História The Great Gig In The Sky (Interativa) - Capítulo 6


Escrita por:

Visualizações 24
Palavras 983
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Ficção Adolescente, Harem, Hentai, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas, tudo bom? Bem vindos a mais um capítulo!

Antes de tudo quero falar algumas coisas, como que segunda feira vai ter capítulo pois não tenho aula e meu aniversário é dia 12, ou seja, me dêem dinhei.... Digo! Presentes.... Digo! Parabéns, me desejem parabéns

Vocês vão perceber que boa parte do capítulo é bem feliz e outra é MUITO triste e depressiva, isso foi porque eu escrevi em duas partes diferentes do meu dia, então não se incomodem com a mudança de humor e não, eu no sou um emo depressivo (só sentimental na maioria das vezes, mas eu sou feliz :D)

E antes que vocês perguntem
"O Dammy e a Sarah vão ser um par"
EU NÃO SEI
Não tenho ainda formulado todos os pares, então eu só vou escrevendo e indo na loucura, não vou sei nada ainda sobre eles dois, então apenas aproveitem a viajem

Capítulo 6 - Jealousy


Fanfic / Fanfiction The Great Gig In The Sky (Interativa) - Capítulo 6 - Jealousy

P.O.V. Sarah On

Acordei assustada com um trovão muito alto junto com a chuva, olhei pro relógio e eram 05:25 da manhã, tinha muito tempo pra dormir ainda. Estava no quarto do Dammy junto com a Tônia, ele se ofereceu a dormir no sofá mesmo nós dizendo que não precisava, Dammy é um amor de garoto, mesmo fazendo mais do que o necessário pra nós agradar

Fiquei com sede, então fui até a cozinha pegar um copo d'água, onde era duma sacada que dava vista pra todo o bairro. Olhei e percebi que lá tinha alguém sentado numa cadeira, olhei mais perto e vi que era Dammy:

- Dammy? O que diabos está fazendo aqui, são 5 da madrugada? - eu perguntei sem entender, o mesmo estava sentado com o queixo apoiado nos joelhos, observando tudo com um olhar melancólico e sentimental, deixando apenas o vento bater em seu rosto

- Não consegui dormir.... - ele disse baixinho, como uma criança de 6 anos

- Como assim!? Você tá acordado até ago... - ele cortou minha frase, apenas olhando pra mim do mesmo jeito que antes

- Toma, isso é seu - ele disse me dando o canivete que eu havia jogado na noite passada

- Como conseguiu isso? Não me diga que....

- Eu fui andar, passei por perto "do local" e encontrei - ele disse voltando a fitar paisagem, quando o vento bateu na manga da sua blusa, e eu pude ver algumas marcas no braço dele

- Dammy, o que é isso no seu braço? - eu perguntei apreensiva - por favor não me fala que você....

- Eu não quero falar sobre isso - ele disse sério, porém percebi nitidamente que ele estava se segurando pra não chorar

- DAMMY VOCÊ É LOUCO? - eu disse puxando ele pelo braço, deixando ele a mostra e vendo algumas marcas de cortes, eram curtas, porém davam pra ver

- ME SOLTA! - ele disse com raiva afastando meu braço, era a primeira vez que via Dammy assim, logo ele suspirou e disse - Não fique perguntando da minha vida, você nunca entenderia.... - ele saiu se trancando em algum cômodo, percebi que ele havia começado a chorar

Dammy era uma pessoa extremamente doce, gentil, fofo, amigável, divertido e incrível, porém era uma pessoa muito insatisfeita com a vida. Ele nunca fala de sua vida, sempre parece indagado com algo que o atormente e aparenta conatantenente seus convívios internos, eu só queria que meu amigo ficasse bem....:

- Sarah, são 5 da manhã, o que você tá fazendo aí? - Tônia desseu as escadas sonolenta

- Nada, só... Bebendo água, vamos voltar a dormir

- Ok...

###

Estávamos de manhã tomando café, eram umas 10 da manhã e todo mundo estava acordado:

- Que horas eu posso ir embora? Eu não quero ficar aqui atrapalhando vocês - Tônia disse em meio a garfadas no seu prato

- Fique até quando quiser, logo vou receber uma amiga minha aqui, depois se quiser a Sarah leva vocês duas pra casa - Dammy disse sorrindo gentil, era incrível o modo que ele mudava quando estava na frente de outras pessoas e de quando estava sozinho

- Puxa, muito obrigado! - Tônia disse bem feliz, ela parecia estar gostando de estar aqui conosco. Logo ouvimos o barulho da campainha, Dammy que já havia terminado seu prato foi correndo atender

- Oi Path! Bom ter você aqui novamente - ele disse abraçando uma garota ruiva

- Eai, faz um tempinho que eu não venho aqui - ele foi entrando tirando o casaco e colocando na porta, como se fosse um abito que já fazia aqui, o que me deixou apreensiva - Ah, não sabia que estava com visitas

- Path, essa daqui é a Sarah e essa é a Tônia - Dammy disse nos apresentando

- Oi, tudo bom? Nossa, eu amei seu cabelo! - Tônia disse gentilmente enquanto encostava no cabelo da garota

- Puxa, valeu! Oi, prazer - ela disse agora sorrindo e me entendendo a mão, eu apenas olhei e respondi

- Oi - respondi sem querer num tom grosso. Não tenho nada contra essa Path, bem conheço ela, mas não gosto de saber que ela esteve aqui outras vezes com Dammy, e eu queria entender porque estou tendo esses pensamento? Parece até que estou com ciúmes

Dammy foi junto com Path até sua sala acústica, aparentemente os dois se encontram pra tocar guitarra. Eu estou sentindo algo muito estranho, não era pra eu estar assim, era pra eu ter dado em cima dele ou algo do tipo:

- O que aconteceu Sarah? - Tônia disse me fugindo dos meus pensamentos

- Nada não, tava só pensando

- Não Sarah, tô falando sobre a Path, porque você não gosta dela?

- Como assim? Eu não tenho ódio dela, apenas não conheço ela bem - eu disse me fingindo

- Sarah, você está com ciúmes - Tônia disse, como se estivesse com 100% de certeza

- QUE?! CLARO QUE NÃO, EU JAMAIS SENTIRIA CIÚMES DE ALGUÉM, AINDA MENOS PELO DAMMY, NÃOCOMO SE EU ESTIVESSE APAIXONADA POR ELE OU NADA DO TIPO - eu disse exagerando na voz, o que apenas fez a garota rir e eu ficar emburrada

- Aí ai Sarah, você é louca! Bom, apenas não fique dando paradas na menina, pois ela parece legal e eu quero ver o que eles estão tocando! - ela respondeu correndo pra sala onde Dammy e Path estavam

Isso foi um absurdo! Como eu poderia sentir ciúmes de alguém? É o que me faltava.... Talvez isso seja falta de sexo, preciso urgentemente pegar alguém. Fui escondida até a geladeira e peguei uma garrafa de Vodka, qual eu me sentei na mesa e fui bebendo, de gole em gole enquanto lia uma revista

 Eu não estou apaixonada e nunca vou ficar, isso foi só um problema temporário....


Notas Finais


É sério, me dêem parabéns dia 12
Se não eu excluo a fic


....
















Mentira, eu só vou ficar bem triste
Mas me deem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...