História The Haunted Games - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias CrystaL Clear (CLC), Got7, Mitologia Grega, Red Velvet, TWICE
Personagens BamBam, Chaeyoung, Dahyun, Eunbin, Jackson, Jihyo, Jinyoung, Joy, Jungyeon, Mark, Mina, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Sana, Tzuyu, Yeri, Yugyeom
Tags Chaetzu, Chaeyu, Dark, Girl&girl, Got7, Jeongnahyo, Jingyeom, Jinyeom, Joyri, Markson, Michaeng, Mimo, Sobrenatural, Terror, Twice
Visualizações 39
Palavras 1.509
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yaa eu sei que demorei bastante com THG e peço desculpas por isso. Houveram muitos problemas comigo durante esses meses que fiquei sem atualizar então realmente não deu para fazer isso antes.

Enfim, espero que não desistam de mim e de THG e espero que mesmo pequeno o capítulo compense a demora.

PS: Em todos os capítulos terá um semideus como capa. Nesse temos a Yeri, filha de Hefesto.

Capítulo 10 - Túnel da Morte


Fanfic / Fanfiction The Haunted Games - Capítulo 10 - Túnel da Morte

O local era escuro, não poderia-se enxergar nada, não poderia-se ouvir nada. Nada além dos passos dos onze jovens, o barulho de galhos secos sendo quebrados. Nenhum deles estavam no mesmo local e com a densa escuridão não poderia distinguir-se onde cada um estava.

Jinyoung conseguia enxergar normalmente no escuro assim como Mina que era uma das poucas a não colidir com qualquer coisa que encontrasse no meio do caminho. Mesmo achando estranho, Chaeyoung percebeu que também poderia ver no escuro e tentou se acostumar com esse fato. Ao menos assim ela não perderia Sooyoung de vista. Não podia correr o risco de ficar sozinha naquele lugar macabro.

Quando estavam na metade do caminho um som de porta sendo fechada lentamente foi ouvido, seguido por passos lentos e alguns grunhidos estranhos. Yugyeom engoliu em seco tentando achar Eunbin em meio a escuridão. O importante naquele momento era a menina, pois Mark poderia se virar sozinho até certo período. Mas uma criança semideusa e um humano tinham poucas chances de conseguirem essa dádiva.

— O que foi isso? — Sana sussurrou sentindo seu corpo estremecer.

— Está com medo? — Mina sorriu com escárnio após perguntar aquilo.

— Claro que estou com medo. — Sana retrucou, irritada. — Por que eu não estaria?

— Não se preocupe, humaninha. — Mina respondeu caminhando mais a frente da outra garota. — Nada que vier do Mundo Inferior poderá te atacar enquanto eu estiver aqui.

— Como sabe disso? — Sana perguntou. — Nesse escuro pode ser qualquer coisa. Como pode ter certeza que isso vem do Mundo Inferior?

— Há uma coisa interessante sobre filhos de Hades que talvez você não saiba. — Mina fez uma curta pausa. — Nós enxergamos no escuro e exalamos autoridade em qualquer ser que vier das catacumbas. Mesmo as Fúrias não podem nos atacar.

— Fúrias? — Sana perguntou.

— Terríveis bruxas com asas de morcego e chicotes de couro flamejantes. Elas moram no Mundo Inferior e servem ao meu pai, sendo assim não podem me fazer mal algum. — Mina explicou com descaso total. — Não é grande coisa para vocês, humanos, mas saiba que estarei fazendo um grande favor ao poupar sua vida.

— Não sei se agradeço por isso ou não. — Sana respondeu desdenhosa.

No outro canto do túnel subterrâneo, os outros adolescentes custavam a encontrar o caminho de saída para assim saberem o que existia do outro lado, porém não conseguiam nem mesmo enxergarem o local por onde estavam indo.

Jinyoung e Chaeyoung que tinham o dom de ver mesmo no escuro, tentavam achar os outros e guiá-los para o fim do túnel antes que os ruídos estranhos que ouviam se tornassem mais próximos e frequentes.

— Yugyeom! — A voz de Eunbin se fez presente, chamando pelo garoto mais velho.

— Fique calma, Eunbin-ah. — Foi a única coisa que ele respondeu. — Estou tentando encontrar você.

— Estou com medo! — Eunbin respondeu com a voz trêmula. — Não gosto do escuro.

— Vai ficar tudo bem. — Yugyeom prometeu. — Fique calma.

— Yeri! — Uma outra voz fez-se presente no local.

— Tzuyu? — Yugyeom perguntou ao sentir um calor humano próximo a si.

— Yugyeom? — A garota perguntou. — Ao menos encontrei alguém aqui. Estou procurando a Yeri.

— Estou tentando achar a Eunbin. — Yugyeom respondeu. — Sei que ela está aqui, mas não consigo saber onde esteja.

— Joy? — Outra voz foi ouvida próximo aos dois adolescentes.

— Yeri! — Tzuyu disse, aliviada por achar a menina.

— Tzuyu. — Yeri respondeu no mesmo tom de alívio. — Estou procurando a Joy. Não consigo sentir o cheiro do seu perfume. Estou preocupada, ela está com a Chaeyoung e…

Tzuyu não gostou de ouvir a última parte. Não suportava a ideia de que Sooyoung, justamente a garota que ria de Chaeyoung três anos antes, estava fazendo dupla com ela.

— Você poderia usar seu domínio com o fogo. — Yugyeom sugeriu. — Assim poderíamos encontrar os outros com mais facilidade, inclusive o Mark que sumiu.

Yeri suspirou pensando se aquilo poderia ser uma boa ideia, porém assentiu concordando com ela. Quanto mais rápido achasse os outros mais rápido sairiam daquele cubículo de trevas.

Na outra parte Jinyoung seguia com Jackson, enxergando muito bem graças ao fato de ser prole de Tânatos. Sooyoung não havia se perdido por estar andando de mãos dadas com Chaeyoung, mesmo que isso deixasse a bisneta de Hades desconfortável. Não havia nenhum sinal de Mark pelos arredores, ninguém conseguia ouvi-lo ou sentir sua presença no local e cada vez mais os ruídos e os passos lentos e arrastados eram ouvidos.

— Isso não parece algo bom. — Jinyoung disse a Jackson que caminhava ao seu lado. — Vou procurar pelos outros. — Puxou o garoto de cabelos platinados pelo braço em um movimento brusco. — Venha!

Uma única fonte de luz, gerada por Yeri, iluminou parte do local fazendo os adolescentes suspirarem aliviados.

— Yugyeom! — Eunbin gritou correndo rumo em direção ao menino que rapidamente a pôs no colo. — Eu estava com medo de que algo ruim acontecesse.

— Tá tudo bem agora. — Yugyeom respondeu colocando a menina no chão. — Vamos embora daqui.

— Joy! — Yeri sorriu aliviada ao ver Sooyoung junto a Chaeyoung do outro lado do túnel.

Tzuyu semicerrou os olhos ao perceber que a filha de Afrodite segurava a mão de Chaeyoung. Jackson e Jinyoung vinham logo atrás.

— Ah, finalmente uma luz! — Jackson suspirou aliviado ao ver as chamas flamejantes nas palmas das mãos de Yeri.

— Precisamos sair desse lugar agora. — Jinyoung alertou. — Pelo cheiro dessas coisas creio que sejam mortos-vivos.

— Ótimo! Mais desses bichinhos. — Sooyoung retrucou.

— Precisamos achar a Sana e a Mina. — Chaeyoung disse. — Não sabem onde elas possam estar?

— Elas foram as últimas a entrarem então é difícil saber onde estejam. — Comentou Yeri.

— Precisamos achar o Mark também. — Yugyeom disse. — Ele simplesmente sumiu.

— Impossível. — Sooyoung retrucou. — Mark é filho do deus dos ladrões, acho que ele sabe se virar sozinho.

— Não temos garantia disso. — Jackson retrucou.

— Vamos nos dividir em dois grupos. — Tzuyu sugeriu. — Um procura o Mark e o outro procura a Sana e a Mina.

— Não estou a fim de procurar macho. — Sooyoung reclamou. — Vou ficar no grupo que vai achar a Princesinha das Trevas e aquela humana gata que está com ela.

Tzuyu revirou os olhos após ouvir a garota.

— Eu procurarei o Mark. — Jinyoung disse. — Levo Yugyeom e Jackson comigo. Enxergo muito bem no escuro e não precisarei do fogo para me guiar, prefiro que as meninas fiquem todas juntas para achar a Sana e a Mina.

— Ele tem razão. — Yeri disse. — Vamos antes que essas coisas se aproximem o suficiente para poder nos matar ou seja lá o que for que queiram fazer.

Após ouvir Yeri, todos concordaram com ela. Precisavam achar os três perdidos antes que seja tarde demais para isso. Sendo assim, ambos os grupos se separaram pelo túnel a procura dos três enquanto o barulho de ruídos somente aumentava a frequência.

Mina estava na parte mais densa do túnel, junto a Sana que deixava claro seu medo pelo o que seja lá que fosse que estivesse lá. Mina tentou achar algo que identificasse melhor as coisas que estavam ali, porém ao sentir um cheiro familiar engoliu em seco. Lembrando-se muito bem do que era que estava ali.

— Sana corra! — Mina pediu.

— Por que? — A garota perguntou, visivelmente assustada.

— De acordo com minha experiência com cavernas subterrâneas nós estamos á somente alguns poucos quilômetros da saída.

— O quê? Por quê?

— Somente vá, Sana. Eu irei tirar os outros humanos antes que seja tarde demais e por fim nós, semideuses, saíremos. Não posso arriscar a vida de vocês que são mais vulneráveis.

— Por que está dizendo isso? — Sana perguntou, exigindo uma resposta. — O que são essas coisas que estão aqui?

— Zumbis.

— O quê?!

— Faça o que eu te disse. — Mina pediu. — Corra rumo a parte direita do túnel e tente não pensar em coisas que te deixem com medo.

— Por que?

— Somente faça o que eu estou mandando. — Mina respondeu antes de correr rumo a direção oposta.

Sana arquejou ao ouvir alguns gorgolejos desesperados e somente fez aquilo que lhe foi mandado. Correu para o lado direito do túnel e tentou não pensar em coisas que a assustassem. Mesmo que ainda não obtesse a resposta do que perguntara a Mina.

A primeira coisa que Mina percebeu foi que não conseguia controlar os zumbis. Isso somente poderia significar uma coisa.

— Bem vindos ao túnel da morte. — Uma voz macabra soou nos pensamentos de todos ali presentes enquanto procuravam uns pelo restante que faltavam.

Mina ainda não sabia que o único que não deu sinal de vida foi Mark. E Sana não sabia onde estava se metendo. Ninguém sabia seu destino naquele túnel sombrio.

Porém, Mina sorriu ao sentir um forte domínio sobre o local. Túnel da Morte, como era nomeado. Seu sorriso era frio e psicopata, os olhos negros dilataram-se ao enxergarem nas sombras um ser deformado que logo sumiu.

— Parece que mais alguém quer brincar. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...