História The Guardian - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Btshot, Hot, Jimin, Jungkook
Visualizações 47
Palavras 2.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


... Boa leitura ❤

Capítulo 22 - Far away...


Fanfic / Fanfiction The Guardian - Capítulo 22 - Far away...

???- mãos para cima ou destruo os dois.

Jimim POV

Um furo percorreu minha espinha e no mesmo instante por impulso levantei minhas mãos em um ato de rendição junto com Lisa que engoliu seco.

???- isso. Agora venham até mim e nem pensem em fazer alguma gracinha!

Lisa fez um sinal com a cabeça e logo me virei e andamos na direção daquele guarda. Eu não sabia o que fazer! Pior que isso, eu não tinha o que fazer! Eu falhei... Fomos pegos.

Lisa- Vai dar tudo certo... (Sorriu minimamente enquanto éramos algemados).

Kook POV

Estávamos eu, S/n, Chanyeol e Jennie no túnel esperando o Jimin e a Lisa voltarem, Hyungwon até decidiu ir atrás deles pois estava demorando muito.

Jk- acordou amor?

Alisei seu rosto vendo seus olhos se abrirem lentamente...

- onde estamos?

Jk- calma, Estamos seguros...

Estava tudo muito calmo, todos estavam se esquentando em volta de uma pequena fogueira que Hyungwon fez, e eu me sentei ao lado de s/n e passei meu braço por seu ombro a abraçando.

Jk- você está bem?

- um pouco... O que houve com sua perna?

Jk- Nada de mais, apenas me machuquei enquanto corria... Quer ir dar uma volta?

- não é perigoso?

Jk- não vamos longe...

Jennie- onde pensam que vão?

Chan- tudo bem Jennie, ele sabe se cuidar!

Ela o encarou com uma cara feia, mas nos deixaram ir. Segurei a mão dela e nos distanciamos um pouco deles.

Jk- me desculpa...

- pelo que?

Jk- tudo aconteceu tão de pressa... Você deve estar confusa, com medo... Eu mesmo estou me sentindo assim. Mas eu prometo que aconteça o que acontecer, eu não vou sair do seu lado.

- eu sei amor... Pelo menos estamos bem, e juntos! (Ela me abraçou)

passamos um bom tempo caminhando e eu contei toda a história a ela, desde como conheci Jimin até esse misterioso Hoseok transformado. Também falei dos nossos pais. Mais especificamente dos meus! Pois ainda não tinha visto os dela diretamente envolvidos com aquilo tudo, mas só o fato da conversa lá em casa a fez ficar como eu! Com raiva, se sentindo um nada, enganada a vida toda... Nós abraçamos e ficamos um tempo apenas naquilo... Até que.

- o que foi?

Jk- acho que ouvi algo.

- o que?

Jk- vamos sair daqui s/n!

Antes que eu pudesse falar ou fazer qualquer coisa, senti uma forte dor no braço esquerdo e cai no chão.

- kook!!! 

Ela segurou meu corpo e olhou meu braço tirando algo dali, minha vista já estava borrada e uma forte dor tomou meu corpo inteiro me fazendo desfalecer.

- isso é um dardo! Kook!! Fica comigo por favor!!!

Foram as únicas coisas que consegui ouvir.

S/n POV

Estava tão distraida tentando acordar Jungkook que não parei pra pensar que eu poderia ser a próxima a ser atingida por aquilo! Quando cai em mim, meu corpo inteiro entrou em alerta e olhei atentamente para todos os lados, procurando quem possa ter acertado o Jungkook. No mesmo momento, várias pessoas totalmente cobertas de preto e armadas vieram em nossa direção nos cercando.

- kook, kook! Por favor meu amor! A gente tem que ir!

Eu já chorava sabendo que não tínhamos mais saída... Eu o chamava e me ajoelhava chorando desesperada ao ver aqueles homens se aproximarem mais e me puxar de cima de seu corpo com certa brutalidade.

Apenas um foi capaz de me segurar enquanto eu assistia dois carregarem o Jungkook cada um com um braço dele apoiado em seu pescoço. Seus cabelos balançavam... Seus pés eram arrastados no chão devido seu corpo mole e desacordado.

Ele prometeu que iria me proteger, que não iriam nos separar...

.

.

Kook POV

Jk- Ah.

Fechei os olhos com força tentando lembrar o que aconteceu.

Jk- onde eu estou?

Olhei para os lados e cada braço meu estava preso por correntes de ferro em grandes estacas de madeira.

Jk- mas o que é isso?

Dei um forte puxão no meu braço direito para ver se conseguia sair mas lógico que foi totalmente em vão! Apenas fiz um grande barulho! No mesmo instante a porta daquela sala esquisita e escura se abriu revelando um homem totalmente vestido de preto e com algo parecido com um chicote em sua mão.

???- hora, hora, hora! Se não é o nosso querido garotinho fujão que acordou! 

Jk- quem é você?

Cerrei os punhos e trinquei os dentes olhando aquele cara com um sorriso debochado no rosto que andou até ficar atrás de mim completamente em silêncio.

Jk- FALA ALGUMA COISA!

Me calei no mesmo instante quando senti o contato gelado das finas tiras do chicote em minha pele, sim, eu estava sem camisa. Naquele momento, meu corpo inteiro gritou "de novo não" e eu me remexia loucamente tentando escapar do que estava por vir! Senti a primeira chicotada sem dó nem piedade. Gritei com todas as forças que tinha, que dor horrível! 

??- você vai pensar duas vezes antes de nos desobedecer de novo moleque!

E de novo, outra. E mais outra, e mais outra... 8 seguidas. Minhas pernas não me sustentavam mais. Eu estava pendurado pelos meus próprios braços.

Quando estava me preparando psicologicamente para receber mais, para minha total surpresa um de meus braços foram soltos e logo depois o outro.

Cai com todo peso do meu corpo no chão. Apenas consegui ver os pés daquele imundo bem próximo ao meu rosto e me chutar.

???- LEVANTA!!!

Se eu conseguir me levantar acho bom você correr.

Eu consegui ficar de joelhos, apenas isso. Ele vendo minhas condições, chamou dois guardas para me levarem. 

Estávamos dentro do mesmo prédio onde eram feitos os soros e testes, o mesmo que invadimos duas vezes. Me levaram para uma espécie de recepção, lá tinham mais 5 Guardiões, armados e ao lado deles, apoiados na parede estavam todos os meus amigos, inclusive S/n!

Eles todos me olhavam profundamente tristes e decepcionados, provavelmente ao verem meu estado, mas eles também não estavam diferentes. Suas roupas estavam insaguentadas e um pouco rasgadas. Meu coração se partiu em milhões de pedaços ao ver s/n daquele jeito. Pelo visto não fui só eu quem recebeu uma punição.

Ainda sem falar uma palavra se quer, eles me colocaram ao lado deles e eu consegui me apoiar na parede. Ele falava com uma mulher e logo ela acentiu algo e saiu da sala. Então um homem alto entrou, bem vestido, parecia sem muito mais importante do que um simples guarda.

Nam- são esses? (Gargalhou)

O homem zombava de todos os guardas ali presentes.

Nam- esses sete pirralhos que nós deram tanto trabalho?

???- eles são muito bons senhor.

Nam- Oh, sim, sim! (Ironizou)- creio que é por isso que só receberam esse leve castigo ao invés de estarem mortos não é?

O homem apenas acentiu, percebia-se de longe que o cara cagava de medo do tal "chefe", bom, eu acho que era seu chefe. 

Nam- então, vocês sabem por quê estão aqui?

Permanecemos calados.

Nam- vou contar um segredinho. Enquanto estavam por aí aprontando poucas e boas se achando donos dos próprios narizes, na verdade cada passo de vocês eram estudados.

Todos nós visivelmente entramos em choque, como assim esse tempo todo eles sabiam da gente? Como assim estávamos na verdade sendo estudados?

"QQ tá conteseno."

Nam- surpresos não é? (Riu)- não podíamos mais deixar essa brincadeira ir tão longe. Estão cá estão vocês. Para trabalhar para mim! Irão fazer seus testes como qualquer pessoa normal, mas não terão direito a cerimônia nem a despedida.

- Não podemos ver nossos pais? (Falou baixinho e o monstro se aproximou dela)

Nam- Não bebê. 

Ele segurou o queixo dela e levantou seu rosto com rapidez e força a obrigando a olhar nos olhos dele, aquilo fez meu sangue ferver! Senti vontade de o matar com minhas próprias mãos por ele estar tocando ela daquela forma. Aliás, todos eles! 

 Nam- vocês não mereciam nem estar vivos... (Fez cara de nojo).

Eles pegaram cada um de nós e levaram para salas diferentes, provavelmente seria onde faríamos nossos testes.

Assim que adentrei a sala, não me surpreendi com nada, estava tudo do mesmo jeito, monitores, balcões, injeções... E aquela porcaria de cadeira assustadora. Me deitaram na e novamente tive meus braços amarrados junto com meus pés, que também foram presos. Ele me deixou a sós com o cara que faria a aplicação em mim e me acompanharia. Fui tudo do mesmo jeito, aquelas alucinações com Jin e s/n, e no final jurisdição. Aquela era a minha vocação, e obviamente era aquilo que eu iria escolher.

S/n POV

Cada centímetro de mim gritava de dor, eu mal me mantinha em pé! Depois que não consegui mais ver Jungkook, me desesperei, mesmo ele estando tão debilitado, eu me sentia segura só de poder vê-lo.

Me colocaram em uma cadeira estranha e colocaram Também vários fios em minha cabeça e perto da clavícula. 

Mh- olá, me chamo Min hee, feche os olhos.

Foi a única coisa que ela disse antes de enfiar aquela agulha gigante em meu pescoço. Gritei de dor, mas logo eu "dormi" e comecei a sonhar... Eram coisas confusas... Eu e Jungkook, ele era torturado na minha frente! E outras coisas horríveis Também aconteceram, mas que em nenhum momento me abalaram... Eu sabia que apenas estava sonhando.

Acordei com um susto! Estava muito suada, parecia ter tomado um banho com roupa e tudo... A moça tirava os fios de mim um pouco rápido de mais, olhava para todos os lados tentando de toda forma não me encarar. Ela parecia estar assustada!

- ei! Ei!

Ela me ignorou e continuou guardando algumas coisas em cima de um balcão.

- qual o resultado do exame?

Eu encostei em seu braço e ela fugiu do meu toque. Assustada e com a respiração ofegante disse o seguinte.

Mh- Você não está segura, não confie em ninguém! Não pode contar sobre isso para ninguém!

- O-oque houve?

Mh- pra todos os efeitos seu resultado foi abnegação. Mas você sabe que pode escolher o que quiser! (Riu de nervoso)

- mas qual o resultado? Eu não estou entendendo!

Mh- Escuta garota! Você é diferente! Nada te controla, ou seja, você não tem apenas uma vocação, tem todas! Você não se encaixa em nada. E isso faz você correr um grande perigo. NÃO CONFIE EM NINGUÉM.

É óbvio que eu ainda não entendi nada! Mas antes que eu podesse fazer mais alguma pergunta ela simplesmente saiu da sala me deixando plantada na cadeira com um turbilhão de coisas passando na mente.

Olhei para a tela ao meu lado e lá estava aquela palavra abnegação, minha origem... Mas eu não poderia estar lá, eu não pertenço a nenhuma denominação! Como pode? Olhei mais a baixo e vi aplicador: Min Hee, Guardian 001487.

Se eu queria respostas, eu agora sabia onde acha-las. Sai da sala e todos já estavam lá fora, e os recipientes também, para escolhermos nosso "futuro".

???- Lisa.

Lisa- Guardiã. (Cortou a mão e deixou cais uma hora de seu sangue mas brasas).

???- Jennie.

Jennie- Abnegação.

???- Hyungwon.

Hgw- Cientista (junto com Chanyeol.)

???- Jeon Jungkook.

Jk- jurisdição. (Fez mesmo processo como os demais.) 

Meu coração se apertou ao saber que eu não iria mais estar ao meu lado! Ele fez aquilo confiante de que eu escolheria o mesmo que ele, mas eu não poderia fazer aquilo. Eu precisava entender o que eu era! E não era na jurisdição que eu iria saber!

???- S/n.

- Guardiã. (Falei firme e suspirei com a dor do corte...)

Jungkook me olhou desesperado e sem palavras! Seus olhos me olhavam confusos...

???- Park Jimin.

Jimin- Guardião.

Ok, pelo menos alguém que eu conheço certo? Errado. Não posso confiar em ninguém! O que eu faço?

Depois entraram homens e um deles levou a eu, Lisa e Jimin para fora do prédio. Depois daí não vi mais Jungkook. Nem o veria mais.

O homem nos levou até um trem que tinha ali e entramos. Alguns minutos depois ele nos fez pular de um trem em movimento para um prédio. Eu estava me tornando Guardiã para isso não era? Arriscar a vida, ser chamada de louca...

???- agora vocês provarão se realmente são dignos de estar aqui. Pulem.

Jimin- p-pular?

???- estão com medo? Escolheram a vocação errada. Apenas pulem, ou se tornarão sem facção.

- eu vou.

???- hora, hora... Corajosa você. (Riu)

Andei até a beira do prédio e vi um buraco sem fim! Eu tinha que fazer aquilo não era? Sem pensar tomei impulso e pulei. Eu não tinha mais nada a perder. Meu corpo já se preparava para o impacto quando foi jogado para cima de novo. Cai em uma espécie de cama elástica! 

- AH... (Gritei de susto e dor ao mesmo tempo)

Fui levemente tocada no braço e puxada para finalmente tocar o chão de novo quando...

Tae- prazer, me chamo Kim Taehyung.




Continua...


Notas Finais


Desculpem qualquer erro, e a demora também! Estou sem inspiração... Por isso tá ficando tão ruim!
POR FAVOR FALEM O QUE ESTÃO ACHANDO, É IMPORTANTE PARA MIM.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...