História The Heist: Granada (Interativa) - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 259
Palavras 749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


➜ Olá, angels, adivinhem quem chegou com mais uma interativa (hehe). Espero mesmo que vocês gostem dela, porque eu estou pensando na mesma fazem mais de seis meses e eu pus bastante esforço para que ela seja a melhor possível. Aos que conhecem meus outros trabalhos, como Tears of a Pearl, não se preocupem porque eu vou continuar ela e mais novidades vão chegar no próximo ano.

➜ A estória foi inspirada em Ocean Eleven, Ocean Eight, La Casa de Papel, The Heist: Monaco, assim como no jogo Persona 5, então, como já era de se esperar, a trama que se segue é a de um roubo e vocês (se tudo der certo, eu espero) vão fazer fichas para participar do roubo do século.

➜ Os edits, tanto da capa, do banner do capítulo e do jornal são de minha autoria, então espero que gostem, porque eu me esforcei muito mesmo para que tudo ficasse o mais agradável aos olhos possível.

↓)ˋ☁️ˎˊ Espero que gostem

Capítulo 1 - 00; Prologue: A Noite Zero


Fanfic / Fanfiction The Heist: Granada (Interativa) - Capítulo 1 - 00; Prologue: A Noite Zero

Prologue:

00; A Noite Zero

The fakers
Are all sick at heart
Their faces hiding their fear
They look down on
All the rest of us
Like they're some special breed

— Shoji Meguro; Wake Up, Get Up, Get Out There

 

11:23 p.m., Oeste do Pacífico

27 de Janeiro de 2020, Singapura

 

A jovem levou aos lábios mais uma vez a sua pint e deu um grande gole, sentindo a cerveja preta descendo por sua garganta. Fez uma careta de aprovação e estalou a língua. — Quem diria que aqueles irlandeses saberiam fazer alguma coisa além de contos de fadas? — comentou, fazendo logo então sinal para a jovem garçonete, que estava encarregada de servir eles naquela noite. O restaurante abaixo deles estava cheio, com vida pulsando por entre as mesas, seja com turistas animados ou com locais relaxados com o final da semana, assim como o bar no completo extremo do lugar, perto das portas que levavam para a cozinha. 

O lugar foi estrategicamente escolhido, sendo aquela região uma das mais populares de toda Singapura, onde não era incomum ver magnatas, milionários e seus herdeiros, homens de negócio e celebridades andando pelas ruas. Sendo um dos países mais ricos do mundo, suas portas estão sempre abertas para estrangeiros e o dinheiro que eles carregam consigo, então é bem fácil que uma uma reunião daquelas passasse despercebida pelas autoridades. Estavam com  tudo preparado faziam alguns dias, e, finalmente, depois de um longo processo seletivo, iriam encontrar com o resto do esquadrão.

O homem conseguiu, por meio de favores muito bem cobrados, uma sala privativa na parte de cima de um restaurante mais discreto em uma das ruas que cortavam a principal. Um grande fervo se alojava na fachada do local por conta da feirinha quinzenal que acontecia, principalmente, para que bugigangas fossem vendidas aos montes para turistas desavisados, além de ter um cheiro forte de peixe por causa de algumas barracas que vendiam frutos do mar. 

— Ei, niño — chamou Carmen, aproximando-se do parceiro. — Que pasa? Você deveria estar radiante vendo o seu plano mirabolante entrando em ação, mas parece o meu primo Júan quando viu a madrinha com um dos namorados.

Aharon passou a mão pelos cabelos e deu uma risada sem emoção. — Sabe que eu nunca entendo quando você fala da suas centenas de primos, certo? — A resposta que recebeu foi apenas um soco de leve no ombro e o conhecido ato infantil de dar a língua. — Tô apenas pensando que..., se tudo der certo, o que tem grandes chances de acontecer, isso pode botar os nossos nomes na história, mas se der errado... 

A outra, que pegava o outro copo com a bebida fermentada e logo dava um gole, parou no meio de sua ação e balançou o indicador. — Nem ao menos termine essa frase, corazón. Vai dar tudo certo, capiche? Cê pensa nesse plano há mais de quatro anos, sabe cada coisinha que deve acontecer, cada minúcia, cada variável, eu nem sei como você consegue não ter dores de cabeça de vez em quando — comentou, sentindo-se um pouco mais confiante em sua tarefa ao ver o mesmo esboçando algo que poderia ser considerado um sorriso. 

Eu sabia que você tinha um lado bom... — começou o egípcio, provocando a jovem, e logo depois recebendo um olhar ameaçador. Sabia o quanto a mesma prezava a sua imagem de durona e de indiferente. — Desse jeito os novos membros vão se acostumar mal.

Carmen se ajeitou no sofá e cruzou as pernas em cima da mesinha de centro que tinham disposta. — Se você apenas pensar em comentar alguma coisa sobre essa conversa, considere-se sortudo por eu não ter cortado a sua garganta quando eu tive chance — falou, dando depois um beliscão na mão de Aharon, que encontrava-se repousada sobre a sua coxa. 

Uma movimentação no lado de fora da sala fez com que ambos parassem de falar e dirigissem a sua atenção para o que acontecia no corredor. Um barulho, que ia aumentando a cada segundo, que parecia bastante com passos no assoalho, e logo então um silêncio ensurdecedor que prolongou-se por breves instantes. Batidas tímidas na porta foram ouvidas e a cabeça da garçonete apareceu, com o rosto inteiro tomado por um rubor que a fazia parecer um tomate. — Os senhores tem... hm... convidados. — informou.

Hora del espectáculo, ángel! — disse por fim Carmen, ajeitando a pistola de sua cintura antes de levantar-se e preparando-se para as carnes frescas.

Aharon deu um suspiro fundo. Agora não havia mais volta.

 

X


Notas Finais


↓)ˋ☁️ˎˊ 𝑱𝒐𝒓𝒏𝒂𝒍: https://www.spiritfanfiction.com/jornais/the-heist-granada-interativa-17803397

O que vocês acharam, angels? Gostaram? Odiaram? Querem mais? Menos? A opinião de vocês é muito importante para mim, de verdade. ( espero que tudo dê certo (ง ื▿ ื)ว )

Bᴇɪᴊɪɴʜᴏs ᴅᴇ Lᴜᴢ﹐ ᴇ ϙᴜᴇ ᴀ ғᴏʀᴄ̧ᴀ ᴇsᴛᴇᴊᴀ ᴄᴏᴍ ᴠᴏᴄᴇ̂s


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...