joanna nunca sentiu tanto alívio quando viu Robb na porta junto a Willem.


Notas Finais


Espero que estejam gostando!!
Eu fiz um guia pra vocês, não é nada demais, só um docs: https://docs.google.com/document/d/1SWb0FvtkMPJueNQACaBF5p-e5sfwFo5OZXOwXriDFOw/edit?usp=drivesdk

Vou tentar atualizar de maneira constante, provavelmente a cada 15 dias, sempre num domingo!
Beijinhos 😘💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...