1. Spirit Fanfics >
  2. The hate I feel for myself (Kaisoo) >
  3. Capítulo 41

História The hate I feel for myself (Kaisoo) - Capítulo 47


Escrita por:


Capítulo 47 - Capítulo 41


Pov Lihan ( na delegacia)

Eu estava algemado,sentado em um cadeira na sala do delegado,a algum minutos o dono da sala entra e se senta a minha frente.

--bom garoto,vamos começar o interrogatório,como você se chama?

--Kim Lihan.

-- quantos anos?

--23

--hun__ ele anota__ bom__ ele coloca a caneta de lado e apoia os cotovelos na mesa__ por que estava tentando matar Kim jongin?

Fiquei calado olhando para ele.

--vamos garoto__ ele se rencosta na cadeira__ se você cooperar vai ser mais rápido para ambos.

-- não estou com pressa__ sorri.

Ele se levantou e bateu forte as mãos na mesa.

--acha que tô brincando com você?

--acho__ ri

Ele puxou minha blusa pela gola.

--olha aqui seu muleque.

--olha aqui o senhor__ meu advogado diz assim que entra na sala__ se não soltar meu cliente serei forçado a entrar com um processo contra o senho.

Logo ele solta minha blusa e se afasta da mesa.

-- obrigada,agora vamos ao que interessa__ ele caminha até a mesa e abre sua pasta já retirando um monte de papéis__ ah que mal educação a minha eu sou o advogado Oh Sehun__ ele deu seu melhor sorri.

Após isso ele conecta um pen drive no computador do delegado e puxa as gravações de umas horas atrás.

--como pode ver meu cliente não matou ninguém,o máximo que ele fez foi dar um tiro na perna do garoto,mas pelos relatórios do hospital__ ele pega os tais papeis__ a bala nem se quer pegou em um ponto vital,então você não poderia ter o trago por calsa de tentar um homicídio sendo que meu cliente não tinha a intenção de matar,meu cliente__ ele aponta para mim__ teve motivos para pesegui o garoto com uma arma,e antes que o senhor fale alguma coisa__ ele pega outro papel__aqui está a autorização do porte de arma.

O delegado analisou cada papel com toda atenção,logo ele os coloca sobre a mesa.

--mesmo com toda essa defesa ainda tem o problema dele ter usado a arma em um lugar público,o risco foi muito grande, você terá que arca com isso,terá que pagar o preso da fiança.

-- isso não e um problema para mim__ falei com um tom debochado.

Tenho certeza que ele não gostou pois ele fechou os punhos.

--okay__ ele caminhou até mim e pegou as chaves das algemas,coloquei os braços na altura do meu rosto,assim que ele tirou eu passei a mão na região onde elas estavam e logo sorri,me levantei.

Sehun deu um cheque no valo da fiança e saímos da sala do delegado, caminhamos até o estacionamento,entramos no carro de sehun,ele no motorista e eu no passageiro,assim que nos encaramos dei um beijo nele.

-- você e o melhor__ sorri e mw arrumei no banco.

-- obrigado__ ele sorriu tímido

-- agora vamos tenho muita coisa pra fazer.

Ele deu a partida

∆∆∆∆∆

Eita......

Gostaram?Pov Lihan ( na delegacia)

Eu estava algemado,sentado em um cadeira na sala do delegado,a algum minutos o dono da sala entra e se senta a minha frente.

--bom garoto,vamos começar o interrogatório,como você se chama?

--Kim Lihan.

-- quantos anos?

--23

--hun__ ele anota__ bom__ ele coloca a caneta de lado e apoia os cotovelos na mesa__ por que estava tentando matar Kim jongin?

Fiquei calado olhando para ele.

--vamos garoto__ ele se rencosta na cadeira__ se você cooperar vai ser mais rápido para ambos.

-- não estou com pressa__ sorri.

Ele se levantou e bateu forte as mãos na mesa.

--acha que tô brincando com você?

--acho__ ri

Ele puxou minha blusa pela gola.

--olha aqui seu muleque.

--olha aqui o senhor__ meu advogado diz assim que entra na sala__ se não soltar meu cliente serei forçado a entrar com um processo contra o senho.

Logo ele solta minha blusa e se afasta da mesa.

-- obrigada,agora vamos ao que interessa__ ele caminha até a mesa e abre sua pasta já retirando um monte de papéis__ ah que mal educação a minha eu sou o advogado Oh Sehun__ ele deu seu melhor sorri.

Após isso ele conecta um pen drive no computador do delegado e puxa as gravações de umas horas atrás.

--como pode ver meu cliente não matou ninguém,o máximo que ele fez foi dar um tiro na perna do garoto,mas pelos relatórios do hospital__ ele pega os tais papeis__ a bala nem se quer pegou em um ponto vital,então você não poderia ter o trago por calsa de tentar um homicídio sendo que meu cliente não tinha a intenção de matar,meu cliente__ ele aponta para mim__ teve motivos para pesegui o garoto com uma arma,e antes que o senhor fale alguma coisa__ ele pega outro papel__aqui está a autorização do porte de arma.

O delegado analisou cada papel com toda atenção,logo ele os coloca sobre a mesa.

--mesmo com toda essa defesa ainda tem o problema dele ter usado a arma em um lugar público,o risco foi muito grande, você terá que arca com isso,terá que pagar o preso da fiança.

-- isso não e um problema para mim__ falei com um tom debochado.

Tenho certeza que ele não gostou pois ele fechou os punhos.

--okay__ ele caminhou até mim e pegou as chaves das algemas,coloquei os braços na altura do meu rosto,assim que ele tirou eu passei a mão na região onde elas estavam e logo sorri,me levantei.

Sehun deu um cheque no valo da fiança e saímos da sala do delegado, caminhamos até o estacionamento,entramos no carro de sehun,ele no motorista e eu no passageiro,assim que nos encaramos dei um beijo nele.

-- você e o melhor__ sorri e mw arrumei no banco.

-- obrigado__ ele sorriu tímido

-- agora vamos tenho muita coisa pra fazer.

Ele deu a partida

∆∆∆∆∆

Eita......

Gostaram?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...