História The Half-Blood Prince - Severo Snape - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Lílian Evans, Personagens Originais, Remo Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Visualizações 302
Palavras 1.865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus amores.

Primeiro peço desculpas pela demora. Está muito corrido para mim.
Por isso sem delongas vamos a mais um capítulo.

P.S. Não me odeiem. 😢

Capítulo 7 - Juntos afinal


Fanfic / Fanfiction The Half-Blood Prince - Severo Snape - Capítulo 7 - Juntos afinal

Severo se encontrava inquieto e Lílian percebeu isso. Desde que Valerie se sentou com Digorry na aula de Herbologia que seu amigo estava mau humorado. 

O fato de que sempre que Lílian, Severo e Valerie estavam juntos na biblioteca estudando o Lufano dava um jeito de enviar uma flor para Valerie, não estava ajudando muito para melhorar o humor do sonserino.

Por mais que seu amigo tentasse disfarçar já estava evidente para ela que Severo estava apaixonado por Valerie e o ciúmes ferroou o peito da ruiva. 

Todo o tempo em que eles se conheciam Severo havia sido apaixonado por ela. Por mais que ela nunca tenha pensando em retribuir esse sentimento antes, doeu saber que agora ela já não tinha mais sua afeição. 

Ela  sabia que esse sentimento era mesquinho e que provavelmente se Valerie nunca tivesse entrado no caminho deles, ela jamais pensaria em fazer o que estava prestes a fazer agora.

"Sevie?"

Severo continuava olhando em volta claramente procurando por Valerie o que irritou Lílian ainda mais. Ela estava ali na sua frente e até parecia que era invisível.

"Sim."

"Eu gostaria de falar uma coisa com você… é importante."

Finalmente o moreno lhe deu a atenção desejada.

"Pode falar Lily, você sabe que pode me falar qualquer coisa."

"Bom… é sobre… nós."

Aquele nós pronunciado de maneira tão íntima, fez Severo encarar sua amiga de infância. Os olhos verdes de Lílian lhe olhavam com algo que ele sonhou em ver em sua direção por muitos anos. Ela lhe encarava como se o desejasse muito.

"Nós?"

"Sim. Somos amigos há anos e eu recentemente percebi que queria ser algo mais."

"Algo mais?"

"Sim. Mais do que só amizade. Sevie, eu gosto de você."

Ele só poderia estar sonhando. Lílian estava dizendo que queria algo mais… com ele? As palavras de Valerie vieram a sua mente, ela lhe disse que Lílian iria lhe olhar diferente quando visse outra garota com ele. Na verdade ela usou as palavras sair da Friendzone. 

Por um momento Severo somente olhou nos olhos verdes de Lily. Era exatamente isso que ele sonhou durante toda a sua vida, ter seu lírio para si. Mais porque parecia tão errado?

Como em câmera lenta Lílian diminuiu o espaço entre eles e colou seus lábios nos do sonserino.

Severo fechou os olhos e sentiu o perfume de lírios que vinha da ruiva. Seus lábios eram macios e ela tinha gosto de morangos, Severo aprofundou o beijo enquanto puxava Lílian para si, circulando  sua cintura com as mãos. 

O beijo foi calmo, Severo tocou os cabelos cor de fogo e os enrolou em seus dedos sentindo a maciez deles. Ele havia sonhado com esse beijo tantas vezes e estava sendo maravilhoso.

Sua mente registrou que ela era perfeita. Mas seu coração lhe dizia que faltava algo. Seu coração dizia que queria correr desenfreado quando sentisse os lábios certos tocando os seus. Empurrou esses sentimentos contraditórios para o lado. Ele finalmente tinha o que sempre quiz. Lílian era dele.

Severo se separou da garota em seus braços para lhe encarar. Ela era linda, sempre foi.

"Lily… então… você quer… ser minha namorada?"

"E o que mais quero."

---------

Valerie acabara de sair do salão comunal da Sonserina, ela tinha combinado de se encontrar com Severo e Lílian na jardim. A castanha caminhava apressada quando esbarrou com alguém. Mãos fortes seguraram sua cintura lhe impedindo de cair.

"Me desculpa eu não vi você"

"Sem problemas. É sempre um prazer esbarrar com uma garota tão linda."

Valerie nem se preocupou em disfarçar o desagrado de estar em frente a Sírius Black.

"É você Black? Retiro as desculpas. O que está fazendo tão longe da torre da Grifinória e sem seus fiéis seguidores?"

Sírius deu seu melhor sorriso para a garota a sua frente. Por mais que ela tentasse, ninguém resistia por muito tempo a Sírius Black, e ela não seria diferente.

"Esperando por você é claro."

"Então perdeu seu tempo Black, pois não tenho tempo pra você."

Valerie contornou o Maroto e seguiu seu caminho. Mas Sírius não se deu por vencido e acompanhou a sonserina.

"Acho que começamos com o pé errado Valerie. Eu realmente quero conhecer você melhor, porque não me dá uma chance?"

"Não estou interessada Black, e pra você é senhorita Graves."

O Maroto deu uma risada profunda e continuou a acompanhar Valerie.

"Que tal irmos no próximo final de semana a Hogsmeade? O que acha?"

"Acho que você é surdo. Eu disse que não tenho interesse Black."

"Eu acho que você tem medo isso sim."

Valerie parou de andar para olhar nos olhos do grifinório a sua frente.

"Medo? Me pergunto de quê exatamente eu teria medo Black?"

"Tem medo de gostar. Tem medo de admitir que somos perfeitos um para o outro."

Sírius viu Valerie tentar segurar a fúria que brotava nela pelas palavras que ele proferiu.

"Mais é muita petulância."

Quando mais ela ficava indignada mais o sorriso de Sírius crescia. Ela tinha que admitir que o grifinório tinha um sorriso bonito. Era uma pena ele ser quem é. Valerie respirou fundo antes de falar.

"Olha Black. Seja lá o que for que motive você a vir atrás de mim eu digo, desista. Nunca vai rolar."

Sírius ouviu cada palavra de garota e viu que havia algo a mais por trás de suas palavras. E pela primeira vez ele decidiu falar sério com ela, sem subterfúgios.

"Eu posso saber porque você me rejeita tanto?  É por causa do Snape ou você simplesmente decidiu me detestar mesmo?"

Valerie ficou sem palavras quando ouviu a voz de Sírius sair sem sarcasmo ou deboche. Ele estava lhe falando sinceramente e isso lhe deixou desconfortável, era mais fácil o detestar quando ele agia como um idiota.

"Uma parte é realmente pelo modo como você e seus amigos tratam tão mau Severo. Mas eu também sei que você só quer sair comigo porque passei a ser um desafio pra você. E se conseguir me levar em um encontro, vai mostrar a todos que Sírius Black sempre consegue o que quer. E eu não serei a garota que você vai mostrar como troféu Black."

Valerie já estava pronta para retomar seu caminho quando ouviu as palavras de Sírius.

"E se eu prometer nunca mais incomodar Snape?"

"Deixa eu advinhar. Você vai parar de incomodar Severo em troca de eu concordar em ter um encontro com você."

"Não. Eu prometo não incomodar o Ranh... quer dizer o Snape em troca de sua amizade."

Sírius viu que Valerie pretendiam retrucar e foi mais rápido.

"Você nem precisa falar comigo na frente de ninguém se não quiser. Só me prometer que se por acaso estivermos no mesmo local a sós você vai me tratar como um amigo e conversar comigo. O que me diz?"

Valerie sabia que não deveria confiar na palavra de um Black. Ele estava aprontando alguma coisa, isso era certo. Mas saber que Severo deixaria de ser incomodado seria muito bom. 

Sírius viu que a sonserina ficou abalada pela proposta e isso era bom. Se ela concordar, era só ele dar um jeito de sempre conseguir ficar a sós com ela.

"Muito bem Black. Se você não incomodar mais Severo prometo que, se só estiver eu e você em um local te tratarei como amigo, só amigo e nada mais. Apesar de saber que você não conseguirá cumprir com sua promessa por muito tempo."

"Acha mesmo que não consigo honrar minha palavra?"

"Acho que não consegue deixar Severo em paz. Por isso sei que nunca vou precisar te tratar como amigo."

Valerie saiu caminhando a passos largos deixando um Sírius Black muito satisfeito para trás.

Não demorou muito para Valerie chegar ao jardim e muito menos ver onde estavam Severo e Lílian. Ela estava pronta para se juntar aos dois quando viu de onde estava, a ruiva colar seus lábios contra os de seu melhor amigo e o moreno retornar o beijo, e naquele momento seu coração se apertou.

Ela não deveria estar se sentindo assim, foi ela quem incentivou Severo a ficar com Lílian, mas porque doía tanto?

A sonserina respirou fundo e deu as costas para a cena. Ela tinha conseguido, uniu Severo e Lílian, e nunca uma vitória foi tão amarga.

----------

Severo passou o restante do dia ao lado de Lílian. Na aula de runas ele sentou junto a ela, ainda não tinha tido oportunidade de falar com Valerie sobre seu namoro com a ruiva. E pra falar a verdade não estava com pressa.

No jantar não viu a amiga no grande salão e também não a encontrou no salão comunal e isso já estava deixando o moreno preocupado.

Decidiu ir dormir mas não estava conseguindo relaxar, ele sentia que tinha que falar com Valerie, tinha que explicar para ela antes que alguém lhe falasse sobre o seu namoro. Não sabia porque sentia a necessidade de lhe explicar, já que a amiga sempre falava que sabia de seu amor por Lílian.

Pegou a pergaminho que tinha encantado e escreveu nele.

Valerie estava tentando não ficar cara a cara com Severo, pelo menos não agora. Ela sentia que não seguiria olhar para ele e desejar felicidades ao novo casal. Por isso fugiu deles o dia todo.

Deitada em sua cama ouviu um pequeno apito vindo de sua mochila e abrindo viu que o barulho vinha do pergaminho que ganhara de Severo. Viu que havia uma mensagem e pensou por um tempo se deveria responder.

 

- Valerie ainda está acordada?

- Sim.

- O que aconteceu? Não vi você no jantar.

- Não estava me sentindo bem por isso não fui jantar, mas agora estou melhor.

- Você deveria ir a enfermaria.

- Não foi nada, já estou bem melhor. Estava me procurando? 

- Estava sim. Preciso te falar uma coisa.

- Pode falar.

 

Severo pensou bem se deveria lhe dizer isso pelo pergaminho mas não sabia se conseguiria dizer frente a frente por isso escreveu antes que desistisse.

- Eu e a Lily estamos namorando.

Valerie já sabia o que ele iria escrever e mesmo assim não foi menos doloroso ler as palavras do que foi ver o beijo dos dois. Passou alguns minutos para poder responder

- Finalmente! Parabéns.

Severo ficou olhando o pergaminho sem saber o que escrever. Ele deveria agradecer por ela ter o ajudando? Deveria simplesmente ficar feliz por ela aceitar bem seu namoro, mas uma decepção transpassou seu peito. O que ele esperava? Que ela dissesse para ele não namorar Lílian. E se ela pedisse para ele não namorar a ruiva ele atenderia a esse pedido?  Foi tirado de suas divagações pela frase que apareceu escrita no pergaminho.

- Sevie, eu estou um pouco cansada. Acho melhor eu ir dormir para estar bem amanhã para ir às aulas. Boa noite. 

- Boa noite Valerie.

Mesmo depois de quardar o pergaminho Valerie não conseguiu dormir, um nó em sua garganta a impedir de relaxar. Se embrulhou em seu edredom e deixou que lágrimas silenciosas molhassem seu rosto. Agora era definitivo Severo Snape estava fora do seu alcance. Não que já não estivesse antes, pois era difícil competir com Lílian Evans e a adoração que ele sentia pela ruiva.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...