1. Spirit Fanfics >
  2. The Half of it >
  3. Prólogo

História The Half of it - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction The Half of it - Capítulo 1 - Prólogo

Sabe, eu não me imaginava aqui de novo... Mentira, me imaginava sim. Admito, era o que eu mais queria, mas também o que eu mais temia. Passei dois anos pensando em o que aconteceria. E pra minha surpresa, minhas férias da faculdade caíram em exatos dois anos depois.- pensava Elly.

— Isso vai me matar...— disse observando a paisagem lá fora, a cada minuto o trem estava mais perto do seu destino... Até que chegou. Desceu do trem com sua pequena mala, seu coração pra sair pela boca. —Aqui estamos nós, no caso, aqui estou eu.— ao encarar a porta da casa de seu pai sentiu a alegria de reencontra-lo. Por fim, três batidas foram dadas, logo a porta foi aberta mostrando seu pai, ele continha um sorriso reconfortante no rosto.

—Pensei que não iria vim.— A abraçou forte.

...
Ellie Chu

—O que vai fazer amanhã?— Perguntou meu Pai do nada enquanto comemos o jantar enfrente a TV, como nos velhos tempos.

— Paul vai vir me buscar pra darmos uma volta pela cidade, ele vai me levar pra inauguração da sua lanchonete. O senhor vai né? — falei sorrindo animada. Eu mantia contato com o Paul, sempre conversamos todo dia pra saber das novidades. Ele tinha me falado que conseguiu mudar a receita da família, e que tinha trabalhado e juntado dinheiro pra abrir sua própria lanchonete. Amanhã seria a inauguração e ele disse que passaria amanhã pra me levar e que eu era obrigada a ir. Agora o que mais me fazia pensar é: será que aquela garota, na verdade, A garota, vai estar lá?

— Vou sim. Mas irei apenas depois pra conhecer o lugar. — disse papai me tirando dos meus pensamentos.

Depois do jantar, fui para o meu quarto. Agora eu estava pensando em como vou olhar pra cara dela depois de tudo. Ela não ligou, eu também não consegui ligar, a cada tentativa ao discar seu número, não conseguia completar a ligação. Deitada na cama agora, já estava ficando paranóica. E se ela não sentir o mesmo por mim? E se ela não querer olhar pra minha cara? E se eu não conseguir falar nada quando eu a ver? Por quê, uma coisa é certa, eu vou vê-la. O universo sempre faz coisas como essas, te força a enfrentar os seus medos de frente. Não importa se queira ou não, ele faz questão disso.

[...]

A noite de sono... Não teve sono! Não consegui dormir nem um pouco. Levantei da cama e fui me preparar para a inauguração da lanchonete. Terminei de me arrumar, ainda era bem cedo. Estava vestida em uma calça jeans azul, uma blusa de moletom, com mangas compridas e gola alta.

— Ellie, Paul chegou. — avisou meu pai. Desci as escadas e abri a porta.

— Senhorita Chu!— gritou ele animado. Em poucos segundos já me dava um abraço de urso.

— Senhor Musky. — falei me soltando dele. Paul tinha a mesma aparência desde a última vez que nos vimos.

—Vamos?— me puxou em direção ao carro dele. — Temos que ser os primeiros a chegar.

[...]

A lanchonete do Paul era um sucesso, em poucos minutos que chegamos e ele abriu, já estava cheia de clientes. A inauguração havia ocorrido bem. O lugar tava tão cheio que ele não conseguia dar conta apenas com seus irmãos, e olha que ele tem muitos irmãos. Me ofereci pra ajudar ele.

— Acabou de chegar uma cliente, vai lá. — Paul disse me empurrando em direção a mesa. Até então eu não tinha olhado quem era.

— Ei, não abusa!— falei enquanto ele me empurrava, de frente pra ele em direção a mesa. Quando finalmente ele me soltou e eu virei pra encarar o cliente... Merda. Vou te bater Munsk!

— Oi Ellie — ela falou sorrindo tímida. Já falei que amo o sorriso dela?

— Oi-Oi Aster. — quase não conseguia falar, que droga. Ela sorriu, um sorriso de lado. Que vergonha, ela deve me achar uma idiota. — O- O que vai querer?

— Que tal você sentar?— perguntou sorrindo, sorriso esse que me fez errar um, duas, todas as batidas. Nossa mano, quando fiquei assim?

— Prometi que ia ajudar o Paul...— comecei. Seu olhar ficou triste, isso tá partindo meu coração. — Mas, não vou fazer falta.

Sentei em uma cadeira que tinha de frente a ela na mesa.  Fiquei meu olhar no bloco de anotar pedidos que eu segurava em cima da mesa, não conseguia encarar seu olhar, como sempre, minha timidez atacou.

— Ellie, não vai olhar pra mim?— falou, sua voz tinha uma ponta de tristeza. Levantei meu olhar para encarar o dela. Seu rosto parecia mais iluminado, seus olhos tinham um brilho diferente da última vez que a vi, seus lábios ainda mais chamativos. Ela parecia ainda mais perfeita. Caralho, que melação. É, acho que cai na real. Estou definitivamente apaixonada por Aster Flores, e isso tá me afetando. Tô ficando romântica demais...


Notas Finais


Tava sentada na cama, tava feliz e decepcionada. Feliz por ter assistido um filme incrível como o "Você nem imagina", decepcionda por quê... AINDA NÃO FIZERAM UMA CONTINUAÇÃO CARALHO!!
Mas vamos com calma kk
Então pensei: Mano, vou fazer uma fic. Passar o tempo enquanto espero o segundo.
E aqui estamos. Com esse casal fofo e confuso, Aster Flores e Allie Chu.
Eu ein, tô romântica demais. Isso é estranho. Mas, eai? Você gostatam? Comenta aí se quiserem continuação da fic. E não esquece de favoritar mano, é legal.
Obs: Não revisada, então, desculpa pelos erros que provavelmente são muitos já que o teclado nunca ajuda kk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...